Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Hoje não fizemos o nosso trabalho"

Rui Gomes, em 08.01.19

 

image.jpg

 

Algumas considerações de Marcel Keizer após a derrota frente ao Tondela:

 

Análise ao jogo: "Começámos muito mal. Depois controlámos a partida, mas o início foi muito pobre. O jogo já estava 1-0 e tornou-se muito difícil. Hoje não fizemos o nosso trabalho".

 

Bas Dost: "O Bas Dost é muito bom, sentimos a falta dele, mas jogaram onze jogadores na mesma e tínhamos de ganhar".

 

Luiz Phellype fora dos convocados: "O Luiz Phellype vem da Segunda Liga, ainda não está perfeitamente adaptado ao Sporting. Não se pode vir da Segunda Liga e jogar logo no Sporting. Foi por isso que não o convoquei. Trouxe o Montero que é um grande avançado".

 

Pior resultado antes do jogo com o FC Porto:"Não, porque não falámos disso esta semana. Apenas falámos sobre o Tondela".

 

publicado às 02:33

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


72 comentários

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 08.01.2019 às 08:13

Não foi só hoje. Foi também nos dias anteriores, porque a equipa não foi bem preparada taticamente para este jogo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 11:09

Discordo veemente. O sistema de jogo foi exactamente o mesmo desde que Kaizer assumiu a equipa, a grande diferença ontem foi que os jogadores não executaram com a devida competência.

Agora já é preciso uma tática especial para o Tondela ?
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 08.01.2019 às 11:11

Não. As equipas têm que se adaptar aos sistemas das outras. O SCP mostrou que não estava preparado para o Tondela, mesmo jogando contra 10. A equipa não foi taticamente preparada contra o Tondela. Parece que está apenas taticamente preparada de forma genérica e isso no nosso campeonato significa que muitos pontos irão ser perdidos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 11:23

Conversa sem nexo...

Pela óptica do Mike, o Sporting tem que ter uma preparação especial para um Tondela, e não o 12.º classificado da Liga que se tem de preparar para defrontar o Sporting.

Os jogadores leoninos não executaram como se exige e mesmo a não jogar bem se tivesse havido eficácia de finalização a história do jogo teria sido outra. Isso e não esquecendo a grande exibição do guarda-redes.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 08.01.2019 às 11:28

Aí é que está.
O Tondela preparou claramente o jogo contra o SCP. Notou-se bem nas movimentações defensivas dos jogadores. O SCP é que não preparou convenientemente o momento defensivo para anular as forças do ataque deles.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 11:33

Quais "forças do ataque" ?

O primeiro golo completamente consentido pela defesa do Sporting e um segundo golo que o jogador nunca mais repete na vida, além de poder ser argumentado que Renan devia ter feito melhor no lance.

De resto, temos os lances de contra ataque que não são novidade alguma. Neste contexto, verifica-se os usuais problemas do Sporting pelas razões conhecidas.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 08.01.2019 às 11:34

O Renan fez 3 defesas muito boas que impediram que eles marcassem e dilatassem ainda mais o resultado.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 11:41

E quantas fez o outro guarda-redes?

Não vale a pena reiterar as nossas deficiências defensivas, especialmente com os laterais e pela ausência de um "6" natural.
Sem imagem de perfil

De Luís a 08.01.2019 às 09:07

Fim da ILUSÃO Keizer

Depois de tudo o que aconteceu no final da época passada, ninguém esperava que o Sporting fosse líder do campeonato nacional.
O plantel foi mal construído com grandes lacunas e com o treinador possível.

José Peseiro privilegiou o futebol defensivo em detrimento do futebol mais ofensivo e percebeu-se porquê.
Não tinha um grande plantel e percebeu que a equipa se começa a construir da retaguarda e que isso lhe seria vantajoso.
Com Peseiro o futebol nunca foi atrativo e sobretudo foi mal jogado e percebia-se que era um treinador a prazo.
O inevitável aconteceu e pensou-se que uma nova era estava para começar.

Com a entrada de Varandas percebeu-se que vinha um novo treinador e que estava a ser equacionado logo após a eleição.
As expectativas foram goradas para toda a gente, incluindo os sportinguistas, porque veio um treinador que ninguém conhecia de lado nenhum.

A chegada do novo treinador veio renovar a esperança de sportinguistas e o efeito psicológico da chicotada fez-se logo sentir e houve uma secreta ilusão que poderíamos até lutar para o título, coisa alimentada pela direção e muito mal.

O efeito Keizer fez-se sentir logo de início nos nossos jogadores e nos adversários, mas cedo se percebeu que este efeito era uma pura ilusão.
As equipas já perceberam o seu efeito surpresa e conseguem anular o jogo do Sporting.
Keizer é um treinador para o futebol holandês e para esse estilo de futebol. Mas o Sporting não é o Ajax e o campeonato português, nada tem que ver com o campeonato holandês.
O estilo de futebol do Sporting não se coaduna com o nosso campeonato e o Sporting não tem plantel para este tipo de futebol.
O Sporting não tem defesas para este tipo de futebol, sobretudo defesas centrais. Para este tipo de futebol necessitava de pelo menos um central muito rápido. Ainda por cima temos um deficit enorme no meio campo, sobretudo no sector defensivo. Não temos um verdadeiro nº6 que seja o garante dos equilíbrios defensivos e que ajude o setor defensivo. Já todos percebemos que Petrovic não tem essa capacidade. Gudelj não é um verdadeiro nº6 e não consegue disfarçar as suas debilidades.
Mais, este tipo de futebol ultra ofensivo não coaduna com uma equipa que não consegue articular meia dúzia de passes sem perder a bola.

O jogo de ontem mostrou mais uma vez as fragilidades desta equipa e do esquema de jogo de keizer.
Não consigo perceber algumas das opções de Keizer quanto à escolha do onze e sobretudo na convocatória.
Não consigo perceber como se vão buscar jogadores que já treinam há mais de 15 dias com a equipa e nem convocados são.
Não de consegue perceber que o Sporting precise urgentemente de um nº6 de categoria que ajude a restabelecer os equilíbrios defensivos e não se vá ao mercado contrata-lo em detrimento de outras posição.
Enfim, um chorrilho de equívocos que irão redundar naquilo que já todos prevíamos e que alguns quiseram fazer querer que não ia acontecer porque estavam a tomar as melhores decisões.

Espero sinceramente que este rumo seja só até final da época e que tenha servido de lição esta enorme aventura no escuro.
Porque podem começar a preparar a nova época e que seja com outro treinador e com um plantel muito mais equilibrado.
Se assim não acontecer vamos ter um enorme problema, porque irá começar a notar-se a desmobilização nas bancadas de Alvalade.
De + de 40.000 passou para puco mais de 30.000 e continuará a descer.

PS: O Sporting necessita de mudanças drásticas no futebol profissional e de formação e já agora resolvam também o problema do futebol feminino.


Luís Henriques: Sócio 26653
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 11:18

Qual é o problema do futebol feminino?

Bicampeão e esta época no segundo lugar atrás de um SC Braga que se reforçou bastante e está a fazer um grande campeonato.
Sem imagem de perfil

De Alper a 08.01.2019 às 09:48

Que se passa com Jovane Cabral, muitas vezes o desequilibrador, (quando entrava a meio da 2ªparte) e que, para este jogo nem convocado foi?? Pelo que ouvi, não constava do boletim clínico.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 11:16

Apesar do Sporting nada ter anunciado, acredito que tivesse havido um qualquer impedimento clínico para ele não ser convocado.
Sem imagem de perfil

De Alper a 08.01.2019 às 11:45

Clínico ou disciplinar??
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 12:33

Bem... se nos vamos dar a especulações...
Sem imagem de perfil

De MMoedas a 08.01.2019 às 10:36

Na prática o Sporting não faz o trabalho dele no Futebol Sénior desde à anos a esta parte !!
Existe um claro problema de atitude neste Clube que se reflete na postura dos jogadores em campo ao longo destes últimos anos...falta querer e atitude !!
Depois existe igualmente desde à anos uma clara falta de qualidade no plantel, ou por más opções de quem contrata, ou por dificuldades financeiras, o facto é que os planteis são quase sempre desequilibrados, o que para atacar o título complica bastante...
Por último, uma palavra para os treinadores que por lá passaram, os quais não são no meu entender o problema...pois já se tentou jogar de forma defensiva, ofensiva e o resultado prático é sempre o mesmo...
Uma boa dose de atitude e querer nos duelos individuais já ajudaria...mas isto não se compra...resta a qualidade que se pode comprar por quem pode...que não parece ser o caso do Sporting...
Portanto, mais não resta que continuar a identificar culpas externas ou ineficiências internas jogo a jogo para nos irmos convencendo e afastando das principais realidades..
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 11:13

Subscrevo genericamente muito do que adianta, salvo o último parágrafo.

Não consta esta época andarmos a "identificar culpas externas", e é por de mais evidente que muito além da estrutura histórica de futebol no seu todo, há ineficiências do foro interno de jogo a jogo, como foi o caso ontem.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 11:59

Desse problema ja escrevi aqui varios comentarios desde a epoca passada e até expliquei uns quantos motivos e nunca ninguem ligou bola e ...siga.

Basta ver a "atitude" como jogam os rivais e tiramos as nossas ilações , vir para o Sporting é giro até tem uma camisola engraçada.
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 08.01.2019 às 13:27

Desculpe, mas isso também não é inteiramente assim como descreve, caro Júlio. O que se nota é que todas as equipas têm momentos muito bons e momentos muito maus, Quer seja o Sporting, Benfica, Porto ou Braga, têm os seus momentos. Para além do Sporting continuar a não profissionalizar a sua estrutura dirigente, administrativa e técnica, existe uma muito mais clara situação que nos deixa também sempre neste dilema de seca. A verdade é que quando os outros clubes passam pelos seus momentos, milagrosamente, conseguem manter os empates ou vencer por um único tento no cair do pano. Ao Sporting, nunca é "permitido" baixar a guarda porque também não tem a benesse de "falhas de arbitragens" ou "clubes que abrem as pernas". Quando nós passamos pelos nossos momentos maus, sentem-se nos resultados. Quando os outros passam pelos seus momentos maus, existe sempre algo que permite que não se reflicta nos resultados. Sempre foi assim, e assim parece que irá permanecer. ~

Por isso, na minha sincera opinião, é olhar para dentro e fazer mais e melhor trabalho para que nunca nos consigam apontar o dedo e para que a roubalheira seja tão escandalosa que ninguém possa duvidar das influências. Temos que profissionalizar toda a estrutura do clube. Contratar os melhores das suas áreas para desempenhar papéis essenciais na direcção do clube. Não basta contratar alguma antiga estrela do clube para desempenhar esta ou aquela função apenas por saudosismo. É preciso contratar os melhores, principalmente, para as equipas técnicas e médicas. O treino e as lesões fazem e destroem campeonatos, assim como estamos a ver, este ano. Outro campo a melhorar é o scouting, que deve ser dos piores em Portugal. Camiões de jogadores e o que temos é esta quantidade absurda de cepos que nem sabem jogar à bola... Não pode ser! Um scouting profissional e com orientações muito bem definidas é de extrema necessidade.

SL
Imagem de perfil

De Greenlight a 08.01.2019 às 11:28

Como já foi dito, várias vezes, o Sporting tem muitos jogadores sem categoria. No entanto, parece óbvio que o Tondela, nomeadamente, com menos 1 jogador, deveria estar ao alcance do Sporting. Espero que o Keizer e o Presidente (no que se refere às contratações de Janeiro) tire as devidas lições. Por exemplo, o Bruno Gaspar não serve, a forma como foi ultrapassado no lance do primeiro golo é simplesmente ridícula. Ristowski também não é grande coisa mas parece ser menos mau. Se não há dinheiro para ir contratar alguém melhor, aposte-se no Thierry Correia, ainda está verde mas não é pior que BG. Acuna mostrou ontem (mais uma vez) que não é competente a defesa esquerdo, Fábio Coentrão, mesmo semi-coxo, estaria lá a incomodar o Tondelense que apareceu sózinho a cabecear no primeiro golo; Jefferson faria, provavelmente, o mesmo que Acuna fez. E Lumor o que faria? Não faço a mínima ideia, como ele não joga...
Gudelj esteve ontem (mais uma vez) perdido em campo. Deveria ter jogado Miguel Luís (agora é fácil dizer isto) pois, sem ser um craque, sabe posicionar-se em campo.
Há e finalmente, fazer com Bruno Fernandes o que Paulo Bento fez com João Moutinho, há uns anos, jogar em várias posições no mesmo jogo, é um desperdício do melhor jogador que temos.
Espero (mas sem grande fé)que Keizer tenha aprendido algo ontem e corrija nos próximos jogos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 11:38

O "problema" do Acuña acentua-se mais com ele a jogar a lateral, mas está com ele à raiz indiferente da posição em que joga.

É indisciplinado e não respeita nem os treinadores nem a equipa. Compromete constantemente precisamente por esta sua postura.

Foi um jogador caro e não será fácil encontrar um comprador, mas a solução é uma transferência, quanto antes possível.
Sem imagem de perfil

De Ghost a 08.01.2019 às 12:16

Só não concordo com o atribuir da culpa do primeiro golo à falta de marcação do Acuña. Não era ele que deveria cobrir aquele jogador, dá para ver nas imagens que ele tinha um extremo lá atrás no 2º poste para cobrir e teve de o largar para vir pressionar, tarde, quem marcou o golo. Para mim a falha aqui está no Gudelj que não soube descer para junto dos centrais como um trinco deveria fazer numa situação destas, ele é que deveria ter coberto o marcador.
Imagem de perfil

De Greenlight a 08.01.2019 às 12:20

Admito que o lance também possa ser analisado assim, mas não o vou rever, já chega de sofrer...por hoje.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 12:31

Houve vários culpados, mas o homem que cabeceou era da responsabilidade de Acuña. Ele não "largou" ninguém. Veja o lance novamente, o link está no post do jogo, e verrificará que o "outro" jogador que refere está completamente fora da jogada, quase no limite lateral da área, enquanto que Acuña deixou fugir o goleador precisamente no momento do cruzamento, depois de Bruno Gaspar ficar a olhar para o céu.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 08.01.2019 às 15:47

Ghost,

Se quisermos ser mesmo picuinhas, até podemos dizer que Acuña está completamente fora da estrutura defensiva da equipa desde o 1º segundo do vídeo do lance que dá o golo. Repara bem onde ele está quando o video inicia (demasiado subido em relação à linha horizontal formada pelos centrais e pior ainda, demasiado afastado verticalmente, deixando um buraco de todo o tamanho). Para piorar a coisa, não protegeu o 2º poste devidamente (coisa já mais do que falada por mim neste blog como sendo a grande falha dos nossos laterais).

Bastava Acuña estar mais perto dos centrais quando o vídeo começa, que a jogada teria um fim diferente.
Sem imagem de perfil

De Ghost a 08.01.2019 às 16:27

Já vi o video, só tinha visto o lance durante as repetições do jogo e sem prestar muita atenção às movimentações nem poder fazer pause. Realmente o Acuña está mal colocado. O jogador que marca o golo vê-lhe oferecida uma auto-estrada entre Acuña e Mathieu sem nenhum tipo de oposição. E o mais grave no meio disto é que dá para ver perfeitamente o mesmo a acontecer com outro jogador do tondela no espaço entre Mathieu e Coates. Dois jogadores do Tondela que ficaram isolados e sem oposição naquele cruzamento cedido pelo Gaspar. Só podia mesmo ter dado golo...
Sem imagem de perfil

De Paulo SCP a 08.01.2019 às 11:55

A equipa foi montada por Keiser como se Bas Dost estivesse presente como PL, qdo na realidade esteve lá... Diaby! Com isto, tudo o que foram cruzamentos para a àrea resultaram em nada, bola! Alternativas a este estilo de jogo? Deviam ter sido (MAIS) treinadas e postas ontem em prática.

Na frente, jogo confuso e lento. Parece existirem jogadores fora do seu lugar e posições com 2 jogadores, ainda mais notório após as substituições e o recuo de B.Fernandes. Nani lento no passe e sem finta. Wendel jogou? Tudo passaria em claro caso houvesse qualidade na finalização, mas Diaby e Montero jogaram o habitual.

Atrás, novamente os centrais a ter de construir jogo, isto com Gudelj, Wendel e BF em campo, lá na frente à molhada!!! Bruno Gaspar e Gudelj defendem com os olhos, o que neste esquema tático nos tem dado muitos dissabores (GS) em quase todos os jogos. Mathieu algo lento e não ganhou um duelo de cabeça! Acuna aguentou-se, fugiu da confusão e aos 92 minutos deu-lhe a travadinha do costume! Este claramente não estava a pensar no FCP, ainda.

Como sistematicamente e consistentemente tem acontecido, vacilamos nas piores alturas. Vamos para o duelo com o FCP enfraquecidos e sem garra.

Só eu sei, porque vou ficar em casa!!!
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 12:06

A abrir a 2 parte deviam entrar Montero e M Luis em simultaneo para reparar os erros alem da mensagem que passavam ao resto da equipa . Mensagem que nao podiam sair dali derrotados.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 08.01.2019 às 12:21

O meu comentário Livro (Quase biblico) LOOOOLL!!.
Não, não jogou como sempre..
Não presionavam como fizeram nos primeiros jogos das goleadas.
Não havia reacção constante à perda de bola
Não fizeram transições(contra-ataque) rápidas.
Não movimentaram a bola de pé para pé num jogo fluïdo como se via nos jogos das goleadas.
Não havia desmarcações de apoio corretas.
Não se variou flanco..
Faziam-se centros aos Deus dará.
Marcações individuais, especialmente na nossa área, zero(ver primeiro golo)
O que "passou-se" com C. Mané?
O que "passou-se" com Jovane?.
O que "passou-se" com Miguel Luís?
Etc...
Não corremos como sempre, como se não houvesse amanhã. A unica táctica possïvel, especialmente contra os ditos pequeninos.
Tirar Nani e não Diaby.. Uff!
Não havendo Bast Dost, joga-se com Nani e Montero no centro.
O 4-3-3 não é tàctica das táticas!

Sim, estavam com FêCêPê no pensamento.(é normal)
Sim, jogaram aburguesados.. (Não me lesiones) Por isso se envolveram em tanta trifulca..

Conselho útil ao Keizer... É ganhando aos ditos pequeninos que se llega a campeão, mesmo perdedendo todas os quatro jogos contra o Benfas e o FêCêPê.. Ambos adversários interessantes..
Keizerzinho.. Vi-te ontem meio perdido. Acontece a todos. Penso saber onde está o problema😊
O Sporting é grande, muito grande mas, não é rico.
Carrega baterias e prá-frentex.!!.

Viva o Sporting! 🦁
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 12:26

Agora, como sempre aliás, voltamos à conversa de que os que não estavam ou não jogaram é que são bons...

Em função resultado, podemos até clamar que o onze inicial não cumpriu, que até é verdade, e devia-se portanto ter lançado outro onze completo.

Os jogadores não executaram ao nível que se exige. Se um ou dois que não jogaram teriam feito a diferença, nunca saberemos.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 08.01.2019 às 12:42

"Agora, como sempre aliás, voltamos à conversa de que os que não estavam ou não jogaram é que são bons..."
Upps!!!.. Eu não disse isso
Fiz perguntas... Sim, porque é estranho o Jovane. O C. Mané, parece-me parece-me que vai para a Alemanha e por isso não foi convocado.
O Miguel Luís dá outra moviventação ao ataque que não dá o Wendel(não acho que daqui saia jogador)

Rui, não diga que os jogadores não executaram como deveria ser.
O treinador vê um jogo lento, passes entros os centrais e fica calado?..
Humm!. Estranho
Ele ontem esteve totalmente perdido.
(alguma coisa passou nestes dias recentes)
Etc, etc..
Não desejo escrever a segunda parte biblica desse livro 😊
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 12:50

"Ele ontem esteve totalmente perdido"...

Nem sequer vou especular sobre o fundamento dessa sua conclusão. É verdade que podemos questionar duas ou três opções do técnico, mas ir mais além só com uma imaginação muito fértil.

Desconheço a razão da não chamada de Jovane. Se Mané vai ou não para a Alemanha ainda está por confirmar, mas tem feito muito pouco nas oportunidades que teve.

Concordo que devido ao seu momento de forma o Miguel Luís devia ter entrado no onze e não Wendel.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 08.01.2019 às 13:27

Não há fertilidade nenhuma
É só observar a carinha do Keizer. Por muito holandês que seja, não conseguiu disfarçar.(centro-europeu é craque neste aspecto)
No primeiro comentário deixei entrever o que me parece... Até bastante plausível. 😉
Pergunto; porque não joga o Sporting como nos jogos das goleadas?.. Sem pensar no que pode ser amanhã?!.
Começou jà com o Belenenses ou mesmo antes.
É isso mesmo.!!
Porque ao saber que não pode contratar e provávelmente ainda perder algum jogador, o Keizer optou por o jogo lento como fazia Peseiro e mesmo o JJ.. Poupança de esforço, sabendo que só tem como muito, 10, 11 jogadores para toda a época.
Repito, o Sporting é muito, muito grande mas, não é rico!
Provávelmente ele não esperava isso. Esperava poder contratar neste mercado de inverno
(não é simplesmente uma teoria, o JJ desde as arábias já o disse. O Sporting não tem capacidade de compra.)

Este plantel, este Sporting só tem uma solução...
Correr e lutar podem todos e isso entusiama. Bom ou mau jogador.
Por vezes é bom e útil jogar à "pobre", correr, correr, lutar, lutar, não dar tréguas ao adversário.
Isso não é vergonha nenhuma! E quando se ganha por goleada ainda menos. 😁
Jogar na poupança, não dá!.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 12:39

Tres (3) aspectos simples e cristalinos aos olhos de todos ,

1 -Nao havia o gigante Bas Dost na area adversaria para os cruzamentos , havia sim o jogador mais pequeno do plantel ,

2 -Nos cruzamentos o treinador habituou-nos com chegada de varios jogadores na area adeversaria ,4/5 do qual elogiei bastante , ontem chegavam 2 .....de vez em quando!!!

3- O jogador que se tem aresentado melhor fisicamente e que foi so o melhor em campo no jogo anterior Miguel luis ...ficou no banco.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 13:03

Concordo que a escolha de Diaby para ponta de lança não foi a melhor e que Miguel Luís devia ter sido titular no lugar de Wendel.

Mas isto são análises em função do resultado desagradável. Os jogadores, em geral, não executaram ao nível que se exige e a finalização pecou. Com mais eficácia no último terço, o resultado teria sido outro.

Também podemos argumentar que Bruno Gaspar deve sair do onze, muito embora Ristovski não seja muito melhor.

Para agravar o estado de coisas, Gudelj jogou com os 4 amarelos na cabeça e afectou o seu jogo, usualmente muito mais agressivo.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 13:11

A perder 2-0 e a jogar contra 10 metemos o .....André Pinto , nao fui eu nem o Rui , foi o treinador do Sporting Club de Portugal
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 13:35

Ele meteu o André PInto para avançar o Coates, este tendo capacidade para nos dar muito mais presença física na área.

Julius, vamos tentar ser um pouco mais objectivos. Criticar apenas quando as coisas correm mal é fácil. Nem tudo estava bem antes deste jogo e nem tudo está mal agora.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 14:08

Naquele momento nao havia necessidade de meter mais um central para substituir o Coates , teria que arriscar , o Tondela ja só descia ás quinhentas e pela certa , havia outras estrategias para colmatar a falta do Coates , eles tinham menos 1 e estavam a ganhar .
Foi aí e tambem que o treinador fez borrada .

Depois empatar ou perder seria quase igual so a vitoria interessava , de todo nao era o Andre Pinto a entrar , eu jamais o meteria nas circunstancias em que estava o jogo mesmo que optasse pela subida do Coates.

Rui custa tanto admitir que o treinador fez grandes borradas? Quando nao as faz mesmo que nao ganhamos estamos ca para o dizer e até elogiar, mas ontem mostrou fatal falta de conhecimento do futebol portugues e parece que nao tem ninguem ali a ajudá-lo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 15:50

Eu penso por minha própria cabeça e contrário ao Julius não adianto superlativos mediante os jogos e os resultados.

Quando há críticas a apontar, não hesito. Não vou é de 8 para 80 como o Julius faz constantemente.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 16:06

Rui falamos de futebol,do futebol portugues,falamos do Sporting que infelizmente nos tem habituado a viver com exrrema facilidade o 8 e o 80.

Como tal vejo-me obrigado a criticar e elogiar ao ritmo que somos obrigados.

Nao voy entrar nunca numa de brandos costunes.
O Sporting tem que ser abanado as vezes que forem necessarias e sempre que se justifique como perder lutas pelo titulo en jogos contra os Tondelas nao importa quem seja o treinador ou presidente.
É a equipa que tem de nos conquistar nao o contrario.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 16:24

Cada vez percebo menos. Mas isto sou eu...
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 08.01.2019 às 13:51

Pelo que foi comentado, pretendia que se avançasse o Coates para a área para receber os cruzamentos, visto que tem quase 2m. Porém, a minha questão é esta: não há mais saber tático na cabeça desta gente? Só conseguem correr nas laterais e cruzar para um autêntico deserto de jogadores do Sporting? Não há capacidade para partir a defesa e entrar com a bola no pé e rematar à entrada na área??? Passar 90mins a ver cruzamentos, quer de um lado quer do outro, para uma área adversário que não tem e não se visava ter jogador para receber é de completo cepo, de pessoas que não conseguem fazer mais nada, que não conseguem pensar enquanto as pernas se estão a mexer. É muito mau, mesmo, quando a nossa tática se resume a cruzamentos e à disponibilidade de Bas Dost em os receber. É curto! É insignificante! É desastroso!
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 14:13

Meu caro subir o Coates ficou á vista de todos , nao é dificil tomar essa decisão nas circusntancias em que estava o resultado e contra 10 , surpresa (negativa) foi meter o Andre Pinto para colmatar a subida do Coates quando o adversario se remetia a defender o resultado , nao existe mais inteligencia para outras soluções para cobrir a ausencia do Coates ? O risco ali ja tinha que subir ao nivel maximo , so a vitoria interessava.

Ou nao é assim , Keizer mostrou pulso fraco e alguma desorientação , há que o admitir sem rodeos.
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 08.01.2019 às 14:29

Concordo, perdido por 1, perdido por 1000. Mais valia arriscar tudo em campo e tentar atacar o resultado. Mas escolheu fazer esta obra de arte. Não vale a pena tentar descortinar mais deste jogo. Os jornalistas não fazem as perguntas certas, a não ser a mesma me..a de perguntas genéricas e sensacionalistas, e os elementos responsáveis também não se dignam a prestar melhores esclarecimentos aos adeptos e sócios. Este jogo está feito e selado. Não sei o que esperar do próximo, visto que não há reforços para um plantel completamente desprovido de soluções e sem querer. Quero ver o que faz Keizer no sábado.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 15:53

Esta conversa deixa-me um sorriso amarelo. Quem mais tinha ele no banco para "arriscar tudo" ???

Ele avançou Coates para nos dar presença física na área. Para o lugar dele entrou André Pinto, que também se adiantou bastante no terreno.

Faço-lhe aqui a pergunta, e também ao Julius, no lugar de André Pinto quem é que entrava para fazer a diferença no contexto ofensivo?
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 16:09

Posso se quiser avançar com varias outras soluçoes e nenhuma passa pela entrada do Coxo do Andre Pinto.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 16:35

Rui acertou en cheio ficamos todos a cerrar enquanto o Tondela fez pela vida e ganhou justamente o jogo ,o primeiro da sua vida e nem teve que recorrer ao anti-jogo e ainda nos ofereceu uma expulsao de un dos seus jogadores.

Recuso-me a acreditar que o futebol de Keizer en vez de progredir e melhorar esta pelo contrario a regredir e a piorar.
Infelizmente (neste caso) raramente falho nas analises.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.01.2019 às 16:48

"Raramente falho nas análises"...
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 17:05

Infelizmente... quando se trata do Sporting
Sem imagem de perfil

De LeaoCovilha a 08.01.2019 às 16:53

Tendo o Jefferson, Miguel Luís, Petrovic e Ristovsky no banco, parece-me que, não entrando o André Pinto, só poderia entrar o Miguel Luís pela sua qualidade de passe ou o Jefferson que até acerta uns cruzamentos de vez em quando. Sujeitava-se a encaixar mais um golo mas também poderia ter mais qualidade de passe a colocar a bola no Coates.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 17:09

E obvio que tinha que entrar o Miguel Luis,foi uma surpresa para mim quando nao o vejo a titular,com menos jogos nas pernas e em boa forma fisica deveria ter sido titularissimo, foi graças ao que jogou que nao tivemos dissabores com o Belem.

Quando o vi no banco tive logo um mau pressentimento mas esperei com ...fe.
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 08.01.2019 às 13:08

Sobre Keizer...
O jogo de ontem foi uma autêntica paródia de equívocos que merece seria reflexão.
Começando com o estranho impedimento de Dost que acabou sofrendo uma lesão "cerebral" retardada por 72 horas que não o permitiu sequer integrar a convocatória à condição, passando pela ausência dos "reforços" de inverno que após 15 dias de treino (existe equipas que quase não têm isso de tempo no início das épocas) continuam em adaptação, a fazer lembrar a quantidade imensa de "adaptados" contratados que afinal nunca chegam a calçar e terminando na surpreendente ausência de Jovane Cabral na convocatória, alguém que tem sido autêntico abono de família nesta equipa, até para Keizer, preterido em favor de uma catrefada de defesas e médios defensivos para jogar contra um Tondela, como afinal viriam a mostrar a sua "utilidade"! Já lá vamos...

A equipa desprovida da sua referencia ofensiva manteve o seu esquema habitual em 4-3-3 colocando o inefável Diaby(verdadeiro pau para toda a obra...) a ponta de lança. Foi o mesmo que dizer que por ali nunca mais lá iríamos...
Com Gudelj devagarinho, devagarinho... Fernandes de "férias" e Wendel ainda que o único mexido mas ainda sem ritmo, este meio campo foi manteiga em Agosto para o Tondela e não tardou a pôr-se a ganhar
A partir daí não aconteceu nada, nadinha...
Até que aos 50 minutos aconteceu o façto que podia ter mudado o jogo.
A jogar com 10, o Tondela ainda tremeu mas rapidamente percebeu que não haveria razões para isso e manteve-se tão ameaçador como até aí.
Acabou naturalmente a passar a vencer por 2-0...
Enquanto isso, o que fez Keizer?
Mudou o sistema de jogo para 4-4-2 com dois cepos(em vez de apenas um...) a ponta-de-lanças, preteriu(bem) o paz d'alma do Gudelj e colocou no seu lugar o mais desequilibrante jogador da equipa, longe de onde devia estar que era junto da baliza adversária e, a jogar contra 10, nunca desfez o harmonioso quarteto defensivo, nem mesmo quando se pôs a perder por 2!
Acabando está linda sinfonia com um inanerravel 4-0-6 onde em determinada altura os centrais eram Fernandes e Wendel e os avançados eram Mathieu, Pinto e Coates com Montero e Diaby lá pelo meio a atrapalharem-lhes as pernas...
Uma verdadeira obra-prima de amadorismo, ingenuidade e completa falta de noção da realidade... e ainda só vamos em janeiro!
Imagem de perfil

De Greenlight a 08.01.2019 às 13:18

O seu comentário está muito cáustico mas, de facto, a evolução dos acontecimentos é parecida com o que descreve. O Keizer, ontem, fez lembrar o Rui Vitória, nos jogos do desespero, mas com uma diferença, o Keizer teve que chamar os centrais para fazer de avançados, algo que o RV nunca precisou de fazer.
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 08.01.2019 às 13:38

Keizer veio substituir uma das maiores fraudes que treinam em Portugal e, apesar de se ter que contentar com uma equipa formada às três pancadas e com opções de bradar aos céus feitas tanto pelo anterior maluco que por aí andou como pelo homem das caçadas e patuscadas sempre pronto para dar a mão (Livra!!) ao clube, coadjuvados tecnicamente (ou não) por dois trastes de treinadores, ambos vaidosos e virados com o cu p'rá lua, tal a quantidade de dirigentes mentecaptos que ainda lhes vão dando importância...

E começou bem. Com uma táctica e modelo de jogo inovador para as nossa pobre realidade, bem mais feita de um futebol fechadinho, raçudo, austero mais dado à fantasia da manipulação e da vigarice do que da arte e da magia.
Keizer tem a escola vibrante do futebol das estrelas. Um 4-3-3 que teve a sua origem na Holanda dos anos 70 e que motivou discípulos por essa Europa fora mas extremamente difícil de executar quando não provido de elementos capacitados e vocacionados para tal.
E nem basta saber-se jogar benzinho... é preciso mais que isso porque é tacticamente que este sistema torna-se virtuoso e nem tanto pela arte e engenho individual.
As grandes equipas que o tornaram possível revelam-se mais ainda pela sua capacidade colectiva do que pelo rasgo e evidência individual.
Pep Guardiola será porventura quem melhor o sabe aplicar, não tivesse ele sido um discípulo de Cruijff, e também o fez no seu Barcelona onde o sistema encaixou como uma luva numa escola que foi sempre muito "holandesa" mas sabe-se da dificuldade em consegui-lo em Munique e mesmo agora em Manchester apesar de em qualquer dos casos se reconhecer excelentes desempenhos na sua generalidade.
O Sporting não tem estrutura minimamente preparada para tal.
Não tem jogadores, nem postura nem perfil.
Poder-se-á assitir a uma alteração profunda de comportamentos para tal?
Talvez. Ainda que tenho muitas dúvidas. Mas em todo caso precisará de tempo, talvez de muito tempo para conseguir cimentar tais ideias.
E tem outro problema...
Keizer tem, quanto a mim, as ideias bem concebidas e até um perfil de pessoa que me agrada. Não vive de vaidades e não embarca em fantasias com facilidade. Reconhece perfeitamente a difícil realidade em que se insere.
Mas terá ele a necessária estaleca para saber conduzir com mestria um clube com as ambições do Sporting ao desejável patamar exibicional que deseja alcançar?
É que pelo meio terá que saber conviver com uma realidade futebolística completamente adversa às suas ideias tácticas, com um conjunto de jogadores acomodados a um clube que já pouco inspira o seu mais indefectível adepto é confrontado com panorama que requer vitórias, avanços e conquistas num curto espaço de tempo.
Tarefa hercúlea que me faz ter pouca esperança em Keizer, ainda que se revele para mim numa pessoa cativante e interessante como há muito não via neste clube...

Azar dele ter que se remediar com um clube sem cabeça, membros e pernas governado por gente que julga que a alma é que é o segredo do negócio... Enfim!
Sem imagem de perfil

De yazalde a 08.01.2019 às 14:52

No primeiro golo bastava os defesas do sporting darem um ou dois passos ha frente para os meter em fora de jogo foram anjinhos pareciam jogadores inesperientes , agora o tipo de futebol do holandes nao se incaixa no portugues vai ter muita dificuldades porque matieu e coates e os laterais principamente o esquerdo e um medio que saiba recuperar bolas nao temos hipotese nenhuma como ja nao marcamos e como sofremos para o plantel do sporting nao e mau de todo talvez um treinador italiano matreiro os jogadores que temos atras so lentos para o futebol tipo holandes treinador tipo ranieri
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 08.01.2019 às 15:57

yazalde,

Embora perceba o que pretendes, não concordo com o tentar usar o fora-de-jogo naquela situação específica.

O jogador do Tondela já tinha ultrapassado o Bruno Gaspar e corria sozinho com a bola. Nestes casos em que o jogador com a bola não tem a pressão de ninguém, é um erro muito grande avançar no campo para tentar o fora-de-jogo, uma vez que o jogador tem a total liberdade para fazer um passe para quem quiser.
Neste caso a equipa fez o que devia, ou seja, baixar as linhas. Acontece que o Acuña não acompanhou a linha, deixando o 2º poste completamente desprotegido. Os centrais estavam (e bem) a proteger o centro da baliza.

Só devemos usar fora-de-jogo na situação inversa, ou seja, quando o jogador adversário que conduz a bola está a ser pressionado pelos nossos.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 16:16

Yazalde o avançado do Tondela ja estava em movimento detras em simultaneo com o movimento do cruzamento ja nao dava para o fora de jogo deviam sim te-lo acompanhado em antecipaçao ,houve sim ali uma branca nas marcaçoes.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 16:18

Más sofrer um golo nao é o fin do mundo aconteceu e acontecera mais vezes o principal problema nao foi esse foram outros bem mais graves e que ficaram mais a descoberto quando o adversario passou a jogar com 10.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 16:19

Como ja escrevi antes mesmo que o adversario ficasse com 9 jugadores nao iríamos ganhar, ficou claro.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 08.01.2019 às 16:36

jogadores,obvio

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo