Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

download (1).jpg

 

Hesitei em publicar este post, porque já é um enorme suplício comentar as idiossincrasias de Bruno de Carvalho sempre que o seu ego boicota o cérebro, algo que, lamentavelmente, ocorre com alarmante frequência.

 

Que ele não sabe liderar, já é há muito o segredo mais bem conhecido, mas era de esperar que após cinco anos na cadeira da presidência já tivesse aprendido alguma coisa no que diz respeito às comunicações relacionadas com equipas e atletas. Não vale a pena dar uma explicação pormenorizada, salvo sublinhar quão importante é não vir a público com considerações, particularmente críticas, que são exclusivamente do foro interno.

 

Pouco depois do apito final em Madrid, Bruno de Carvalho surgiu com mais um post de Facebook que serve apenas para contrariar e desrespeitar este princípio inviolável. Não satisfeito com a sua escrita, ainda teve o desplante, para não dizer estupidez, de telefonar para a CMTV, onde entrou em directo no programa Liga d'Ouro, argumentando que não arrasou os jogadores e que se limitou apenas a constatar o óbvio.

 

Haverá, decerto, quem possa pensar que este seu "desabafo" é somente uma incidental consequência da sua mágoa face à exibição da equipa e ao resultado do jogo. Desengane-se!... No seu raciocínio, a soma destas acções (bem ponderadas), justificam-se em pleno, apenas e tão só porque ele entende que no momento de um desaire para o Sporting, o mais importante é salvaguardar a sua imagem perante os adeptos.

 

Enfim... já escrevi mais do que era a minha intenção. Eis o seu texto de Facebook:

  

"LIGA EUROPA: QUE FUTURO? TEMOS DE ENCHER ALVALADE!!!!

 

O que queria ter visto:

 

Uma equipa concentrada, com atitude e compromisso, defensivamente irrepreensível e com faro de golo. De 11 superarem-se e tornarem-se 22.

 

O que vi:

 

Uma equipa com atitude mas com uma defesa que não esteve concentrada. Coates e Mathieu a fazerem o que os avançados do Atlético não conseguiam. E o 2-0 a surgir sem nada terem feito para isso, a não ser (e não é pouco) marcarem.

 

Gelson aos 32m isolado frente a Oblak, em vez de "fuzilar" para a esquerda, tenta colocar em jeito, mas sem força, para o lado direito perdendo um golo que já quase se gritava.

 

De 11, em vez de 22 como queria, fomos 9, muitas vezes, e isso paga-se caro...

 

Fábio e Bas Dost "não quiseram jogar" em Alvalade, com faltas para amarelo que nunca poderiam ter feito.

 

Diego Costa a ser "intocável", sendo que "pediu" amarelo várias vezes mas não conseguiu, apesar de o merecer pelo esforço constante.

 

Um livre não assinalado encostado à grande àrea por falta devido a corte com a mão do jogador do Atlético aos 83m. As mãos e a cara continuam a confundir os russos.

 

Uma falta aos 87m pelas costas que devia ter dado cartão amarelo ao jogador do Atlético, sendo que isso evidenciou critérios disciplinares diferentes.

 

Coates fica isolado e, sem foco e não estando concentrado, em vez de rematar faz um passe para Oblak.

 

E, para terminar, Montero aos 92m desperdiçou um golo feito com um remate para o céu quando só se pedia um simples encosto.

 

O Atlético não dominou mas venceu por 2-0.

 

O Sporting CP demonstrou que tem equipa para fazer mais, mas não o fez.

 

Agora, em vez de podermos resolver mais fácil em Alvalade, resta-nos sonhar com a reviravolta. É possível? É! Era necessário este resultado de hoje? Não!

 

Viver um jogo de longe custa muito mais, mas ver erros grosseiros de jogadores internacionais e experientes ainda acrescenta mais ao sofrimento.

 

Obrigado aos cerca de 4.000 Sportinguistas que se deslocaram a Madrid! Vocês são únicos!".

 

E, já agora, aproveito o ensejo para passar uma outra mensagem sua desta quinta-feira, em entrevista à EFE, que, decerto, visa tranquilizar-nos relativamente à próxima época, no que diz respeito à continuidade de Jorge Jesus:

 

jorge_jesus_e_bruno_carvalho_foto_jose_coelho_lusa

 

"O Sporting está feliz com Jorge Jesus - até o comparo com Diego Simeone, são dois dos melhores que há -, e vai ser o treinador na próxima época, dando assim continuidade a um projecto que é mais do que um jogo ou um resultado, é uma filosofia e um caminho por percorrer. É claro que queremos ganhar tudo e ser campeões, e um falhanço não abala o que foi edificado".

 

Nem vale a pena comentar. Estamos devidamente esclarecidos!

 

publicado às 04:24

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


104 comentários

Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 06.04.2018 às 13:13

Não concordo com o que diz. Quando envolve a sociedade no tipo de ordenados que estes sujeitos auferem, só consigo dizer que é o correcto. Convenhamos que, se a sociedade se revoltasse contra este tipo de ordenados referente ao bem público que estes praticam, com toda a certeza que tais ordenados não seriam pagos. Se o são, é porque a sociedade o tolera, tal como um actor que aufere Milhões para fazer de conta à frente das câmaras, ou um lutador para vencer um combate, ou um cantor para apresentar um concerto . A verdade é que a sociedade tolera este tipo de ordenados pelo entretenimento de massas, como tal, é normal que um jogador de futebol que move dezenas de milhares em massa para dentro de um recinto aufira um ordenado correspondente à sua capacidade geradora de lucros ao clube que o contrata.

Segundo ponto, tal como já foi exposto pelo caro AS, o vencimento NÃO É UMA REGALIA. Tal que não é uma regalia, como o é, sim, um DIREITO DO TRABALHADOR, tal como o que eu ou qualquer um de nós aufere pelo trabalho que praticamos. No entanto, estes recebem perante uma obrigação de meios, não de fins. Eles têm que aplicar o seu melhor para atingir certos objectivos, não lhes é exigido esse objectivo como dependência do vencimento. Tal como um médico que aufere o seu ordenado na obrigação de aplicar os meios disponíveis e apropriados para a cura do paciente, mas não com a obrigação de prestar essa mesma cura. Logo, "desde que apliquem o seu máximo com o objectivo de atingir a vitória", sendo este critério extremamente subjectivo, eles está a actuar em benefício do clube, não podendo ser responsabilizado por isso. É esse o seu contrato e pelo qual ambas as partes o celebraram. Poderá é dizer que os benefícios à parte são regalias. De acordo e, como tal, são sempre dependentes de objectivos, como maior nº de cortes, de golos, de assistências, de jogos cumpridos, etc. No entanto, o vencimento base nunca deve ser tido como uma regalia, independentemente dos valores praticados.

Depois, fala dos ordenados serem pagos a tempo e horas como condição desculpante à atitude de BdC. Não acho que está correcto nessa afirmação. Se o caro falar mal do seu patrão, deve ficar o seu patrão com desculpa para o denegrir em praça pública e desresponsabilizado em pagar a tempo e horas, mesmo que o caro tenha cumprido com o seu trabalho como lhe é devido??? O facto do Sporting, e não BdC, pagar a tempo e horas é uma obrigação de qualquer patrão. Não é uma regalia dos jogadores ou dependente dos resultados que obtenham. E tal não isenta ao bom comportamento dos dirigentes no que a comunicações públicas concerne. Acho graça que fale dos ordenados e depois, para justificar, fala dos ordenados praticados aos outros jogadores na Europa, porque já sabe que em Portugal não é onde que melhor ganham. Até sabemos que houve uma altura que os contratos estavam a ser renegociados em baixa pelo próprio BdC, por isso, essa questão cai por terra.

Em suma, os ordenados são um direito do trabalhador, independente de condicionalismos de objectivos, exceptuando os valores por objectivos.
O pagamento desses ordenados a tempo e horas não é, igualmente, uma regalia, mas sim uma obrigação da entidade que os emprega, independente de resultados.
A pontualidade no pagamento de vencimentos não dá o direito à entidade patronal a denegrir publicamente os seus empregados ou a condicionar os seus vencimentos.

Perfil Facebook

De Indiana Julio a 06.04.2018 às 13:32

Meu caro todo o mundo sabe que o vencimento pago a tempo e horas é um direito de um trabalhador, mas o caro parece nao andar neste mundo , falamos de futebol e quantos clubes pagam a tempo e horas salarios chorudos por esse mundo fora? Ou quer omitir a realidade?

A história do jogador que recebe metade do seu colega que saiu para outro clube para ganhar o dobro a diferença é que o que recebe metade continua a recebê-lo a tempo e horas e o outro que foi ganhar o dobro nunca o recebeu ou tem atraso de meses.
O caro escreve quase sempre o politicamente correcto e isso aburre um pouco , deveria ser mais genuíno .
Sem imagem de perfil

De R. Ribeiro a 06.04.2018 às 14:44

E o caro acha que, por grande parte dos clubes, tal como diz, não pagarem os vencimentos a tempo e horas, deve fazer refém os jogadores por dirigentes que se usam deste direito para moldar a comportamentos servientes? O caro acaba por dar a sua própria resposta. O politicamente correcto é exactamente o que é para ser implementado, por ser moralmente defensável e de respeito para com o próprio, na sociedade. Os clubes que se desviam deste "politicamente correcto" é que são os que devem ser julgados por comportamentos extremamente censuráveis! Politicamente correcto é o que o cidadão exige dos órgãos e institutos. Eu posso não viver nesta sociedade, como o caro diz, mas o caro vive nela e aceita-a, como também refere. Fica na consciência de cada um.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo