Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




img_920x519$2021_10_12_16_57_14_1914799.jpg

O director de desenvolvimento da FIFA, o antigo treinador francês Arsène Wenger, disse esta terça-feira que o fora de jogo pode passar a ser detectado de forma automática em 2022, a tempo do Campeonato do Mundo. 

"Há uma boa probabilidade de o fora de jogo ser automático em 2022. (...) Será uma das próximas grandes evoluções na arbitragem", explicou o antigo técnico, em conferência de imprensa, em referência a uma das regras mais polémicas da modalidade.

Segundo Wenger, que em Abril deste ano já havia admitido este cenário, a medida pode chegar ainda a tempo do Mundial do Qatar, com um novo relatório sobre a matéria a estar previsto até ao final do ano, dando-se depois início a conversas com o International Board, que rege as leis do futebol.

"Automaticamente"... Confesso que me ultrapassa completamente como isto pode vir a ser possível. Colocar linhas electrónicas no relvado? A bola ter um 'chip' especial que dá sinal se um jogador estiver ilegalmente posicionado?

Não dá para imaginar!!!

publicado às 02:02

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Manuel Parreira a 14.10.2021 às 05:20

Com a tecnologia de agora, eu digo que tudo e’ possível.
Ha’ 50 ou 60 anos atrás ninguém diria que podíamos ir para qualquer lado, com o GPS a ensinar-nos o caminho.
Não faço ideia como vão detestar um fora de jogo automaticamente, mas depois de tanta invenção, quero crer que tudo é possível.
Sem imagem de perfil

De Manuel Parreira a 14.10.2021 às 05:22

Errata: detectar e não detestar
Sem imagem de perfil

De Orlando Santos a 14.10.2021 às 08:27

Com um GPS na bola e outro nas botas do jogador. Veremos o que vai sair dali, sendo que, vindo de quem vem, o mais provável é ser outro disparate.
Sem imagem de perfil

De Everton Costa a 14.10.2021 às 09:43

Hoje os futebolistas utilizam aqueles 'sutiãs' onde é colocado ás costas um dispositivo de telemetria onde ao fim do jogo é possível analisar KMs percorridos e as zonas ao qual o atleta mais pisou (mapa de calor), entre outras informações, penso que a solução deve passar por aí mais um chip na bola.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.10.2021 às 10:53

Mas...

A bola, as botas, os jogadores e as linhas podem ser detetadas por meios electrónicos sofisticados mas... e o timing? O timing exacto que a bola sai da bota do jogador na direção do ponto nevrálgico, do traço do fora de jogo ou não, esse timing, esse momento exacto como o detetam? A velocidade dos movimentos é tão grande que basta uma milésima de segundo à frente ou atrás para definir a posição exacta do jogador (receptor).

Hoje o VAR "brinca" com essa situação e o que nos dão a ver nas imagens? As que querem e como querem. A bola a sair da bota do jogador no momento do passe? Foi mesmo? Basta1cm depois e que é invisível nas imagens e vai dar imediata diferença no final, na linha do fora de jogo.
Sem imagem de perfil

De RASR a 14.10.2021 às 14:34

Não me chocaria nada que fosse através de chip e sensores / acelerómetros na bola conjugados com os sensores nos coletes dos jogadores. Deixaria de haver foras de jogo por braços ou pernas e apenas contaria o sensor nas costas do jogador (que a bem da verdade, é a única coisa que faz sentido. Tirar fora de jogo por uma mão à frente do último defesa é subverter a regra em si, que não foi pensada desta forma).

Não seria tecnologicamente muito difícil de implementar. É simples para um acelerómetro captar o exato momento em que a bola sofre uma repentina aceleração (pelo chuto do pé do jogador na bola) e / ou que esta muda de direção (devido a um centro ou cruzamento). Conjugando estes dados com os de tempo do momento que se pretende saber se é fora de jogo e os dos coletes dos jogadores, consegue-se perceber se está ou não é situação de fora de jogo. Mas, para resultar, teria sempre de ser desconsiderados os braços e pernas para o momento e apenas o sensor no colete.
Sem imagem de perfil

De Pacheco a 14.10.2021 às 19:25

Essa é uma possibilidade, mas estou em crer que seja por análise computacional de imagem.

No ténis, no US Open já é utilizada esta tecnologia para chamar a bola fora automaticamente.
Sem imagem de perfil

De Everton Costa a 14.10.2021 às 21:41

Caro RASR, concordo em grande parte, mas veja que a tendência do avançado é inclinar o corpo em direção à baliza e o defensor em direção ao meio do campo, sempre achei errado foras de jogo onde o tronco do defensor e do avançado estão alinhados mas o ombro , cabeças ou braços ligeiramente a frente, eu penso que a melhor maneira seria mudar a regra mesmo que a do VAR actual onde o avançado somente se estar a 100% a frente do defensor, se tiver botas com botas em 3 cms alinhadas não deveria ser fora do jogo.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo