Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




20973671_TOhCZ.jpeg

O resultado líquido da Sporting SAD cresceu 31,2% para 21,1 milhões de euros (ME) entre Julho e Setembro, que compara com o lucro de 16,1 milhões de euros em igual período de 2018, anunciou este sábado o Sporting.

As vendas do extremo brasileiro Raphinha ao Rennes por 21 ME e de Thierry Correia ao Valência por 12 ME destacam-se nos resultados deste primeiro trimestre da época de 2019/20, tal como o acordo alcançado com o Olympiacos por causa de Daniel Podence, que permite um encaixe de sete ME ao Sporting.

De acordo com o documento enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, os resultados operacionais das transacções com jogadores atingiram os 31,7 ME, mais 82% do que no período homólogo do ano passado, com as amortizações e perdas de imparidade do plantel a ascenderem a 5,5 ME e os gastos com transacções de jogadores traduzidos em 8,9 ME, mas com os rendimentos com transacções de jogadores a alcançarem os 46 ME.

O activo total da Sporting SAD fixou-se em 315 milhões de euros, enquanto o passivo total ascendeu a 317,5 milhões de euros, com o total do capital próprio a ficar nos 2,5 milhões de euros negativos.

publicado às 02:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


14 comentários

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 01.12.2019 às 10:12

Ainda não se sabe nada sobre como está a reestruturação financeira? Falou-se que estavam a terminar já há algum tempo.
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 01.12.2019 às 12:03

Sinceramente não me agradam muito esses números porque o plantel está bastante mais fraco.

Lucro de 21M, com uma diferença de 32M entre compras e vendas, não me parece muito diferente do tempo de GL ou do último ano de BC onde se tinha buracos de 4M/mês.

E isso num trimestre onde entraram também as vendas de GB.

As soluções são a meu ver fáceis de projetar mas difíceis de concretizar - andar com regularidade na Champions ou ser um player de excelência no mercado.

Talvez quando o 3° classificado tiver entrada na Champions isso se possa alterar - até lá não vejo grande capacidade.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 01.12.2019 às 13:58

Por norma não comento contas, mas apenas a título de curiosidade, o que é que satisfaz?... Muito lucro e um super plantel?

Pergunto porque há uma grande diferença entre a realidade e aquilo que na nossa imaginação podemos desejar, especialmente num clube como o Sporting.
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 01.12.2019 às 16:37

Ter muito lucro não é importante, o importante é ter uma equipa competitiva.

Com estes resultados e mesmo tendo vendido mais de 40M em jogadores, vamos provavelmente ter que vender BF e podemos nos afastar demasiado do top2 - é isso que me preocupa, porque é essencial ir com regularidade à champions - não só pelo PM, como pela montra e o que isso significa em termos de valorização de jogadores e futuras vendas.
Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 01.12.2019 às 22:01

Eu não queria ser desmancha prazeres, mas na minha opinião os resultados são piores do que há um ano.
Para não me alongar muito, há um ano os resultados operacionais antes das vendas de jogadores estavam mais ou menos zero, este ano são 7,2M negativos. O desempenho operacional piorou e se tivermos em conta que os custos financeiros pioraram, não prenuncia nada de bom.
Não sei quanto orçamentaram para vendas mas aponta para vendas brutas superioras a 100M.

As vendas são o dobro do ano passado, 53,5M. Se retirarmos os 37M líquidos obtidos nas vendas, os resultados seriam 16M negativos. Nada bom.

Acho que têm mesmo de vender o Bruno Fernandes em Janeiro para de uma vez por todas colocarem alguma ordem nas contas. Até porque desconfio que a tesouraria estará pior do que as contas revelam.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 01.12.2019 às 22:13

Na sua opinião ou há factos concretos?
Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 01.12.2019 às 23:22

Caro Rui Gomes, se se refere à tesouraria, os factos concretos são a forte antecipação de receitas que são públicas. Depois temos as contas de clientes onde muito milhões só irão entrar para o fim do próximo ano (Junho).
Atenção que o pagamento dos juros já ultrapassam o 1M mensal.

Depois temos o facto do 2º trimestre ser fortemente negativo já que não há vendas de jogadores. Provavelmente o 1º semestre poderá apresentar um resultado negativo. Não digo que o faça, mas é possível, apesar de apresentarem 21M positivos no 1º trimestre.

A minha opinião, e acho que já tive ocasião de o dizer no verão, deviam ter vendido o Bruno Fernandes. É o que eu teria feito se estivesse à frente da gestão do Sporting. É uma decisão racional, que permite um outro desafogo que terá implicações positivas em todo o clube.
E diminuiria os custos de pessoal, que não baixaram, porque continuam elevadíssimos para os proveitos.
O Sporting tem de continuar a apertar o cinto. Esconder a realidade é a pior coisa que se pode fazer quando nos encontramos em crise.

E não acreditem em nada do que diz o Brás quando fala em números, porque ele não percebe nada de gestão nem de números.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 01.12.2019 às 23:26

A melhor oferta, aliás, a única que surgiu por Bruno Fernandes foi a do Tottenham de 45 milhões. Teria-o vendido por essa verba?
Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 01.12.2019 às 23:39

Tê-lo-ia feito, sim. Sem hesitar. Uma gestão racional do clube e a sua sobrevivência estão sempre primeiro.
O pior é que não foi vendido, não por causa do valor recebido, mas por causa do complexo do valor do Félix. E isso é muito grave. É irracional.

É um preço razoável para um jogador que, na minha humilde opinião, não vale mais, apesar dos valores astronómicos que se praticaram no verão. Hoje duvido que ofereçam esse valor.

Diminuiria o risco, há sempre o risco de se magoar ou de perder valor, porque saber vender jogadores na altura certa, mesmo que não se consiga o preço máximo, é uma arte.
É como vender na bolsa. Há sempre gente que espera sempre um pouco mais na esperança que as ações subam um pouco mais, depois… quase sempre perdem.
Saber comprar e vender é uma arte.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 01.12.2019 às 23:50

Desculpe, mas não concordo, face a toda a actividade que se verificou no mercado e as verbas exorbitantes que foram despendidas com talentos inferiores.

Mas há outras razões... agora não é o momento para esta conversa, dado que estou muito ocupado com o post do jogo.
Sem imagem de perfil

De LondonLion a 01.12.2019 às 14:47

Acho os resultados razoaveis e continuo a achar que do ponto de vista financeiro tem sido uma boa gestao tendo em conta a realidade Portuguesa. Se tivermos em conta que o valor contabilistico do plantel reduziu em 13m (perversamente mais por depreciacao do que por Vendas) essa diferenca mais o lucro equilibra as contas entre vendas e compras para o trimestre. Isso sem contar com os 5m de idmenizacoes. E de salientar que as contas do Sporting continuam a ser bastante transparentes sem reclassificarem percas ou gastos para os esconderem.

Aumento de activos de 14m e reducao de passivo em 7m tem de ser um bom resultado. Custos com Pessoal fora plantel reduziram, algumas receitas aumentaram, e divida bancaria reduziu. Nao ha milagres nem nunca ia haver mas a evolucao continua no bom sentido.

O medo e semore que venha ai um Salvador da patria esbanjar e destruir todo o esforco numa epoca ou duas. Demorou muito pouco tempo a destruir o legado do Joao Rocha.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 01.12.2019 às 17:06

Depois do despautério dos últimos anos e do descalabro que foi a perca do potencial de mercado de tantos jogadores, paulatinamente vai-se equilibrando a exploração da SAD, com reflexo no quase equilíbrio entre os activos totais e os passivos e capitais próprios. Ainda marginalmente negativos, mas a caminho de deixarem de o ser, se a gestão for criteriosa e não gastar mais do que receber de proveitos. As contas agora apresentadas mostram que é preciso ou ganhar mais gastando o mesmo, ou gastar menos, ou fazer ambas as coisas. E fazê-lo continuamente. Quem quiser perceber o que se vai passar a seguir no futebol do Sporting, basta olhar para as contas da SAD.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo