Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mercado de Inverno do Sporting

Rui Gomes, em 28.02.22

64351858_2234322316605577_1964703240180203520_n.jp

A Sporting SAD comunicou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) os detalhes de todos os negócios efectuados no mercado de Inverno, com destaque para as contratações de Edwards e Slimani e os empréstimos de Tiago Tomás e Jovane.

Começando pelas entradas, Edwards custou 7,5 milhões de euros, além de um bónus que pode ir até 500 mil euros, por 100 por cento do passe. Os leões pagaram, ainda, comissão de manutenção de 115 mil euros. O inglês assinou contrato até 2026 e ficou com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. Por sua vez, o V. Guimarães garantiu 50% de uma futura venda, além de ter garantido Bruno Gaspar em definitivo e Geny Catamo por empréstimo, com direito de preferência em futura cedência.

Quanto a Slimani, o regresso a Alvalade, a custo zero, implicou uma comissão de 250 mil euros. O argelino, ex-Lyon, assinou até 2023 - com opção por mais uma época - e ficou com cláusula de rescisão de 45 milhões de euros.

No capítulo das saídas, o empréstimo de Tiago Tomás ao Estugarda rendeu 500 mil euros aos cofres, a despeito de uma comissão com a Proeleven, cujo valor não foi divulgado. A cedência é válida até 2023, mas os leões asseguraram o direito, se assim o entenderem, de interrompê-la em junho deste ano. O Estugarda ficou com opção de compra, sem que o valor tenha sido especificado, mas que poderá ser 14 milhões de euros.

Jovane rumou, igualmente por empréstimo, à Lazio, num negócio com bónus até 300 mil euros. Os italianos reservaram opção de compra, de novo não especificada, mas que poderá cifrar-se nos 8 milhões de euros.

Os empréstimos de Marco Túlio (CSA), Carlos Jatobá (Santo André), Alexandre Mendes (Almeria) e Luiz Phellype (OFI Creta, com taxa de 45 mil euros) também constam na lista. Quanto às saídas em definitivo, são mencionados os negócios por João Goulart (Mafra), Bernardo Sousa (Chaves) e Duarte Carvalho e Tiago Santos (Estoril) - o Sporting garantiu o direito de preferência por todos e a possibilidade de recompra por este último.

O comunicado da Sporting SAD à CMVM disponível aqui.

publicado às 03:02

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Paulo Alexandre a 28.02.2022 às 20:46

Deve haver aí um engano qualquer, ou então está-me a escapar algo:
Pagámos 7,5 milhões por 100% do passe do Edwards, mas o Guimarães recebe 50% quando o vendermos?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.02.2022 às 20:58

Isto é exactamente o que diz no comunicado:

100% do passe por 7,5 milhões de euros

Vitória SC SAD fica com 50% de uma futura venda após
deduzir a comissão e o mecanismo de solidariedade.
Sem imagem de perfil

De Renato a 28.02.2022 às 21:44

É porque ele deve valer 150%.
Sem imagem de perfil

De JBU a 28.02.2022 às 23:05

Como diz o ditado "Com papas e bolos se enganam os tolos".
Na prática o que se aconteceu é que compramos metade do passe do Edwards por 7,5M.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.02.2022 às 23:25

A propósito de "tolos", às 21h44 comentou usando uma identificação e agora outra.

Se deseja comentar de boa fé, muito bem, caso contrário vai directamente para o caixote do lixo.

O seu IP já é bem conhecido aqui!
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 28.02.2022 às 23:11

Receber 50% de uma venda é diferente de ser detentor de 50% do passe.
A partilha de % do passe tem outras responsabilidades contratuais. Ser detentor de uma % do passe pode implicar a concordância com a venda, obrigar à compra calendarizada das restantes % ou ser compensado financeiramente no caso do clube detentor dos direitos desportivos do atleta, mediante uma proposta, recusar a venda.
Sendo detentor de 100% do passe o Sporting fica livre de cláusulas contratuais e decide a venda sem qualquer "interferência" de um parceiro na partilha do passe.
Financeiramente pode ter o mesmo resultado mas o processo de venda pode ser bem diferente.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.02.2022 às 23:27

Faz sentido. Eu pensei inicialmente que tinha a ver com uma futura mais valia, mas pelos vistos não.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo