Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

A ingrata realidade é que o Sporting ficou longe, mesmo muito longe, de fazer o que era necessário para poder ganhar este jogo. A equipa entrou muito nervosa em campo e passou os primeiros 45 minutos totalmente ao lado do jogo, em contexto, sem se conseguir impor minimamente no meio campo e com enormes dificuldades em reagir devidamente às jogadas de transição do Benfica. Em abono da verdade, o resultado ao intervalo pecou por escasso., dado que os "encarnados" tiveram diversas oportunidades para dilatar o marcador.

Verificou-se alguma melhoria na segunda parte por parte do Sporting, mas não o suficiente para conseguir contrariar o adversário que foi superior quase todo o desafio. Seja qual for o sistema de jogo que Leonardo Jardim apresente em campo, sem um médio criativo continuamos com os mesmos problemas de sempre em jogar no miolo, em penetrar a área defensiva dos adversários e em servir os avançados. Na realidade, a única ocasião que me vem à ideia que ofereceu a possibilidade de golo, foi o remate de Heldon por cima da trave.

Muitos jogadores a jogar significativamente abaixo do expectável, reflectindo-se em um colectivo muito inferior. Aliás, com o passar de cada jogo, tem-se evidenciado um decréscimo na intensidade da equipa, porventura pelo excesso de utilização dos mesmos 12 ou 13 jogadores ao longo da época. O meio campo acusou, e de que maneira, a ausência de William Carvalho, as investidas pela ala esquerda por Jefferson também fizeram muita falta, Slimani lutou no jogo aéreo mas foi inconsequente no resto e Heldon, na sua estreia de leão ao peito, sem deslumbrar de modo algum, deixou algumas boas indicações.

O Sporting desce assim para o terceiro lugar, um ponto atrás do FC Porto e a cinco do líder Benfica, com 12 jogos por jogar e 36 pontos por disputar.

Não posso deixar de comentar que gostaria de "ouvir" novamente as teorias daqueles que refutam a necessidade de fazer a gestão dos amarelos com jogadores importantes. William Carvalho não jogou hoje porque Leonardo Jardim também erra a pensar dessa maneira, argumentem o que desejarem. O treinador ainda mais me irritou pela sua afirmação na entrevista pós-jogo que William (e Jefferson) foi "uma baixa importante". Assim foi porque ele quis, porque recusou "limpar" os amarelos do médio no jogo com a Académica, não entendendo que era muito mais importante a sua disponibilidade contra o Benfica.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:25

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


67 comentários

Sem imagem de perfil

De Lionheart a 11.02.2014 às 22:47

O assunto da semana vai ser as alterações tácticas e que isso foi a causa da derrota. Não foi. Tivesse mantido o esquema do costume e o resultado não teria sido muito diferente. A verdade é que o Sporting está em perda há dois meses, pelas razões que já explanou. Escapou-se as exibições na Taça da Liga e a vitória em Arouca, num jogo atípico. O treinador entendeu que tinha e fazer qualquer coisa e fez neste jogo porque aqui era o vai ou racha. Se resultasse, seria bestal. Não resultou (ainda por cima teve o azar do jogo ser adiado e o adversário ficar a conhecer a sua táctica dois dias antes) chamam-lhe "besta". Não estou a ver como é que o Sporting a jogar como tem vindo a jogar podia ter ganho ao Benfica, mesmo com o esquema tradicional. Para mim esta é uma falsa questão, se calhar para esconder o problema de fundo.

O resultado não me surpreende. O pior foi mesmo a falta de atitude, que aliás já se tinha verificado contra a Académica. Talvez o "downgrade" do Sporting faça "bem" a alguns jogadores para ver se começam a jogar mais, porque quando as responsabilidades aumentaram por causa da nossa classificação, desapareceram em campo...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2014 às 22:54

Caro Lionheart , não me canso de insistir que seja qual for o sistema de jogo, a ausência de criativo cria sempre os mesmos problemas. Além deste - quer venha a ser o Shikabala , ou não - a ausência de William Carvalho foi o factor que mais destabilizou o meio campo e proporcionou as dificuldades evidentes no jogo de transição do Benfica e nas linhas de passe.

Não obstante sua superioridade sobre um Sporting de intensidade reduzida, o Benfica ficou longe de deslumbrar com o seu futebol.

Não reconheço problemas de atitude, mas sim de excesso de utilização dos jogadores nucleares, mesmo com menos jogos.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 11.02.2014 às 22:59

Intensidade reduzida, é a expressão correcta. Podemos estar mais ou menos inspirados, mas deixar o adversário jogar à vontade é inaceitável. Eles ganhavam bolas à entrada da sua área e era logo uma jogada de perigo iminente para a baliza do Sporting. Não pode ser! Ninguém apertava, não se faziam faltas, então? Os jogadores também têm de dar o corpo, não é só escudaram-se que a táctica era nova. Então agora queimamos o melhor que o Sporting tem, que é o treinador, quando há ali jogadores que nem para suplentes servem? Alto lá!
Sem imagem de perfil

De L a 11.02.2014 às 23:01


O treinador tentou a nossa melhor fase no último derby. Não se fazem campeonatos só com 14 jogadores.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 11.02.2014 às 23:13

Para mim, o Heldon era de ficar a titular. Hoje foi o mais perigoso de verde e branco. Esta táctica com o William de novo no onze pode ter pernas para andar. É preciso fazer qualquer coisa, por isso é que não estou para malhar no Jardim porque hoje as coisas não correram bem. O Jesus está farto de fazer merda com orçamentos milionários e hoje deu um banho táctico porquê? E a Académica não fez o mesmo na semana passada, com consequências ainda mais graves? É preciso ter cuidado, porque há muito quem queira tirar o actual treinador do Sporting. Isso então era o fim da picada...
Sem imagem de perfil

De UnHu_man a 11.02.2014 às 23:30

Caro Lionheart, se não me engano não era você que andava a criticar por aqui Bruno de Carvalho?
Depois de ver certas frases vindo de si a defender o treinador, sinceramente dá-me vontade de rir. Não será igualmente importante defender um presidente que está a realizar um trabalho com resultados à vista e no qual o seu abandono neste momento também podia ser "o fim da picada"?
Pense nisto na próxima vês que vier atacar alguém.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 11.02.2014 às 23:38

Você é que veio falar no Bruno de Carvalho, não fui eu. Que eu saiba, também ninguém falou no seu abandono. Quanto aos resultados à vista, tenha cuidado, porque a coisa agora ficou mais complicada. Aconselhava-o primeiro a mostrar trabalho, ao Bruno de Carvalho, porque se o Sporting descambar a partir de agora, não há resultados à vista coisa nenhuma.
Sem imagem de perfil

De UnHu_man a 12.02.2014 às 01:00

Mesmo que fiquemos em terceiro neste momento estamos com muito mais pontos do que ultimamente temos conseguido obter com uma equipa inferior... isso também tem mão do presidente não? Tem de aprender ainda é óbvio, mas também estranho era ser utópico.
No entanto mais uma vez "malhou" no Bruno de Carvalho, gostava de saber o que tem contra o presidente que não o permite dar-lhe os louros que merece, independentemente das críticas que também merece?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 01:41

Não sei como é que Bruno de Carvalho foi chamado para esta conversa. Estamos aqui a debater um jogo de futebol e os respectivos prós e contras da exibição e do resultado. Deixe ficar BdC para outra altura, até já cansa falar nele, como se sozinho fosse o Sporting.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 12.02.2014 às 08:35

Eu "malhei" no Bruno de Carvalho? Só pode estar a gozar. Até tenho evitado falar nele, para preservar o Sporting. Mas se quisesse "malhar" não faltava matéria, porque só nos últimos dias tem metido os pés pelas mãos e mãos pelos pés (a rábula dos comunicados por causa da cobertura indicia uma "confiança" na equipa do caraças, eles lá sabem porquê...). É certo que quem ele tem à volta não ajuda, nomeadamente mais um PMAG palhação. São escolhas.

Já vejo o Sporting há muitos anos, por isso já me impressiono com pouco. E repito que, como todas as direcções, os resultados são o barómetro. Não era assim até aqui? Sempre disse que era preciso esperar para ver se o bom arranque do campeonato era sustentável. E depois é preciso ver se o terceiro lugar nos leva a algum lado, ou seja, se para o ano há evolução. Isto não é ter nada contra o Bruno, é ter olhos na cara. Não fui menos exigente com as outras direcções.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2014 às 23:32

Meu caro, ninguém mais, aqui, tem falado em "malhar no treinador". Tem feito um excelente trabalho, mas não sem erros, como todos, claro. O da gestão dos amarelos não passa sem comentário porque é perfeitamente evitável.

O sistema desde o primeiro dia deveria ter sido este, algo mais definido, porque o Sporting não tem os "cavalos" para jogar uma época inteira no 4x3x3 puro.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 11.02.2014 às 22:59

A verdade ao de cima , equipa demasiado fraca.
Vergonhosa exibição, oferecemos um passeio ao Benfica quando a maior parte das equipas da liga conseguiu dar mais luta ao Benfica que nós.
Aos que tanto elogiam o Eric Dier têm que habituar-se á ideia que este joven jogador ainda não tem a qualidade para jogar na equipa principal Sporting , duro de rins , grave inexperiência no posicionamento, má leitura de jogo e deficiente qualidade técnica. Tem falhado de forma letal e hoje voltou a mostrar que ainda não está preparado , falta-lhe e muito.
Com ele e com a falta de capacidade do André Martins aquele meio campo era uma passadeira vermelha.
Hoje parecíamos uma equipa da 2ª liga , frustrante e obviamente preocupante.
Sempre as desculpas e mais desculpas e sinto-me envergonhado , a equipa está a cair a pique , nas decisões, nas horas da verdade ficamos sempre para trás .
Não venham de novo com a conversa da equipa em construção , o Sporting nunca será uma equipa em construção , o Sporting é uma equipa vendedora e não compradora e terá esta realidade todos os anos , sempre caras novas e muitas a entrar e a sair nos fins de época.. O treinador do Sporting tem que saber lidar com esta realidade.
Estamos melhor que o ano anterior mas não tanto assim como parecia.
Demasiado inconstantes.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2014 às 23:11

Só acho injusto apontar tanto da culpa ao jovem inglês quando ele jogou fora da sua posição natural e com um sistema de jogo diferente do habitual. A realidade bu e crua é que houve um colapso colectivo, mais acentuado pela ausência de William no meio campo e também Jefferson, mas mais o primeiro.

Mesmo com um menor número de jogos, não se pode fazer um campeonato com os mesmos 12/13 jogadores, sensivelmente, e isso tem-se evidenciado na reduzida intensidade da equipa com o passar de cada jogo.

Penso que a SAD até alimentou sonhos do título com um plantel tão curto, em quantidade e qualidade, pelos resultados da primeira volta.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 11.02.2014 às 23:26

Não exagero caro Rui Gomes, devido á enorme incapacidade do Eric obrigou o Adrian a um enorme desgaste e a ter que jogar mais junto a ele e assim abrir os enormes espaços que se viram.
É minha opinião que a posição 6 é das mais importantes numa equipa e hoje quem devia fazer essa função fê-la de forma desastrosa.
Esperávamos bastante mais de Eric e acredito que o próprio treinador também.
Sabíamos que estaríamos com menos capacidade e menos soluções sem o William e o Jeffersom mas foi tremenda a diferença que justifiquem essas 2 ausências , Simplesmente o Sporting não esteve na Luz.
Um dos piores jogos que fizemos contra o Benfica desde á muitos anos.
O que é grave e pela minha experiência é que este jogo vai afetar de forma muito negativa alguns jogadores e advinham-se mais dissabores no futuro próximo , cabe a Leonardo Jardim a árdua tarefa de os conseguir remotivar.
Sem imagem de perfil

De UnHu_man a 11.02.2014 às 23:34

Que esta exibição de Eric Dier cale quem andou ai a criticar a compra do Maurício caracterizando-a como desnecessária.
Pela boca morre o peixe.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 11.02.2014 às 23:46

Sem duvida meu caro , hoje o Mauricio e mais uma vez justificou a sua compra , foi dos menos maus e joga com a mesma garra de principio ao fim.
Tem sido uma surpresa bastante positiva.
Eric tem que crescer e muito, melhorar a sua técnica ,a sua velocidade em jogo , saber posicionar-se e com melhor leitura quando a equipa ataca e principalmente quando defende , deveria sair no final da época a rodar numa outra equipa para jogar regularmente e se quer chegar a um jogador de topo tem que trabalhar muito mais os aspectos que descrevi.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2014 às 23:48

Desculpe que lhe diga, mas o seu comentário não tem por onde se lhe pegue. Qualquer argumento sobre Maurício em nada se relaciona com Eric Dier e, já agora, porque não coloca o brasileiro a jogar a trinco, e então poderemos fazer comparações.

Um jovem que anda há tantos anos a brilhar no Sporting não "presta" só porque o Bruno foi contratar um brasileiro à segunda divisão. Incrível mesmo !!!
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 12.02.2014 às 00:22

Caro Rui nunca disse e nunca direi que o Eric "não presta" só disse que ainda não está preparado para jogar na equipa principal do Sporting, num Sporting a jogar para os lugares cimeiros. Falta-lhe melhorar em muitas coisas e não dá confiança. Falhou no jogo contra o Benfica em Alvalade , falhou gravemente contra o Nacional em Alvalade e hoje voltou a falhar, é verdade que a maior parte do tempo jogou (mal) na posiçao 6 fora da sua original posição mas voltou a falhar quando desceu para central e de forma infantil no 2º golo do Benfica .
Tem qualidades mas necessita de melhorar outras , não está preparado ainda, só isso.
Sem imagem de perfil

De L a 11.02.2014 às 23:51


Já cá faltavam os elogios a quem já faz comunicados a meias com os lampiões. Ainda bem que o William já está de volta no próximo jogo senão ainda íamos falar muito mas era do empréstimo do Rinaudo. Até em ficarmos só com um trinco outra vez também caiu.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2014 às 23:35

Meu caro, já há alguns jigos que temos vindo a evidenciar insuficiências. Serve, sobretudo, para esclarecer à inexperiente SAD que não se chega lá com um plantel reduzido e sob poupanças. Não que não seja a realidade do monento, mas penso que há quem já alimentava outros sonhos, mesmo sem os admitir publicamente.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 12.02.2014 às 00:04

E Rui reveja de novo o 2º golo do Benfica, aí Dier está exatamente na sua suposta posição de central , numa equipa profissional com a dimensão e responsabilidade do Sporting não pode ter um central abordar daquela forma a marcação na zona frontal, como referi duro de rins , falta de técnica sem saber atacar a bola o Enzo chamou-lhe um figo. Levou um tremendo raspanete do treinador como eu lhe daria. Não podemos andar a desmamar miúdos neste jogos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 00:11

Eu vi esse lance e o Eric foi bem batido por Perez, disso não há dúvidas algumas.

O comentário sobre "desmamar" não merece resposta.

Onde esteve o raspanete de LJ ao Piris que permitiu o lance do primeiro golo e ao Cédric que não conseguiu cobrir Gaitán ?

Seja sincero e diga que não simpatiza com o miúdo que está desde os 9 ou 10 nos no Sporting e que o grande craque é o Maurício, sem este ter culpa porque até tem rendido mais do que se esperava.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 12.02.2014 às 00:38

Na verdade Piris merecia raspanete , não tanto o Cédric porque o Gaitán advinha a jogada e arranca antes do Cedric que não infelismente nao recuperou a tempo.
Quando Mauricio chegou fiquei muito desconfiado da sua qualidade , está muito longe de ser um craque mas reconheço que tem cumprido melhor que imaginava não tendo muitas falhas graves tirando aquela ingenuidade no pênalti no Dragão.
Gosto do Eric e vi com agrado alguns jogos dele o ano passado que pareciam prometer , curioso é que se destacou melhor quando jugava no apoio ao Rinaldo na zona 6 mas quando a equipa ganhava a bola era ele que saia no apoio ao ataque.
Esta época o Sporting apostou em outras responsabilidades o ter que ganhar mais vezes , falhar menos vezes e é aí que Eric tem demonstrado não estar ainda á altura, tem que evoluir mais , não querendo bater mais no ceguinho e infelizmente para o Sporting o Eric hoje foi um Cepo naquele meio campo e montou a tenda .
Sem imagem de perfil

De L a 12.02.2014 às 00:16


Caro Julius,

É verdade que o Dier hoje esteve horrível mas o Dier não tem jogado em lado nenhum. E não esteve mais horrível que o Pires que também não tem jogado e outros que jogam sempre. Quanto muito notou-se mais devido à posição, como o próprio caro reconhece. O treinador já sabia que íamos ter menos bola e para se fazer frente a este Benfica só roubando-lhes muito mais a bola. A preocupação agora deve ser levantar-mo-nos já com o Olhanense.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 12.02.2014 às 00:55

Receio que este jogo vá mexer negativamente no psico de alguns jogadores que se sentiram hoje impotentes e frustrados , de certa forma é positivo jogarmos em casa mesmo sabendo que muitos dos adeptos depois desta derrota e da forma como perdemos não vão comparecer no estádio. Agora é que vamos ver o quanto vale o nosso treinador na sua capacidade de remotivar a equipa.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 06:59

Penso que os adeptos irão continuar a apoiar, não obstante esta muito pobre exibição contra os nossos eternos rivais.

Já Leonardo Jardim terá missão mais difícil, mas até provas em contrário, há que acreditar na sua competência. Talvez que o leve a acelerar a integração de Shikabala na equipa, que está a precisar e um alerta.
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 11.02.2014 às 23:25

Acho que já quase tudo foi dito. Apenas acrescentar que o plantel além de ser curto está mal distribuído. Temos não sei quantos jogadores para as alas e nenhum para substituir o W Carvalho nem nenhum organizador de jogo. O árbitro não deu chance ao BdC para as desculpas do costume. E agora também deu jeito pois parece que agora parece que o Sporting mudou de aliado.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2014 às 23:38

Tínhamos o Rinaudo, no início da época o Renato Neto, mas já foram até Junho.

Marco Ferreira fez uma boa arbitragem num jogo que até nem foi complicado, pela inferioridade do Sporting.
Sem imagem de perfil

De phanatik a 11.02.2014 às 23:35

Concordo plenamente consigo no que diz respeito ao jogo,em relaçao a gestão dos amarelos compreendo mas acho k o jogo do Benfica era tao importante como o da acadêmica,se não perdessemos 2 pontos com acadêmica,hoje ainda podíamos aspirara ficar nos 2 primeiros lugares apesar da derrota...na minha opinião ou melhoramos as exibições nos proximos jogos ou então vamos fazer um resto de campeonato a tentar segurar o 3 lugar..
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.02.2014 às 23:42

Meu Deus.. quer dizer então que o William fez tanta ou mais falta com a Académica, uma equipa que jogou totalmente em linhas baixas e sem ambições ofensivas, como contra o Benfica !!!

Isto, além de ele ter jogado significativamente abaixo do seu normal, por estar condicionado a tentar evitar o amarelo a pensar no Benfica.
Sem imagem de perfil

De phanatik a 11.02.2014 às 23:52

Percebo o seu raciocínio, mas imagine se poupassemos o William e perdessemos com académica...o LJ seria criticado por poupar o homem a pensar no Benfica... Sao decisões sempre complicadas de tomar..compreendo o que o Rui diz,mas tb percebo a decisão do LJ.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 00:00

Só lhe posso dizer o seguinte: ao longo dos meus anos no futebol, poucos são os treinadores que querem fazer a gestão dos amarelos, por... teimosia, nada mais.

Veja se Mourinho e outros do topo não o fazem.

De qualquer modo, perdemos 2 pontos contra a Académica.
Sem imagem de perfil

De altaia a 11.02.2014 às 23:51

É assim o reforço piris deixou a bola para o benfas fazer o um a zero os restantes não criaram uma oportunidade de golo em 90 minutos depois acham-se capazes de discutir o titulo as amizades talvez nos levem á champions e viva o velho o que vi não me entusiasmou.
Sem imagem de perfil

De jose carlos dos santos guinote a 12.02.2014 às 00:20

Merecemos perder. Tivemos sorte porque a superioridade do Benfica foi muito para além do que o resultado espelha. Jardim tem o maior mérito no muito de bom que o Sportinf tem feito. E tem feito muito com recursos escassos. Mas joje é a Jardim que devemos imputar as responsabilidades maiores pelo que se passou. Jardim não soube prevenir a ausência de William Carvalho e um simples cartão amarelo atempadamente teria permitido contar com ele. Gestão, pura gestão dos activos. Nada mais do que isso. Toda a gente o faz. A escolha de Drier para o substituir foi um erro. Devia ter optado por Adrien a 6, ter jogado com Drier a central - tem jogado bem e é aí que mais rende- eeslocado Rojo para a ala esquerda e composto um meio-campo com Vitor , Adrien e André Martins. Merece melhor discussão as vantagens da solução atacante. Slimani necessita de extremos e ontero banaliza-se longe da área. Heldon é bom jogador mas para Carrillo, Capell e Wilson Eduardo sste jogo foi uma manifestação de falta de confiança por parte do treinador.
Boa altura para uma reflexão e para voltar a cllocar aas pedras no lugar e gerir melhor os recursos que sxistem. O segundo lugar ainda é possível mas no inicio do campeonaro o terceiro era a utopia.
Sem imagem de perfil

De L a 12.02.2014 às 00:26


E ainda vamos ver a reação dos extremos preteridos.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 12.02.2014 às 00:49

Só para dizer que estou de acordo com o seu comentário, quanto a Carrillo começa a ser um mistério tão larga ausência , imagino que está castigado pelo treinador de não ir a jogo e é uma pena , o Sporting necessita da imprevisibilidade do Carrillo que na sua melhor forma e junto com Heldon daríamos certamente uma outra resposta no jogo de hoje.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 00:55

Há que ter em conta que nestes sistema de jogo, seja o 4x4x2 ou o 4x1x3x2, só há espaço para um extremo no onze inicial, é a essência do modelo, abdicar de um ala.

O que sempre fez falta é o "10", o médio criativo. Veremos se Shikabala é esse jogador.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 12.02.2014 às 01:15

Com a muito esperada entrada de Chikabala quem irá cair (sair) será o André Martins , podemos jogar com o Adrian e o Willian nas sua costas , terá o apoio mais de perto do Adrian quando tivermos bola na organização do ataque , aí teremos que ter 2 extremos rápidos como Carrilo e Heldon e claro Montero na posição 9 , william jogará mais fixo na sua posição e será Adrian o pulmão no apoio ás zonas de finalização e no apoio á zona 6. Ficaremos muito mais fortes desta forma se Chikabala lograr mostrar a grande capacidade com que vem rotulado e que esperamos dele para a posição 10.
Matias Fernandes é a peça que tem faltado a esta equipa , aquela venda a despacho sem ninguem entender por 3 milhões só mesmo no Sporting.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 07:02

Como já indiquei, este modelo de joga não acomoda dois extremos em situação normal, salvo o treinador abdicar de um ponta de lança, que, na realidade, acaba por negar o efeito do sistema.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 12.02.2014 às 10:28

Caro Rui ainda e por finalizar o jogo miserável do Sporting de ontem gostaria de dizer o seguinte: Podem dizer que é fácil falar no fim mas estou á vontade com a minha ideia que já era no Domingo caso houvesse jogo.
Na ausência do William e sabendo que não tínhamos outro jogador com as mesmas capacidades nem pouco mais ou menos e face á importância do jogo e sendo na casa lampionica e porque o empate seria um bom resultado eu claramente jogaria com 2 jogadores na posição 6 , num 4,2,3,1 que permitia a equipa jogar mais junta mais organizada a defender muito melhor e jogaríamos no erro do Benfica impondo um ritmo mais lento , só quando no contra ataque tentaria golpes para os extremos .
quando fui treinador das primeiras ações que fiz na pre época foi detectar na equipa quem fazia melhor a posição 6 e constatei que só tinha um jogador que fazia a diferença quando na sua ausência por lesão ou castigo e em jogos importantes principalmente fora não hesitava a jogar com 2 jogadores nessa posição e no esquema que referi e nunca perdi.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 11:47

Aqui, meu caro, concordo totalmente consigo. Aliás, já fiz referência ao 4x2x3x1 em diversos escritos, a ser usado contra equipas fortes. Em Portugal, o Benfica e o FC Porto, claro.

Mas mesmo assim, iríamos ter alguma dificuldade em encontrar o outro jogador, salvo recuar Adrien, porque os três que tínhamos para essa posição foram emprestados: Rinaudo, Renato Neto e Zezinho.

Recuando Adrien, teríamos então de recorrer a um Vítor ou Magrão que até agora pouco ou nada fizeram.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 12.02.2014 às 12:14

Assim é , teria que ser o Adrian a recuar e sendo ele a sair nas ações de ataque mais
elaboradas mas isso obriga a jogar com um 10 , alguém teria que fazer essa posição. Quando trouxeram o Magrão primeiro e o Vitor depois foi com essa ideia mas infelizmente estes jogadores falharam redondamente. É uma posição só ao alcance de alguns, por isso comentei que Matias Fernandes entrava como uma luva. Nas circunstancias atuais quizá o recuo de Montero para puro 10 e o Slimane a 9 , neste caso os extremos escolhidos teriam que ter as caractrísticas de velocidade e ao mesmo tempo com a capacidade de fechar o seu corredor quando a equipa defende.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 12:31

Neste contexto, a nossa única salvação é se Shikabala for mesmo um "10". Não vejo rendimento de Montero a jogar recuado, e depois do jogo de ontem, até já suspeito Slimani na ponta da lança ofensiva.

Uma possível opção, que poderia ou não ter resultado, era o João Mário, que, como outros que agora nos fazem muita falta, também foi emprestado.

Imagem de perfil

De juliuscoelho a 12.02.2014 às 12:51

É um mistério o que se passa com Montero apesar de não ter estado tão mal com a Académica , mas algo se passa, já não consegue fazer a diferença pior é que já se passou o mesmo antes com ele no Milionários, começou bem e apagou-se depois.
Joao Mario necessita de um desafio de outro nível ás suas reais capacidades por isso estou de acordo que o faça com regularidade no Setúbal e se verá.
Melhor não ficarmos tão entusiasmados com o Chikabala para uma eventual decepção , mas no íntimo todos esperamos alguma espécie de milagre na sua capacidade e já que não jogou contra o Benfica então que apareça quando estiver em plenas condições , os sportinguistas esperam muito dele. Slimani não segura tão bem a bola como Montero mas é mais agressivo e impõe respeito ás defesas contrarias áparte de ser um gigante na altura é clara boa opção.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 14:00

O Montero vem com um historial de períodos de seca nos clubes por onde passou, e mesmo no Sounders onde ainda hoje é o melhor marcador da sua história.

Para mim a explicação é simples, mesmo sem evocar a inexistência de um "10", uma vez que marcou os 13 golos na Liga sem ele. Acho que tem tudo a ver com a reduzida produção do extremos, com o passar dos jogos, que têm tido dificuldade em fisicamente aguentarem as exigências do jogo de LJ . Com essa redução vieram jogos em que ele não foi servido uma única vez, despendendo tempo e energia a lutar pela bola nas laterais e a recuar mais no terreno do que é prudente para as suas características.
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 12.02.2014 às 01:02

Concordo genericamente com a sua apreciação.Acho que um MA criativo é muito importante,pois dá a dimensão do jogo interior mas não foi por isso que perdemos.
No computo geral,usando a linguagem pura do adepto:não jogámos nada.

Defensivamente não fomos capazes de pressionar o adversário-recebiam a bola quase sempre à vontade,com espaço e tempo para decidir bem-e quando tínhamos a bola,não conseguíamos sair.Pior,nem conseguíamos manter a posse.Péssimo.

Pareceu-me que os jogadores não tiveram tempo para assimilar a forma de jogar requerida ao novo sistema.O efeito surpresa,eventualmente compensador,perdeu-se pelas razões conhecidas.

ED não funciona como 6 sobretudo se é alternativa a WC.
Obriga a equipa a jogar de uma forma completamente diferente.Uma equipa se quer ter ambições ao título tem que ter William E Rinaudo.
ED é um grande central,mas como 6 não pode ser o jogador que inicia as nossas ações ofensivas,como faz WC.Assim como Carriço não era alternativa a Rinaudo.

Com ED,AM ou Adrien têm que baixar mais ,para terem uma maior participação na 1ª fase de construção...e não é assim que jogamos habitualmente.

O título está muito difícil,mas nunca foi o objetivo.O 2º lugar vai depender do FCP.Somos melhores que quase todos com exceção dos outros grandes.
Não há razão para não fazermos um bom resto de época.

Sem pressões de título .
Para isso era necessário que as alternativas fossem outras.
Não temos alternativas consistentes para o trio WC-A-AM.
Assim é muito complicado.Mesmo sem pensar no título.
Vamos esperar pelo Shikabala.E pode ser que Magrão e Vítor mostrem algo que ainda não se descortinou.

De positivo destaco Heldon que me parece que vem acrescentar .
Neste momento estamos todos pessimistas.Nada que uma vitória no próximo jogo não resolva.
Penso também que ninguém questiona o valor de LJ.Tem feito um trabalho notável com o que tem.
Mas que o limão está espremidinho....está.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 07:05

Em última análise, talvez o pior jogo da época. Não obstante as constantes declarações da não candidatur ao título, vai ser uma luta espinhosa para o 2.º lugar. O terceiro, será o último objectivo, e até pouco desejado, porque não garante acesso directo à fase de grupos da Champions.
Sem imagem de perfil

De Mike Portugal a 12.02.2014 às 08:52

O William fez muita falta, pois claro. Mas também se notou bem a falta de Jefferson, pois ele dinamiza aquele corredor todo. Jefferson juntamente com Heldon podem fazer estragos.

Capel terá guia de marcha no final da época, pois já nem consegue desequilibrar. E, mais uma vez, não concordei com LJ em faze-lo entrar em vez do Carrillo, o único jogador que pode desequilibrar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 09:01

Mike , o caso do William deve-se a um erro grosseiro de Leonardo Jardim, por muito que se queira "pintar" a coisa.

O Diego Capel é alvo desta SAD desde o Verão passado, e só não saiu porque não apareceram propostas ou, pelo menos, propostas agradáveis.

Já há que está visto para quem percebe um pouco de futebol que ele é o tipo de jogador que não rende a sair do banco.

De resto, podemos individualizar o que desejarmos, mas a exibição deve-se a um colapso colectivo. Tão simples como isto.
Sem imagem de perfil

De jose carlos guinote a 12.02.2014 às 11:42

Esta opção de mérito duvidoso que se trduziu em recusar gerir a nosso favor o amarelo salvador de william, deixando aos Paulos Baptistas o previlégio de serem eles a gerir, revelou-se fatal. Uma teimosia é má, duas teimosias são péssimas. A segunda teimosia foi apostar em Dier a 6, quando as características de mobilidade e de criatividade dos meio-campo adversário indicavam uma opção diferente. A solução dos dois médios mais agrupados na zona 6 teria sido boa, com Adrien e um outro, talvez Vítor. André Martins nas alas é uma não existência. Capel é um caso de "auto-punição". Faz muita impressão a sub-utilização do espanhol. Uma análise mais cuidada poderá estabelecer alguma relação entre essa menor utilização e a menor eficácia de Montero. Mesmo Slimani necessita como de pão para a boca de extremos e de jogo vindo das faixas. Ter mandado embora Rinaldo poderá ter sido uma avaliação deficiente das necessidades do plantel. Rinaldo poderia e deveria ter jogado mais vezes. Digamos que Jardim é bastante inflexível e pouco criativo na utilização que faz das disponibilidades do plantel. Veja-se Vítor que não tendo feito nada de extraordinário é um jogador capaz de integrar o plantel, capacidade que mesmo com meios especiais de observação ninguém consegue descobrir no Magrão.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 11:53

Já abordei esta questão em um comentário um pouco mais acima. O problema em recuar Adrien, já que não temos mais ninguém, é que teríamos então recorrer a Vítor ou ao Magrão. Este último ainda não mostrou nada e Vítor tem muita falta de ritmo de jogo, pela escassa utilização. Ontem foi para a bancada, salvo erro.

Leonardo Jardim usou e abusou dos mesmos 12/13 jogadores, parte por tendência própria, parte por falta de alternativas viáveis, e eu sempre disse que chegando ao Inverno iríamos acusar esta disposição.
Sem imagem de perfil

De jose carlos guinote a 12.02.2014 às 14:56

essa é uma questão central: o uso e o abuso dos mesmos 12/13 jogadores. Acho que aí a parte da responsabilidade do treinador é importante. Quanto à utilização do Magrão e do Vitor prefiro uma alternativa com Adrien, Vítor e André Martins. Apesar de tudo julgo que Vítor é sobretudo vitíma da opção de LJ de usar sempre os mesmos 12/13 jogadores. Magrão, é diferente, não tem capacidade para jogar no Sporting, mesmo nesta fase da sua história.
Sem imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 12.02.2014 às 10:08

Prezado Amigo Rui Gomes

Como não vi o jogo, tenho de aceitar as opiniões dos comentadores da TVI. Pelos vistos o SCP ontem esteve ausente, pois os génios vermelhos, que andaram meses
escondidos, ontem fizeram uma exibição de luxo, segundo rezam as crónicas.
Para mim, sinceramente este "apagão" do SCP era previsível, pois uma equipa que
perde em casa contra o Nacional e a Académica 4 pontos, embora com factores estranhos vindos dos apitadores de serviço, sem dois jogadores que quanto a mim são muito importantes, pois não existem outros que os possam substituir, e com a alteração táctica que o meu treinador inventou, seria natural perder os pontos em disputa. Os resumos que vi na TV dos golos deixam-me uns certos arrepios, pois no primeiro o jogador que o marca, raramente mete um golo de cabeça, onde estariam as duas torres que o SCP tem na defesa ? Uma defesa que diga-se tem estado certa, pois poucos golos tem sofrido. No outro golo parece-me que o Rui Patrício foi muito mal batido, pois estava muito adiantado, e para o melhor guarda-redes nacional, penso que neste lance errou na posição onde se encontrava,
Como nunca entrei em euforias, tenho de admitir que nada está perdido em relação aos objectivos que esta Direcção admitiu por isso vou com calma esperar pelos próximos episódios que vão ser interessantes.
Para terminar, como sou muito critico em relação aos apitadores , dizer que segundo os comentários que ouvi houve um milagre na CAPELA DA LUZ, pois desta vez não fomos roubados.

Um abraço Fernando Albuquerque
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 12:00

Caro Amigo,

É injusto acusar Rui Patrício no segundo golo. Perez ficou à vontade para rematar depois de iludir Dier e colocou bem o esférico. O Rui saiu para reduzir o ângulo e mesmo assim não foi suficiente.

O Benfica nõ fez nada de espectacular, salvo, aliás, falhar mais dois ou três golos flagrantes. O Sporting é que esteve mesmo muito mal.

A alteração táctica, para mim, explica pouco ou nada. Muito mais se deve à ausência de William Carvalho e de Jefferson , face face à falta de alternativas.

Passamos agora um momento crítico, e é preciso ter muito cuidado para a equipa não cair totalmente.

Um abraço
Sem imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 13.02.2014 às 09:33

Prezado Amigo Rui Gomes

A culpa da miserável exibição é de todos os jogadores e do treinador. Isso não invalida de eu pensar que uma bola chutada de fora da grande área e com o guarda- redes no risco da pequena não pudesse fazer melhor. Se calhar o mal foi eu ter visto jogar grandes guarda- redes como Azevedo - Carlos Gomes e o Damas e outros , que se colocavam doutra forma.

Um abraço Fernando Albuquerque
Sem imagem de perfil

De Dinis Silva a 12.02.2014 às 10:37

Bom dia.
Vou ser telegráfico:
- Não vi o jogo;
- Jogámos mal e segundo creio pior que outras equipas de menores recursos e ambições quando visitaram a Luz;
- Opções de risco, mudanças tácticas e inércia colectiva deverão ter estado na base da má exibição e são aspectos que, inevitavelmente pertencem ao domínio decisional da equipa técnica;
- Há jogadores em perda anímica e física, e o que se sente é que nenhum outro compensa e faz a diferença;
- Este jogo começou a ser perdido no anterior, contra a Académica;
- É fundamental que contra o Olhanense sejam corrigidos os erros.
- Acredito que o campeonato ainda revela muitas surpresas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 12:05

Bom dia,

Bem... não jogámos mal, mas sim muito mal. Para mim a menor explicação é a alteração táctica, dado que esta nunc afectaria, por si, a quase não existente intensidade do nosso jogo.

Este jogo começou a ser perdido há muito, mas procurando uma causa mais específica, temos a ausênci de Jefferson e William Carvalho, muito especialmente o último.

O campeonato poderá ainda ter surpresas, esperamos que uma delas não seja o Sporting, pelo negativo.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo