Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ganhou quem mais mereceu?

Rui Gomes, em 12.07.21

Screenshot (200).png

Muito poucas finais das grandes provas entusiasmam - salvo quando a Selecção Nacional participa - e esta foi apenas mais uma.

Duas equipas com muito poucos argumentos ofensivos. A Inglaterra marcou logo aos dois minutos e dedicou-se simplesmente a defender. A Itália, com domínio de bola superior mas com um jogo muito rendilhado e com pouco para oferecer no último terço, salvo o golo do empate no meio de alguma confusão. Chegou a um determinado ponto que ambas esperavam pelo prolongamento e, daí, as grandes penalidades.

Na lotaria, uma mistura de eficácia e felicidade ditou o vencedor.

*** Em nota separada, Cristiano Ronaldo sagrou-se o melhor marcador do Euro 2020, com 5 golos, e é o mais velho a consegui-lo. Schick também apontou o mesmo número de golos mas o primeiro critério de desempate são as assistências e aí o capitão da Selecção Nacional leva vantagem: uma contra nenhuma do checo.

Aos 36 anos e cinco meses, é o mais velho melhor marcador de sempre num Europeu. Até agora, o mais velho era Michel Platini, que tinha 29 anos e um mês em 1984.

publicado às 06:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.07.2021 às 08:15

Ganhou quem mais mereceu, a alteração tática a meio da segunda parte de Mancini desequilibrou de vez o jogo, que já estava mais azul.
Grande fezada de Southgate, colocar no último minuto de jogo dois jovens que acabaram por falhar dois penalties foi de Zandinga, tinha tudo para correr bem: jogadores jovens que não acusam pressão, entram totalmente concentrados e com a adrenalina a 100%.

Ronaldo quebra mais um recorde, por SETE anos e 1/4. Não há palavras.
Sem imagem de perfil

De LG a 12.07.2021 às 08:15

Isto desmarca de vez em quando
Sem imagem de perfil

De Orlando Santos a 12.07.2021 às 11:23

A Itália foi melhor na final e mereceu vencer, mas o Southgate escusava de ter facilitado as coisas. Meter 2 jogadores a frio no fim só para marcar os penalties, era arriscar; numa final importantíssima meter 2 putos (Sancho & Saka) a marcar penalties. Southgate alucinou completamente naquele momento e o resultado foi o que era previsível.
Sem imagem de perfil

De JCR a 12.07.2021 às 13:39

Eu queria que a Itália ganhasse, e quem vence, merece sempre. Mas a mim, os motivos principais porque queria ver a Itália ganhar, foram vários e os seguintes:

1 - Estar contra este modelo de competição da UEFA
Já aqui escrevi que, das 4 selecções das meias-finais, todas elas jogaram a fase de grupos em casa, além de Wembley, em 6 dias, ter recebido 3 jogos, e a conclusão que isto foi errado, após a final, Ceferin, presidente da UEFA, disse que não quer mais este modelo porque "houve equipas que só viajaram 1000 Km, enquanto outras 10000 Km", e só por isto é que eu queria que a equipa da casa perdesse.

2 - A injustiça do penálti e 2 bolas em campo antes da marcação desse castigo, nas meias-finais da Inglaterra
Já foi aqui publicado isto e bem, o penálti contra a Dinamarca sobre Sterling, é completamente inexistente, e tanto árbitro e VAR permitiram, além de, no lance que deu no castigo máximo, houve 2 bolas em campo, pelo que, irei estar sempre contra estas ajudas/injustiças que beneficiam mal quem não merece!

3 - Estar há muito farto de ingleses bêbados
Acho que não é preciso adiantar muito mais do que penso acerca das várias invasões, infelizmente também em Portugal, que este bêbados fazem sempre, com todos os prejuízos que isso traz!

4 - The cup is coming Rome, not home

Termino só com 1 curiosidade. nos últimos 16 anos, só equipas latinas é que ganharam o Euro, Espanha em 2008 e 2012, Portugal em 2016 e Itália em 2021, e antes tinha sido infelizmente, para mal da nossa alma, a Grecia, pelo que, isto mostra a qualidade e força destes 3 países, contra todos os outros, e pena Portugal não ter feito mais neste Euro, mas com o engenheireco medroso à cabeça, iremos permanecer na mediocricidade, tendo nós ainda CR7 activo, porque quando isso deixar de acontecer, vai ser de mal a pior!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo