Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Nuno Saraiva.jpg 

 

Desde a eleição de Bruno de Carvalho, o Sporting transformou-se num Clube onde a função presidencial está invulgarmente personalizada. Sucedem-se, com uma frequência insólita, as entrevistas do presidente na recente pose de estadista, o recurso sistemático ao jornal e à televisão do Clube, as dissertações sobre os sonhos de juventude e as ilusões de adulto, as promessas de um futuro leonino resgatado... Até se exibe a marcar pontapés de canto e penalties! O que é afirmado por Bruno de Carvalho torna-se em verdade repetida até à exaustão.

 

A gestão da comunicação da realidade leonina é agora assumida por Nuno Saraiva e, já se percebeu, que polémicas e réplicas são com ele. Compreende-se o propósito de resguardar o presidente do bate boca dia-sim-dia-sim. O problema é que o recente director não possui percurso ou currículo no Clube que lhe permitam ter uma voz própria e autónoma. Por isso, o que se vê em cada novo comunicado é a mão do presidente atrás do arbusto. Agora, entrou em diatribe diária com quem conhece melhor do que ele a pessoa que preside ao Sporting.

 

Existe um outro problema, talvez ainda mais grave. Aquilo que Nuno Saraiva escreve motiva apenas uma parcela do universo leonino por de facto não ser selectivo, nem verdadeiramente contundente. Ao alimentar querelas constantes desvia o foco daquilo que é verdadeiramente importante. Ao abrir sempre novas batalhas não chega a ter tempo e energia para se concentrar e valorizar os próprios pontos fortes. O comportamento pavloviano deu um mau resultado na época anterior. E muitos sportinguistas receiam estar a assistir à sua reedição.

 

publicado às 12:59

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


42 comentários

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 16:09

Implacável

É inevitável que um Director de Comunicação exprime-se de acordo com a opinião e o interesse do seu “chefe”. Não é isso que está em causa, até porque acontece em todo o lado.
A questão formulada no post está na eficácia da comunicação e no valor que os destinatários lhe dão.
Sem imagem de perfil

De Implacável a 16.09.2016 às 16:16

Sinceramente, acho esse cargo de director de comunicação uma grandessíssima treta!
Para mim, o que conta é o que se passa em campo e os títulos que daí resultam.
O resto é conversa para entreter comadres reformadas...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 17:02

Implacável
Nesse caso há dinheiro mal gasto com duas empresas de comunicação (YoungNetwork e WL Partners) e vários profissionais (João Morgado Fernandes, Mário Carneiro...) que apenas trabalham com empresas e políticos de "topo"!
Sem imagem de perfil

De Implacável a 16.09.2016 às 17:47

Calma! Eu falei do cargo de director de comunicação! E, nesses - sim porque existem por outras paragens e não lhes vejo maior utilidade - o dinheiro é mal empregue.
Já quanto a contratar empresas de comunicação, a conversa é outra. E convêm que tenham muita influência nos meios de comunicação social indígenas...
O resultado disso está demasiadamente e descaradamente á vista de todos.
Esta semana tivemos os jornais espanhóis rendidos a um jogador do SCP e os "vendidos" portugueses lá tiveram que ir por arrasto. Mas há muito tempo que Gelson vem rubricando excelentes exibições e nem uma palavra acerca dele.
Se vestisse uma outra camisola - todos sabemos qual - há muito estaria a ser comparado a Messi e a ser alvo de propostas milionárias diariamente.
E o pior é que isso, por vezes, funciona - que o digam os alemães que, para mim, enfiaram um barrete até ao nariz.
Isso, sim, é trabalho de bastidores bem feito...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 17:54

Implacável

De certa forma, desta vez concordo consigo, pois a comunicação do Sporting ocupa-se mais de polémicas e de réplicas do que a promover e valorizar aquilo que o Clube possui e as suas qualidades.

Foi também por isso que escrevi neste post que “ao alimentar querelas constantes desvia o foco daquilo que é verdadeiramente importante. Ao abrir sempre novas batalhas não chega a ter tempo e energia para se concentrar e valorizar os próprios pontos fortes.”
Sem imagem de perfil

De Implacável a 16.09.2016 às 19:06

Correcto o primeiro parágrafo. Quanto ao segundo, quem lhe garante que esses interesses não estejam a ser acautelados e o director de comunicação não passa de uma cortina de ferro para travar as batalhas mais "sujas"?
Ou seja, o Saraiva existe porque andam por aí uns parvalhões gomes da silva e uns palermóides gerra...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 19:58

Gomes da Silva e Pedro Guerra? Mas, essas pessoas têm pouca ou nenhuma credibilidade! Pouca gente os ouve, para além de uns benfiquistas fanáticos e de uns sportinguistas que se alimentam com conversa da treta!!!
Sem imagem de perfil

De Implacável a 16.09.2016 às 20:25

Eu não lhes presto qualquer tipo de atenção mas eles são a voz do dono - passe a expressão grosseira mas adequada - e há muito mais gente a consumir o que eles debitam do que o que possa imaginar.
A esses, juntam-se o diamante falso o gordern e uns quantos outros que povoam as televisões e demonstram ter a lição muito bem estudada e o discurso devidamente coreografado.
Fora os "camuflados" que falam enquanto jornalistas isentos mas trabalham concertadamente em prol da promoção á causa popular...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 21:25

Continuo a pensar que esses comentadores são ouvidos apenas por quem já está convencido e não faz muitas perguntas. Servem apenas para manter as hostes coesas, mas isso é um problema deles e não nos interessa por aí além.
Quanto a jornalistas que servem a voz do dono sempre houve e sempre haverá.

Mas, olhe que os nossos Dolbeth e Pina estão bem para o Guerra e o Gomes da Silva!

O Sporting tem de assumir outro caminho na área da Comunicação e dirigir-se aos sportinguistas e a todos que gostam genuinamente de desporto. É outra “massa” que não vai atrás de histórias da carochinha.
Sem imagem de perfil

De Imlacável a 16.09.2016 às 22:44

Tudo isso é verdade, Leão Zargo!
E não pense que eu gosto dessa "peixeirada". Por vezes sou confundido com um seguidor desta prática mas mais não faço do que tentar fazer perceber que, por vezes, ficarmos calados (o clube, naturalmente) não é opção.
Veja o exemplo das afirmações de BdC aquando da assinatura dos contractos de cedência dos direitos de transmissão televisiva. Achei, inicialmente, ridícula a postura do nosso Presidente mas analisando melhor percebe-se porque o fez.
Os negócios são basicamente iguais e os montantes diferem consoante os produtos vendidos. A questão é que a assinatura do primeiro contracto por parte do clube que, actualmente ( e de certo modo, sempre foi assim) domina os "media" gerou uma histeria nos meios de comunicação social que afirmavam
ser impossível outro clube português igualar aqueles números.
Esse tipo de propaganda ilude adeptos, técnicos, jogadores e, acima de tudo, investidores. Este cenário fictício facilita negócios e transferências a esse clube e dificulta sobremaneira a vida aos restantes.
BdC mais não fez do que desmentir a falácia da "marca" que vende mais do que ninguém e a teoria bacoca dos 6 milhões de adeptos - para nem falar da anedota dos 14 milhões a nível mundial.
É certo que eles têm mais adeptos e que vendem um pouco mais, mas longe do embuste publicitado.
É nosso dever estarmos atentos e criticarmos o que não nos agrada. É salutar e útil.
Mas nem sempre as coisas são tão lineares como, á priori, podem aparentar.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.09.2016 às 15:24

A Comunicação no Sporting é tradicionalmente fraca e pouco criativa. Com Bruno de Carvalho a situação agravou-se no que refere à apresentação das razões que suportam um determinado ponto de vista, mas melhorou na criatividade. Mas, na minha opinião, o balanço é negativo.

Desde 2013 que é uma Comunicação muito virada para o interior do Clube, com a finalidade de manter a coesão entre os sportinguistas. Se resultou parcialmente numa primeira fase, essa estratégia comunicacional está esgotada. Até entre os sportinguistas há sinais de cansaço.

Há uma obsessão com os outros clubes e particularmente o Benfica, por vezes reveladora de mesquinhez ou de sentimento de inferioridade. Em consequência, fora do Clube, há uma grande incompreensão relativamente aos direitos do Sporting. A ironia manhosa é o pão nosso de cada dia e dificulta que determinados sectores de adeptos do futebol encarem com simpatia o Sporting.

Cordialmente

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo