Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

image.jpg

 

Reconheço perfeitamente as circunstâncias deveras invulgares que o Sporting tem vindo a atravessar e que levaram à tomada de decisão de contratar José Peseiro, pelo menos para esta época.

 

Tenho apreciado a sua postura combativa e o seu esforço e dedicação para justificar a responsabilidade do cargo nesta sua segunda visita a Alvalade.

 

Ainda não me convenceu que é o técnico que o Sporting precisa no médio prazo, mas não deixo de admitir que necessita de mais tempo para "escrever" o seu nome no futebol desta equipa.

 

Gostei, genericamente, das suas considerações deste sábado, pós-jogo com o Feirense:

 

Primeiras quatro jornadas da Liga até paragem internacional:

 

"O contexto não foi o mais favorável, em tempo de treino, dos jogadores que podiam chegar, do tempo de espera por jogadores que queríamos que voltassem, das lesões que temos tido. Penso que foram importantes estes resultados. Sempre dissemos, desde o primeiro momento, que era preciso serenidade, estabilidade e confiança. Era importante mostrar isso aos sócios. Temos bons resultados. Sabemos que o futebol determina muita coisa. Nós fizemos que clube ficasse junto ao vencer jogos. Jogadores demonstraram, face a muitas circunstâncias, e foram tremendos na entrega.

 

O Sporting está mais junto, mais unido, que há dois meses . Esse trabalho deve-se a muita gente, nomeadamente a estes nossos jogadores. Tiveram capacidade de estar serenos, transmitir serenidade e confiança. Estarmos em primeiro é uma obrigação, claro. Mas se tivesse corrido menos bem não estávamos tão unidos, a massa adepta não estava como esteve aqui hoje."

 

Intensidade ofensiva da equipa: 

 

"Não é fácil construir uma equipa muito ofensiva. Gosto de futebol ofensivo e fui criticado no Sporting porque não me importava de ganhar 4-3 e depois perdia 3-1 ou 3-2. Agora não é esse o caminho. Temos de ser mais calculistas a montar a equipa. Expor-nos mais não era bom para a equipa agora, face a tudo o que se passou".

 

Trabalhar a equipa para querer comandar demora mais tempo e isso não tivemos. Disse que optava por ter maior estabilidade. Espero que tenhamos condições para jogar mais ofensivamente. Temos 15 dias para potencializar isso. Vamos ter jogadores na Seleção, não estão connosco, felizmente, porque é bom sinal estarem na Selecção."

 

Situação de Luc Castaignos: 

 

"O plantel que temos dá-nos garantidas. São os melhores jogadores do campeonato, os melhores guarda-redes, os melhores defesas, médios e avançados. Treinador que não pense isso não pode ser treinador. E o Castaignos vai fazer golos este ano."

 

Exibições de Raphinha: 

 

"Esteve apagado? Só quando não jogou. Gostei muito da minha equipa, ele esteve muito bem. Fez assistência para golo. É bom."

 

Houve outras afirmações, mas eu entendi que estas são o suficiente para informar do que mais de importante vai na mente de José Peseiro.

 

publicado às 16:40

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Pepeu a 02.09.2018 às 17:51

Nada a desconsiderar das declarações de Peseiro.
Teve em vias de ter que se justificar de outra forma mas o golo ao cair do pano permitiu-lhe este discurso sereno e motivador.
Ainda bem!
Escusadas foram as declarações sobre Matheus Pereira.
Este ainda é activo do clube, saiu contra aquilo que se esperava dele após a pre-temporada e em jeito de declarações a quente proferidas pelo jogador, Peseiro achou-se no direito de descer ao seu nível e responder-lhe.
Acho que fez mal
Teria sido mais pedagógico se lhe tivesse apenas desejado boa sorte na sua nova experiência e esperar que volte com mais qualidade e capacidade para integrar finalmente o plantel leonino. Afinal é Peseiro quem está por cima neste momento...

Perfil Facebook

De Francisco Laranjeira a 02.09.2018 às 18:51

O futebol português para além dos 3 grandes (Porto, Sporting e Benfica), precisa de mais 3 grandes: Braga, Guimarães, Setubal, senão não vamos a lado nenhum. Cumprts.
francisco laranjeira
https://www.facebook.com/francisco.laranjeira.796
https://pintorfranciscolaranjeira.blogs.sapo.pt

Sem imagem de perfil

De Jorge Pereira a 02.09.2018 às 19:32

As considerações que teceu sobre Matheus Pereira foram escusadas e deselegantes. No restante esteve bem.

Saudações sportinguistas
Sem imagem de perfil

De Sr. Comentador a 03.09.2018 às 05:36

Quem é o Matheus Pereira para criticar publicamente as opções do treinador?
Era o que mais faltava ter que aturar um garoto mimado a fazer birra com o telemóvel. Ainda por cima, um tipo que não tem o talento que pensa que tem - opinião minha.
É muito mais fácil dar em Fábio Paím do que em Cristiano Ronaldo mas isso, os garotos mimados que passam a vida de TM na mão, não conseguem perceber. Ou quando percebem já é tarde.
Sem imagem de perfil

De Francisco a 03.09.2018 às 14:33

Nao deveria ter respondido a Mattheus Pereira ponto. É um activo do clube. Era assim com os posts de BdC antes e não deixa de ser menos verdade agora.
Em relação ao futebol propriamente dito, melhor os resultados que as exibições..futebol muito pobre..continua apostar em jogadores para posições em que não rendem (acuna,Nani) e tem que melhor bastante no que ao futebol diz respeito..ninguém aqui está a pedir nota artística, mas temos que apresentar muito mais e melhor do que até aqui apresentámos..temos que ser competentes, algo que não somos nem de perto nem de longe..
A situação que JP encontrou não foi a melhor, a nossa actuação no mercado foi péssima, mas tem matéria prima para fazer muito mais!
E o empurrar de certos jogadores para fora do clube irá voltar para nos assombrar..

Cumprimentos
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 03.09.2018 às 15:15

Admite-se o número flops contratados nestes últimos anos, mas isso não obstante, porque será que os jovens emprestados são sempre melhores dos que ficaram, mesmo sem terem provado coisa alguma?
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 03.09.2018 às 15:31

Mais do que palavras, é tempo de José Peseiro se preocupar em aproveitar estas semanas para colocar a equipa a jogar futebol. Os resultados foram bons, mas todos temos a noção que a jogar tão pouco, depressa iremos escorregar. Deixe-se de festas de Coruche e de touradas e tente tirar o maior rendimento possivel da equipa, sem desculpas. Tem jogadores para isso

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo