Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Godinho Lopes já testemunhou no TAS

Rui Gomes, em 17.06.15

 

ngA5D893B0-ED0E-4723-8096-E60C6304DFD6.JPG

 

Na sequência da sua audição, esta terça-feira, em Lausanne, no Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), Godinho Lopes emitiu o seguinte comunicado:

 

«Acima de tudo os valores do Sporting.

 

Não há muito para dizer sobre a minha intervenção, esta tarde, no TAS.

 

Primeiro porque me sinto obrigado à estrita confidencialidade imposta pelo tribunal em causa. Depois porque as minhas declarações apenas tiveram por função responder às perguntas dos árbitros, do Sporting Clube de Portugal e da Doyen; e justificar as decisões que tomei ao abrigo do contrato que assinei enquanto presidente do Sporting Clube de Portugal.

 

Porque seria incapaz de o fazer, no passado, no presente ou no futuro, nada declarei contra o Clube do meu coração.

 

Acima de tudo lamento as injustas acusações de que tenho sido alvo. Acusações que, ainda assim, jamais irão abater as minhas convicções pessoais e o meu amor pelo Sporting Clube de Portugal.»

..........................................................................

 

*** Tenho comentado este assunto de forma intensa nos últimos dias, e entre o muito que disse, consta o seguinte:

 

- "(...) Além de satisfazer questões do foro processual, no que à autenticação de documentação submetida como evidência diz respeito, não vejo o que mais poderá contribuir. Quanto muito, poderá confirmar o que é factual: foi ele que assinou o contrato com a Doyen e é conhecedor dos seus termos e condições".

 

- "(...) Continuo a não ver o que ele poderá contribuir a favor ou contra o Sporting, uma vez que não teve parte activa nas negociações e eventual transferência de Rojo".

 

- "(...) E, o facto de uma das partes o incluir na sua lista de testemunhas, não implica, necessariamente, que irá depor a favor dessa parte e em detrimento da outra. O que eu vejo aqui, salvo evidência em contrário, é uma necessidade de confirmar a validade de um contrato através das pessoas que o negociaram e assinaram".

 

publicado às 04:33

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


63 comentários

Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 17.06.2015 às 07:44

Rui se for como ele diz!
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 17.06.2015 às 07:47

Precipitei-me :)

O que queria dizer é que se é como ele diz "Não há muito para dizer sobre a minha intervenção, esta tarde, no TAS" porque não prestou um testemunho por escrito em vez de presencial!? Por acaso também acho Genebra uma cidade bonita embora prefira Bern!

SL,
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 09:41

Sérgio,

A realidade é que aconteceu precisamente aquilo que se debateu inicialmente. Não vejo o problema, salvo por uma questão de percepções.
Sem imagem de perfil

De Petinga a 17.06.2015 às 08:01

Insiste na simpatia para com Godinho.
Diga lá, se sabe tanto, o que perderia Godinho Lopes (ou o Sporting) se ele se recusasse a comparecer.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 09:35

Não é uma questão de simpatia, mas de ser justo, algo que o Petinga parece ser incapaz.
Sem imagem de perfil

De Petinga a 17.06.2015 às 14:33

Continuo à espera de reposta à pergunta. Porque não fez GL a declaração escrita? Já foi dito múltiplas vezes que não era precisa a sua presença para se aferir da validade do contrato.
Repito: a tentativa contorcionista, por parte de quem não dá um mm de tolerância à actual direcção, de desculpar e justificar esta presença de GL em Genebra é inacreditável.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 14:41

O Petinga gosta muito de fazer perguntas à conveniência. Porque é que não pergunta directamente ao GL, assim ficaria completamente esclarecido. Como se isto fosse a questão mais importante do Mundo !!! O homem foi, disse o que disse na presença de representantes do Sporting e Petingas e afins continuam preocupados. A v/preocupação devia centrar-se nos milhões que muito provavelmente terão de ser pagos à Doyem por quem rasgou o contrato.

E é verdade, indiferente deste caso, continuaremos a não dar um mm dde tolerância ao Bruno e à sua ganga de políticos, sempre que houver causa para isso.
Sem imagem de perfil

De Petinga a 17.06.2015 às 14:43

Registo a sua parcialidade. Nada de surpreendente, para quem considera que GL deveria ter levado o mandato até ao fim.
Sem imagem de perfil

De CarlinhaMR a 17.06.2015 às 08:23

As coisas estão claras, explicadas para quem queira perceber.
Obrigada amigo Rui.

Independentemente de se gostar ou não do senhor em questão, o que mais querem que ele faça para provar que foi apenas explicar o que aconteceu na sua vigência e não para prejudicar o SCP ??!!

Estão a proliferar correntes de promoção a ódios de estimação que poderão ter consequências lamentáveis.
Esta mentalidade belicista do novo sportinguismo, irrita-me solenemente.
Dá-me a sensação que estamos no faroeste e que o lema é: ou és brunista ou 'morres'.
Estamos sim em democracia, com liberdade de expressão mas com responsabilidade, não com libertinagem, que é bem diferente.

E depois qual é 0 problema??
Mesmo que o SCP perca, segundo os jornais da especialidade, não vai prejudicar financeiramente. Então, para quê tanto ruído?
Os tubarões que vão decidir, não serão estas figurinhas do Sporting ou o presidente do Porto que tem a moral de um verme, mas PODEROSOS de outras paragens.

Quando li o primeiro interveniente, achei de uma idiotice tão lamentável, que o melhor será deixar o assunto para o visado.

Onde pára aquele sportinguismo de pessoas educadas, que sabiam respeitar e dar-se ao respeito...?? SL

Sem imagem de perfil

De Jorge a 17.06.2015 às 09:45

Cara Carla

Claro que vai prejudicar financeiramente, e muito! Apenas foi dito que não compromete os resultados positivos deste ano, mesmo que tenhamos de pagar 12M à Doyen.

Godinho Lopes não precisava de ter ido à audiência. Como já disse noutro post, se ele não foi dizer mal da Doyen, então não terá sido de certeza para ajudar o SCP. Mesmo admitindo que foi lá apenas dizer "Fiz um contrato com a Doyen, eles pagaram 3M € para Rojo vir para o Sporting, nós só tivemos de pagar 1M + ordenados, logo ficaram com 75% do passe", está a tomar partido da Doyen. Ele não sabe o que se passou no último Verão, já não era Presidente do SCP. É sobre esses acontecimentos que o julgamento se deve debruçar. O tribunal não precisa de Godinho para saber os termos do contrato e o negócio que foi feito. Se tivesse evitado ir, resguardava-se a ele e ao Sporting.

À parte deste processo, não me peçam para acreditar numa só palavra deste sujeito depois da camioneta de mentiras que já disse. Ainda há poucos dias tornou a fazê-lo quando referiu que com ele Jesus estava no Sporting há 2 anos... quem acredita nisto?

Sem imagem de perfil

De Petinga a 17.06.2015 às 14:35

"Ainda há poucos dias tornou a fazê-lo quando referiu que com ele Jesus estava no Sporting há 2 anos... quem acredita nisto?"

Muitos dos escribas aqui no Camarote, com o Ricardo Leão à cabeça.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 14:47

E qual é problema real com essa afirmação dele ? Nenhum !!!

Ele não está no Sporting, faz parte do passado e o que ele diz é inconsequente.

Só mentes como o Petinga se preocupam com estas não questões.

E tenha cautela a apontar o dedo acusatório aos "escribas do Camarote" para não me obrigar a responder... sem ambiguidades.
Sem imagem de perfil

De CarlinhaMR a 17.06.2015 às 19:50

Caro Jorge,

Venho apenas agradecer ter-me dirigido palavra e dizer que sinto-me quase analfabeta perante o que vocês sabem com tanta certeza.

Desculpe-me a ignorância, o Jorge tem toda a razão e prontus '.
SL
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 17.06.2015 às 10:46

Cara Carlinha,

Desculpe a agressividade... mas fiquei perplexo com o que para si é importante...

"Onde pára aquele sportinguismo de pessoas educadas, que sabiam respeitar e dar-se ao respeito...?".... então e o amor e respeito pelo clube?! para si ser do Sporting é essencialmente saber respeitar os outros, mesmo que nos tenham roubado?! tipo dar a outra face depois de ser agredido?! epá... isso é mais da Bíblia!!!
Na minha forma de ver, "quem não se sente, não é filho de boa gente"... sempre ouvi dizer isto... agora defender um personagem que arruinou o Sporting, que vai testemunhar contra o Sporting ao lado de PDC e LFV, e você pede respeito por esse personagem?! pois eu não tenho.... e não me venha dar lições de sportinguismo... porque eu não o considero sportinguista... e defendo a sua expulsão como sócio!!

Não aceito o argumento de que ele apenas "foi explicar o que aconteceu na sua vigência e não para prejudicar o SCP"... a sério?!?!?! e como testemunha da acusação?!?!? tem de me explicar como é que se indica uma testemunha sem nenhum objectivo por trás? deve ser uma coisa nova...

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 12:14

Schmeichel,

Ignora os factos e volta a bater na mesma tecla.
Sem imagem de perfil

De Afonso Magalhães a 17.06.2015 às 15:08

Acho que ele aprendeu consigo, caro Rui...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 16:52

É curioso como o caro tem o condão de aparecer aqui a comentar e nada dizer. Isso nasceu consigo ou foi algo desenvolvido ao longo dos anos ?
Sem imagem de perfil

De CarlinhaMR a 17.06.2015 às 19:33

Caro Schmeichel ,

Interprete as minhas palavras como quiser, está no seu pleno direito, a democracia assim o permite!!
Já que parece ter uma veia de bruxo para saber tanto sobre o que as pessoas pensam, adorava que fosse à sua bolinha de cristal e me desse a chave do euromilhões...Ui, nem imagina o jeitinho que me daria.

Já agora conhece o ditado que diz....respeite-se a si mesmo para poder respeitar o outros? Que maçada eu ser das que segue esse lema, não Schmeichel ?
E se eu for bíblica, o que tem o Schmeichel ou mais alguém a ver com isso?
Teria vergonha de mim mesma, se alguma vez deixasse de pensar pela minha própria cabeça e aderisse ao clube da carneirada, dos YES SIR BOSS.

Fique mesmo bem...
SL
Sem imagem de perfil

De Jorge a 17.06.2015 às 08:25

A não ser que tenha dito que a Doyen "não presta" (o que não acredito), a sua intervenção só prejudica o Sporting Clube de Portugal. E mais não digo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 09:37

Ao Jorge convém sustentar por todos os meios a assinatura no requerimento para a expulsão de sócio. Ridículo !!!
Sem imagem de perfil

De Jorge a 17.06.2015 às 09:59

Se fosse sustentar ponto por ponto essa minha decisão, amanhã ainda estaria aqui a escrever este comentário. E teria de fazer uma pesquisa, porque já foi tanta coisa que algumas nem me consigo logo lembrar. Mas digo-lhe onde isso tudo converge no meu entendimento: tenho sérias dúvidas que Godinho seja realmente sportinguista. Não consigo imaginar essa possibilidade depois do que fez ao clube. O Rui acredita que ele podia/devia ter cumprido o mandato até ao fim, já eu acredito que isso teria sido o fim do Sporting, pelo menos o Sporting dos sócios.

São convicções, mas não sou arrogante ao ponto de dizer que a minha está certa e a sua errada. Admito que posso estar enganado, mas a minha convicção diz-me o contrário.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 10:10

Muito mais do que acreditar que ele devia ter cumprido o mandato até ao fim - ou, como argumentei na altura - até a época terminar, não gostei das manobras vergonhosas que se verificaram por parte de Bruno de Carvalho, Eduardo Barroso, Daniel Sampaio e afins.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 17.06.2015 às 10:37

É natural que o Rui pense assim, se não acreditar que Godinho estava na iminência de levar o clube a um ponto sem retorno, não o vou criticar por isso.

Mas Eduardo Barroso, Daniel Sampaio, os dois rapazes do Movimento, eu e mais centenas/milhares de sócios acreditámos que isso estava a acontecer. E fizemos tudo o que estava ao alcance para o travar. Dentro das possibilidades legais...

Fazendo uma analogia, que pode ser algo exagerada mas serve para compreender onde quero chegar. A pessoa A encarrega uma pessoa B de tomar conta do seu filho por um tempo. A pessoa B falha o compromisso e sequestra o filho da pessoa A, colocando-o em perigo de vida. A pessoa A (sócios) não faria tudo o que estava ao seu alcance, fossem quais os meios que fossem, de salvar o filho que ama (Sporting) da pessoa que estava encarregue e o colocava em perigo (presidente)?

Nós viamos o clube em perigo, descalabro financeiro e desportivo sem precedentes, sem perspectivas de resolução. Actuámos, com base nas nossas convicções.

SL

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 12:17

Os dois rapazes do movimento, não foi ???

Levar o clube a um ponto sem retorno ???

Enfim... mais do mesmo de sempre.
Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 17.06.2015 às 09:35

"Nada declarei contra o me clube do coracao". Ou seja nada declarou contra a doyen sports. LOL

Tudo dito pela minha parte....
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 09:39

Estiveram presentes representantes do Sporting e a audição tem um registo oficial. É isto que conta e não "bocas" do Luís Franco.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.06.2015 às 09:48

Não tenho, nunca tive, particular simpatia por Godinho Lopes, nem na fase de gestor de empresas, nem na fase de presidente do Sporting.
Desde há algum tempo sobre GL foi dito o que Maomé não disse do toucinho e, pior ainda, foi condenado na praça pública antes de se provar algo de concreto contra ele.

Agora, convocado para comparecer em Lausanne decidiu comparecer. Está no seu direito, pois foi ele que estabeleceu a contratação de Rojo e, consequentemente, o vínculo com a Doyen. Sendo um protagonista tem o direito de pretender deixar clara a sua participação no processo.

O diferendo do Sporting com a Doyen é posterior à sua saída do Sporting e que não foi motivo de inquérito porque sobre essa matéria nada sabe.

Todos os seres humanos têm direito ao bom nome e à integridade. No que se refere ao GL esses princípios irrevogáveis foram postos em causa. Ele terá sentido isso mesmo, o que o levou a aceitar estar em Lausanne.

Saúdo o Rui Gomes pela lição de sportinguismo e de humildade intelectual que nos deu a todos pela forma como abordou o processo num post anterior. Sem dogmas nem certezas, espôs-se à opinião dos comentadores, investigou, incentivou que outros investigassem, debateu o que sabia e partilhou a interpretação jurídica que fez sobre os aspectos processuais.
Louvo a CarlinhaMR pela ponderação da sua avaliação e pelas palavras justas e adequadas, mesmo sendo difícil nestes dias tão conflituantes que o Sporting vive.

Uma lição!
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 17.06.2015 às 11:05

Eu confesso-me perdido por algumas conclusões de alguns Sportinguistas relativamente ao que se tem passado neste clube.

É dificil, confesso, não recorrer ao mais sujo vernáculo perante o desonesto post da Carla, que se insurge contra o belicismo dentro do clube mas não se coíbe de rotular terceiros, por terem opiniões contrárias.

Não consigo deixar de levar as mãos à cabeça por tanta preocupação com o bom nome de Godinho, um homem com tremendas responsabilidades no estado de pura indigência do clube, por incompetência e negligência e que por estes dias não se coibiu de construir as mais fantasiosas narrativas, claramente assumindo os adeptos do Sporting como idiotas sem memória.

Não consigo ver sem muita revolta como é que há sportinguistas que diariamente se preocupam em atacar o actual presidente do clube cujo bom trabalho é sustentado por resultados desportivos, financeiros e patrimoniais e defendem personalidades que praticamente destruiram o Sporting.

Por isto mesmo é que defendo a responsabilização e nenhuma tolerância relativamente ao passado.

Tenho que defender. É inconcebível que se ataque um presente com um equilíbrio financeiro quando se fecharam os olhos a prejuizos anuais superiores a 40M. A um passivo superior a 400M, com receitas cada vez menos exauridas e custos galopantes. A vendas de jogadores às peças para pagar despesas correntes. À subalternização estrutural do clube no futebol português e à sua decadência desportiva.

Digo mais. A partir do momento, que duvido que aconteça mas já achei menos impossível, que a postura e o perfil do presidente, seja ele quem for, tenha mais importância para a maioria dos adeptos e sócios que a sua recuperação financeira e desportiva, esses adeptos terão o que merecem. Um clube pequeno, silencioso, acomodado, cobarde, sem voz, a viver das aparências e sem futuro.

Sem imagem de perfil

De Fight for your Right a 17.06.2015 às 11:20

+1
Imagem de perfil

De Don Derrape a 17.06.2015 às 11:56

Obrigado por este comentário Lion73.
Disse tudo e eu subscrevo!
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.06.2015 às 13:55

Lion

Godinho Lopes foi sancionado pelos sportinguistas enquanto presidente do Clube. Transportará sempre com ele a designação do "pior presidente do Sporting". A esse nível não conheço sanção maior do que esta.

Até este momento não tenho conhecimento de qualquer acusação do foro criminal contra GLopes. Se isso se verificar desejo que a justiça seja célere e eficaz.

Dito isto, GLopes usufrui de todos os direitos inalienáveis e imprescritíveis num Estado de Direito. Ninguém tem o direito de questionar esta dimensão de cidadania.
Se me perguntar se eu preferia que GLopes não comparecesse em Lausanne, responderei prontamente que preferia que não fosse. Mas isso sou eu, cada um tem a liberdade de dedicidir por si.

Enquanto associado do Sporting tenho o direito de ter opinião sobre a gestão de Bruno de Carvalho, estritamente na sua função de gestor do Clube e da SAD.
Nunca abordei aspectos da vida pessoal de BdC, não dou palpites sobre moral, ou coisas assim, isto é, só opino sobre aquilo que decorre estritamente da sua função.

Não adianta grandes proclamações sobre o Sporting pequeno ou grande e outras conversas do género. O Sporting faz parte da minha vida desde muito jovem. Observo-o e estudo-o para o entender melhor. Ao clube e aos sportinguistas. Interessa-me o percurso secular do Sporting, nas suas grandezas e misérias, nos seus heróis e nos que fracassaram. É próprio da natureza humana. Todos eles permitem tirar ilações sobre o Clube, a sua identidade, a sua gente.

Nunca na minha vida corri atrás de Messias que aparecem com uma missão regeneradora de algum país ou instituição. A vida ensinou-me que esses Messias deixam atrás de si um rasto de destruição. Quando partem tudo está ainda pior do que quando chegaram como arautos da salvação.

Acredito no trabalho em equipa, sistemático, transparente, democrático, partilhado, responsabilizado. Acredito numa equipa que se orgulha da História da sua instituição e que, com humildade e competência, pretende levá-la para um patamar ainda mais elevado. Uma equipa que não é a instituição, que não se pretende confundir com ela, mas que a serve com verdadeiro desprendimento.

Esta conversa toda por causa de GLopes ter decidido ir a Lausanne! Parece um despropósito, mas talvez não seja, quando o que está em causa é cada um ter a liberdade de decidir sobre as suas acções.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 17.06.2015 às 14:54

Zargo,

"Dito isto, GLopes usufrui de todos os direitos inalienáveis e imprescritíveis num Estado de Direito. Ninguém tem o direito de questionar esta dimensão de cidadania."

Mas alguém disse que ele não tem esse direito, enquanto cidadão? A questão prende-se com o facto de ele ser sócio do Sporting.... ao qual tem regras que tem de cumprir...

Transcrevo aqui alguns dos deveres do sócio, artº21, que não estão a ser cumpridos por GL:
a) honrar o Clube e defender o seu nome e prestígio;
c) cumprir pontualmente as disposições dos estatutos e regulamentos do Clube e acatar as deliberações dos órgãos sociais e as decisões dos dirigentes;
e) aceitar o exercício dos cargos para que sejam eleitos ou nomeados e exercê-los com exemplar conduta moral e cívica e em conformidade com a orientação definida pelos órgãos sociais do Clube;
f) zelar pela coesão interna do Clube;
g) manter impecável comportamento moral e disciplinar de forma a não prejudicar os legítimos interesses do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, nomeadamente defendendo e zelando pelo património do Clube;
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.06.2015 às 15:55

Schmeichel

GLopes não esteve em Lausanne na condição de sócio do Sporting. Esteve enquanto o presidente do Sporting que contratou Rojo. Isto é, foi um protagonista directo. decorrente das funções que exerceu, muito para além da condição de sócio do clube.

Agora, cada um, interpreta como considera justo a presença de GLopes. Procurei explicar isso no comentário ao Lion. Compreendo que o Schmeichel não concorde com a minha argumentação, mas na verdade é honesta, franca e límpida. E quando assim é...
Sem imagem de perfil

De HY a 17.06.2015 às 20:36

"GLopes não esteve em Lausanne na condição de sócio do Sporting. Esteve enquanto o presidente do Sporting que contratou Rojo. Isto é, foi um protagonista directo. decorrente das funções que exerceu, muito para além da condição de sócio do clube."

Fantástico, LZ. O argumento do ano!!!
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.06.2015 às 22:01

Caro HY

Fantástico?! É capaz de me explicar a razão da exclamação?
Sem imagem de perfil

De HY a 17.06.2015 às 23:25

EU sei que nāo precisa de explicação, LZ. E o LZ sabe que eu sei :)
Sem imagem de perfil

De Petinga a 17.06.2015 às 14:27

Excelente comentário, Lion73.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 17.06.2015 às 12:24

Leão Zargo
ser-se presidente do Sporting exige responsabilidade e conhecimentos de gestão de um clube com a dimensão do Sporting, sendo o futebol a parte fulcral que dinamiza o clube requer também deste um mínimo de conhecimentos de como é manejado em Portugal.
Depois de João Rocha (1986) tivemos 10 presidentes no clube, (Amado de Freitas, Jorge Gonçalves,Sousa Sintra, Santana Lopes,José Roquette, Dias da Cunha,Soares Franco, Jose E. Bettencourt,Godinho Lopes e Bruno de Carvalho) Entre os chamados mecenas (João Rocha, Sousa Sintra e José Roquette) tivemos presidentes técnicos de gestão mas sendo a maioria sem grandes conhecimentos do futebol gerindo na dependencia das pessoas que contrataram para o efeito e a conclusão é do conhecimento de todos nós , os anos avançam e cada vez mais ficámos mais pobres de títulos e financeiramente , nestes anos magros nasceram uma nova geração de adeptos do clube que pouco ou nada conhecem a glória e o significado de ser-se campeão quase todos os anos.
Á toda uma legitimidade de analisar o que de tão errado se fez para se chegar a este ponto. Onde teve início o declínio e quem são os responsáveis por esse declínio e poucos ou nenhuns estão isentos de culpas das péssimas gestões desportivas.
João Rocha acusou várias vezes o modelo de José Roquete que criou uma estrutura demasiado pesada insustentável para as receitas e o passivo disparou.
Ganhámos é verdade titulos com Jose Roquette e Dias da Cunha mas a pergunta é a que preço? Titulos sem possibilidades da sua sustentabilidade e continuação.
Temos que analisar para não deixar repetir o que quase destruiu o Sporting e tem que haver chamadas á responsabilidade. Um modelo que provocou o apetite de organizações financeiras como os fundos para se servirem do clube e assim poderem alimentar o seu exército de parasitas , tudo passou a ser artificial, o clube era um "transporte" de negócios para alguns. O Sporting entrou em decadéncia total.
Vai doer pois vai mas queremos recuperar o nosso clube.
E quanto mais defenderem o passado mais força de razão nos dão para a tentativa do virar de página.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.06.2015 às 16:14

Julius

Analisando a história do Spoting no plano competitivo e financeiro é fácil identificar o momento em que o Clube entrou numa fase de subalternidade da qual nunca mais recuperaria: foi no final da década de 1950 quando às obrigações decorrentes do crédito contraído junto dos bancos para construir o Estádio de Alvalade, se juntou uma insuficiente receita financeira agravada por uma má transição do futebol semi-profissional para o profissional, que lançaram o clube numa gravíssima crise financeira.

Essa subalternidade interna perante o Benfica, foi reforçada pela conquista dos dois campeonatos da Europa e por uma equipa prodigiosa que tinha, entre outro, Eusíbio, Águas, Coluna, Simões, José Augusto…

A partir daí, todas as lideranças do Sporting foram mais reactivas do que prospectivas. Reagiam mais do que construíam.
É a nossa história desde essa altura, nomeadamente desde a primeira presidência de Brás Medeiros em 1959 na 1961. Brás Medeiros foi, talvez, o presidente que melhor compreendeu as causas da subalternidade do Sporting. Lutou contra isso na segunda presidência, entre 1965 e 1973, mas não foi bem sucedido. Como ninguém foi depois dessa data. Ler os escritos e os discursos de Brás Medeiros poderia ajudar a compreender muita coisa, mas hoje corre-se atás do imediato, do facebook e da boca para os jornalistas e não há tempo para estudar e analisar a conjuntura específica do Sporting.

Portanto, é uma história com 60 anos. Na minha opinião só se resolve com trabalho planificado, resiliêncio e conhecimento do passado, e não com palavras de vento.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 17.06.2015 às 20:00

A minha pergunta é se o actual presidente do Sporting conseguiu realizar ou não
(o que considero uma das bases mais importantes para um novo ponto de partida que permita uma gestão com maior estabilidade) baixar considerávelmente as despesas sendo um dos principais factores que se tornou numa herança pesadíssima para todas as anteriores gestões que o precederam.
O Benfica e Porto ainda têm que inventar todos os meses algo de 8M/€ /mes e as noticías que são do nosso conhecimento dizem que o Sporting anda agora nos 3M/€/mes reduzido quase a metade do que gastava.
É um facto ou não?
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.06.2015 às 22:14

Julius

Mas essa questão nem constitui propriamente uma questão. Consta em toda a documentação oficial e não oficial que houve uma diminuição da despesa.

Eu fiz um breve historial do clube, entre outras razões porque refere "uma nova geração de adeptos do clube que pouco ou nada conhecem a glória e o significado de ser-se campeão quase todos os anos."
Julius, desde meados do ano 1950 que o Sporting perdeu a supremacia no futebol. Há 60 anos, portanto. São poucos os que se lembram desse tempo de glória e que assistiram ao início do declínio que o Julius assinala.

João Rocha foi presidente durante 13 anos (1073 a 1986). Nesse período o Sporting foi campeão apenas por três vezes.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 17.06.2015 às 23:03

Leâo Z
nao julgue que tenho João Rocha como o mago dos presidentes que passaram pelo Sporting, reconheço sim que foi dos que pareceu entender mais do fenómeno futebol e que fez uma gestão desportiva menos má.
Ainda assim fiquei muito magoado até aos dias de hoje por ter "empurrado" o Futre para o Porto. Fiquei irado durante anos a fio , porque sabia que Futre ía marcar uma era do futebol em Portugal, Joâo Rocha não teve infelizmente visão com o Futre e o Sporting sofreu e muito com isso.
Bruno de Carvalho até ver só lhe reconheço um bom trabalho exactamente por ter avançado com a destruição das gorduras em excesso que reduziram substancialmente a despesa e tambem o facto de ter recuperado elevadas percentagens dos passes dos nossos jogadores, estas ações bastante positivas suplantam para já o que de negativo BdC também nos tem transmitido
Mas ainda está em observação a sua gestão e todos os dias se sacam conclusões.
Sem imagem de perfil

De Franz Cappola a 17.06.2015 às 10:16

Tenho uma única e grande curiosidade:

Logo no início, quando lhe perguntaram se tinha algum interesse pessoal no desfecho do processo, o que respondeu Godinho Lopes?
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 17.06.2015 às 10:19

Não sabemos o que realmente disse e quais as perguntas que lhe foram dirigidas. Não foi publico por isso nada se sabe de concreto.
Para explicar a autenticidade do contrato e as suas clausulas com a Doyen não necessitava de ser chamado o próprio contrato explica tudo (conforme analisou Rogerio Alves).
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 17.06.2015 às 10:24

O processo só não é publico a pedido da Doyen...
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 17.06.2015 às 10:23

Acho incrível a argumentação dada de que o facto de GL ter ido testemunhar contra o Sporting é uma coisa perfeitamente normal... fico perplexo perante tal argumentação!
Pelos vistos ser do Sporting é apenas um sentimento racional, como se fossemos de uma empresa e neste caso fomos chamados a tribunal para esclarecer uma determinada situação... envergonha-me este sentimento!! Para mim isto não é o Sporting!! Falam de amor ao clube?! pois bem... o meu sentimento pelo Sporting não é racional, talvez o vosso seja... GL poderia facilmente abster-se, recusar-se, sei lá qualquer coisa... mas não... os interesses são tão grandes, que mais nada interessa!

Segundo se sabe, o Sporting aceitou que este processo fosse publico, e quem é que rejeitou essa pretensão? a Doyen... claro... para permitir a este aldrabão que dirigiu o Sporting ainda dizer frases como "Porque seria incapaz de o fazer, no passado, no presente ou no futuro, nada declarei contra o Clube do meu coração." Se de facto nada alegou, então porque é que a Doyen o elegeu como testemunha?! Vamos ser honestos, ele foi ao TAS para ajudar os amigos que enterraram o Sporting...

Só falta aqui alguns dos que comentam neste blog afirmarem que as seguintes testemunhas também amam o Sporting... Pinto da Costa e Luis Filipe Vieira!!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 12:22

Schmeichel,

Devia tentar evitar dizer tantos disparates de uma só vez. Como sempre, perde-se em emoção desmedida.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 17.06.2015 às 13:09

Rui Gomes,

Num blog sobre o Sporting, e de sportinguistas, acho que a emoção deveria imperar... não me incluo no grupo dos sportinguistas demasiado racionais... futebol é paixão e amor... não entender isso é não entender a essência do futebol!

Querer afirmar que GL apenas foi fazer o papel de cidadão normal no TAS é tentar justificar uma traição com argumentos que não se incluem nos deveres de um sócio do Sporting.
Digo sinceramente que fiquei perplexo com a vossa análise a esta questão, já que para quem como vocês que passam o tempo todo a bater em BdC pelos alegados interesses obscuros, defender GL que claramente usou e abusou do Sporting (da mesma forma que faliu uma série de empresas na construção) é uma acção incompreensível.

E depois dizem que o Sporting está dividido?! como é que não podia estar dividido?! quando existe um grupo de pessoas que prejudicou o Sporting vai testemunhar contra o Sporting. Neste blog passam o tempo a falar dos valores que BdC não tem, dos esquemas que teoricamente faz, da incompetência da gestão.... mas GL que arruinou por completo o clube, já merece o beneficio da duvida?!
GL está claramente a pensar nos seus interesses pessoais, sentadinho ao lado de Porto e Benfica... tal como a elite do Sporting sempre nos quis, bem comportados, estáticos, amorfos e submissos. Eu não sou desse Sporting!
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 17.06.2015 às 13:43

Se os papeis se invertessem se fõr BdC num futuro depois do seu mandato vir a testemunhar num qualquer processo a favor da parte que opõe ao Sporting , que comentários teríamos aqui? Tería tambem direito ao benefício da duvida?
Volto a referir que á que apurar se GL foi ou não de livre vontade a pedido da Doyen.
Num assunto de tanta importãncia para o futuro do nosso clube o mínimo que todos os sportinguistas podem fazer para ajudar o clube é apresentarem-se indisponíveis para qualquer chamada do opositor do Sporting que pretende ganhar o processo no tribunal a todo custo.
A mulher de César nao basta ser séria tem que o parecer tambem ou não é assim?
A atração para a exposição ás adversidades é grande no adepto GL.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.06.2015 às 14:24

A mulher de quem ?... Ah, sim do César... deve ser prima daquela outra que tem "uma grande fortuna". Chama-se isto propaganda avulsa.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 17.06.2015 às 11:09

Estou-me "marimbando" para GL e para o que ele foi dizer

Foi de livre vontade provavelmente explicar que o contrato que fez com a Doyen que foi extremamente prejudicial para o Sporting, foi culpa dele e não da Doyen porque ninguem o obrigou a assinar

No entanto tambem concordo que as suas declarações não mudam em nada a decisão já que o liticio incide sobre tudo o que aconteceu aquando da venda do jogador

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo