Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Golo (e as hienas...)

Rita Garcia Pereira, em 20.04.19

 

Ainda a festejar o golo de Luiz Phellype perante o Nacional, dou por mim a ler as últimas notícias sobre o Sporting, após uns dias de (meu...) black out.

 

Concordo com os que dizem que o conteúdo da auditoria não deveria ter sido divulgado da forma que foi e sem estar expurgado de toda aquela informação que não deveria ser do domínio dos nossos adversários.

 

21239248_DZQ8Y.png

Quanto a mim, o sítio mais apropriado seria uma Assembleia Geral e, eventualmente, até a mesma em que serão apreciados os recursos das sanções entretanto aplicadas pelo CFD. Suspeito, embora sem ter a certeza absoluta, como é que a mesma saiu para a praça pública e qual a motivação subjacente, acto pelo qual a Direcção, quer queira, quer não, é responsável.

 

Dito isto, não deixo de achar muito interessante que alguns dos ali visados tentem retirar da mesma vantagem, como sucedeu, por exemplo, com Carlos Vieira, protagonista de uma recém-entrevista bastante curiosa, em que se permite passar à frente das ilegalidades que se conhecem e das quais é, pelo menos parcialmente, responsável, e centrar tudo na forma como a mesma foi divulgada.

 

Privilegiar a forma sobre o conteúdo é uma táctica sobejamente conhecida, principalmente quando não se tem interesse algum em discutir o segundo. Nunca gostei de contabilistas arvorados em grandes gestores como nunca fui admiradora de hienas. Quando ambas as características se centram numa pessoa o resultado nunca é famoso.

 

publicado às 04:01

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


22 comentários

Sem imagem de perfil

De David Ferreira a 20.04.2019 às 12:01

A memoria deve existir para as coisas boas e coisas más.

Desde a epoca em que vencemos graças a Jardel/Joao Pinto, que não estivemos tão perto de ganhar o campeonato nacional, com um recorde de pontos à nivel interno.

Lutamos até à ultima jornada e fomos à champions.

Era bom que tal acontecesse mais vezes.

Isso aconteceu na "era" de Bruno de Carvalho.

Isso não quer dizer que os fins devam ser alcançados por todos os meios.

Não justifica contas delapidadas, nem problemas de tesouraria.

Se houve irregularidades, crimes e outros, que se vá até as ultimas consequencias na justiça.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo