Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

download (1).jpg

 

Hesitei em publicar este post, porque já é um enorme suplício comentar as idiossincrasias de Bruno de Carvalho sempre que o seu ego boicota o cérebro, algo que, lamentavelmente, ocorre com alarmante frequência.

 

Que ele não sabe liderar, já é há muito o segredo mais bem conhecido, mas era de esperar que após cinco anos na cadeira da presidência já tivesse aprendido alguma coisa no que diz respeito às comunicações relacionadas com equipas e atletas. Não vale a pena dar uma explicação pormenorizada, salvo sublinhar quão importante é não vir a público com considerações, particularmente críticas, que são exclusivamente do foro interno.

 

Pouco depois do apito final em Madrid, Bruno de Carvalho surgiu com mais um post de Facebook que serve apenas para contrariar e desrespeitar este princípio inviolável. Não satisfeito com a sua escrita, ainda teve o desplante, para não dizer estupidez, de telefonar para a CMTV, onde entrou em directo no programa Liga d'Ouro, argumentando que não arrasou os jogadores e que se limitou apenas a constatar o óbvio.

 

Haverá, decerto, quem possa pensar que este seu "desabafo" é somente uma incidental consequência da sua mágoa face à exibição da equipa e ao resultado do jogo. Desengane-se!... No seu raciocínio, a soma destas acções (bem ponderadas), justificam-se em pleno, apenas e tão só porque ele entende que no momento de um desaire para o Sporting, o mais importante é salvaguardar a sua imagem perante os adeptos.

 

Enfim... já escrevi mais do que era a minha intenção. Eis o seu texto de Facebook:

  

"LIGA EUROPA: QUE FUTURO? TEMOS DE ENCHER ALVALADE!!!!

 

O que queria ter visto:

 

Uma equipa concentrada, com atitude e compromisso, defensivamente irrepreensível e com faro de golo. De 11 superarem-se e tornarem-se 22.

 

O que vi:

 

Uma equipa com atitude mas com uma defesa que não esteve concentrada. Coates e Mathieu a fazerem o que os avançados do Atlético não conseguiam. E o 2-0 a surgir sem nada terem feito para isso, a não ser (e não é pouco) marcarem.

 

Gelson aos 32m isolado frente a Oblak, em vez de "fuzilar" para a esquerda, tenta colocar em jeito, mas sem força, para o lado direito perdendo um golo que já quase se gritava.

 

De 11, em vez de 22 como queria, fomos 9, muitas vezes, e isso paga-se caro...

 

Fábio e Bas Dost "não quiseram jogar" em Alvalade, com faltas para amarelo que nunca poderiam ter feito.

 

Diego Costa a ser "intocável", sendo que "pediu" amarelo várias vezes mas não conseguiu, apesar de o merecer pelo esforço constante.

 

Um livre não assinalado encostado à grande àrea por falta devido a corte com a mão do jogador do Atlético aos 83m. As mãos e a cara continuam a confundir os russos.

 

Uma falta aos 87m pelas costas que devia ter dado cartão amarelo ao jogador do Atlético, sendo que isso evidenciou critérios disciplinares diferentes.

 

Coates fica isolado e, sem foco e não estando concentrado, em vez de rematar faz um passe para Oblak.

 

E, para terminar, Montero aos 92m desperdiçou um golo feito com um remate para o céu quando só se pedia um simples encosto.

 

O Atlético não dominou mas venceu por 2-0.

 

O Sporting CP demonstrou que tem equipa para fazer mais, mas não o fez.

 

Agora, em vez de podermos resolver mais fácil em Alvalade, resta-nos sonhar com a reviravolta. É possível? É! Era necessário este resultado de hoje? Não!

 

Viver um jogo de longe custa muito mais, mas ver erros grosseiros de jogadores internacionais e experientes ainda acrescenta mais ao sofrimento.

 

Obrigado aos cerca de 4.000 Sportinguistas que se deslocaram a Madrid! Vocês são únicos!".

 

E, já agora, aproveito o ensejo para passar uma outra mensagem sua desta quinta-feira, em entrevista à EFE, que, decerto, visa tranquilizar-nos relativamente à próxima época, no que diz respeito à continuidade de Jorge Jesus:

 

jorge_jesus_e_bruno_carvalho_foto_jose_coelho_lusa

 

"O Sporting está feliz com Jorge Jesus - até o comparo com Diego Simeone, são dois dos melhores que há -, e vai ser o treinador na próxima época, dando assim continuidade a um projecto que é mais do que um jogo ou um resultado, é uma filosofia e um caminho por percorrer. É claro que queremos ganhar tudo e ser campeões, e um falhanço não abala o que foi edificado".

 

Nem vale a pena comentar. Estamos devidamente esclarecidos!

 

publicado às 04:24

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


104 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Miguel a 06.04.2018 às 12:00

Caro Julius,

Eu costumo ler as suas posições e, sinceramente, por vezes aprecio a sua lucidez mas, outras vezes, fico incrédulo. Este último estado é, quase sempre, quando intervém sobre o BdC...

Tantas vezes faz alarde de ter "andado na bola" e acha normal que o presidente venha "rasgar" a equipa na praça pública desta maneira?

NINGUÉM faz isso!! Isso faz-se dentro do balneário!!

Só desse modo pode exigir o empenho dos jogadores sem perder o seu respeito.

Só desse modo consegue manter a unidade do grupo.

Eu só posso atribuir esse comportamento a algum desespero por, uma vez mais, ver uma época que poderia ser perfeita, desmoronar-se perante os seus olhos.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 06.04.2018 às 12:36

Pedro bom dia

Quizá por aqui seja dificil poder explicar-me melhor , o facto de eu concordar que ontem os jogadores por excepção mereceram um puxar de orelhas publico nao pretendo dizer que o mereçam sempre e que o presidente do Sporting acertou sempre que o fez , pelo contrário ja critiquei fortemente quando o fez sem justificação.

Eu fui treinador e vejo as coisas um pouco diferentes , conheço as manhas dos jogadres , como têm que se concentrar e como têm que abordar os lances e ontem tudo aquilo foi muito estranho , inadmissivel varias coisas grosseiramente erradas em tão curto espaço de tempo .
Já escrevi que por exemplo Coates deveria ser substituido por volta dos 30 minutos , revejam o video , ele nao acerta uma durante todo esse tempo , nao fez um passe correcto e horriveis abordagens á bola , quem nao o conhece diria que estava embriagado ou que nao dormiu a noite , autentico siucidio e isso é inadmissivel porque nao foram falhas tecnicas mas sim de falta de concentração e isso nao pode acontecer nesta fase tão importante da epoca quando é agora que necessitamos deles.

Tambem escrevi porque é um facto que fosse eu o treinador ontem questionava-me se não me estariam a fazer a cama.

Obviamente que quando á falhas têm que ser dissecadas dentro de portas á vista de todos mas quando são aberrantes falhas de concentração que ultrapassam o lógico tem que haver puxões de orelhas publicos que envergonhem e façam recordar quem são e onde jogam e as responsabilidades que têm , a epoca ainda nao acabou , existem muitos adeptos crentes em conquistas e ontem deram uma imagem de que entraram derrotados.
Nao todos os jogadores felizmente.
Sem imagem de perfil

De Francisco Maria a 06.04.2018 às 13:42

Pode perceber muito de futebol, mas não percebe nada de gestão das pessoas. E hoje os grandes treinadores são os que melhor dominam a gestão das pessoas, é isso que os distingue dos treinadores medianos.
O mesmo se pode dizer dos dirigentes.
Ora, a mais básica regra de gestão de recursos humanos ensina o óbvio: elogios fazem-se em público e críticas fazem-se em privado. Quem não souber isto, por melhor dirigente ou treinador que seja, acaba sempre por perder o seu exército.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 06.04.2018 às 14:34

É a sua opinião e de longe é a minha á excepções que só o puxão de orelhas publico entra na cabeça dos jogadores , concentrações no balneário para as conversas duras atras da orelha têm eles muitas durante as suas carreiras , de vez em quando têm que ser surpreendidos com algo mais forte (terapia de choque)que nao possam escapar tão facilmente quando basta sair do balneario e entrar na sua viatura ou no seu quarto de hotel .

Pelo contrário a minha arma mais poderosa como treinador era precisamente o psicológico as formas que sempre tive de entrar nas suas cabeças e encontrá-los ali dentro, só assim pude sacar-lhes todas as suas reais capacidades .
As excepções são necessarias e fazem parte do equilibrio.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo