Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Golo (e as hienas...)

Rita Garcia Pereira, em 20.04.19

 

Ainda a festejar o golo de Luiz Phellype perante o Nacional, dou por mim a ler as últimas notícias sobre o Sporting, após uns dias de (meu...) black out.

 

Concordo com os que dizem que o conteúdo da auditoria não deveria ter sido divulgado da forma que foi e sem estar expurgado de toda aquela informação que não deveria ser do domínio dos nossos adversários.

 

21239248_DZQ8Y.png

Quanto a mim, o sítio mais apropriado seria uma Assembleia Geral e, eventualmente, até a mesma em que serão apreciados os recursos das sanções entretanto aplicadas pelo CFD. Suspeito, embora sem ter a certeza absoluta, como é que a mesma saiu para a praça pública e qual a motivação subjacente, acto pelo qual a Direcção, quer queira, quer não, é responsável.

 

Dito isto, não deixo de achar muito interessante que alguns dos ali visados tentem retirar da mesma vantagem, como sucedeu, por exemplo, com Carlos Vieira, protagonista de uma recém-entrevista bastante curiosa, em que se permite passar à frente das ilegalidades que se conhecem e das quais é, pelo menos parcialmente, responsável, e centrar tudo na forma como a mesma foi divulgada.

 

Privilegiar a forma sobre o conteúdo é uma táctica sobejamente conhecida, principalmente quando não se tem interesse algum em discutir o segundo. Nunca gostei de contabilistas arvorados em grandes gestores como nunca fui admiradora de hienas. Quando ambas as características se centram numa pessoa o resultado nunca é famoso.

 

publicado às 04:01

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


22 comentários

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 20.04.2019 às 17:42

Esta argumentação de meias-verdades, para justificar uma Presidência que conduziu o Sporting a um descalabro é própria de quem vê a sua realidade e não a realidade.
Mesmo dando de barato que algumas coisas que escreve possam ser assim , embora contestáveis, porque as isola do seu contexto?
O Sporting fez-se com mais de cinquenta presidente, milhares de atletas e milhões de adeptos. Quando o destituído chegou tinha um passado de glórias, com altos e baixos, como é natural. Tinha várias infraestruturas, património com valor. Um estádio recente, uma escola de formação (Academia) creditada e por essa Direcção mal gerida desvalorizada. Tinha "património" humano constituído durante outras direcções como atletas que lhe permitiram realizaram mais valias. Ou foi ele que os levou no bolso?

Quando a direcção brunista chegou beneficiou de mão beijada do beneplácito da banca, para resolver problemas financeiros. Precisamente o contrário do que aconteceu a esta. Exauriu recursos em investimentos desportivos acima das possibilidades financeiras reais, com fracos dividendos no que diz respeito a resultados desportivos no mola real do clube, o futebol profissional. Seis anos a desbaratar para ganhar uma taça de Portugal, uma Taça da Liga, e uma Super Taça.

Foi responsável pela saída de activos financeiros valiosos, deixou a tesouraria sem capital, um empréstimo por pagar, a credibilidade do Clube desfeita. Esta Direcção teve de pagar o empréstimo em tempo record com a hostilidade dos meios financeiros, e conseguir um empréstimo para pagar dívidas que quase levaram o Clube à insolvência.

Se chegasse aqui um marciano e lesse o seu texto, concluiria que o Sporting era Bruno de Carvalho e o resto era paisagem. Mas compreendo-o: quando somos reféns do culto da personalidade, perdemos a consciência da realidade.
Sem imagem de perfil

De RGS a 20.04.2019 às 21:51

Sim, Nação Valente, o Sporting já existia. E tinha funcionários, e um estádio, e uns campos de treino e um mutidesportivo, e um museu cheio de taças que é um orgulho para qualquer um de nós, e ainda tinha mais património, algum vendido, e ao desbararato, como comprova a auditoria anterior,
Acha que por não ter referido isso, os factos enumerados estão fora de contexto?

A minha argumentação é de verdades inteiras, já das suas verdades, algumas são discutíveis. Como esta:

"Quando a direcção brunista chegou beneficiou de mão beijada do beneplácito da banca, para resolver problemas financeiros. Precisamente o contrário do que aconteceu a esta."

Errado. Quando chegou herdou uma Reestruturação Financeira da direção do Godinho que era lesa Sporting e que se não nos fosse levar à falência, estrangular-nos-ia e colocar-nos-ia a um nível desportivo muito baixo, deixaríamos de ser um grande. A sua direção trabalhou com a banca "como abutres" parafraseando Carlos Vieira, e fez uma nova RF, boa para o clube que permitiu ir abatendo a dívida e crescer sustentadamente em termos desportivos. Esta direção é que já herdou uma nova RF renegociada em abril, que permitirá recomprarmos as vmoc por cerca de 1/3 do seu valor e em consequência ficarmos com 90% da sad. O prazo para o acordo dessa RF acabou em março. O que fez esta direção foi adiar por 6 meses, presumo que seja para renegociar com condições ainda mais vantajosas. Se o conseguir, chapeau, o que já era bom passará a ótimo.

Ou esta:
"Foi responsável pela saída de activos financeiros valiosos, deixou a tesouraria sem capital, um empréstimo por pagar, a credibilidade do Clube desfeita. Esta Direcção teve de pagar o empréstimo em tempo record com a hostilidade dos meios financeiros, e conseguir um empréstimo para pagar dívidas que quase levaram o Clube à insolvência."
Aqui foca muitos assuntos e suscetíveis de várias interpretações. Não é linear que seja tudo como diz. Penso que não vale a pena esgrimirmos argumentos que nalguns casos será a justiça a demonstrar como tudo aconteceu. Essa sua meia verdade do conseguir o empréstimo tem o seu quê de hilariante quando se sabe que foi descontado com juros e investidores que não se puderam revelar do soberbo contrato com a Nos que a direção anterior assinou.

Se chegasse aqui um português que depois de ler o meu texto pensasse que o Sporting era Bruno de Carvalho e o resto paisagem tinha que concluir que era deficiente mental. Deixe lá esse ódio de lado, fez coisas boas e fez coisas más como todos os anteriores. Querer cruxificá-lo à força, descredibilizando o que de bom fez não resolverá o problema destes últimos 40 anos que é não sermos campeões com regularidade.

Estas constantes lutas internas enfraqueceu-nos de tal maneira, que olhando para os órgãos decisórios do futebol, não se vê lá um único sportinguista. O último que lá tivemos com peso foi humilhantemente colocado pelos nossos rivais por que tinha o clube em tribunal. Quando direcionarmos as forças internas para os conselhos de disciplina, da liga, da arbitragem, da federação etc, em vez de lutarmos entre nós, o objetivo estará muito mais perto de acontecer, porque ser os melhores em campo fomo-los muitas vezes ao longo desses 40 anos,como mais recentemente em 2015/16, mas não é suficiente.
Saudações Leoninas
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 21.04.2019 às 01:05

De entre as nossas divergências, RGS, diz duas coisas com as quais concordo: "fez coisas boas e fez coisas más"; "constantes lutas internas enfraqueceu-nos". Então talvez fosse altura de enterrar o machado de guerra e dar o benefício da dúvida a esta Direcção, eleita por uma maioria de votantes. E gostava de deixar claro que não tenho ódio a ninguém. Penso que os sportinguistas na sua maioria querem virar a página. Quem teima em trazer o passado para o presente só prejudica o Sporting e não vai trazer o passado de volta.

SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo