Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

mw-320.jpg

 

Fernando Mendes, antigo jogador do Sporting e comentador desportivo na CMTV, revelou na terça-feira à noite que, depois da questão de boicote aos meios de comunicação sociais ter sido lançada por Bruno de Carvalho na Assembleia Geral, foi alvo de ameaças por parte de “fanáticos sportinguistas”.

 

“Começo a ser confrontado com alguns fanáticos sportinguistas a acusarem-me de que se continuar no programa sou um traidor. Isto custou-me. Jogo-me para o chão por aquele clube, jogo-me para o chão sei lá… porque é a minha convicção. É o meu clube, é o clube que eu adoro.

 

Recebi mensagens a chamarem-me traidor, Judas, se não sair da CMTV. Se me virem em Alvalade, dão-me um enxerto de porrada. Mas a que ponto isto chegou! Isto foi uma das coisas que falei ao presidente (na reunião com os comentadores afectos ao Clube).

 

O presidente diz que é do Sporting desde pequenino, eu sou do Sporting desde que nasci. O meu pai era sportinguista, a minha mãe era sportinguista e eu vesti aquela camisola, ao contrário de muita gente.

 

No encontro com os comentadores, o presidente disse que 'não se acreditava que havia pessoas que fizessem isso'”.

 

Bem... os referidos "fanáticos" serão mesmo isso, mas, sobretudo, são arruaceiros cobardes. Que Fernando Mendes não pense que não tem companhia, porque nós aqui no Camarote Leonino há muito que somos alvo até de muito pior. Esses imbecis não nos incomodam, minimamente, salvo pelo trabalho de os dar ao desprezo que merecem.

 

Bruno de Carvalho que não seja hipócrita. Este modus operandi foi assumido pela sua falange sectária desde o primeiro dia, nada de novo, portanto. Ele que não venha agora com histórias que "não se acreditava que havia pessoas que fizessem isso". A realidade é que ele tem conhecimento do que ocorre, sempre teve, e muito embora não lhe seja conveniente o admitir, até lhe agrada. Que tanto ele como a falange sectária pensem que chegam a algum lado por esta via, é deveras "fascinante".

 

publicado às 15:15

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


45 comentários

Sem imagem de perfil

De Sangueverde a 21.02.2018 às 22:33

Pois mas teve desde logo Gelson e J. Mario já com um ano de experiencia na 1ª liga que com Marco Silva não tinham e parecendo que não faz muita diferença, depois havia mais Naldo, J.Pereira, Brian Ruiz, Aquillani, T: Gutierrez , assim de repente, depois em Janeiro chegou ainda Coates, Bruno Cesar, Zieglar e Barcos, já o M.Silva tinha de jogar com Tanaka e Nabi Sarr e quando em Dezembro falou em reforços o grande líder citou de cor o plantel da equipa B e quando qualquer um via que havia um ENORME problema no centro da defessa o dito líder vende Maurício, central que ainda assim era o que tinha mais tempo de jogo e foi buscar um lesionado-Weldon- que só começou a jogar em Março, e ainda perde Slimani por mais de um mês que foi jogar a Taça Africana, por isso não compare aquilo que é incomparável.
Sem imagem de perfil

De Mourisco a 22.02.2018 às 00:34

Sangueverde, sem duvida que as condições não foram as mesma, mas não exageramos. O fundamental terá sido mesmo a incompatibilidade entre a direcção e a equipa técnica, mas se analisar o plantel, admito que o de JJ foi mais "cheio" mas com menos qualidade, apesar do investimento.

Tanaka nunca foi grande opção, Sarr jogou no inicio da época apesar de Paulo Oliveira estar no banco. Mas se analisar o equipa tipo, pode ver que quem entrou na minha opinião é pior do que quem saiu:
MS: Patricio; Cedric ou Miguel Lopes; Paulo Oliveira; Mauricio dps Ewerton e Jefferson; William; Adrien; João Mario: Nani: Carrillo; Slimani
JJ: Patriicio; João Pereira; Paulo Oliveira; Naldo dps Coates; Jefferson; William; Adrien: João Mario, Brian Ruiz: Teo;Slimani

Sairam: Cedric, Mauricio, Nani e Carrillo
Entram: João Pereira, Naldo,Ruiz e Teo

JJ tinha mais soluções mas sobretudo tinha o apoio da direcção que permitiu alguns reforço de inverno e por isso não será comparável, mas também não exageremos.

PS: Gelson, no 1º ano de JJ era apenas um joker que entrava de quando em vez, apenas na época passada se afirmou como titular. E não esquecer que MS teve Mané que fez uma época muito muito aceitável, para mim foi uma surpresa não ter ficado no plantel com JJ.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo