Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Infelicidade de Bruma

Rui Gomes, em 15.01.14

 

Depois do enorme drama em torno do diferendo contratual com o Sporting e da sua eventual transferência para o Galatasaray da Turquia, Bruma sofreu esta quarta-feira uma lesão grave, do tipo que atletas mais receiam: uma rotura no ligamento cruzado anterior do joelho direito.

 

A incidência ocorreu no jogo para a Taça da Turquia com o Tokatspor (2-0), aos 46 minutos, com Bruma a  sair do relvado em maca e a ser prontamente transportado para o hospital, onde a gravidade da lesão viria a ser confirmar. Será operado em breve e uma paragem entre 3 a 4 meses é antecipada. Significa isto que a época terminou para o jovem jogador e uma eventual convocatória para o Mundial está igualmente risco, se não, em facto, totalmente fora de questão.

 

Lamenta-se a infelicidade que este jovem acaba de sofrer, especialmente considerando que estava a meio da sua primeira época como sénior a tempo inteiro, altura ideal para estabelecer sólidos alicerces para o lançamento da sua carreira. Desejamos-lhe boa sorte e total recuperação.

 

publicado às 22:37

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


9 comentários

Sem imagem de perfil

De L a 16.01.2014 às 20:38


Da forma como a época está a correr é obrigatório pensar nos milhões que Bruma já valeria mais. E se a ideia foi retirar o tapete ao bazófias dos milhões nem isso, espero que a lição tenha servido agora para o William. A grandeza do miúdo sobre um colega: «O Carlos Mané não está a chegar ao meu nível; já chegou. Eu acho-o melhor jogador do que eu. Porquê? Acho-o melhor, é a minha opinião», disse, em declarações a O Jogo. «Ele é espetacular, um grande colega, pois faz bom grupo. Fico a torcer para que continue assim e seja campeão. Ele precisava de uma oportunidade e acredito que a vai agarrar. É um extremo cheio de condições. Felizmente, o Sporting deste ano mostra-se muito melhor e estou convencido de que, com o Mané, a equipa vai ficar ainda mais perigosa para qualquer adversário», augurou.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.01.2014 às 20:56

Não duvido da sinceridade de Bruma nem da veracidade da sua apreciação, mas a opinião de jogadores sobre colegas é sempre muito subjectiva.

No entanto, ele tem razão quando diz que o melhor estado da equipa vi influenciar o desempenho de Mané e vice-versa.

Curiosamente, não vejo em Mané um extremo nato, mas pode ser que esteja errado. Eu ainda olho para extremos a fazer o corredor e a ganhar a linha, em termos clássicos. Mané, pela técnica que tem, terá sempre a tendência de jogar em diagonal quando se aproxima da área do adversário. Com tudo isto, estou convencido que se o talento está lá, e tudo indica que está, o valor dele sob a tutela de LJ , virá ao de cima.
Sem imagem de perfil

De L a 16.01.2014 às 21:15


Nós esta época e para além das vendas de Ilori e Bruma ainda conseguimos mandar embora outro craque, no meio campo, Zézinho.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.01.2014 às 21:28

Esse empréstimo surpreendeu-me imenso e ainda hoje não o compreendo, por tudo aquilo que ele mostrou na época passada. Fico com a suspeita que é mais uma decisão fora do foro técnico.
Sem imagem de perfil

De L a 16.01.2014 às 20:42


Caro Rui,

Ainda em relação ao jogo com o Marítimo, cada vez que perdemos o meio campo é verdade que nos lembramos todos do Martins e de que maneira, por isso é que vai voltar já. Não há dúvidas que vem a fazer a sua melhor época mas ainda assim vai ser sempre muito curto. Não é por acaso que um bom box to box vale tantos milhões e está um de férias em Alvalade. O Ramirez até um 10 puro como o Aimar - como o caro gosta e já não vê em equipa nenhuma – permitia jogar. Também é verdade que ainda havia Saviola entre linhas e atrás do Cardozo e 2 laterais que faziam o que não fazem muitos extremos. O meio campo toda a vida foi fundamental no desenrolar do jogo, repare-se como o Paulo Fonseca, viciado no duplo pivot, ainda não conseguiu resolver a mesma equação dinâmica no Porto.

Nós surpreendemos desde o 1º jogo, com a forma como a lição já vinha tão bem estudada, com bola e sem bola. Com quase todos os jogadores tecnicamente muito evoluídos, o que é uma enorme mais valia na circulação de bola. A verdade é que também vínhamos da Amoreira onde controlamos mais uma vez o jogo mas a grande oportunidade é do Estoril e quando já não dava para fazer nada. Valeu mais uma vez São Patrício. Jardim não vai abdicar do 4 x3x3 mas a coisa resulta cada vez menos. E a alternativa tem que passar por Vitor porque pisa terrenos mais à frente, melhor e com mais facilidade que Martins. Assim como Adrien também é muito mais um jogador de equilíbrios do que de desiquilibrios, como também vem a ser usado. Não tenho muito hábito de fazer de treinador e ainda tenho menos jeito para desvalorizar jogadores do Sporting. Espero que me tenha conseguido explicar melhor desta vez.

Eu nem o acesso à Champions dou como garantido, não percebo porque é que o Braga na 2ª volta, por exemplo, não pode fazer o mesmo que nós na 1ª. E sempre que o Sporting não vença é fundamental que o Benfica ainda perca mais e não há aqui nenhum anti-benfiquismo mais primário. O meu foco continua a ser só o Sporting. Jesus precisou de 5 anos para ganhar ao Porto, de forma a ficar por cima deles. E mais uma vez a estrutura não aguenta jogadores fundamentais a meio da época.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.01.2014 às 21:12

Caro L, duas ou três obsevações:

1. Ainda existem muitos 10 puros, os sistemas de jogo dos treinadores dão a ilusão que não. Ozil , ex Real Madrid e agora Arsenal é um 10 puro, até Mourinho o dizia. No entanto, aparece quase sempre na ala, e com o Mourinho também o fazia. É uma questão posicional.
2.Gosto do André Martins mas ainda não estou convencido que tem tudo o que é necessário ao mais alto nível. É óbvio, como diz, que Vítor tem a capacidade para surgir no miolo em zonas mais avançadas e, claro, não sendo um rematador exímio, remata melhor do que o André.

3. Também não gosto de especular sobre treinadores, ainda já do tempo que era a minha responsabilidade contratá-los e manter supervisão sobre eles. Nunca fui muito treinador de bancada, mas continuo a acreditar que LJ erra ao limitar este Sporting somente ao 4x3x3 . Aparecer nos minutos finais de jogos com outra formação, pelas substituições, não diz muito. Acredito que esta equipa é melhor talhada para o 4x2x3x1 ou 4x1x3x2 , mediante os jogos e adversários. Indiferente das opiniões, minhas ou de outros, uma disposição é clara: este Sporting não tem jogo pelo miolo e não aquilo que o Labyad fazia melhor: rematar fora ou à entrada da área. Estas duas disposições já nos penalizaram e vão continuar a penalizar. Daí, talvez, o maior valor de Mané, se tiver a oportunidade, como demonstrou contra a Marítimo.

Por fim, o que tem ajudado a colmatar as lacunas deste Sporting, é a organização de jogo e a endurance dos jogadores, que estão muito bem preparados. Até que ponto conseguirão aguentar este ritmo, ver veremos.
Sem imagem de perfil

De L a 16.01.2014 às 21:23


Não há jogo interior por isso mesmo e o Jardim já começou a abdicar de um extremo quando as coisas não estão a resultar. Para além da forma como William tem estado nós também não temos mais super jogador nenhum. Uma coisa é todos podermos pensar que por exemplo Carrilo ainda vai fazer muito mais, outra coisa é o que ele por agora ainda faz efetivamente.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.01.2014 às 21:34

O Carrillo está a atravessar uma fase crítica em termos de adaptação a um desempenho a que não estava habituado, nomeadamente fazer o corredor com rigor e defender. Esta adaptação tem condicionado a sua mais natural criatividade ofensiva. Quero crer que se e quando aprender a manter um equilíbrio no seu jogo, o melhor dele virá ao de cima.

Uma das minhas preocupações é a saturação mental de Montero . Não é fácil estar em campo jogo atrás de jogo e raramente ser servido. Tem-se vindo a notar nas suas exibições e, temo eu, cada vez mais.
Sem imagem de perfil

De L a 16.01.2014 às 21:42


Vêm aí mais dificuldades sem dúvida.
Um abraço e obrigado.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo