Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

RS6114.jpg

 

Sempre que alguém não concorda com as minhas criticas, observações, propostas, meras análises de factos ou cenários, há sempre uma tendência para se meterem com a minha estatura física. Já levei com indignados de 1,85m e 1,90m, mas, se bem me lembro, como diria o Nemésio, ainda não tinha levado com a indignação de um ser mais baixo do que eu.

 

Aconteceu agora com o Nuno Saraiva, director de comunicação do Sporting, que me dedicou um post na sua página do Facebook, a propósito de uma passagem do meu comentário no último Tempo Extra, da Sic Notícias. Há sempre uma primeira vez para tudo.


Era mais ou menos inevitável e já explicarei porquê (“amebas com trela”). Fiquei a saber que há uma nova classe de pigmeus: os pigmeus grandes. Nuno Saraiva considera-se um grande pigmeu grande e isso é sinal de uma ENORME dose de confiança em si próprio, mas é também sinal de que não tem espelhos em casa. Compre um, se Bruno de Carvalho deixar.

 

Fiquei a saber — estamos sempre a aprender — que esta classe de grandes pigmeus grandes tem propensão para mentir e sofre de lapsos de memória.

 

Diz o grande pigmeu grande que lhe telefonei ‘tantas vezes’ a pedir-lhe informação. Quero recordar ao grande pigmeu grande as palavras elogiosas com que me brindou na fase inicial do seu arranque como director de comunicação do Sporting, que conferem com a designação agora utilizada neste post publicado na página do Facebook, segundo a qual sou a “luminária do comentário desportivo”. Na verdade, luminária — para quem não sabe — quer dizer ‘tudo o que alumia” e “pessoa de grande ilustração e competência” e, sem ironia, foi exactamente isso que me disse no nosso primeiro diálogo, uma vez que até aí não tínhamos tido, enquanto oficiais do mesmo ofício, qualquer tipo de conversa: “você, Rui Santos, distingue-se porque construiu uma carreira com base na sua independência e é uma voz ouvida e respeitada”. Como percebi agora que os grandes pigmeus grandes mentem, talvez nesse primeiro amistoso telefonema os elogios já fossem uma construção oportunística, conjuntural e mentirosa.

 

Depois, estes grandes pigmeus grandes têm de se decidir: por um lado, querem que se lhes ligue a confirmar informação; por outro lado, queixam-se de “tantas vezes” receberem chamadas. Primeiro: o Saraiva é pago para, entre outras coisas, responder às questões colocadas pelos jornalistas; segundo: as ‘tantas vezes’ que o grande pigmeu grande refere contam-se através dos dedos de uma mão. Em 8 meses, são assim “tantas vezes”?

 

Saraiva insinua que tenho agenda ou interesses (de outrém) a defender. O facto de saber que não tenho nem agenda nem defendo interesses de facções (nem de sportinguistas, nem de benfiquistas, nem de portistas, nem de outra colectividade, seja grande, média ou pequena) é que irrita os protagonistas da bola. É exactamente por não me deixar capturar (apesar de todas as tentativas nesse sentido) que, ciclicamente, sou atacado e visado. Estou habituado e é precisamente neste momentos que se conhecem os homens. Não me interessa a estatura física. Interessa-me mais a ‘dimensão’ dos miolos. E preocupa-me que alguns tenham os miolos ligados (por canais) ao intestino grosso.

 

Quando Saraiva me chama de paladino da verdade desportiva está a arriscar-se. Não lhe quero chamar fraude, para não baixar ao nível do director de comunicação do Sporting, mas menos ético, no mínimo, é alguém tentar passar a ideia de ter sido o patrono da defesa da Verdade Desportiva, nomeadamente através da introdução das novas tecnologias no futebol. Lamento informar mas ainda ninguém sabia, em Portugal, quem era Bruno de Carvalho e já tentávamos sensibilizar a opinião pública para essa necessidade. A luta pela transparência no futebol português não começou há 4 anos.

 

Vamos ao que importa:


Saraiva está hoje no Sporting em razão das boas relações que o seu patrão sempre teve com esse grupo de comunicação, o que não tem nada de negativo. Mas é assim.

 

Ainda Saraiva estava no DN e já o Jogo tinha acesso a tratamento de excepção por parte do “Sporting de Bruno de Carvalho”. Através de outros canais. O que também não tem nada de negativo. Mas também é assim.


Saraiva faz um elogio à Global Media mas critica-a por não ter publicado o desmentido sobre as notícias de segunda-feira. Onde fica o elogio e onde fica a crítica? Notícias que dão conta da construção de um Sporting de futuro sem Jesus, na véspera de um jogo crucial, não deveriam ser desmentidas de uma forma tão veemente que esse desmentido se ouvisse na China?!…


Pergunto a Saraiva se sabe por que razão o seu presidente fez a viagem de regresso de carro, após a eliminação da Taça de Portugal, e não juntamente com a equipa? Terá sido para apanhar, mais descontraídamente, o fresquinho da madrugada?


Sabe Saraiva o motivo pelo qual, ainda estava eu em antena na terça-feira, já havia um grande reboliço na redacção do Jogo, com movimentações no sentido de se apurar quando e em que condições se iria fazer a rescisão do contrato de Jorge Jesus?


Não saberá Saraiva, esse grande pigmeu grande, a razão pela qual, ao mesmo tempo que eu analisava o momento ‘leonino’ no Tempo Extra, havia figuras ligadas ao Sporting e conhecidas por serem indefectíveis apoiantes de BdC, a defender a tese de que Jorge Jesus devia pedir a demissão?

 

Acha Saraiva que estou a dormir? As notícias de esvaziamento dos poderes de Jorge Jesus e a saída de Octávio são coincidências? E eu pergunto: quem é que deu esses poderes a Jorge Jesus? Quem é que lhe aumentou as condições salariais já depois de entrar em Alvalade? Querem fazer de Jorge Jesus um novo Marco Silva? Querem meter-se com o fato de treino de Jorge Jesus e das vezes que não foi para o banco com fato oficial e deu entrevistas sem autorização? O treinador do Sporting pode ter (e tem) algumas responsabilidades na má época que o Sporting está a realizar. Mas sejam homenzinhos. Não se fazem contratos até 2019 para, à primeira contrariedade, se tentar achar e construir internamente um bode expiatório.

 

No meio do desespero, tenho pena deste papelinho que Saraiva está a fazer, um papel pouco higiénico, mas os ex-jornalistas sabem, ou pelo menos deviam percepcionar, que quem vai para o futebol para ser a voz do dono corre o risco de se transformar numa ameba. Já imaginaram uma ameba com trela? Daria um excelente ‘cartoon’.

 

Cresçam !
 
                                                                                  Rui Santos
 

publicado às 10:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Imagem de perfil

De PSousa a 28.01.2017 às 10:34

Estão bem um para o outro!
Sem imagem de perfil

De Mike Portugal a 28.01.2017 às 11:40

Nunca fui muito à bola com Nuno Saraiva. Não gosto do estilo daquilo que escreve, embora diga muita coisa que a malta no poder não gosta de ouvir, mas acho que o faz de forma errada.
Sem imagem de perfil

De antonio a 28.01.2017 às 13:35

Enfim é isto o nosso país. Insulta-se, desacorda-se, defende-se, ataca-se e não se vai a lado nenhum.
Devia-se dar menos tempo de antena a toda esta gente.
Sem imagem de perfil

De joao d a 28.01.2017 às 21:05

São duas personagens. Mas aqui rui Santos 'fez se homem' e destruiu esse tótó.
Sem imagem de perfil

De joao pereira a 30.01.2017 às 11:17

Concordo que são 2 personagens do nosso panorama televisivo / futebolístico.

Mas desta vez ( e única que visse) o Rui Santos fez-se homem ..
Sem imagem de perfil

De Francisco Maria a 30.01.2017 às 16:35

Qual a diferença entre Rui Santos e Nuno Saraiva?
Um vai de amores por Bruno de Carvalho.
Outro vai de amores por Jorge Jesus.
Mais nada.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo