Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Limites

Rui Gomes, em 21.10.19

img_192x192$2015_10_12_13_07_15_1005695_im_6366777

Nenhum presidente em nenhum clube pode mandar contra a vontade da maioria dos sócios, mas também em nenhum clube pode haver grupos minoritários de sócios a quererem mandar em tudo. Quaisquer que sejam os erros que Frederico Varandas tenha cometido à frente do Sporting, nada, mas mesmo nada, justifica o clima de intimidação que o líder dos leões e o ‘vice’ Miguel Afonso sofreram após o jogo de futsal com o Leões de Porto Salvo. Uma coisa é pedir a demissão da direcção (e, já agora, como se terão sentido os jogadores de futsal do Sporting naqueles momentos?), outra é fazer esperas e atirar pedras a carros de dirigentes, que foram eleitos pela maioria dos votos expressos em urna.

Houve limites que foram ultrapassados e que legitimam o corte total do protocolo com duas das claques anunciado ontem pelo Sporting. Não sendo a Juve Leo e o Directivo XXI representativas de todos os sócios (longe disso), são uma minoria ruidosa – para o bem e para o mal –, militante e com voz que se ouve nos estádios e pavilhões, sendo muitas vezes a única voz a ser ouvida. É essa presença tão activa e constante que faz com que seja um grande risco para qualquer direcção tentar comandar um clube de relações cortadas com as claques. Mas não estabelecer um limite seria um risco ainda maior.

Sérgio Krithinas, Director Adjunto de Record

publicado às 16:29

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


16 comentários

Sem imagem de perfil

De João Tavares a 21.10.2019 às 17:18

A direção fez bem em avançar com esta medida. Tolerância zero, já chega das barbaridades cometidas pelos elementos que se dizem defensores do clube.
Uma desilusão tem sido também o Sousa Cintra, que não tem perdido uma oportunidade para deitar abaixo esta direção, vindo agora dizer que "as claques fazem falta".
Sim, claro que fazem, mas as verdadeiras claques, as que puxam pela equipa nos piores momentos, não essa cambada de energúmenos.
E não se esqueçam do seguinte: se for necessário o Sporting sobrevive perfeitamente sem as claques. Já para a maior parte dos elementos que as compõem, se lhes tiram o Sporting, o que lhes resta?
Sem imagem de perfil

De Pacheco a 21.10.2019 às 20:09

Ora nem mais. Estou curioso para ver quais serão as estratégias adoptadas por estas claques. Os Sportinguistas de bem deveriam fazer um forcing para ter sempre um estádio bem composto, mas neste momento de maus resultados desportivos, não será fácil.
Sem imagem de perfil

De LG a 21.10.2019 às 17:36

Que engraçado, como este jornalista refere o termo "minoria ruidosa".
Têm a certeza que foram (só) as claques a contestar Varandas no jogo de futsal? Não acordem, não.

Record, jornal Oficial Varandas 2018/2019

Uma coisa é pedir a demissão da direcção (e, já agora, como se terão sentido os jogadores de futsal do Sporting naqueles momentos?)
Foi coincidência, mas o resultado passou de 1 ou 2 para 6-0.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 21.10.2019 às 18:20

O rigor e a honestidade intelectual não são as melhores características da natureza humana.

Veja-se este naco de prosa. "Têm a certeza que foram só as claques a contestar Varandas." Então quem foi? Os ditos três milhões de adeptos? Ou os mais de cem mil sócios, ou cerca de quinze mil que participaram no último acto eleitoral? Ou aquelas centenas de adeptos mal-educados e violentos?

Os milhares de adeptos do Sporting, sejam ou não críticos de Varandas, não se reveem nestes comportamentos arruaceiros. São ainda pessoas que tiveram educação.

Mas este naco ainda consegue superar. "O resultado passou de 1 ou 2 para 6-0" . Conclusão"lógica": Os insultos contra Varandas incentivaram os jogadores de futsal. Tenho dificuldade em escolher entre o absurdo e o ridículo.

Sem imagem de perfil

De LG a 21.10.2019 às 23:10

"Têm a certeza que foram só as claques a contestar Varandas."
Se estava no pavilhão ou se viu as imagens pode ver que a contestação existiu muito para além da bancada das claques. Se confiou no que disse a imprensa então tem razão, foram só as claques.

Mas este naco ainda consegue superar. "O resultado passou de 1 ou 2 para 6-0" . Conclusão"lógica": Os insultos contra Varandas incentivaram os jogadores de futsal. Tenho dificuldade em escolher entre o absurdo e o ridículo.
Se não percebeu a ironia não tenho culpa. "O jornalista" pergunta como se sentiram os atletas ao ouvir o pedido de demissão, eu ironicamente respondi que não se deviam ter sentido muito mal, considerando que o resultado passou para os 6-0. Da próxima vez eu aviso quando quiser ironizar.
Sem imagem de perfil

De RCL a 21.10.2019 às 20:41

Desculpe mas funcionou o efeito xicote!
Todos temos maus dias mas voce exagera!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 20:57

Partindo do princípio que esta sua resposta é para o leitor LG, tome nota que ele exagera todos os dias porque faz parte da oposição efectiva. Nada de novo ele andar à procura por onde pode criticar.
Sem imagem de perfil

De LeaoCapel a 21.10.2019 às 18:26

Este corte com as claques trata-se de uma manobra política para ganhar um balão de oxigénio, nada mais. De repente estamos todos aqui e na comunicação social a falar dos "vândalos" das claques, como se fossem eles os responsáveis pelo verdadeiro desastre que está a ser a época no que ao futebol senior diz respeito. E assim qualquer tipo de contestação que possa vir a existir é da responsabilidade dos "vândalos", um tipo de narrativa que agrada aos sócios dos 20 votos da central. Como se no pavilhão nao tivesse havido contestação sem ser no sector das claques, como facilmente se pode ver nos vídeos divulgados...
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 21.10.2019 às 21:22

No tempo em dava aulas a jovens havia vários tipos de alunos. Grosso modo dividiam-se em três grupos: Os que queriam aprender, e aprendiam, com facilidade; os que queriam aprender e tinham dificuldades, mas aprendiam com trabalho; os que não queriam aprender, nem queriam que outros aprendessem. Estes últimos, já adultos, andam por aí, e como não podia deixar de ser também no mundo do futebol.

Uma má época de uma equipa de futebol, seja qual for, é crime de lesa pátria, com reflexos na justiça social e na vida do dia a dia, na fome e na pobreza. Portanto, não há melhor motivo para vandalizar, para insultar, para mostrar à saciedade, a falta de educação e de instrução que nunca quiseram ter.

Saiu o Sporting na rifa, mas podia ter saído a outro, porque eles andam por aí, sem ter nada de útil para fazer.

Sem imagem de perfil

De LeaoCapel a 21.10.2019 às 18:38

E já agora, porque os problemas com as claques nao nasceram na noite do jogo de futsal, convém nao ter memória curta e selecta e recuarmos ao inicio de 2013 quando numa célebre conferência de imprensa da MAG da altura fomos brindados com uma invasão dos meninos das claques com direito a ovos e tudo, patrocinado pela direcção da altura, já em fase descendente. Nao me lembro de tanta indignação com os malandros das claques na altura, por parte dos responsáveis deste blog.
Sem imagem de perfil

De John Wayne a 21.10.2019 às 19:49

Queria deixar uma pergunta «séria» aos Coelhos e Scheimcheis desta vida: mas, afinal, há algum problema com as claques LEGALIZADAS? Não me digam que constituem fonte de problemas!

Dito isto, espero que Frederico Varandas tenha a força (e o apoio da generalidade dos sócios e adeptos anónimos) para pôr na ordem um bando de gente reles e criminosa que vive à custa do clube (desconto a meia dúzia de elementos que só lá andam pelo tal amor ao clube, que os há ainda).

Por outro lado, seria um sonho que Vieira (o microcosmos do Porto é irrecuperável) fosse homem decente e pusesse na ordem os sinónimos dos NN. 99% é gente que não presta e não faz falta a coisa nenhuma na vida, começando pelo desporto.
Sem imagem de perfil

De Anibal Silva a 21.10.2019 às 21:14

Apesar de concordar com esta medida do Pres. Frederico Varandas. (Tambem nao era o meu preferido, mas é o que la esta agora, portanto merece respeito) Temo que esta escalada nao irá acabar bem, nem para esta presidencia nem para o Sporting... Isto está a fazer-me lembrar a situaçao na Siria... E que ninguem duvide que o destituido, se nao esta directamente por trás desta contestaçao (guerra), está a influenciar e a instigar grandemente, provavelmete por vingança de o terem tirado de lá. Basta ouvir a miserável propaganda disfarçada de comentario pseudo desportivo que agora vomita na radio. Este Cancro prejudicou, prejudica e vai prejudicar a instituicao Sporting durante muitos anos...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.10.2019 às 21:20

Caro Aníbal Silva,

Subscrevo as suas considerações e também temo que ainda há muito mais para vir.

Dito isto, não sei que curso alternativo se pode seguir, salvo eventualmente expulsar estes arruaceiros do Sporting.

Também eu suspeito do envolvimento do lunático. Lamento que os julgamentos de Alcochete sejam tão morosos.

Sem imagem de perfil

De LeaoCapel a 22.10.2019 às 15:24

Ponto prévio : então mas querem ver que afinal ninguém votou no Varandas? Quase todos dizem "nao era o meu preferido, mas...". Já no tempo do Godinho Lopes o discurso era o mesmo " não votei nele, mas...". Curioso.

A história diz-nos que em lideranças fracas convém arranjar bodes expiatórios para quando as coisas não correm de feição: neste caso os "arruaceiros" das claques e o "lunático", esse eterno papão que vai continuar a servir de scapegoat por largos anos, quando a bola bater na trave. Um tipo que já nem sócio é pelos vistos continua a ter muito poder.

Já eu digo que quem está por trás disto tudo é o proprio FV, pois se nao tivessem sido cometidos erros de palmatória na preparação da época e tiros nos pés dia sim dia não, o barulho e a contestação pura e simplesmente não existiam e a existir resumia-se a meia dúzia de gatos pingados.
Sem imagem de perfil

De LeaoCapel a 22.10.2019 às 15:31

E já agora, para finalizar, mal do Sporting quando após um início de época desastrosa e sermos eliminados da Taça por uma equipa do 3o escalão semi-profissional não existir contestação e barulho. Seria sinal que a resignação já estaria tão enraizada que há muito teríamos deixado de ser um clube grande, como muitos parecem ter como objetivo.
Fosse a Norte, e muito provavelmente ja teriam rolado cabeças, por isso muito brandos ainda somos nós.
Sem imagem de perfil

De Anibal Silva a 21.10.2019 às 21:19

Quanto ás claques, e acredito que haja gente boa e genuinamente Sportinguista la dentro. Por uns pagam os outros.. Facam um auto-saneamento... Corram com os criminosos que estao lá dentro e que só estão interessados no dinheiro que podem ganhar nas claques

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo