Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fanfarrice para a história

Rui Gomes, em 04.02.16

 

deget.jpg

 

"Com este presidente (Bruno de Carvalho) nunca

João Moutinho teria ido para o FC Porto"

 

- Fanfarrice repetida vezes sem conta aqui no Camarote Leonino e algures - 

 

O tempo é um mestre muito caprichoso. As suas lições ou são 

 repentinas ou são vagarosas, mas são sempre lições.

 

Alguém terá dito...

 

publicado às 04:27

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


10 comentários

Sem imagem de perfil

De A Verdade a 04.02.2016 às 06:41

Creio que tal frase merece uma reflexão.
É um facto que se viveu ao longo de duas gerações anteriores uma crise de identidade no Sporting, cuja sustentação em valores desportivos não identificáveis (ou compreendidos) por jovens jogadores, levou-os a não pensar duas vezes em sair para outras paragens quiçá mais rentáveis financeiramente e desportivamente.
Gerações "Figo, Moutinho e Bruma" viveram a seu entender uma ambição superior àquela que inclusivamente o próprio futebol português poderia oferecer.
O Sporting foi um clube até inovador em Portugal, reconhecendo aí competências a alguns presidentes, mas terá sido dentro de sí mesmo, com projectos desportivos frágeis e outras pessoas pouco competentes (que alguns ainda lá estão), que nunca superou barreiras.
Este Presidente representa e personifica estas gerações acima referidas. Vive-se no fio da navalha, no oito ou oitenta, na ansiedade, no medo de não ser alguém, nas posições de força pouco reflectidas, no querer mostrar.
A Bruno de Carvalho reconheço-lhe dois erros crassos: Não saber escolher/ouvir quem lhe possa aconselhar, assim como não saber gerir timmings. Ele não é um gestor competente, mas a verdade, é que ninguém naquele núcleo duro o é!
Sem imagem de perfil

De Sotto a 04.02.2016 às 09:44

Concordo plenamente.. É isso e que com este presidente o Carrillo nunca teria ido para um Rival...
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 04.02.2016 às 10:12

O Rui Gomes que acusa os outros de terem um disco estragado, neste seu post considera igual, vender (em acordo das partes) um capitão formado na Academia com um jogador peruano que sai em litígio com o clube... mas os brunistas é que usam de tudo para defender as suas ideias...

Já agora o que é que o Presidente do Sporting de então chamou ao João Moutinho?! agora o que se diria se fosse o BdC a tecer os mesmos comentários?!?!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.02.2016 às 11:55

Não lhe vou explicar mais nada, porque está à vista que o seu fanatismo impede-o de compreender. Ou, então, recusa aceitar os factos.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 04.02.2016 às 13:26

Quais são os factos?! Você próprio fez um post acima que evidencia a podridão de influências da Doyen...

Comparar uma venda por 11M€ do João Moutinho (capitão e proveniente da Academia) com uma situação em litígio como a do Carrillo, não é sério... BdC não quis que o jogador fosse para o benfica, ao contrário do João Moutinho que foi negociado pelo então presidente Bettencourt.
Você quer fazer crer que se fosse BdC, este teria vendido João Moutinho para o Porto? é isso que pretende com este post?

Nota: verifiquei que alguns dos meus comentários nos últimos dias foram ou eliminados ou nem sequer considerados.... é uma politica a seguir ou foi um situação circunstancial?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.02.2016 às 13:40

Só tenho memória de UM comentário seu não ter sido publicado. Não dois, apenas um.

Impossível recordar agora o que terá escrito, mas se o fiz é porque tinha razões fortes para o fazer.

Além dos nossos pontos de vista em polos opósitos, o Schmeichel é um estimado leitor.

Muito breve, o post é claro e não pretende comparar jogadores e reconhece-se que as circunstâncias não são idênticas. Mas, para o efeito, serve bem para ilustrar que nada nem ninguém é infalível. Pessoalmente, pelas circunstâncias então e pelo dinheiro envolvido, BdC teria feito o mesmo que Bettencourt. Mas mesmo que não o fizesse (nunca saberemos) a ideia é da dar destaque à inadequada fanfarrice.

Quanto à Doyen, o caro continua a recusar aceitar a essência da questão. Nunca leu aqui ninguém a defender a Doyen. O que esta empresa consta ou não consta, a origem do dinheiro, a credibilidade dos investidores, etc., é tudo questões laterais.

O Sporting (não Bruno de Carvalho) serviu-se da Doyen para contratar um jogador. Quando chegou ao momento de compensar o investimento feito, o Sporting (através de Bruno de Carvalho) recusou fazê-lo, perante um contrato legítimo. É essa legitimidade contratual que esteve sempre em discussão e não as questões laterais a que Bruno de Carvalho se agarrou (sem provas, aliás, apenas com acusações) para não pagar o que era devido.

Só isto. Factos comprovados, não obstante a retórica em voga.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 04.02.2016 às 14:08

Rui Gomes,

Nunca me ouviu dizer que o contrato com a Doyen não estava bem definido legalmente... o problema não é esse.... o problema é quem beneficiou com esse tipo de contratos?! não foi de certeza o Sporting....

Dou-lhe um exemplo.... imagine que o Estado português assinava um contrato com claro prejuízo para o contribuinte, nesse caso, o Estado não tem o direito de reverter esse contrato? não é isso que se chama renegociar? por exemplo, agora nas PPP?

Existem inúmeros casos em que foi necessário conflitos em Tribunal, para alterar um conceito considerado irreversível... um exemplo disso o caso Bosman.... as pessoas esquecem-se que foi necessário um jogador em nome individual colocar um clube em tribunal, para hoje os jogadores do mundo inteiro (incluindo o Carrillo) poderem sair do clube quando o contrato acaba!

A expectativa neste processo Doyen era de que os tribunais protegessem quem realmente cria e desenvolve o futebol... os clubes!!! Os fundos são o cancro que vivem à custa das dificuldades dos clubes... tal e qual a máfia!!!
Sem imagem de perfil

De D a 04.02.2016 às 12:15

Comparar o incomparável, o moutinho era capitão, era peça chave, era o jogador mais consistente do plantel, o carrillo depois de 3 anos a desiludir finalmente mostrou alguma coisa, o moutinho tinha anos de contrato por cumprir, se o Sporting não tivesse aceitado a sua chantagem que remédio teria ele se não recuar na sua decisão, e mesmo avançando para a sua venda, não havia ninguém na europa que desse 11 milhões por ele ?? Só o porto ? E nós aceitámos vender o capitão para o rival ?

O carrillo teve propostas para renovar, quais as condições financeiras ? Não sei, só quem lá esteve é que sabe.

O carrillo podia ter sido transferido, no verão ou agora em janeiro ? Houve noticias sobre, Leicester, Bournemouth, Sevilla, mas da minha parte só posso dizer:
Não sei, só quem lá está é que sabe.

Quem quiser acreditar no chulo do casareto é livre de o fazer...


Dito tudo isto, não fico agradado com a forma como este processo foi conduzido, o Sporting devia ter lido melhor a situação, assim que achou que as negociações se estavam a arrastar devia ter avançado para a venda do jogador.

O carrillo foi-se, paciência, aprendam com isso, tratem de renovar já (é para ontem) com aquele que está a ser o jogador mais consistente desta época, Adrien Silva.
Imagem de perfil

De Profeta a 04.02.2016 às 12:23

Pelo menos o Moutinho rendeu 11 milhões, e mais tarde, quando foi vendido do Porto para o Mónaco, ainda rendeu mais algum dinheiro, que contribuiu para as contas positivas do primeiro ano do Bruno de Carvalho...

E de relembrar, que o próprio Bruno de Azevedo afirmou numa entrevista ao Record há 1 ano atrás, que de borla o Carrillo não sairia. Agora, aziado, ameaça processa-lo Lololololol. Uma risota, esse mitómano!
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 04.02.2016 às 18:48

LOOOOOOOOOOOLL !!

Se eu mesmo, proprio fossse Presidente eramos todos os anos campeoes nacionais !! E até dispensava a T.da Liga LOOOOOLL !!
A T. de Portugal nao dispensava... o Jamor é lindo !!
Se eu, o mesmo próprio fosse o treinador até ganhávamos a Liga dos campeoes

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo