Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Memórias

Rui Gomes, em 16.02.15

 

larry-bird-magic-johnson-celtics-lakers.jpg

 

Não resisti este post, pelas memórias da minha juventude. Em recém-entrevista (via email) ao Diário de Notícias, Earvin "Magic" Johnson afirmou:

 

«Magic contra Bird foi o mesmo que Ronaldo contra Messi"

 

Há uma base para comparação, sem dúvida, mas acho que a rivalidade desportiva entre Magic Johnson, Los Angeles Lakers (1979 a 1991 e 1996) e Larry Bird, Boston Celtics (1979 a 1992) era muito mais intensa, até porque teve o seu início enquanto o primeiro jogava pelo Michigan State e o Larry pelo Indiana State.

 

Magic Johnson marcou 17,707 pontos durante a sua carreira, uma média de 19,5 pontos/jogo. Conquistou 5 títulos da NBA e foi eleito MVP da Liga 3 vezes.

 

Larry Bird marcou 21,791 pontos durante a sua carreira, uma média de 24,3 pontos/jogo. Conquistou 3 títulos da NBA e foi eleito MVP da Liga 3 vezes.

 

Sempre adorei basquetebol e até joguei alguns anos, como amador. Hoje em dia pouco acompanho, mas sempre fui adepto do Boston Celtics, muito antes até de Larry Bird chegar à equipa em 1979. Fui um grande fã do jogador de Indiana, assisti a muitas das "batalhas" entre ele e Magic, mas, para mim, o melhor jogador de todos os tempos - e nunca haverá melhor - é o lendário Michael Jordan.

 

publicado às 06:26

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


12 comentários

Sem imagem de perfil

De FS a 16.02.2015 às 07:45

Bom dia.
Gostei muito de ver aqui este post sobre uma das mais belas e lendárias rivalidades do desporto mundial.
Mais que uma rivalidade de jogadores, foi uma rivalidade de equipas, onde o " nosso " tridente Bird-McHale-Parrish fez história. Mais tarde tivémos Pierce-Garnett-Allen, mas não teve a mesma aura. Hoje arrastamo-nos com uma equipa em reconstrução.
Também adoro basketball, que joguei. Se tem saudades deste tempo, recomendo-lhe que mande vir, pela Amazon, o excelente livro : " When the game was ours", da jornalista de Boston K. McMullen. É a história desta bela rivalidade, e amizade, entre estes dois gigantes, que tem o seu epílogo no discurso que Magic faz quando Byrd entra para o Hall of Fame. Obrigado, foi bom recordar isto.
Francisco Sousa
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.02.2015 às 07:57

Bom dia Francisco,

Obrigado pela referência do livro. Foi especial também para mim recordar estes tempos, sobretudo porque a NBA tinha então uma aura que não tem hoje, ou serei eu que não vivo o jogo com a mesma emoção.

Não sei a sua idade, mas eu ainda recuo mais aos tempos em que acompanhei outro gigante dos Celtics, John Havlicek, que conquistou nada menos do que 8 títulos da NBA.
Sem imagem de perfil

De FS a 16.02.2015 às 09:31

Bom dia, Rui:
Tenho 53. Havlicek já é um pouco anterior, deve ser contemporâneo do também lendário "Red" Auerbach.
Sou um fã incondicional de Boston, onde ainda há bem pouco tempo tiv e felicidade de regressar,e das suas equipas.

Quando havia ESPN por cabo, não perdia nada, desde os Celtics, aos Bruins no hoquei, os meus queridos Red Sox no baseball ( única transigência que faço na cor vermelha) e os Patriots no futebol americano.
Tem este encanto o desporto americano, uma grande lisura apesar de fisicamente impressionante, e rivalidade leal.
Será por isso, decerto, que ainda há duas semanas a final do futebol americano, o Superbowl, foi o evento mais visto de sempre nos EU, com 118 milhões de espectadores, além de 75000 no estádio,e a jogada que decidiu o título foi revista para decisão, por videoárbitro.
Mas claro, o que é isso para a superioridade de um País com jogos vistos por 200 espectadores ao vivo, e pouco mais na TV, e com uma qualidade que rivaliza com um barbitúrico como indutor de sono? "Piners", como diria o nosso consócio ( sim, consócio) Jorge Jesus.
Grande Abraço,
Francisco
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.02.2015 às 13:17

O lendário treinador Red Auerbach (9 títulos da NBA ) ainda treinou John Havlicek durante 4 anos, dado que o seu consulado foi de 1962 a 1978.

O John retirou-se precisamente em 1978, um ano antes da chegada de Larry Bird.

Outro gigante desse tempo com Havlicek foi o centro Bill Russell , mais tarde treinador/jogador dos Celtics .

Auerbach depois tornou-se "general manager" e posteriormente presidente. Uma autêntica dinastia sob a sua liderança. A sua primeira escolha no draft " foi Larry Bird.

Eu sou 10 anos mais velho, por conseguinte, acompanhei esta fase dos Celtics nos meus anos de adolescência .
Sem imagem de perfil

De RRAleixo a 16.02.2015 às 08:54

Bird contra Magic era o mesmo que messi vs Ronaldo é bem verdade Rui com a excepção de um pormenor... É que na NBA depois veio Jordan e destruiu os 2 (mais no final de carreira deleS) assumindo-se como o melhor de todos os tempos enquanto que no futebol não vislumbro ninguém que os vá superar tão brevemente :)

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.02.2015 às 13:24

O Michael Jordan chegou em 1984 e ainda houve tempo para contribuir para uma rivalidade triangular.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 16.02.2015 às 11:59

Sem dúvida uma das maiores rivalidades da história do Desporto mundial.

Eu como não sou desse tempo, não sei se é verdade ou não, mas creio que esta rivalidade também atingiu o nível que atingiu, pela diferenciação racial, isto é, Bird (louro e branco) jogava pelos Celtics de Boston (zona de influencia irlandesa, sendo uma zona de população branca, católica e rica); enquanto Magic (negro) jogava pelos Lakers de LosAngeles (uma das cidades mais multi culturais dos EUA, que teve diversos exemplos de conflitos raciais).

Para além da rivalidade do Basquetebol em si, existia a rivalidade Este/Oeste e a rivalidade racial que nos EUA, é um assunto muito discutido e de muita importância na sociedade americana.
Mas no fim de contas, creio que a beleza da rivalidade entre estes 2 homens, suplantou todas estas questões raciais e sociais...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.02.2015 às 13:05

A questão racial nunca entrou na equação, até porque eles eram/são amigos e as duas equipas tinham jogadores brancos e negros. Mas foi uma rivalidade que ainda hoje é lendária e creio que sempre será.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 16.02.2015 às 13:33

A questão racial não era entre eles... era o reflexo da sociedade americana!

Vi um documentário sobre Bill Russell (antiga lenda dos Celtics e 5 vezes MVP), relativamente ao facto de por ser negro, ter tido bastantes dificuldades no reconhecimento por parte dos adeptos dos Celtics, tendo tido diversos problemas raciais enquanto jogador, tanto como treinador (foi o 1º treinador negro na NBA!).

E que quando o Larry Bird apareceu, foi encarado por muitos dos adeptos dos Celtics, como um salvador, uma vez que era um representante da "classe média branca americana", em oposto aos Lakers, vistos pela sociedade americana como a equipa dos negros.

É verdade que ambas as equipas tinham jogadores brancos e negros, e que eles próprios eram amigos; mas a questão racial nos EUA, nunca nos podemos esquecer, afinal é a América!
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 16.02.2015 às 13:18

Ohaaa !!! Eu como luso-angolano adoro basketball .
Até fiz um cursuzinho de Mini-Basket em Viana do Castelo. Com 17 anos dirigi equipas escolares (0s meus professores eram uns gajos porreiros) :))))
Depois chegou a bola.. ..e estudos, futebol e basket...nao dá !!
Quando cheguei a Portugal. O Belenenses queria que eu fosse prá lá.. Tinha eu 16 aninhos. Ainda falaram com o meu pai mas, nós (eu) estava de abalada para o frio Trás-os-Montes
Do que o Rui se foi lembrar !!! :)))

Adorei ver esses dois. Que época emocionante da NBA . O jogo era lindo e atractivo e eu vivia nas Caraíbas
Eu era todo e sou, Earvin "Magic" Johnson ...Simplesmente completo este fenomenal jogador. Jogava em qualquer posição ...isso diz tudo, no meu entender!!!!
Sorry fans do M.Jordan mas, nao há como Magic Johnson , além disso era simpático. :)))

Rui, não fosse a nike , queria ver onde estava o M.Jordan :) Eles até copiaram o famoso salto do Julis "Doctor" Erving e hoje é a marca do M.Jordan nike . Ele bem tentou igualar mas, não conseguiu.
O marketing é poderoso.... Aprende Sporting !!!!

Sem duvida, só comparável ao momento actual . CR7 vs. L.Messi

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.02.2015 às 13:26

Todos os que referimos aqui foram gigantes, mas na minha opinião o Michael Jordan foi o maior.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 16.02.2015 às 13:35

Hormonas de crescimento (verdade) e Marketing , Marketing, Marketing




Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo