Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

img_797x448$2018_05_15_18_48_53_300921.jpg

 

Um artigo desta quinta-feira da autoria de Carlos Rodrigues Lima, da Revista Sábado.

 

Depois de meia hora de terror na Academia do Sporting, em Alcochete, os grupo de cerca de 50 adeptos, que terá agredido jogadores e equipa técnica, partiu-se: uns abandonaram as instalações pela entrada principal, outros saltaram a vedação. Uns "6 ou 7", porém, mantiveram-se dentro da Academia. Alguns minutos após a fuga da maioria, o segurança que se encontrava na portaria recebeu uma chamada de Ricardo Vaz, elemento do Gabinete de Apoio aos jogadores, dizendo-lhe para "deixar entrar nas instalações um veículo de marca BMW de cor azul(…), sendo que essa viatura foi buscar os líderes das claques".

 

Isto mesmo consta do depoimento prestado pelo segurança da empresa "2045", a que a SÁBADO teve acesso, na madrugada de 16 de Maio à GNR do Montijo. Ouvido como testemunha dos factos que ocorreram na tarde do dia 15, terça-feira, o segurança, porém, afirmou não ter retido a matrícula do carro que foi à Academia "resgatar" os tais líderes, afirmando apenas se recordar da letras "TT" na placa. 

 

img_797x448$2018_05_18_15_02_48_301397.jpg

 

Ora, segundo outro depoimento, o do director operacional da Academia de Alcochete, Ricardo Gonçalves, os tais líderes a que o segurança se referia eram "Fernando Mendes e o BA, que não estariam integrados no grupo de indivíduos, mas supostamente estariam na retaguarda". à GNR, Ricardo Gonçalves contou que ambos lhe disseram que condenavam o que se estava a passar, que não era aquele o objectivo, que apenas queriam falar com os jogadores". Tal como a SÁBADO já tinha adiantado, os tais líderes da invasão à Academia não foram detidos. Aliás, depois de ter sido agredido no balneário, o treinador Jorge Jesus procurou protecção junto de Fernando Mendes, que se encontrava no exterior.

 

As declarações prestadas por Ricardo Gonçalves à GNR revelam ainda outro pormenor: o director da Academia de Alcochete foi avisado pelas 16h55 de terça-feira por Bruno Jacinto, oficial de ligação entre o clube e as claques, que "a Juve Leo" ia a "caminho da Academia para falar com a equipa". "Ao ser informado da situação e por terem existido antecedentes no final do jogo com o Marítimo", Bruno Jacinto afirmou ter contactado o comandante do posto da GNR de Alcochete. Bruno Jacinto declarou ter reconhecido, além dos já mencionados Fernando Mendes e B.A, o "Bocas", "Alan", "Valter" e o "Ucraniano".

 

Ricardo Gonçalves afirmou ainda ter-se apercebido que os principais alvos do grupo foram os jogadores Rui Patrício, Acuña e William Carvalho, dizendo ter estranhado o facto de um dos elementos do bando ter utilizado um cinto para as agressões. "A testemunha achou a atitude de um dos indivíduos que se encontrava no grupo um pouco diferente da habitual forma de agir dos elementos da Juv Leo, fazendo este indivíduo o uso de um cinto de mão, o que é uma forma de actuação típica dos elementos da claque No Name, até porque o indivíduo parecia não conhecer a testemunha", lê-se, ao contrário dos restantes.

 

Questionado sobre esta, pelo menos, aparente falta de lógica no que descreveu, Ricardo Gonçalves adiantou à GNR que "muitas vezes nestas situações é usual elementos de claques adversárias juntarem-se à claque rival, não pela cor clubística, mas por serem do mesmo bairro". O director operacional da Academia declarou ainda ter presenciado uma agressão ao treinador Jorge Jesus: um dos indivíduos do grupo agrediu Jesus com um murro na cabeça/face.

 

Em resumo, foram trinta minutos de ameaças, agressões, lançamentos de tochas, coacção, amedrontamento, um incêndio pelo caminho e a reclusão forçada dos jogadores, equipa técnica do Sporting e outro staff no balneário da Academia de Alcochete, para onde foram arremessadas quatro tochas, ao mesmo tempo que se gritava: "Vocês são uns filhos da puta, cabrões! Vocês são um monte de merda! Vamos-vos matar [sic]! Vocês estão fodidos! Vamos-vos arrebentar a boca toda! Não ganhem no Domingo que vocês vão ver"!
 
Esta é uma pequena parte da descrição feita pela procuradora do Ministério Público do Montijo sobre a tarde de terça-feira no local de treinos do Sporting, a que a SÁBADO teve acesso. Esta sexta-feira, no final dos interrogatórios no Tribunal do Barreiro, a magistrada deverá pedir a prisão preventiva para a maioria dos arguidos. Dos 23 detidos, apenas 9 aceitaram prestar declarações.
  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


19 comentários

Sem imagem de perfil

De Francisco Esquina a 18.05.2018 às 11:49

Ainda estou a tentar “ruminar” mentalmente esta informação. Isto é tão...extraordinário que (ainda) não consigo reagir. Mas parece ser mau de mais para se por a hipótese de ser verdade!

Achei foi um “mimo” o “...muitas vezes nestas situações é usual elementos de claques adversárias juntarem-se à claque rival...”. A sério?! Isto acontecerá mesmo?! Portanto, já estou a ver: quando o objetivo é dar uns “amassos”, uns “pequenos sustos”, fazer ginástica com os punhos (e cintos, pelos vistos) e similares “a gente até dá-se bem”, “somos uns para os outros”!

Por uns momentos até parecia estar a ler um pedaço da National Geographic sobre as idiossincrasias da espécie humana.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.05.2018 às 12:14

No mínimo, serve para indicar que ainda há muito esclarecer sobre este infame evento. Compete às autoridades, obviamente, separar o joio do trigo e trazer todos os intervenientes à justiça.
Sem imagem de perfil

De JCR a 18.05.2018 às 12:00

Bem sei que o Rui Gomes, não gosta e não vê a CMTV...mas eles, estão agora a dizer, que confirmam o caso do BMW ter levado os cabecilhas, e que, no jornal das 13h, vão mostrar as imagens, aonde mostram os ocupantes, em fuga, deixo só aqui esta informação...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.05.2018 às 12:12

Tudo bem...
Sem imagem de perfil

De JCR a 18.05.2018 às 12:07

Poderá até ter-se chegado ao cúmulo, das imagens de CCTV, da Academia, terem sido apagadas, ou manipuladas? É que, aparentemente, pelas notícias de hoje, há indícios que isso possa ter acontecido, devido às suspeitas, por parte dos advogados de defesa, que as imagens, têm saltos, desconfiando-se que houve manipulação das mesmas...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.05.2018 às 12:13

Chegámos ao ponto de admitir que tudo é possível.
Perfil Facebook

De Mike Portugal a 18.05.2018 às 12:15

Este parágrafo para mim, diz muita coisa:

As declarações prestadas por Ricardo Gonçalves à GNR revelam ainda outro pormenor: o director da Academia de Alcochete foi avisado pelas 16h55 de terça-feira por Bruno Jacinto, oficial de ligação entre o clube e as claques, que "a Juve Leo" ia a "caminho da Academia para falar com a equipa". "Ao ser informado da situação e por terem existido antecedentes no final do jogo com o Marítimo", Bruno Jacinto afirmou ter contactado o comandante do posto da GNR de Alcochete. Bruno Jacinto declarou ter reconhecido, além dos já mencionados Fernando Mendes e B.A, o "Bocas", "Alan", "Valter" e o "Ucraniano"
--------------------------------------------

Isto prova que a Juve está metida no assunto sim senhor e não eram apenas casuals, até havendo membros dos NN lá metidos.
Sem imagem de perfil

De Hugo boss a 18.05.2018 às 15:48

Essa dos NN estarem metidos com os JL, não lembra nem ao diabo! A pergunta ao Ricardo Gonçalves, é saber porqué que não avisou o plantel?
Sem imagem de perfil

De JCR a 18.05.2018 às 12:52

Comunicado do GrupoVarius, no Facebook, a desvincular-se de ser o sponsor, do judo, do SCP:

https://pt-pt.facebook.com/iguarivarius/posts/1026025654221518

"
COMUNICADO

Após as declarações desta noite e face ao discurso transmitido pela comissão executiva da SAD do Sporting clube de Portugal e membros dos órgãos sociais, o Grupovarius informa que irá desencadear os mecanismos legais de forma a desvincular-se como principal sponsor do Judo do Sporting clube de Portugal, bem como de qualquer outros compromissos e relações entre as partes.

A comissão executiva do Sporting clube de Portugal deveria ter-se demitido, elevando assim os superiores interesses do clube e dos sócios.

Uma vez que isso não sucedeu e a arrogância e prepotência falaram mais alto, não existem condições para continuar ligados a uma imagem de violência, escândalos e incongruências.

Após o violento acto criminoso de violência, agressões e incidentes dramáticos que aconteceram esta semana na Academia de Alcochete, e após as demissões em catapulta dos vários membros pertencentes aos órgãos sociais e direcção, a verdade é que nas declarações de hoje o Presidente em momento algum se referiu a tudo o que se passou.

As declarações e a forma ligeira como se referiu ao anteriormente,

“Foi chato, mas amanhã é um novo dia e temos de perceber que o crime faz parte do dia-a-dia e tem de ser punido no local certo”

Agora o Vice Presidente diz:

“Esperamos conhecer muito brevemente os responsáveis pelo ato hediondo e de TERRORISMO, repito TERRORISMO, que manchou o nome da SAD e do presidente”

Ou seja ou é chato e faz parte do dia a dia ou mancha o nome da SAD ou do Presidente!

Como é possível pactuar com isto?

Então e os jogadores que foram agredidos?

Então a equipa técnica que foi agredida?

E a dignidade da instituição Sporting clube de Portugal e os seus sócios?

Falam sobre atenuantes que existiram sobre potenciais expulsões de sócios? Com que objectivo?

O discurso foi completamente inapropriado para o actual momento, relevando assim todos os acontecimentos gravísimos, em prol da incoerência absurda nas palavras e conteúdo, e que jamais acreditei ser possível alguém proferir.

É uma vergonha continuarem a prejudicar o clube, envergonhar os patrocinadores, apoiantes, sócios e adeptos, e não perceberem que a possibilidade da falência da SAD é uma realidade muito próxima.

Pessoalmente e uma vez que pessoalmente e em meu nome pessoal, fiz parte da comissão de honra da candidatura.

Por esse motivo peço humildemente desculpa a todos os Sportinguistas, por não ter tido a visão nem o discernimento de perceber que a minoria tinha razão, em razão ao actual Presidente, que a única coisa que sabe fazer é ofender desde o Presidente da República ao anónimo e desconhecido.

Quero deixar um enorme abraço ao Mestre de Judo, à sua equipa técnica e a todos os atletas com que tivemos o prazer de conhecer e apoiar, e dizer que lamentamos, no entanto tenho a certeza que compreendem a nossa decisão.

Como sócio com o número 10.384 tenho uma enorme vergonha do actual momento e vejo um futuro muito negro.

Como Presidente executivo do Grupovarius crítico e repúdio veementemente as declarações proferidas hoje bem como os actos que aconteceram recentemente.

Lisboa 17 de Maio de 2018
"

Por baixo, está o símbolo do Sporting Clube de Portugal, mas todo a negro...
Sem imagem de perfil

De JCR a 18.05.2018 às 13:04

A CMTV, acabou de mostrar as imagens televisivas, do BMW azul, com a matrículo 27-TT-47, aonde se vê, à entrada da Academia de Alcochete, que entrou só com o motorista, mas, à saída, já tinha mais pessoas lá dentro, segundo o que a Sábado diz, eram os cabecilhas TERRORISTAS...
Sem imagem de perfil

De JCR a 18.05.2018 às 13:53

A SIC Notícias, já veio agora dizer, e também mostrou imagens, e referiu a matrícula, que sabe, que o dono do BMW azul metalizado, mora em Fernão Ferro, no concelho de Almada, o carro esteve dentro da Academia, não mais do que 2 minutos, quando entrou, estava só com o condutor, mas à saída, já trazia mais gente, e que se suspeita, serem os líderes dos TERRORISTAS, que semearam o TERROR, em Alcochete, e cuja permissão para os irem buscar, foi dada pelo Gabinete de Apoio ao Atleta do SCP, através dum telefonema, para o segurança da Academia, deixar passar esse carro...
Sem imagem de perfil

De JCR a 18.05.2018 às 13:31

Mais 1 sponsor, a bater com a porta, a seguir ao GrupoVarius, que é o sponsor do Judo, agora é o grupo InforPhone, que é o actual parceiro tecnológico, do clube, eis o comunicado colocado no Facebook:

https://pt-pt.facebook.com/INFORPHONE/posts/1773443906047951

"
Comunicado, 18 de Maio 2018

O Grupo Inforphone atual parceiro oficial tecnológico (Official Office Equipment Partner) do Sporting Clube de Portugal com ligação até 2019, fazendo-se representar publicamente através da sua "brand" Inphtech vem, por este meio, informar que o Grupo irá desencadear os mecanismos legais para a desvinculação do contrato assinado entre as partes, nomeadamente por a marca Sporting estar a prejudicar o bom nome e imagem da nossa marca.

Perante todos os acontecimentos e tomada de posição por parte da direção do Sporting Clube de Portugal, como administrador do Grupo Inforphone entendemos que já não existem condições para estarmos ligados a uma imagem que nos origina um sentimento de vergonha, arrogância e, acima de tudo, desrespeito pelo nosso esforço em investir no clube e estar associado ao mesmo.
Como aficionado ao Sporting Clube de Portugal, o amor e acompanhamento a este clube será eterno, no entanto não poderei misturar emoções pessoais com as profissionais pois, nós vivemos da nossa imagem e marca, contudo a minha forma de estar e objetivo de vida não se identifica com o que é vivido no clube neste momento, independente da vitória ou de alcance de resultados este clube tinha e espero que retome os seus valores, aqueles que sempre me cativaram desde criança.
O Sporting Clube de Portugal irá certamente ter força no seu símbolo para ultrapassar esta fase negativa.

Tiago Ramos
CEO Grupo Inforphone
"

Grão a grão, vai BdC perdendo o papo...
Sem imagem de perfil

De Maria Belen a 18.05.2018 às 13:38

Tentei ler mas honestamente não consigo. Após "Aliás, depois de ter sido agredido no balneário, o treinador Jorge Jesus procurou protecção junto de Fernando Mendes, que se encontrava no exterior." os meus olhos encheram-se de lágrimas e não consigo seguir na descrição.
Sou daquelas pessoas que não fico a observar uma briga, que cola o ouvido à porta para entender o porquê de uma discussão nas escadas e a imagem descrita nessa frase, mais o chato do outro ao final do dia torna tudo demasiado insuportável.
Obrigada por nos informarem mas eu sinto um asco demasiado grande neste momento. À medida que o tempo passa a dor não abate, muito pelo contrário.
Lamento também por vós - Camarote - pois sei que para muitos (todos!) isto são coisas de vos levar "à cama". Não há direito de isto tudo ficar agora e para sempre colado ao Sporting
Sem imagem de perfil

De Francisco Esquina a 18.05.2018 às 14:49

Estou convicto que estas marcas que se retiram do apoio ao Sporting o façam como (mais) uma forma de pressão para fazer cair a atual direção.

Tenho convicção similar de que quando o Sporting recuperar a sua identidade e normalidade, verá novamente chegar os apoios que terão fugido a este cataclismo. É só a minha convicção, não tenho nenhuma informação privilegiada.

Muitas vezes, torna-se necessário bater ou mesmo ultrapassar o fundo para que haja o renascimento desejado. Claro está que é um processo que não é isento de dor!
Sem imagem de perfil

De Ricardo a 18.05.2018 às 16:48

Parece que o carro já foi identificado, sendo que é de um stand (torrescar) cujo dono era o condutor do veículo (Nuno torres) e que curiosamente é amigo/conhecido de BdC.

A desculpa (de um advogado de defesa) agora é que foi uma "conversa" que correu mal e deu em pancadaria... Meus amigos, ninguém vai conversar de cara tapada, a correr, de punho cerrado no ar e com palavras de ordem a serem gritadas. Até acredito que os mandantes não tivessem intenções de chegar a este estado, mas quem manda é responsável pelos atos praticados. Ainda vou ouvir BdC dizer que sabia que iam adeptos falar com a equipa, mas que não imaginava que iam fazer o que fizeram. Já agora, seria curioso saber se BdC pertence ou não ao grupo de wapp onde "a coisa" foi combinada.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.05.2018 às 17:03

Já publiquei a foto da viatura e um vídeo da CMTV mostra que em o conduziu à Academia no dia em questão, foi precisamente esse Nuno Torres, dono do stand e conhecido/amigo de Bruno de Carvalho. Mera coincidência, decerto...
Sem imagem de perfil

De MG a 18.05.2018 às 18:32

Fiz busca pelo seguro e não aparece. Bate certo com a informação que está a ser veiculada pela SIC e CMTV, onde indicam que o carro está à venda num Stand (Torrescar). Como a viatura está à venda num stand, não tem seguro. Provavelmente o dono do stand tem seguro de carta (é o habitual).

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo