Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

ops-sporting-2018-2021-open-graph-1200-1200.jpg

 

Um grupo de sócios do Sporting, entre os quais dois ex-presidentes, apelou esta terça-feira à subscrição do empréstimo obrigacionista de 30 milhões de euros (ME), que consideram vital para o cumprimento das obrigações leoninas.

 

Num manifesto, subscrito por mais de 20 sócios que se têm destacado na vida do clube, entre os quais José Roquette e Filipe Soares Franco, são apresentadas cinco razões para subscrever obrigações, disponíveis no mercado até quinta-feira.

 

O documento enfatiza a importância de o Sporting CP cumprir as suas obrigações (1), lembrando que esta operação servirá para fazer face ao reembolso de um empréstimo obrigacionista que venceu em Maio e cujo reembolso foi adiado para 26 de Novembro.

Os signatários, entre os quais também os ex-dirigentes Miguel Salema Garção, Ernesto Ferreira da Silva e Tomás Froes, destacam a taxa de juro de 5,25% (2) "claramente acima do prémio que o Sporting deveria pagar" e o facto de a equipa de futebol ocupar o segundo lugar na liga portuguesa e estar a um ponto da qualificação para os 16 avos de final da Liga Europa, estando "no caminho certo para vencer" (5).

No manifesto é ainda referido o facto de o Sporting ter apresentado bons resultados no trimestre entre Julho e Setembro (3), e são antecipados bons resultados para o último trimestre do ano (4), devido ao acordo com Rui Patrício, e ao previsto com Gelson Martins.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:49

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Ghost a 21.11.2018 às 15:13

Já há noticias sobre os valores subscitos por este grupo de pessoas? Certamente se recomendam o EO é porque é bom investimento e nenhum deles vai perder a oportunidade de encaixar uns trocos valentes enquanto ajuda o clube. Deveria-se chegar aos 30M num instante!

Noutra noticia relacionada, parece que o Zenha se saiu com esta:

«Se só atingirmos o mínimo estabelecido no empréstimo obrigacionista, ou seja, os 15 milhões de euros, vai ser complicado conseguirmos reforçar a equipa de futebol»

Realmente isto está mau quando o Zenha tem de usar a desculpa da compra de jogadores no mercado de dezembro para tentar apelar ao corção dos adeptos para subscreverem o EO.
Quando ele diz que com 15M vai ser dificil reforçar o plantel deveria era dizer que com 15M vai ser muito dificil paragar o EO anterior no valor de 30M pois terão de ir buscar dinheiro a outro lado para pagar os 15M restantes (venda de RP talvez).
Isto soa-me um pouco a desespero com uma pitada de má fé, ou se preferirem, com um toque de hipocrisia ao achar que os adeptos são ignorantes suficientes para acreditar que o dinheiro investido é para reforçar plantel.

Acho que é lógico, e conhecido por todos, que todas as noticias de buracos e crise financeira do SCP que foram permitidas nos OCS sem desmentidos, e até espalhadas por muitos dos nossos, estão agora a surtir o seu efeito. Ninguém tem confiança na real situação financeira do clube.

Quando Zenha vem naquela outra entrevista dizer que está tudo bem com a saúde financeira do clube e que a auditoria forense não está a encontrar nada de mau não consigo acreditar a 100%. Só vejo 2 cenários possiveis:

1- Está a mentir com todos os dentes que tem. A anterior direção deixou um buraco gigantesco que a auditoria está a destapar mas neste momento não o podem admitir sob pena de perderem credibilidade nos mercados e eventualmente serem arrastados para um cenário de falência técnica;

2- Tem razão. Afinal a anterior direção fez uma boa gestão financeira e não há buracos. Todos os boatos de buracos foram permitidos e alimentados de forma mesquinha com o único intuito de condicionar a opinião pública a decidir-se pela expulsão do anterior CD, nem que para tal fosse preciso enxovalhar o nome do SCP no processo;

Acho que a verdadeira informação que falta aqui para esclarecer tudo é o resultado da auditoria forense. Já devia ter sido publicado antes da emissão deste EO. Era a única maneira de aumentar a confiança dos mercados. Já lá vão 4 meses e que eu tenha lido/ouvido a única coisa que saiu para fora foi o tal quarto de hotel xpto qd BdC levou a mulher para um jogo qqr. Isto faz-me acreditar que afinal o buraco não é assim tão grande mas deixa-me de pé atrás sobre os motivos que têm levado a que deixassem alimentar a ideia de falência este tempo todo…

Vou esperar para ver o resultado da auditoria, antes de julgar. SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.11.2018 às 15:27

Conclusões suas muito negativas e exigências ainda piores.

- O mercado abre em Janeiro e não em Dezembro.

- As palavras do dirigente até fazem sentido. Se apenas conseguirem 15 milhões no EO, terão de ir buscar o resto a algum lado, obviamente a crédito. Quanto mais deste crédito for agora usado, menos espaço de manobra para contratações. Parece-me apenas lógico.

- Foi anunciado logo de início que a auditoria forense nunca seria finalizada antes de Dezembro, se não até mais tarde. Devido ao prazo do reembolso do EO que foi adiado, nunca podiam esperar pela auditoria.

- Duvido muito que seja anunciado o nível de investimento de quaisquer sócios. É uma questão de respeitar a privacidade de cada.

Por fim, para si, parece ser fácil mandar no dinheiro dos outros.
Sem imagem de perfil

De Ghost a 21.11.2018 às 15:40

Não mandei no dinheiro de ninguém, nem vejo nenhuma passagem no meu post sobre isso... adiante!

O que me interessava saber o mais cedo possível é o verdadeiro estado das nossas finanças. Não sei porque é que a auditoria tem de demorar tanto tempo a chegar a conclusões e se realmente está tudo bem a direção só teria a ganhar em tentar antecipar a publicação das conclusões. Havendo buracos grandes não seria muito dificil de o saber logo no inicio, só seria dificil descobrir onde estaria esse dinheiro em falta. Se não há buracos significativos seria uma informação muito útil de sair para fora de modo a manter o bom nome do clube nos mercados.

Entretanto vai-se pedindo confiança (mais ou menos) cega por parte dos investidores (à excepção de alguns que terão acesso a informação previlegiada) sem provas de que o seu investimento estará ou não seguro.

O meu comentário resume-se a salientar este ponto como explicação do facto de o EO estar a andar tão devagar e ainda longe da meta proposta.

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.11.2018 às 15:47

Uma auditoria forense leva o seu tempo, é um processo moroso e complexo.

A dificuldade em preencher as subscrições deste EO é óbvia.O facto da última Direcção não ter feito o reembolso do outro EO na data prevista, e como não pode deixar de ser, a "tempestade" que tem afectado o Clube durante uns bons meses,
Sem imagem de perfil

De Ghost a 21.11.2018 às 15:58

Creio que já foi mais do que explicado a situação pela qual não conseguimos emitir o último EO. Já o li várias vezes (e até em pasquins que têm gostado muito de malhar no SCP) e creio ser do conhecimento geral que os pedidos de destituição da SAD e do Clube por parte de Sobrinho e JMS, respectivamente, na altura em que foram efectuados (independentemente da razão ou falta dela, isso não interessa para este ponto) criaram um clima de instabilidade financeira que culminou em que a CMVM "forçasse" o clube a adiar os mesmos para novembro.
Supostamente, na altura estava tudo em andamento para seguir em frente.
Sem imagem de perfil

De HY a 22.11.2018 às 10:57

Porque antes desses pedidos estava tudo estável, certo? As coisas decorriam no melhor dos mundos e subitamente esses senhores vieram com esses pedidos e criaram instabilidade levando a CMVM a agir, certo? Não houve ninguém antes, sabendo que estava em negociação o empréstimo e a delicadeza de que essas negociações se revestiam que tivesse começado a disparar em todas as direções, a suspender e dessuspender jogadores, despedir e readmitir treinadores, ameaçar todo o mundo através de posts sem sentido, etc.? A instabilidade foi provocado de fora para dentro, de dentro para fora ninguém lançou o vírus, pois, não?

Ainda me lembro de quando saiu o comunicado da direcção agonizante a defender essa tese. Lembro-me bem como até blogs leoninos que a apoiavam não deixaram de sublinhar não ser verdade que a instabildade tivesse tido origem externa... não convém deixar essa imagem para a posteridade, porque nāo é verdadeira.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo