Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Levantado do Chão

Naçao Valente, em 14.06.24

Frederico Varandas assumiu a presidência do SCP depois de um período conturbado, no qual o Clube parecia caminhar  para o abismo. O Sporting estava ser governado na base de um populismo de consequências incalculáveis. Varandas, chefe da equipa médica, decidiu, após o fim do aventureirismo, apresentar-se como candidato à presidência. Por uma unha  negra, na expressão popular, ganhou as eleições e assumiu, com a sua equipa, a gestão do Clube.

Screenshot (1967).png

Conhecendo muito bem a situação que ia enfrentar, assumiu o cargo com grande coragem. A instabilidade reinava, e não foi fácil ultrapassar esse período de má memória. Teve o condão de impor a sua autoridade, não cedendo a diversas pressões. Traçou um rumo e segui-o com firmeza. Com uma situação financeira difícil e agravada com a debandada de activos valiosos, foi, passo a passo, tirando o clube da situação grave em que se encontrava.

As oposições tudo fizeram para sabotar o seu trabalho e muitos até duvidavam da sua capacidade para levar o Clube a bom porto. Com convicção e competência, pode dizer-se que levantou o Sporting do chão para usar, com a devida vénia, o título do livro de José Saramago, “Levantado do Chão”.

Durante a sua presidência, com início em Setembro de 2018, para além de aumentar a percentagem do clube na SAD, criando uma situação financeira estável, acrescentou ao pecúlio desportivo do Sporting dois Campeonatos Nacionais, uma Taça de Portugal, uma Supertaça Cândido de Oliveira e quatro Taças da Liga, só no que diz respeito ao futebol profissional.

Frederico Varandas é o quadragésimo terceiro presidente do SCP. E ficará na história, na minha perspectiva, como refundador , depois de longos anos de algum ocaso, na área do futebol profissional. Dos presidentes, muitos até são desconhecidos dos actuais adeptos. Neste pequeno texto, quero porém lembrar, brevemente, alguns, que por um ou outro motivo merecem relevo, naturalmente subjectivo.

Não se pode falar de presidentes sem referir Alfredo Holteman, (Visconde de Alvalade) que foi presidente entre 1906 e 1910, contribuindo com o seu dinheiro para a fundação da colectividade. Foi substituído na presidência pelo seu neto José Roquette (José Alvalade) o grande dinamizador dos primeiros anos do Clube.

Seguiu-se um período de presidências muito curtas, mas quero salientar Ribeiro Ferreira (1946-1953) e Góis Mota (1953-1957) que correspondem a um período dourado no futebol leonino. E João Rocha, pela vital estabilidade (13 anos na presidência) com algum sucesso. Saliento também José Roquette e Dias da Cunha, ligados à Academia e ao novo estádio. No entanto, todos contribuíram bastante para a evolução do Sporting CP. Nesse aspecto, gostaria de escrever sobre cada um deles, se para isso tiver engenho e arte.

Se José Alvalade levantou o Sporting, transformando um clube originalmente criado para alguns praticantes de futebol se recrearem, numa grande colectividade, Varandas, mais de cem anos depois, está a conseguir levantar Sporting, para cumprir o objectivo de ser um dos maiores da Europa.

publicado às 02:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


36 comentários

Sem imagem de perfil

De Manuel a 14.06.2024 às 05:17

A principal virtude, para mim, foi ter percebido que estava a ir por caminho errado e decidir mudar. Incluo Hugo Viana. Ainda me lembro das manifestações contra. E aprendeu a resguardar-se, pois a intervenção pública é importante e ele não é muito hábil em público.
E isso foi uma demonstração de inteligência.
Saudações Leoninas
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.06.2024 às 12:25

Manuel

Não digo que admitir o erro e mudar seja a principal virtude, mas é uma virtude importante. Varandas, com o apoio fundamental de Hugo Viana, deu os passos certos, nas horas adequadas. E deixe-me acrescentar. que para além da inteligência, beneficiou de acasos ou de alguma sorte, que, para mim, não podemos afastar do dia a dia.

SL
Sem imagem de perfil

De Allfacinha a 14.06.2024 às 09:11

Nunca escondi a minha opção Varandista. No início por ver o médico do clube avançar para a direcccao de um clube que vinha, que estava e que se previa a decair a olhos vistos. Era, para mim,o candidato a olhar por fora com o melhor conhecimento do que se passava dentro. Fiquei a conhecer melhor o presidente depois da franca entrevista que deu na sic, as raízes , o bichinho sportinguista que se foi desenvolvendo desde menino até ao grande líder que é neste momento. O capitão sem-medo
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.06.2024 às 12:33

Alfacinha

O nome de capitão-sem medo fica-lhe bem. Pela sua personalidade e talvez pela sua condição militar, soube enfrentar adversários com algum poder. Com realismo, humildade e sem demagogia, está a colocar o Sporting, no lugar que lhe pertence.

Boas festas populares
Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 14.06.2024 às 09:45

Nação Valente

Antes de comentar o artigo em si, e passando a subjetividade, não diria que João Rocha foi um presidente de "algum sucesso".

João Rocha foi um GRANDE presidente do Sporting Clube de Portugal! Um Histórico, como Varandas se arrisca a vir a lembrado. Certo, no futebol só foi campeão 3 vezes.... mas isto com uma revolução pelo meio, e com a emergência do maior bandido de toda a história do desporto. Como competir com batoteiros?

Ressalve-se sempre o que JR fez pelo clube e as conquistas das modalidades. E neste sentido, e sendo o SCP muito mais do que futebol 11, então só posso considerar que João Rocha teve sucesso como poucos em Portugal.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 14.06.2024 às 09:53

Concordo!.

P.S.Concentrei-me tanto na atualidade que esse detalhe passou-me ao lado😎
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.06.2024 às 12:50

Juskowiak

A expressão "algum sucesso" talvez seja minimalista. Se tivermos em conta os muitos anos de presidência. JR foi um presidente que assumiu o sporting como um clube eclético. Ainda me recordo de um discurso numa AG onde acentuou essa vertente.

No seu longo mandato ganhou três campeonatos, mas concordo que governou no período em que o batoteiro do Norte, já dominava o futebol, com o famoso "sistema".

Apesar das dificuldades que enfrentou, Varandas encontrou uma situação geral mais fácil e onde as coisas estão a mudar. Esperemos que de forma consistente,

Sem imagem de perfil

De RCL a 15.06.2024 às 15:12

A equipa e o treinador que ganharam o campeonato de 1973/74 foi obra do presidente interino Dr. Manuel Nazareth, médico. Coincidências.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 14.06.2024 às 09:49

Texto bonito, correcto, gostoso .. até chegar aqui👇
-"..Varandas, mais de cem anos depois, está a conseguir levantar Sporting, para cumprir o objectivo de ser um dos maiores da Europa."-
O sonho, prenúncio da realidade?.

P.S. Eu rezando 43 Avé Marias e 50 Pais Nossos e esmolinhas quanto baste para que a realidade seja realidade, real de verdade, veraz real, efectiva, concreta e correta.
Freddy, ..bora lá!.💪

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.06.2024 às 12:58

Carlos N.T.

Penso que a expressão do fundador, "um dos maiores da Europa" revela ambição, mas também realismo. Na altura em que foi proferida, o futebol ainda não era o negócio que é hoje.

Usar a frase, no actual contexto, pode ser mera retórica, mas estou convicto que o SCP, sem ser um tubarão, já é um dos maiores no futebol, e sobretudo no seu ecletismo. E como sonho comanda a vida, pode vir a ser ainda maior, com ou sem rezas.
Sem imagem de perfil

De Yazalde a 14.06.2024 às 10:29

Aquando da primeira eleição, eu e a maioria dos Sportinguistas (não dos votos) não votei em Varandas. Como eu, quase toda a família e amigos. A excepção o meu filho Paulo que preferiu votar nele e não no João Benedito, herói de tantas batatas .
O meu filho mostrou personalidade e eu na altura disse que se ele ganhasse seria uma boa escolha!
E não é que foi mesmo!
SL
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.06.2024 às 13:02

Yazalde

Ainda bem que Varandas foi uma boa escolha, mas na altura da eleição era difícil prever. Benedito, pelo seu passado, parecia ser também uma boa aposta. Mas estaria à altura da grande turbulência'
Sem imagem de perfil

De José Silva a 14.06.2024 às 11:17

Duas particularidades muito importantes em Frederico Varandas; prmeiro, a recuperação económica e financeira do clube e da sad; segundo, a estabilidade que ao longo do tempo foi dando ao Sporting, até porque, sem estabilidade não há resultados. Para terminar, dizer que não me importava nada, que a tempo e horas, se formasse uma comissão de apoio ao actual Presidente para mais um mandato que termona se não estou em erro, em 2026. E viva o SPORTING.!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.06.2024 às 13:13

José Silva

Concordo. Sem estabilidade não há resultados, mas estes também são fundamentais para a estabilidade. Foi essa reciprocidade que ajudou ao secesso da actual gestão.

Não sei o que pensa Varandas sobre a sua continuidade. Mas estou convicto que quererá continuar, até porque o trabalho que iniciou precisa de ser continuado.

Sem imagem de perfil

De enterra a 14.06.2024 às 12:23

Grande texto! Parabéns!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.06.2024 às 13:15


Enterra

Obrigado. Pelo Sporting
Sem imagem de perfil

De Tiago a 14.06.2024 às 13:44

O Varandas é neste momento o meu presidente. Não são muitos que se podem gabar de ter dois campeonatos. E não tenho dúvida que ele tem muito mérito. Mas, para mim ainda falta a "prova dos nove". Porque antes de Amorim, não há ponta por onde se pegue na presidência do Dr. Varandas.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.06.2024 às 15:42

Tiago

Tem razão, em parte. A contratação de Amorim, muito contestada, mudou o futebol do Sporting, mas, por outro lado, essa contratação foi consequência de um processo que estava em marcha. Antes de Amorim, já havia Hugo Viana, muito discreto, mas fundamental. Ou seja, a estrutura estava a trabalhar e não apenas no plano desportivo. E mesmo neste, houve conquista de títulos.

Não sei qual é a "prova dos nove" que refere



Sem imagem de perfil

De Leão de Sta.Engrácia a 14.06.2024 às 15:54

Um Capitão Sem Medo que não conta tudo o que sabe sobre o campeonato de 2015-2016, como prometeu fazer?
Comparar Varandas com o enorme Salgueiro Maia, chamando Capitão Sem Medo ao primeiro, não é só forçado, é ofensivo.
SL
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.06.2024 às 16:42

Leão de Sta. Engrácia

Como se costuma dizer, cada macaco no seu galho. O leitor que utilizou essa designação, não estava, certamente a fazer qualquer comparação.

Salgueiro Maia, com uma missão muito importante, fez parte de um movimento de muitos capitães sem medo, para derrubar um regime político. Com mais ou menos relevância todos desempenharam o seu papel, num movimento coletivo.

Varandas, sendo militar, com o posto de capitão, está a exercer funções desportivas, dentro da normalidade, mas teve a este nível que travar batalhas difíceis para colocar o Sporting no bom caminho. Sendo meritório, não há comparação, com um golpe militar. Quem fez a comparação foi o caro autor deste comentário.

No campeonato de 2015-2016, Varandas exercia apenas a função de médico. Não sei o que prometeu, nem entendo o que tem isso a ver, com o exercício das suas funções de presidente, que é o que está em análise.

SL
Sem imagem de perfil

De enterra a 14.06.2024 às 17:02

"Um Capitão Sem Medo que não conta tudo o que sabe sobre o campeonato de 2015-2016, como prometeu fazer?"

O que é que queria que ele contasse que não se saiba hoje? Toda a gente sabe que o campeonato foi roubado e que houve jogadores abordados pelo Boaventura, conforme foi contado numa reportagem da Sic Noticias.
Sem imagem de perfil

De enterra a 14.06.2024 às 17:04

Acrescento: jogadores do Marítimo abordados pelo Boaventura
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.06.2024 às 19:15

Enterra

O discurso desse leitor cheira a bafio. Quando li o comentário percebi de onde vinha e o que pretende. Podem ser poucos, mas andam por aí. Para bom entendedor.
Sem imagem de perfil

De RCL a 14.06.2024 às 17:18

Acho que o clube estava na cave e alguns “notáveis “ ainda o empurravam mais para baixo.
Varandas foi o Homem Providencial. Teve sorte? Ainda bem.
A sorte protege os audazes.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo