Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Noite de golos desperdiçados

Rui Gomes, em 04.03.19

 

portimonense-sporting-cp-7863860.png

 

Foram pelo menos cinco as oportunidades de golo escandalosamente desperdiçadas por jogadores do Sporting: Diaby, por duas vezes, Bas Dost, Raphinha e Bruno Fernandes com um cabeceamento defeituoso com a baliza à sua mercê.

 

Isto, no entanto, não descreve a totalidade do jogo que ocorreu em Alvalade. O Sporting começou muito bem, com dois golos de rajada aos 10 e 11', e parecia lançado para uma noite de esplendor, mas com esta margem a seu favor foi cedendo terreno e baixando a intensidade, permitindo ao adversário entrar na partida.

 

O Portimonense aproveitou a displicência do Sporting; marcou aos 31', mandou uma bola à trave (45') e ainda houve um outro lance fulminante que exigiu uma grande defesa de Renan. Em abono da verdade, o resultado mais justo ao intervalo era o empate.

 

download.jpg

 

O Sporting alinhou de início com Renan; Ristovski, Ilori, Jérémy Mathieu e Acuña; Gudelj, Wendel e Bruno Fernandes; Raphinha, Diaby e Bas Dost.

 

Suplentes: Salin; André Pinto, Francisco Geraldes, Borja, Luiz Phellype, Jovane Cabral e Doumbia.

 

No segundo período o Sporting elevou a sua prestação, não permitindo ao Portimonense o controlo do meio campo, mas desperdiçando várias oportunidades flagrantes para fazer mexer o marcador.

 

Marcel Keizer é sempre tardio a refrescar a equipa.Bas Dost, que sofre de uma enorme dose de falta de confiança só foi substituído por Luiz Phyllipe aos 59', Raphinha deu lugar a Doumbia, aos 72', e finalmente a entrada de Francisco Geraldes para o lugar de Wendel, aos 87 minutos.

 

GoalPoint-Sporting-Portimonense-LIGA-NOS-201819-Ra

 

Acuña com uma boa exibição, mas considerando que o Sporting tem um lateral esquerdo no banco, Borja, a opção de Keizer em fazer recuar o argentino novamente não é muito clara.

 

Após uma ausência de nove jogos por lesão, Mathieu regressou ao relvado e realizou uma exibição que nos faz recordar a falta que fez à equipa. Um dos melhores jogadores em campo esta noite.

 

Os golos leoninos foram marcados por Diaby, aos 10', Raphinha, aos 11', e finalmente Bruno Fernandes, a converter uma grande penalidade, aos 90 minutos.

 

Perturba-me que Marcel Keizer insista sempre praticamente nos mesmos jogadores, mesmo depois da chegada de reforços no mercado de Inverno. O facto de a equipa agora só passar a ter apenas um jogo por semana, não deveria significar que não seja dada a oportunidade, pontualmente, a um ou outro jovem da formação leonina.

 

Considerações de Marcel Keizer no final do jogo:

 

"Após os quinze minutos iniciais, driblámos demasiado, não fizemos passes e perdemos o controlo do jogo. No balneário ao intervalo disse aos jogadores para voltarmos aos primeiros quinze minutos, em que Diaby e Raphinha eram perigosos. As linhas tinham de estar mais juntas, porque não controlávamos o meio-campo.

 

Quando não jogamos de forma simples, as coisas complicam-se.

Bas Dost já fez muito ao serviço do Sporting, tem uma grande carreira, confio que recupere a confiança. Estas coisas acontecem e temos de ajudá-lo, porque precisamos dele. Por que o substituí? Porque não estava no jogo."

 

publicado às 03:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


78 comentários

Sem imagem de perfil

De E-mocho a 04.03.2019 às 16:30

Sim, sim, também só o mencionei por ter sido “metido” na conversa pelo que interpreto como um lamento por não ter havido a mesma “sorte” no Sporting na mudança de treinador (com ou não já créditos firmados no seu passado).

Não podia concordar mais. Com menor ou maior duração, após algum sucesso, um treinador tem grande probabilidade de virar besta em três tempos!
O LFV nem está a perceber o que lhe “aconteceu”. Esta situação foi tudo menos planeada, diga o que ele disser e pode virar o prego com a mesma velocidade!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.03.2019 às 16:38

O LFV é um mentiroso viciado, como tantos outros no nosso futebol. A escolha de Lage foi um mero acaso, provocado pelo desespero do presidente.

Está-se a dar muito bem, obviamente. Veremos por quanto tempo a "balão" aguenta.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo