Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Calimero de Alvalade

Ricardo Leão, em 09.06.15

 

calimero.jpg

 

Ao mesmo tempo que cozinha na sombra os mecanismos anti-democráticos que quer desencadear para a sua perpetuação como presidente do Sporting, com crescente contestação interna, mesmo entre órgãos directivos, Bruno assume-se externamente como um injustiçado, ao não compreender as críticas que recebeu depois de ter "disparado contra tudo e contra todos", revelando-se, aliás, um profundo desconhecedor da história do Sporting. O que vale é que, a cada dia que passa, são cada vez menos os sócios que nele confiam. E, sobretudo, que não estão dispostos a passar-lhe qualquer "carta branca" para ser o dono e senhor do clube.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:14

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


37 comentários

Sem imagem de perfil

De JRamos a 09.06.2015 às 16:39


“O Projecto Roquette liquidou o Sporting. Ninguém soube o que era o projecto, porque ele não dizia. Sabia-se, apenas, que era uma dezena de sociedades, dirigentes e funcionários superiores a ganhar centenas de milhares de contos. O projecto foi reduzir os sócios de mais de 100 mil para pouco mais de 30 mil, foi acabar com as modalidades amadoras, foi vender património, foram dezenas e dezenas de milhões de contos de prejuízo que não aparecem nos resultados, porque parte deles foram executados pelo Sporting. No caso da SAD deram-se informações falsas aos associados e à própria CMVM para a entrada na bolsa.”

“O que lhe posso dizer é que era tudo tão bom que ele próprio, José Roquette, ia subscrever capital e a primeira coisa que fez quando saiu foi vender todas as acções da SAD que tinha comprado. Isto levou os sócios a perderem quase 14 milhões de contos só na subscrição e nos resultados negativos.”

“Numa assembleia da SAD e para defender os interesses do Sporting, lembrei que ao abrigo do Artº 35, a Sociedade tinha de acabar, mas havia uma possibilidade que era a reavaliação dos jogadores, repondo capital necessário na SAD para esta não ser extinta.”

“O Projecto Roquette liquidou o Sporting. Disso já não restam dúvidas. Queria gerir o clube ditatorialmente e a primeira coisa que fez foi fechar as portas aos jornalistas nas assembleias gerais. No meu tempo, havia uma bancada só para os jornalistas. Não tínhamos receio de nada.”

“Quando José Roquette entrou, o clube estava numa situação caótica, mas ele aceitou um passivo de 4 milhões de contos e, actualmente, ascende a 60 milhões de contos. É uma diferença enorme. Mas esse não é o grande problema. É preciso ter em conta os prejuízos, os quais foram colmatados com a venda de património e a reavaliação de todo o activo, incluindo jogadores. Esses prejuízos não foram contabilizados.”

“Fez-se a Academia e o estádio, mas nada disso é do Sporting. Mesmo que se venda aquilo que se está a propor vender, ainda vamos continuar a dever o estádio, que é fruto de compromissos com a banca e do contributo de alguns sócios que ajudaram em muitos milhares de contos, comprando lugares cativos.”

“Havia um projecto com o FC Porto que era muito prejudicial para o Sporting. Era mesmo inqualificável. Insurgi-me num Conselho Leonino e numa assembleia geral. Era um projecto gravíssimo que só podia sair da cabeça de um indivíduo sem responsabilidades. José Roquette dizia que era um projecto válido, porque era a única maneira de Sporting e FC Porto estarem sempre representados na Liga dos Campeões.”

“Não digo mais nada sobre isso. Foi falado no Conselho Leonino (…). (…) O resumo do acordo com o FC Porto devia ser gravado de tão grave que era, porque talvez fosse necessário que essa gravação viesse a ser pública na defesa dos interesses do Sporting e dos seus sócios. Não vejo o desporto assim."

João Rocha, Presidente do Sporting Clube de Portugal entre 1974 e 1986, entrevistado pelo jornalista João Pedro Abcasis, “Record”, 15 de Fevereiro de 2006

https://www.facebook.com/cortina.verde/posts/183488108440681
Sem imagem de perfil

De Fernandes a 09.06.2015 às 17:20

João Rocha foi sempre oposição e enquanto presidente fez coisas muito boas mas também cometeu muitos erros. Não vamos agora apontar o dedo acusatório a uns e esquecer os outros, a troco da demagogia de bolso.
Sem imagem de perfil

De HY a 09.06.2015 às 17:37

Estou de acordo. Eu próprio o tenho lembrado. Ninguém é deus (nem deve ser considerado como tal) acima de toda a crítica quando se trata do Sporting. Curioso é que por aqui se invoque frequentemente o grande João Rocha como contraponto a BdC...mas quando é contraponto a outros que agora atacam BdC já não serve... Ninguém é deus, mas diabo todos sabemos quem é...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.06.2015 às 17:44

O HY é do tempo do João Rocha assim como eu sou, e não vejo qualquer proveito construtivo em revisitar o passado no contexto em que é revisitado hoje em dia, pró ou contra.

Nós sabemos do muito que foi feito noutros tempos, do bom e do mal.

Pessoalmente, nunca, mas mesmo nunca, invoquei João Rocha em termos comparativos, nem me interessa seguir esse rumo.
Sem imagem de perfil

De JRamos a 09.06.2015 às 17:58

Então, como fazemos, quando falamos da história do Sporting - saltamos o período de João Rocha? Ignoramos? Não comparamos com nada? Okay. Fazemos como o benfica fez com o Jesus, deixamos um buraco no lugar do tempo de João Rocha. E em nome do quê? Do conforto da oposição roquettista a Bruno de Carvalho? É isso?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.06.2015 às 17:46

P.S. Além do mais, eu era amigo íntimo de alguém - também já falecido - que era amigo íntimo de João Rocha e que trabalhou com ele no Sporting. A minha memória não é a mais adequada para estas coisas, mas ainda me lembro de muitas histórias que nunca foram contadas, ou totalmente contadas.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo