Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Maradonismos

Rui Gomes, em 29.06.18

 

Queiroz, Quaresma, Maradona: a elegância é sempre facultativa.

 

19668301_GZJst.jpg

Conheci o outro Maradona em 1995, no aeroporto de Frankfurt. Regressávamos os dois da final da Taça dos Campeões, entre Ajax e Milan. Pedi-lhe umas palavras, para um jornal português, e ele deu-mas, mas não as que eu esperava nem aquelas que, em princípio, se publicam na Imprensa. Em cinco segundos (e para a eternidade), o mito degenerou em dejeto e a admiração num asco profundo.

 

Nos 23 anos seguintes, fui concluindo que ser Maradona não lhe dá o direito a falar daquela maneira, mas também não lho tira. Jogar (muito, muito, muito) bem à bola não obriga a seguir um código de conduta, nem sequer a ser civilizado. Tarde ou cedo, neste caso 23 anos depois de mim, uma câmara russa voltada para o cavalheiro durante o Nigéria-Argentina põe o planeta a debater se Maradona merece, ou não, ser tolerado.

 

Fora da relva, até em Portugal o futebol é capaz de produzir maradonismos, pessoas com um determinado estatuto que decidem falar sem filtros ou viver sem restrições. Quaresma e Carlos Queiroz, por exemplo. O primeiro preferiu a liberdade à carreira e ninguém o pode condenar por isso. Qual de nós tem legitimidade para lhe dizer: "Devias ter sido infeliz. Ter corrido mais nos treinos; ter sido submisso aos teus treinadores; ter sido altruísta no campo; ter preferido o cruzamento à trivela"?

 

E também não consigo ensinar Queiroz a ser o herói nacional que talvez fosse suposto. Desde a "merda" na FPF, há quase três décadas, que ele exerce apenas o direito à liberdade de expressão, sem autocontrolo nem concessões, como talvez fizesse se, em vez de figura revolucionária no futebol nacional, tivesse continuado a ser um professor de educação física, por estes dias a berrar contra o congelamento da carreira, em vez de berrar com Quaresma. Ninguém tem de gostar do outro. Nem o outro tem de gostar dele.

 

José Manuel Ribeiro, jornal O Jogo

 

publicado às 11:25

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Bento de Jesus Carvalho a 29.06.2018 às 12:32

Reconheço que Queiroz foi a principal figura na mudança da forma de trabalhar na formação que permitiu a melhoria da competitividade das selecções, que resultou em sucessos desportivos!
Mas creio que lhe falta a humildade de reconhecer que não fez nada sozinho e que muitos colaboraram com ele e contribuíram para esse sucesso.
Mas creio que fez uma figura muito triste neste último jogo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.06.2018 às 13:28

E já não é a primeira vez... nem a segunda, aliás.

Eu cheguei a lidar com ele, é uma pessoa muitíssimo complicada.
Sem imagem de perfil

De Anibal Pinto a 29.06.2018 às 13:13

Sobre o C. Queirós está tudo dito.
Sobre o R. Quaresma já se disse quase tudo.
Sem imagem de perfil

De Miguel a 29.06.2018 às 13:24

Metam uma coisa na cabeça, malta da bola não é para idolatrar nrm dar grande confiança fora de campo. São individuos quase sempre semi-analfabetos e o grande sonho da maioria deles será ser estrela da casa dos segredos.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.06.2018 às 14:19

Uff!!.. Miguel
Obrigado!

Afinal, somos todos malta da bola.
Comentadores, jornalistas, Presidendes e até o desconhecido adepto opinador.
Ainda que o entenda, não compartilho!
Ser semi analfabeto não faz de ninguém "desinteligente", muito menos mau carácter.

P. S. O C. Queiroz não é nada analfabeto, no entanto....
Sem imagem de perfil

De Miguel a 29.06.2018 às 14:58

Queiroz, efetivamente não é analfabeto, mas é no minimo maniaco. Jogadores da bola fora do campo, é como elefante em loja de porcelana.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo