Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Homens e opiniões em polos opostos

Rui Gomes, em 13.12.16

 

Alguém terá dito, algures, que "Todos têm o direito de se enganar nas suas opiniões. Mas ninguém tem o direito de se enganar nos factos".

 

Estamos, aqui, perante as opiniões de dois homens que se situam em polos opostos, tanto no que diz respeito aos clubes de simpatia como, também, nas suas análises dos factos à mão. Qual deles se aproxima mais da verdade é uma questão que deixamos à interpretação do leitor, prevendo, desde já, que consensualidade é meta inatingível.

 

Dias_Ferreira_6161eced_base.jpg

 

Dias Ferreira, antigo dirigente do Sporting Clube de Portugal:

 

«Já decidiram que é para dar o título ao Benfica. O colinho existe. Os meninos perderam dois jogos, estavam num período mau, vieram logo os árbitros. Está decidido quem ganha o Campeonato.

 

Saiu o presidente do Conselho de Arbitragem mas os árbitros são os mesmos. O único que saiu que tinha jeito está na Liga. Nós é que ainda não percebermos que vivemos num país de gatunos. Somos roubados pelos bancos, somos roubados pelos árbitros, somos roubados por todos.»

 

Paulo Olavo e Cunha, antigo dirigente do Sport Lisboa e Benfica:

 

JTJGTzNtJTJGLTBNM1pyU20lMkZ5THN3STJwTmglMkZOWnVGan

 

«Lamento que em Portugal os árbitros sejam criticados e responsabilizados pelos resultados, e que outros não assumam a sua responsabilidade e incompetência.

 

Os erros apontados à equipa de arbitragem não têm razão de ser. A bola só não bateria na mão dos jogadores do Benfica se lhes fossem amputados os braços. Viu-se um bom jogo, mas o futebol não teve nota artística. O Benfica foi mais eficaz na concretização, tendo ainda alguma felicidade.

 

O Sporting devia concentrar-se na sua capacidade porque a tem, como demonstrou, e na sua competência que também a tem. É uma equipa bem estruturada, com excelentes jogadores mas não deve desvalorizá-los, chamando a atenção de aspectos laterais».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:56

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


35 comentários

Imagem de perfil

De PF a 13.12.2016 às 07:33

Gostaria de cometar e comparar as opiniões, de Paulo Olava e Cunha e de Rogério Alves, não incluía neste comentário Dias da Cunha porque o absurdo tem limites e o fanatismo levado ao extremo é triste. O que me apraz dizer é que o Rogério Alves poderá ter alguma razão na medida em que quando o Sporting estava atrás no marcador, no jogo com o Benfica, foi melhor equipa, mas também foi melhor equipa contra o Real Madrid, Dortmund, Legia de Sofia e no campeonato passado e nada ganhou o problema, onde está, será só uma questão de sorte e azar não me parece.
Concorde com Paulo Olava e Cunha quando diz " O Sporting devia concentrar-se na sua capacidade porque a tem, como demonstrou, e na sua competência que também a tem. É uma equipa bem estruturada, com excelentes jogadores mas não deve desvalorizá-los, chamando a atenção de aspectos laterais», e acrescentaria, que JJ nos grande momentos, mesmo no Benfica, falha e a ideia que dá é que as suas equipas apresentam um futebol bonito, diria até romântico, mas falta algum pragmatismo.
Sem imagem de perfil

De Angelo Pereira a 13.12.2016 às 10:51

Nunca o velho ditado teve tanta razão « Pimenta no cu dos outros é refresco ».
Imagem de perfil

De ALM a 13.12.2016 às 19:02

Rui Vitória quando veio para o Benfica, disse que a equipa não ia ter um futebol tão acutilante e vistoso, mas sim, mais consistente.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.12.2016 às 19:10

Conversa de café. Rui Vitória não é treinador para o Benfica, mas por enquanto vai tendo algum sucesso, por vários meios.

Como tudo é possível neste Mundo, pode ser que ainda se faça, mas ainda não chegou lá. O derby é exemplo claro, não obstante o feliz resultado. O "glorioso" a jogar à defesa na "catedral" contra o Sporting. Incrível !!!
Imagem de perfil

De PF a 14.12.2016 às 07:00

De certa forma concordo em que o Rui Vitoria ainda não um treinador de top, e isso vê-se não tanto como prepara os jogos mas principalmente como mexe na equipa durante os jogos, aquela postura calma e confiante não se reflecte nos jogadores, que tem momentos de jogo que parece perdida e algo confusa, no entanto há que lhe dar o beneficio da dúvida até porque tem feito uma carreira no SLB verdadeiramente excepcional.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo