Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

image.jpg

 

A defesa do antigo presidente do Sporting, Godinho Lopes, reclamou esta segunda-feira em tribunal uma condenação solidária a Bruno de Carvalho, Jaime Marta Soares e Bacelar Gouveia no âmbito de um processo por comportamentos difamatórios.

Nas alegações finais do julgamento que opõe Godinho Lopes a responsáveis da Direcção que lhe sucedeu no Sporting, a defesa considerou provadas as acusações de atentado ao bom nome, referindo que "os direitos de personalidade do réu foram violados".

O advogado considerou que a auditoria, que acabou por estar na base da expulsão de sócio de Godinho Lopes, "tinha o objetivo de encontrar culpas" e não foi feita de forma correcta, "inviabilizando mesmo o contacto com os visados".

"Bruno de Carvalho enganou os sócios, de forma pura e consciente na Assembleia Geral", disse o advogado Henrique Abecassis, lembrando que todo o processo de instrução contra Luís Godinho Lopes, cuja intenção é de doar os 500 mil euros de indemnização pedidos a uma instituição, "foi feito apenas com base no relatório da auditoria e agravou-se da suspensão para a expulsão".

Além de Bruno de Carvalho, o processo também envolve Jaime Marta Soares e Jorge Bacelar Gouveia, à data dos factos presidentes da Mesa da Assembleia Geral e do Conselho Fiscal e Disciplinar, respectivamente.

A defesa considerou ainda que "Jaime Marta Soares e Bacelar Gouveia traziam também o preconceito anti-Godinho Lopes", acrescentando: "os bodes expiatórios fazem sempre falta quando as pessoas se querem lançar."
 
Segundo o advogado, na gestão de Bruno de Carvalho, que em 2013 sucedeu a Godinho Lopes na presidência dos 'leões', "houve uma acção colectiva de destituição moral dos dirigentes que o precederam".

Os advogados dos três réus consideram que durante o julgamento não foi de modo algum provado, por nenhuma testemunha, que Godinho Lopes tenha sofrido danos na sua vida pessoal ou profissional.

Lembrando que os factos em julgamento remontam ao ano de 2015 e não à actualidade, o advogado de Bruno de Carvalho garantiu que não houve "qualquer intenção persecutória" nem "incitamento aos sócios" na Assembleia Geral que em 26 de Junho desse mesmo ano expulsou Godinho Lopes de associado.

Depois de ter sido vice de António Dias da Cunha, Godinho Lopes, que liderou o Sporting entre 2011 e 2013, foi expulso de associado, com base numa auditoria, segundo a qual se verificaram "graves irregularidades" durante a sua gestão.
 

publicado às 04:57

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


13 comentários

Perfil Facebook

De Mike Portugal a 03.07.2018 às 08:17

Nunca concordei com a expulsão de Godinho Lopes de sócio, apesar de ter levado o clube à ruína (e não falo de resultados operacionais pois os que interessam são os resultados líquidos). Acho que foi uma espécie de vingança levada a cabo por BdC por causa das "afinações" em 2011.
Sem imagem de perfil

De LeaoCovilha a 03.07.2018 às 08:18

Uma dúvida existencial, enquanto o Rei Sol esteve no Sporting era o clube que pagava os constantes atropelos à lei que ele fazia. E agora, será que este valor de 500000 euros vai sair do bolsinho dele e dos restantes?
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 03.07.2018 às 09:22

Sou e sempre fui contra estes processos a sócios…. na minha cabeça, mesmo sendo da oposição, um sócio paga as quotas, logo não vejo em que é que expulsar possa beneficiar o clube….

BdC apenas está a provar do seu próprio veneno….
Sem imagem de perfil

De Pacheco a 03.07.2018 às 20:09

Não permitir que o indivíduo ao abrigo dos seus direitos de sócio cause mais danos ao clube. É muito mais importante do que o dinheiro das quotas que é uma quantia percentualmente irrisória.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 03.07.2018 às 09:34

Sempre fui da opinião que nenhum sócio deve ser expulso do SCP.
Se uma pessoa é do clube pelo coração e depois torna efectiva essa ligação ao ser sócio, é algo que deve ser respeitado e admirado. É um laço para a vida.
Podemos suspendê-lo da família temporariamente, expulsão não concordo, seja ele quem for. Como em todas as famílias existem ervas ruins, mas nem por isso vamos correr com eles para fora de casa.
Perfil Facebook

De Mike Portugal a 03.07.2018 às 10:19

Eu sou um pouco mais extremista do que tu, José. Eu admito a expulsão mas para casos como o de PPC em que comete crimes (sejam eles fora ou dentro do clube). Eu não quero, por exemplo, um assassino, como sócio.
Perfil Facebook

De André C. Figueiredo a 04.07.2018 às 00:28


Caro Mike,

então e para mim, que o ex(felizmente)-Presidente acusou de 11(onze) crimes ao longo de 3 anos e nem uma única prova conseguiu apresentar em tribunal? :)

Falar/acusar é fácil, pois há muitos adeptos emocionais que ouvem e nem sequer pensam, apenas reagem intempestivamente, e foi graças a esses sócios mais emocionais que BdC se conseguiu aguentar no poder durante mais de 5 anos.

S.L.

P.S. O que aconteceu ao digníssimo Sr. Sérgio Palhas? Noto que nas caixas de comentários dos jornais, blogues e youtube, os "brunistas" sumiram quase todos :D
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 03.07.2018 às 10:38

José Sousa,

Não sejamos ingénuos...

Qualquer associação, neste caso é um clube, tem de reservar o direito de poder expulsar um sócio indesejável.

A questão essencial não é a expulsão em si, mas o processo, onde é imperativo que haja justa causa comprovada, e não uma caça às bruxas como o lunático fez.

O próximo a ser expulso devia ser ele, sem margem para dúvidas. Não faltam factos para sustentar a justa causa.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 03.07.2018 às 10:48

Posso até concordar que haja expulsão, mas tendo por base algo relacionado com o clube. Por exemplo alguém que desempenhe funções no clube e comete crime.
Por exemplo, se for provada a situação do aliciamento no processo em investigação, os envolvidos devem ser expulsos.
A expulsão nunca deve por base situações particulares.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 03.07.2018 às 18:10

A expulsão não passou de um acto de vingança, de um individuo, mesquinho, vil e sem princípios.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 03.07.2018 às 19:23

Não contesto, mas não podemos ir na onda "se ele faz, eu também posso fazer".
Se somos diferentes, temos pensar e fazer diferente, caso contrário a diferença é nula.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 03.07.2018 às 19:57

Totalmente correcto. Em relação à pessoa em questão, ou a outra, qualquer processo tem de se restringir aos actos praticados no âmbito das suas funções e no contexto de prática de acções danosas ou ilícitas.
Sem imagem de perfil

De Pacheco a 03.07.2018 às 20:03

Acho que não é isso o principal motivo de quem quer a destituição de BdC. A diferença não é nula se num caso a expulsão é justificada e no outro não. Se a condição de sócio de um indivíduo representa um perigo para a instituição, como é o caso de BdC, há que prevenir que este possa causar mais danos.

Deixar de ser sócio não implica deixar de ser adepto, isso cabe ao próprio se quer continuar a sê-lo ou não.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo