Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Na sombra do sucesso. Os outros heróis.

Leão do Norte, em 30.05.21

Ao nível da equipa do Sporting, Rúben Amorim, Coates, Palhinha, Pote… foram os rostos mais visíveis e mediáticos do extraordinário sucesso desportivo atingido nesta época. No entanto, sem prejuízo da natural maior relevância dada a alguns dos seus intervenientes, o sucesso desportivo da equipa do Sporting assentou no seu espírito colectivo, na sua união, na sua força como grupo.

Para que tal ocorresse também foi importante o contributo de quem, na sombra do sucesso de alguns, desempenhou um papel essencial e crucial na tarefa de construção de um coeso e fantástico grupo. É de inteira justiça recordá-los e prestar-lhes o merecido tributo pela sua enorme importância no título conquistado. De entre várias possibilidades destacam-se aqui quatro exemplos. 

190020678_10157737285176555_626163632935272832_n.j

LUÍS MAXIMIANO

Quando se é um jovem valor, de potencial reconhecidamente elevado, e se conquistou a titularidade numa equipa como a do Sporting, não é fácil fazer um retrocesso e passar a ser a alternativa. Max, para além de ter correspondido quando foi chamado à titularidade, soube aceitar a opção tomada em favor de Adán, nunca sendo um foco de instabilidade e contribuindo para a relação saudável no grupo dos guarda-redes. O seu futuro desportivo certamente será brilhante e esta experiência também contribuirá para isso.

LUÍS NETO

É comum falar-se, diga-se com alguma propriedade, das insuficiências e limitações do Luís Neto, mas em momento algum se pode ignorar, ou questionar, o seu perfil ao nível da liderança, a sua entrega e o papel extremamente importante que teve na criação do forte espírito de grupo. Foi um dos “faróis” que guiou os jovens no caminho do sucesso.

JOÃO PEREIRA

Em final de carreira "aceitou” fazer meia época, em trânsito para uma carreira técnica, como mentor de jovens valores. Acabou por ter uma importância desportiva superior ao inicialmente esperado e rapidamente tornou-se numa voz ouvida e respeitada no seio do grupo. A braçadeira de capitão no jogo com o Benfica foi o reconhecimento público que Rúben Amorim lhe prestou, pela dedicação e importância no grupo.

ANTUNES

Dada a sua maturidade e vasta experiência foi contratado essencialmente com a função de apoiar o desenvolvimento do Nuno Mendes, sendo mais um exemplo de que o seu papel na equipa ultrapassou em muito essa função. Durante os jogos, no banco de suplentes, era um dos mais interventivos no incentivo aos colegas e era vê-lo a vibrar com os sucessos da equipa. Em termos do rendimento desportivo correspondeu ao solicitado, nomeadamente na Madeira, no confronto com o Marítimo, tendo sido uma peça importante numa vitória significativa. A braçadeira de capitão no último jogo do campeonato foi um justo prémio.

O sucesso de uma equipa está muito para além da exclusiva soma do potencial técnico dos seus jogadores. Em boa altura, contrariamente a ocasiões no passado, o Sporting, através de Rúben Amorim e da sua estrutura directiva, o percebeu.

A união, a força e a crença são deveras fundamentais no espírito e no sucesso de um grupo de trabalho, devendo a sua construção assentar especificamente num padrão em que a utilização das qualidades de todos os intervenientes, mesmo dos que não tenham muitos argumentos técnicos, é uma realidade. Até porque, na maioria das ocasiões, são eles que colocam os interesses do colectivo acima das ambições pessoais.

Também a eles, através destes quatro exemplos, é justo prestar o tributo pelo mérito que possuem nesta época fantástica.

publicado às 03:05

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


15 comentários

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 30.05.2021 às 09:21

Caro Leão do Norte

É muito justo o destaque a estes quatro atletas sportinguistas. Foram determinantes pelo trabalho nos treinos, competitividade por um lugar na equipa principal e atitude no balneário. Uma equipa de futebol chega a parecer um paradoxo pela dificuldade de conciliar o interesse colectivo do clube com o interesse individual de cada jogador. O sucesso ou o insucesso de uma época desportiva passa muito, em que medida, um plantel consegue conciliar de forma justa e equilibrada essas duas dimensões.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 30.05.2021 às 12:11

Bom dia caro Leão Zargo,
Na minha opinião, a forma como o balneário do Sporting conseguiu equilibrar as diversas dimensões foi determinante para o sucesso.
E devemos dar o devido valor a quem "sacrificou" o individual em favor do colectivo.
Sem imagem de perfil

De Rui a 30.05.2021 às 12:11

Um post oportuno. Não esquecer também o Tabata, o Sporar, o Borja... estes, na 1ª volta, contribuiram também para o trabalho da equipa. E os miúdos da formação que, como RA disse, deram muito através dos treinos para a equipa principal.
Espero que os 4 apontados (menos o João Pereira, que se retirou) continuem no plantel no próximo ano.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 30.05.2021 às 12:49

Caro Rui,
É um facto que o contributo para o sucesso da equipa vai para além destes 4 exemplos. Escolhi estes pelo simbolismo que representam e para não tornar o post exaustivo.
Muito justa a referência feita ao trabalho "invisível" dos miúdos da academia.
Também espero que, com a óbvia excepção do João Pereira, os outros 3 fiquem no plantel. Não tenho qualquer dúvida em relação ao Max, que é o futuro da baliza do Sporting, mas também gostaria de continuar a ver o espírito de liderança, de companheirismo, de apoio, do Neto e do Antunes. Serão úteis não só para os miúdos que já lá estão, mas também para os que na próxima época venham a integrar o plantel principal.
Sem imagem de perfil

De sloct a 30.05.2021 às 13:13

Caro Leão do Norte,
O futuro das balizas do Sporting não passa pelo Max, passa pelo Diego Callai. Aos 16 anos já sabe que vai fazer a pré-época com a equipa principal. É um autêntico fenómeno. Se não se estragar vai facilmente para o topo mundial.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 30.05.2021 às 13:45

Caro sloct,
Com os dados actuais considero que o Max é o mais habilitado a ser o futuro dono da baliza do Sporting.
Conheço bem o Diego Callai, filho do Diego que foi guarda-redes do Setúbal, mas vamos deixá-lo evoluir com calma e sem demasiadas expectativas.
Já vi tanto guarda-redes ser estrela na formação, com futuro muito promissor e "apagar-se" na passagem para sénior.
Curiosamente o Sporting também tem outro guarda-redes de 16 anos, Diogo Pinto, a quem auguram um grande futuro. Assinou contrato profissional no final do ano passado, depois de ter sido fortemente assediado pelo Manchester City, onde chegou a ser dado como contratado.
Como vemos exemplos futuros não faltam.
Sem imagem de perfil

De RCL a 30.05.2021 às 19:48

O Sporting sempre teve boa escola de guarda-redes mas que me lembre só Damas e Patrício começaram antes dos 20 anos e o Rui graças à teimosia de Paulo Bento.
Esta posição é fulcral, o GR é o último a falhar, requer muita experiência e maturidade. Bem vimos o que representou Adán, estranhamente pouco falado nas redes. Adán foi decisivo para a conquista do título.
SL
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 30.05.2021 às 20:26

Caro RCL,

É precisamente por o GR ser o último a não poder falhar que muitos jovens GR não conseguem aguentar a pressão de defender a baliza "sénior" de um clube grande, mesmo depois de promissoras carreiras nos escalões de formação.
Esta posição específica exige mais do que atributos técnicos. Exige aguentar a pressão de não poder falhar e de não ser afectado por eventuais erros. Daí que a experiência e a maturidade sejam fundamentais.
É muito justo referir a importância do Adán na conquista do título. Aliás, não é certamente por acaso que nas ultimas vezes em que foi campeão o Sporting contou com GR experientes (Vaz, Meszaros, Schmeichel e até o Nélson em 2002 já tinha acumulado bastante experiência).
SL
Perfil Facebook

De Fúlvio Amaral a 30.05.2021 às 20:41

O Campeão Voltou

Dezanove anos à espera
Do rugido do leão
Até é mais linda a primavera
Quando o sporting é campeão

Esta é a pura da verdade
E o resultado está à vista
É só ver a felicidade
Desta nação Sportinguista

Com muito esforço e união
E com pensamento na vitória
Com dedicação e devoção
Para chegar à glória

O leão estava adormecido
E também com pouca potência
Nem sequer dava um rugido
Para assustar a concorrência

Mas tudo mudou de repente
Ainda bem que foi assim
Graças ao nosso presidente
Que foi buscar o Amorim

Não foi buscar nenhum Ás
Porque não era preciso
Só alguém capaz
De nos levar ao paraíso

Nem o quarto nível tinha
Para muitos não era normal
Mas para grande alegria minha
Deu-nos esse título especial

Mostrou ter competência
Apesar de ser benfiquista
Arrasou a concorrência
E o resultado está à vista

Apostou na nossa formação
Ao contrário de outros treinadores
E assim foi campeão
Com esses grandes jogadores

Foi censurado na altura
Pois custou dez milhões
Mas levou-nos à loucura
Somos de novo campeões
Perfil Facebook

De Fúlvio Amaral a 30.05.2021 às 20:42

Espero que gostem
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.05.2021 às 21:04

Excelente inspiração de um grande sportinguista.

Amanhã vou dar destaque em post.

Obrigado por partilhar.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 30.05.2021 às 21:08

Não querendo interferir em nada com as questões editoriais do blog parece-me justíssimo.
Perfil Facebook

De Fúlvio Amaral a 30.05.2021 às 21:31

Obrigado Rui
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 30.05.2021 às 21:05

Fiquei quase sem palavras
Com tamanha inspiração
Na poesia, o nosso leitor Fúlvio
É também um campeão!

Muito bom Fúlvio.
Perfil Facebook

De Fúlvio Amaral a 30.05.2021 às 21:31

Obrigado

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo