Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Screenshot (1330).png

Segundo os "cavalheiros" André Narciso (árbitro) e António Nobre (VAR), o lance nem sequer mereceu revisão. Um lance que poderia favorecer o Sporting, para alguns destes artistas que populam a arbitragem portuguesa, não merece essa consideração. (Vídeo)

Ainda temos a falta sobre Pote que precedeu o primeiro golo do Rio Ave, a possível falta que o mesmo jogador sofreu na área vila-condense e o assinalado penálti por suposta falta cometida por Nuno Santos, que, na minha opinião, merecia, no mínimo, revisão.

E, com tudo isto, o que ainda mais preocupa é ouvir Rúben Amorim afirmar que Trincão poderá não estar em condições para defrontar o Benfica na quinta-feira. Ele, e pelos vistos, Gonçalo Inácio.

Haveria muito mais a dizer, sobretudo sobre o critério disciplinar de André Narciso, mas não vale a pena.

________________________________________________

Em nota separada, mas creio pertinente, não ficaria bem com a minha consciência se não dissesse que não concordo com a maioria das críticas que se viu aqui ontem e, decerto, que irão surgir hoje durante o dia.

Não estivemos ao nosso melhor nível - é impossível estar em todos os jogos - mas jogámos o suficiente para ganhar se houvesse uma arbitragem competente e isenta. Ponto!!!

Por outras palavras, não estivemos ao nível necessário para ultrapassar tanto o adversário como a arbitragem. Infelizmente, é essa a realidade do Sporting... há muito!

Cometemos alguns erros pouco comuns nesta equipa, mas o único que não tolero de modo algum - a fazer lembrar o Marselha - é o de Antonio Adán. Nesse, podemos bem dizer que é inadmissível de um guarda-redes com a sua experiência.

publicado às 04:02

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


14 comentários

Sem imagem de perfil

De LondonLion a 26.02.2024 às 04:40

Arbritagem a anos 80 90 nao ha penalties para o Sporting e golos anulados para adversarios nem pensar. Nao ha tempos de desconto e quando ha um jogador adversario passa o tempo todo no chao ou a fazer ronha sem compensacao. Deviamos estar 9 pontos a frente do Benfica.

Nao concordo com criticas a equipa. O nosso primeiro jogo menos conseguido e ainda assim ganho de goleada. Nao podemos sempre jogar para o 8-0.
Sem imagem de perfil

De O fala verdades a 26.02.2024 às 06:04

Árbitros há moda dos meados dos anos oitenta,noventa, e por aí fora, oliveira, narcisos, pinheiros,Ferraris, motas,gostam muito andar de jactos,assim é difícil ganhar campeonatos, assim também tínhamos 38 mentiras, quanto ao jogo o árbitro foi o pioneiro do empatar para ajudar as toupeiras, o Adan está no fim da linha, mas acho que ele não é o primeiro culpado, aparecem isolados á frente dele, o diamonde desde que foi para taça das nações ficou pior, o Catamo ataca bem mas defende mal, o quaresma não era para estar no banco, o Nuno Santos acusa algum desgaste, acho o plantel curto, o banco é fraco quanto avançados, o Paulinho faz falta, luta, e marca, o sueco é pouco ja está acusar algum desgaste devia ter se algum cuidado com a gestão física, o plantel não e mau , mas há jogadores muito cansados não aguentam a pressão, o Amorim tem feito bom trabalho, mas sem ovos não se podem fazer omoletes, os jogadores que foram buscar kodris,Fontelo duvido que eles venham singrar, mas o nosso problema maior é arbitragem, que nos prejudica, e o sistema corrupto
Sem imagem de perfil

De Luis Carvalho a 26.02.2024 às 09:03

Há na minha opinião dois vectores para analisar no jogo de ontem, a exibição da equipa e a arbitragem. Quanto à exibição, esta esteve longe de ser das melhores, alguns jogadores estiveram muito abaixo do habitual, Catamo, Morita( esteve em duas jogadas de golo, mas andou muito arredado do jogo) e sobretudo Adán que comete um pénalti tão estúpido como desnecessário. A arbitragem foi vergonhosa e sempre em nosso prejuízo. Falta claríssima sobre Pedro Gonçalves na origem do golo do Rio Ave; pénalti e até possível expulsão na jogada sobre Trincão; pénalti mal assinalado de Nuno Santos; pénalti sobre Pote por assinalar; tempo de compensação sem ser prolongado por tempo perdido na expulsão( dá-me ideia que só houve expulsão para cortar a pressão final do Sporting) do jogador do RA. Enfim uma arbitragem miserável, de um tipo que olha para os nossos jogadores com olhos de ódio. Uma última palavra para a inação do VAR, ou para a ausência do mesmo, que só pode ser propositada, tantos os lances que mereciam revisão e todos eles em que o Sporting foi prejudicado pelas absurdas decisões do árbitro.
Sem imagem de perfil

De Rui Câmara Pina a 26.02.2024 às 10:02

A política do Sporting de não se criticar a arbitragem, especificamente quando somos prejudicados, é algo que deve ser ponderada. Se isto acontecesse a um dos rivais, imagine-se o que iria para aí....
E ainda outra coisa: este plantel é demasiado restrito, então para a linha avançada isso fica bem claro pois neste momento só temos TRÊS jogadores para os três lugares da frente. Como é possível isso acontecer???
Sem imagem de perfil

De Paulo SCP a 26.02.2024 às 11:56

Fizemos ontem um jogo ao nível da arbitragem: muito fraco!

Mesmo assim, tivesse havido ontem VAR (são estes jogos que minam a credibilidade dos adeptos sobre a sua utilidade) e o Sporting teria muito provavelmente vencido o jogo:
(1) 1º golo do RV é antecedido de falta clara sobre Pote - árbitro viu mas deixou seguir, VAR não sabemos (devia estar a jantar...);
(2) entrada karateca na grande área sobre Trincão é falta = penalti. Siga, siga...
(3) Pote é puxado na grande área para fora do campo, após acesa disputa de bola com o defesa = penalti. Siga, Siga...

A somar, ao longo do jogo as sucessões de puxões e empurrões aos nossos atacantes não foram sancionados com cartão amarelo, houve ali carta branca para travar Gyo e companhia com todos os meios!!

Muita fraca arbitragem, portanto, no entanto sou da opinião que os 2 penalties do Rio Ave foram bem assinalados: Adan tem uma saída dos postes que já não se usa (deve ser da idade...) e faz falta, e Nuno Santos com vantagem sobre o atacante atira-se para a frente dele e atinge-o com perna e braço, em vez de correr à bola.
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 26.02.2024 às 12:10

As evidências de que a arbitragem influenciou o resultado, estão comprovadas pelas imagens iniludíveis e irrefutáveis, que valem mais que mil palavras.
Sem entrar em outras considerações, neste fórum já explicitadas de forma clara e elucidativa sobre outros lances, pelos diversos e habilitados comentários, constatamos que mais uma vez, fomos vítimas de espoliação, logro e danos da verdade desportiva, por maus e «incompetentes» profissionais, senão mesmo portadores de laivos mafiosos que conspurcam de forma contínua e impune as competições, agindo de forma prepotente, concertada, com indisfarçável e óbvia má fé ou premeditação.
Neste âmbito, gostaria de colocar duas perguntas relativamente simples, sobre este lance em exclusivo:
- Porque o VAR não interviu para chamar o árbitro e, este pudesse rever o lance e as imagens de diversos ângulos e «frames»?
Comentário:
a) Vamos aguardar, com muita curiosidade pelo que foi dito e certamente a gravação demonstrará sobre a leitura e interpretação.
- A partir desta entrada de sola, tipo «kung fu», qual o critério para lances a serem considerados como entradas negligentes, que justificam a marcação da respectiva falta e a devida admoestação disciplinar?
Comentário:
b) Neste caso lança o volume corporal na totalidade, em movimento de corrida e perda de contacto com o solo, atingindo o adversário com a sola, lesionando-o de forma grave.
c) Quando noutros jogos e situações, só o simples facto da entrada «per si», sem choque e consequência, é por bem considerada negligente ao pôr em risco a integridade física do colega de profissão e motivo justificável para a amostragem de cartão.
d) Perante esta entrada vigorosa, conforme documentada e ilustrada pela imagem irrefutável demonstra, entendo que é lance inequívoco, claro e evidente para livre de grande penalidade e cartão vermelho direto para o infrator.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.02.2024 às 13:19

Comentário apagado.
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 26.02.2024 às 15:39

Tem razão quanto ao erro ortográfico de palmatória, cometido por mero lapso verdadeiramente «básico» e da não releitura do texto.
As minhas sinceras desculpas aos leitores.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.02.2024 às 21:20

Ignore esse sujeito. Erros ortográficos todos nós cometemos, especialmente nos comentários.
Sem imagem de perfil

De Carlos Barros a 26.02.2024 às 14:55

Adam pode-se vir a tornar no guarda redes mais caro de sempre... pela quantidade de erros e no que isso acarreta.
Sem imagem de perfil

De P. Vasconcelos a 26.02.2024 às 16:01

Tomo a liberdade de transcrever parte da crónica de hoje de Pedro Henriques no Público:

«Foi no jogo entre o Rio Ave e o Sporting que a arbitragem esteve abaixo do desejável, com prejuízo para os sportinguistas.

Minuto 3, no início do lance que resultou no golo dos vilacondenses, Amine com o seu braço direito puxou e derrubou de forma clara o braço esquerdo e a camisola de Pedro Gonçalves. Porque este momento foi o início da fase de ataque que originou o golo, o VAR por protocolo poderia e deveria ter actuado e revertido e anulado o golo.

Minuto 29, não obstante Miguel Nóbrega ter chegado e tocado em primeiro na bola, a forma arriscada e, sobretudo, negligente como abordou o lance fez com que ficasse por assinalar um pontapé de penálti - não teve em conta o perigo e as consequências do seu acto para com Trincão acabando por, de sola e com os pitons, atingir o jogador "leonino".»
Sem imagem de perfil

De RCL a 26.02.2024 às 18:17

Caro P. Vasconcelos
Toda a crítica é unanime em dizer que o Sporting foi prejudicado.
Ficamos a aguardar o comunicado do Conselho de Disciplina .
Árbitro e VAR tem de ir para a jarra, ideal seria até final do campeonato.
O Sporting também tem que fazer algo. Quem cala consente.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.02.2024 às 18:21

Está à espera de algo benéfico do Conselho de Disciplina?... Será melhor esperar bem sentado. Nada vai acontecer e vamos continuar a ter certos "artistas" nos nossos jogos.
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 26.02.2024 às 18:51

Seja qual for o resultado final da competição, a mesma está manchada de forma indelével e insanável, por verdadeiros casos de abuso, atentados e intenções perpetradas por gente sem escrúpulos, formação ética e competência, no que diz respeito à verdade desportiva.
A classificação e pontuação, não reproduz, nem espelha o devido respeito pelos clubes, instituições e profissionais briosos e honestos.
Existem e continuarão a existir erros humanos de apreciação. Mas excluindo-se esses, TODOS os outros, que não deixam dúvida, podem e devem ser mitigados, corrigidos e anulados, sob pena de estarmos na presença de fraude e farsa.
Os meios técnicos colocados à disposição VAR para análise ou apreciação, quando são tão óbvios, evidentes, irrefutáveis e esclarecedores, jamais podem continuar a vilipendiar e viciar as competições.
Como é possível, que num Estado de Direito, exista uma classe que usa e abusa de corporativismo, influenciando e determinando os resultados e, não seja devidamente sancionada e punida.
Ora, nada parecido existe neste Mundo do futebol, ao que se vê e verifica no nosso País, à impunidade e contínua adulteração dos resultados e quanto à completa ausência por parte das estruturas que organizam, regulamentam e disciplinam a atividade.
Triste, lamentável e inadmissível.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo