Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Inferno em 2017/18

Rui Gomes, em 26.03.17

 

Proença quer castigar, mas o inimigo é invisível e vai ser mais reles na época que vem.

 

19668301_GZJst.jpg

A má conduta dos dirigentes e clubes das ligas profissionais choca Pedro Proença e o presidente da Liga ainda não viu nada. Não viu nada, primeiro, porque os piores comportamentos não se destinam a ser vistos; e depois, porque o que está em causa em 2016/17 não se compara com o que vai jogar-se em 2017/18.

 

Os departamentos de comunicação entraram em campo para ficar e só sairão quando houver lata para os substituir por bichos piores, que serão, basicamente, departamentos de propaganda com outros nomes (já existem os departamentos de "inteligência competitiva"). Os blogues instrumentalizados, as notícias plantadas com ciência e as indignações conduzidas por controlo remoto nas redes sociais não são fiscalizáveis pela Liga, nem puníveis pelos regulamentos disciplinares.

 

Se Pedro Proença está a pensar nas ameaças pintadas em paredes, castigar os clubes hipoteticamente relacionados com elas também resulta ao contrário, como é evidente. Ao aliciante de, eventualmente, falsificar uma coisa dessas para prejudicar a reputação do adversário, junta-se o da multa, da interdição ou da perda de pontos (imaginando, claro, que seria constitucional punir uma instituição pelo que cidadãos anónimos fazem na rua). Entrámos numa era em que a maior virtude que qualquer organismo público pode ter é a capacidade para distinguir a realidade da ficção.

 

Será com esse espírito inventivo que Benfica, FC Porto e Sporting vão discutir, a partir do próximo mês de agosto, a única vaga garantida no novo formato da Liga dos Campeões. Não é a primeira vez que acontece? É verdade que não, mas antes não havia tantos Goebbels (ministro da propaganda de Hitler) por aí, nem o prémio da Champions chegava aos (pausa para absorver o número) 70 milhões de euros, como a UEFA tem prometido nos corredores.

 

 

José Manuel Ribeiro - jornal O Jogo

 

publicado às 04:16

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Guilherme Rosado a 26.03.2017 às 17:42

Castigar clubes por grafittis na rua feitos por anónimos ou por declarações feitas por outros que não os seus representantes oficiais!!! Está tudo louco!!!
SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo