Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Futebol e inteligência emocional

Leão Zargo, em 30.09.23

Sporting 2 Rio Ave 0 2023-24.jpg

Ontem, num interessantíssimo texto, o Julius Coelho reflectiu sobre a hierarquia natural que se verifica num plantel de um clube de futebol, e no Sporting em particular. De facto, numa equipa tem de haver um objectivo único, o sucesso colectivo, que se deve equilibrar com a procura do sucesso individual. Parece-me que se houver equilíbrio nas dimensões colectiva e individual há muito maior disponibilidade para cada jogador comportar-se com espírito de equipa. Neste contexto, os aspectos psicológicos, a inteligência emocional, são determinantes.

Não basta ser muito competente de um ponto de vista técnico ou táctico, um jogador tem de ter alta capacidade para se automotivar sistematicamente, de treinar e jogar num nível muito elevado, ao mesmo tempo que mantém um salutar espírito de grupo, admitindo as aspirações dos restantes companheiros e saber conviver bem com elas. Isto para além do controlo da ansiedade e da irritabilidade e a compreensão dos problemas inerentes a uma equipa com grupos etários muito diferentes e de diversas nacionalidades ou culturas. 

Quando vemos o Sporting jogar focamo-nos na performance de cada um dos jogadores e da equipa no seu conjunto. É o resultado do trabalho do treinador na superação dos seus atletas, e em que medida cada um é capaz de agir de acordo com os seus pontos fortes e fracos, contribuindo para derrotar o adversário. Na prática, isto tem nomes, desde Rúben Amorim, a Coates, Adán, Pote, Edwards, Catamo, Nuno Santos, Diomande, Morita, Inácio, Hjulmand, Gyokeres, Paulinho, e os outros do plantel, e como são (ou não são) capazes de lidar com o stress competitivo e as emoções de um jogo de futebol ao mesmo tempo que aplicam as suas competências técnicas e tácticas.

publicado às 14:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Luis Moreira a 30.09.2023 às 15:34

Bom texto. A equipa que joga de ínicio obedece a diversos critérios. O primeiro tem a ver com a equipa adversária e o segundo tem a ver com os jogadores que dão mais garantias.
A equipa adversária joga com um bloco baixo com muitos jogadores? Precisamos de extremos na frente e de defesas rápidos lá atrás. Neste caso podem entrar novos jogadores descansando os habituais titulares. Mas não mais que dois ou três por jogo.Os titulares entram aos 60 minutos assim sendo poupados 1 hora por jogo.
No caso do Sporting temos jogadores de alta rotação como são o Morita, o Nuno Santos, o Edwards, o Trincão, o Gyokeres, o Pote. Estes jogadores têm que ser poupados nos jogos menos exigentes.Mas não todos ao mesmo tempo.
Para isso colaboram o gabinete médico e o técnico .
Sabedoria é manter estes jogadores em elevado nível quando chegam os jogos chave.
PS : Abraço, isto é mesmo de treinador de bancada .Já estou a ferver para logo em Faro
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 30.09.2023 às 15:59

Luís Moreira

Todos nós somos treinadores de bancada e não vem mal ao mundo quando estamos informados, somos inteligentes e não temos más intenções. Aliás, a magia do futebol é que nos permite isso mesmo, nós que somos "consumidores" do desporto-rei.

Abraço sportinguista
Sem imagem de perfil

De JOSÉ JAIME MARQUES a 30.09.2023 às 17:25

Para um treinador de bancada decerto, sem Nivel IV sua análise é positiva, cumprimentos
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 30.09.2023 às 17:31

José Jaime Marques

Treinador de bancada com Nível 0!

Cumprimentos

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo