Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O custo das "certezas" de Amorim

Leão do Norte, em 19.09.21

Na recente apresentação do Relatório e Contas 2020/21 do Sporting CP, um aspecto tem originado várias criticas e discussões acaloradas. Aquele relacionado com o investimento no plantel, especificamente o custo e as condições de diversas contratações. Acerca deste tema convém ter em conta alguns pontos que o enquadram.

Rúben Amorim foi contratado com o intuito de ser uma peça chave do projecto desportivo do Sporting CP, decisão que se revelou de total acerto, e neste momento ninguém duvida da força que a sua opinião tem nas contratações efectuadas pelo Clube. Se a esta realidade associarmos o facto de Rúben Amorim ser um treinador de forte personalidade, com ideias bem definidas e que sabe com clareza o que deseja ou não deseja para a equipa, podemos compreender algumas das opções tomadas pela direcção do Sporting CP no que concerne às contratações efectuadas.

image.jpg

Do ponto de vista da execução do projecto desportivo é excelente a sintonia existente entre a estrutura directiva do Sporting CP e o seu treinador, bem como o facto deste, como uma peça chave na sua execução, ter as ideias bem definidas em relação às "armas" necessárias para a sua execução.

Do ponto de vista das condições financeiras é inegável que as "certezas" de Rúben Amorim limitam bastante a capacidade negocial do Sporting. A partir do momento em que ele define apenas um jogador como objectivo para uma eventual contratação, a acção da direcção está desde logo condicionada e a sua margem negocial francamente diminuída. Numa eventual negociação é fácil perceber o "conforto" que a "exclusividade" de um seu "produto" gera no vendedor e como este facto, só por si, contribui para elevar as suas exigências e diminuir a sua flexibilidade.

Neste ambiente, torna-se compreensível que a direcção do Sporting CP, enquadrada entre a opção única do seu treinador e as elevadas exigências por parte do clube vendedor, tenha necessidade de efectuar contratações com custo económico mais elevado ou de arquitectar formas de aquisição partilhadas para diluir esse custo. 

Só assim poderá satisfazer alguns desejos do seu treinador, mantendo, ao mesmo tempo, a matriz de um projecto desportivo que com ele está a ser construído. E Rúben Amorim já conseguiu o crédito suficiente para justificar os custos assumidos com as suas "certezas".

publicado às 03:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


30 comentários

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 19.09.2021 às 08:12

Uma coisa que temos que elogiar é que as contratações têm sido bastante mais acertadas. Só Mateus Reis e Tabata têm mostrado ser falhanços completos, de resto os jogadores contratados têm sido duma forma ou outra mais valias para a equipa.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 19.09.2021 às 10:24

Mike Portugal,
É inegável o acerto nas contratações efectuadas. Para além do mais, têm obedecido a uma lógica criteriosa.
Matheus Nunes e Tabata ainda não revelaram a sua utilidade, mas não podemos exigir 100% de eficácia, apesar de eu pensar que o Rúben Amorim ainda deposita esperanças no seu rendimento futuro.
Sem imagem de perfil

De Luís Barros a 19.09.2021 às 14:15

Caro Leão do Norte, quis dizer mesmo Matheus Nunes ou era o Matheus Reis?
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 19.09.2021 às 14:48

Obviamente era Matheus Reis.
Quando falo de Matheus no Sporting o pensamento vai quase sempre para o Nunes.
Obrigado caro Luís Barros pela chamada de atenção.
Sem imagem de perfil

De Luis Moreira a 20.09.2021 às 01:44

Viu jogar hoje o Matheus Reis ?
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 20.09.2021 às 21:26

Caro Luís Moreira,
Vi jogar e o que vi agradou-me.
Espero que as duas prestações positivas consecutivas sirvam para o motivar e o orientar no modo como deve render num clube como o Sporting.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 19.09.2021 às 08:40

Caro amigo Leão do Norte

Há treinadores que, quando são contratados, trazem consigo um “pacote” de exigências. Foi assim com Jorge Jesus, num determinado sentido, é assim com Rúben Amorim num sentido muito diferente.
Prefiro Rúben Amorim que procura construir uma equipa a médio/longo prazo , criteriosamente escolhida. Com ele não há aquela rotação de jogadores a que estávamos habituados com outros treinadores, ele privilegia a estabilidade e a coerência, o trabalho paciente e permanente.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 19.09.2021 às 10:36

Caro amigo Leão Zargo,
Totalmente de acordo em relação à diferença entre o "pacote" de exigências do Rúben Amorim face a outros treinadores.
Em primeiro lugar porque se enquadram mais na perspectiva do projecto desportivo do clube do que no projecto individual do treinador. E depois porque são coerentes, preferindo que não sejam satisfeitas, a serem substituidas por alternativas que, na sua opinião, não teriam eficácia.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 19.09.2021 às 10:19

Concordo com post! O Ugarte foi exatamente essa questão.... era público que era a unica opção pedida por Amorim, o Famalicão é um clube que não tem falta de dinheiro, a unica forma de ficarmos com o jogador é pagando o que o Famalicão pediu. Assim é muito difícil fazer bons negócios financeiramente.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 19.09.2021 às 10:59

Schmeichel,
É o preço a pagar por termos um treinador com competência e coerência.
Rúben Amorim é um treinador com uma qualidade muito superior à esmagadora maioria dos treinadores e a forma como escolhe os jogadores e constrói o plantel também é reveladora dessa qualidade.
Com ele realizamos negócios que, do ponto de vista financeiro e numa primeira instância, podem não ser os melhores, mas certamente seremos compensados de outra forma e, futuramente, até ressarcidos do ponto de vista financeiro.
Sem imagem de perfil

De Rui a 19.09.2021 às 13:20

Sabemos que em Portugal não é fácil, mas não me importaria de ver RA alguns anos no Sporting, a exemplo de Simeone ou Klopp: mesmo que não se ganhe um troféu, constrói-se uma equipa de futuro, um projeto. Várias estruturas falaram de formação nos últimos anos, mas faltou sempre uma equipa técnica estável com esse espírito (só o Paulo Bento, mas tinha lacunas na gestão do balneário).
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 19.09.2021 às 14:11

Rui,
Sem dúvida que eu também não me importaria de ver o Rúben Amorim muitos anos no Sporting. É o tipo de treinador que dá ao clube muito mais do que a conquista de títulos.
Imagem de perfil

De Greenlight a 19.09.2021 às 13:27

O mérito de Ruben Amorim na construção da equipa competitiva, que, hoje, o Sporting tem, é indiscutível.Todavia quanto às contratações existirá um sabor agridoce. Pedro Gonçalves e Nuno Santos foram de grande acerto. Porro também mas parece que não foi escolha de RA. Adan é um grande GR. Já Feddal é capaz do melhor e do pior. As contratações de Janeiro passado, Matheus Reis e Tabata não convencem. De Paulinho já tudo foi dito, é um bom jogador mas não justifica o valor nele investido.
As últimas contratações, de Vinagre e Ugarte deixam muitas dúvidas. O primeiro parece não ter estrutura para jogos grandes e o segundo mal calçou. Por fim, Esgaio, não sendo deslumbrante, é um valor seguro.
Ou seja, o saldo de contratações, com RA a treinador não será assim tão extraordinário. Por outro lado, quanto ao lançamento dos jovens da nossa formação, nomeadamente Gonçalo Inácio, Matheus Nunes e TT, o resultado é muito bom.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 19.09.2021 às 14:32

Greenlight,
Não acho que seja justo fazer um balanço do mérito de Rúben Amorim nas contratações nesses termos. O que devemos realçar, e o texto procurou fazê-lo, é a forma como as suas ideias se traduzem no global das contratações.
Em relação aos exemplos que deu considero injusto, pela prematuridade, as opiniões sobre Vinagre e Ugarte. O primeiro está a habituar-se a uma realidade competitiva totalmente diferente da que vinha a disputar e logo de "entrada" levou com dois jogos de peso onde o perigo dos adversários vinha pelo seu lado. Em relação ao segundo não tenho qualquer dúvida que virá a ser um jogador muito importante e só ainda não "calçou" pelo cuidado que o Rúben Amorim tem em preparar ao máximo os jogadores para as tarefas que lhes exige. Foi precisamente isto que não pode fazer com o Vinagre pela saída do Nuno Mendes.
Sem imagem de perfil

De jose Gonçalves a 19.09.2021 às 13:36

Concordo plenamente com a visão de RA, estou convencido que mais dia menos dia ele lançará na1/ equipa um defesa central vindo dos escalões inferiores, visto que nas laterais há mais soluções e ele acredita muito no Vinagre e no Esgaio; uma equipa só se constrói deste modo e não se pode desmotivar um jogador, só porque esteve mal num encontro; todos os jogadores têm dias negros nas suas carreiras, que o diga Coates com provocação de penaltys e autogolos, enfim é necessário acreditar no trabalho e dedicação destes jogadores.
E se Vinagre hoje fizesse um jogão, o que diriam os eternos derrotistas?
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 19.09.2021 às 15:00

Totalmente de acordo José Gonçalves.
No Sporting somos pródigos em "queimar" jogadores à "primeira falha". Para além do exemplo que deu do Coates, lembro-me do Rui Patrício, do Varela, do Caicedo...
O Rúben Amorim já provou que consegue extrair o melhor dos jogadores. Pode demorar mais tempo em alguns, mas estou confiante que o conseguirá na quase totalidade deles.
Não é certamente com meia dúzia de jogos que o destino de um jogador deve ser traçado.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 19.09.2021 às 14:27

O projecto desportivo do Sporting passa principalmente pela formação. As aquisições como se tem visto, são pontuais, com preferência por jogadores portugueses, e alguns brasileiros, a jogar em Portuga, e predominantemente, jovens.

Está claro, que nesta estratégia, se visa não apenas o resultado imediato, mas a construção de uma base sólida a médio prazo. Infelizmente, no futebol o imediatismo é a regra. E se não houver algumas conquistas durante o processo, o projecto não terá pernas para andar. Deste modo, a conquista de um campeonato improvável, alimentou a sua continuidade.

No entanto temos de ser realistas. Não estávamos, e não estamos no mesmo nível dos adversários directos, quer em termos da qualidade individual do plantel, quer em termos da sua quantidade em qualidade elevada. Mas poderemos vir a estar se este caminho não for interrompido.

P.S. : A derrota com o Ajax deixou muita gente apreensiva, ainda por cima com o massacre que a comunicação social tem feito sobre ela. Estou convicto que o que aconteceu foi fruto de uma série de factores conjunturais, que penso serão irrepetíveis. E acredito que mesmo a nível europeu vamos melhorar.

Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 19.09.2021 às 15:12

Sinceramente a derrota com o Ajax não me tira o sono, não gostei obviamente, foi um resultado pesado que pôs a nú as fragilidades da nossa equipa e as suas carências, o que me deixa preocupado é a equipa deixar de ter a atitude, garra e concentração que nos levou a um tão saboroso título e são os ingredientes principais de uma receita vencedora.
Quanto aos jogadores e as contratações, sou da opinião de que um jogador é caro ou barato consoante o seu rendimento desportivo, assim como no post diz que o investimento em RA está mais que pago (concordo em absoluto), há jogadores que terão que provar que a aposta neles é boa, e há alguns que sinceramente não vejo rendimento que o justifique, caso por exemplo de Matheus Reis.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 19.09.2021 às 16:52

Caro Paulo Salcedas,
A derrota com o Ajax não nos deve tirar o sono, mas deve servir para nos manter acordados.
Muitos esqueceram-se que, por via da excelente campanha do ano anterior, as exigências e a realidade competitiva do Sporting nesta época são muito mais elevadas. Neste contexto a equipa necessita de fazer essa transição e uma derrota como a do jogo com o Ajax deve servir para adquirir o conhecimento necessário e acelerar essa transição.
Há jogadores que demoram mais a mostrar a sua rentabilidade desportiva, mas não podemos esperar 100% de eficácia nas contratações.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 19.09.2021 às 16:42

Caro amigo Nação Valente,
É um felicidade termos um treinador como Rúben Amorim no projecto desportivo do Sporting. Como escreveu a base está na formação e nas contratações cirúrgicas e nada como um treinador competente, audaz e com ideias bem definidas para o executar com sucesso.
É óbvio, por mais que alguns não entendam ou tentem esconder, que não estamos no mesmo nível dos adversários directos mas até nesse aspecto a qualidade do treinador permite encurtar essas distâncias.
Em relação ao jogo com o Ajax só podemos melhorar. Às vezes é necessário um "choque de realidade" para o fazermos.
Sem imagem de perfil

De jose Gonçalves a 19.09.2021 às 14:47

👍
Sem imagem de perfil

De jose Gonçalves a 19.09.2021 às 15:31

Sobre Mateus Reis gostei da sua atitude no jogo com o Ajax, pode ser que comece a encaixar melhor na equipa!
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 19.09.2021 às 16:56

José Gonçalves,
No desastre que foi o jogo com o Ajax, o rendimento do Matheus Reis foi um dos poucos aspectos positivos e que me surpreendeu.
Vamos confiar que o rapaz encontre nessa sua prestação a motivação para se soltar e demonstrar o porquê do Rúben Amorim confiar nele.
Sem imagem de perfil

De De Perry a 19.09.2021 às 18:36

Mamar 5 do Ajax, deixou toda a gente abananada, a resposta tem que ser dada hoje, pois se caímos e não nós levantamos, vamos entrar em colapso, e nem o melhor Mago do mundo nós safa, o que falará agora é o carácter da equipe ou tem ou não tem, nada melhor, como disse Ruben Amorim que jogar já um grande jogo
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 19.09.2021 às 18:48

De Perry,
Certamente o carácter da equipa que nos levou ao título nacional na época passada, hoje certamente vai aparecer e daremos a resposta adequada.
Terá de ser mesmo assim, pois, ao contrário de outros, não nos vair aparecer um penalty milagroso ou uma expulsão para nos "orientar".
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.09.2021 às 19:24

"toda a gente"... resume-se a uns quantos adeptos como o De Perry, que se vê pelos comentários aqui é sempre muito mais negativo do que construtivo!
Sem imagem de perfil

De João F. a 19.09.2021 às 23:04

São comentários com laivos brunistas...Eles não desarmam...
Sem imagem de perfil

De De Perry a 20.09.2021 às 00:19

Não ficou abananado, eu como sócio 4500 , fiquei pior que abananado, fiquei doente

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo