Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O estado da nação sportinguista

Naçao Valente, em 23.02.19

 

img_797x448$2018_05_24_09_56_27_302394.jpg

 

Como estava programado e anunciado o presidente Frederico Varandas, acompanhado por outros membros da Conselho Directivo, fez o balanço dos primeiros seis meses da sua presidência.

 

Abordou temas como a Auditoria Forense, (ainda não concluída) e o mais importante, a situação financeira, a estratégia para o futebol e a marca Sporting. Fez um relato longo, impossível de descrever na íntegra no espaço de um post. Assim sendo optei por fazer um breve resumo da conferência, para dar espaço a alguma análise interpretativa.

 

Em relação à Auditoria referiu-se ao contrato efectuado pelo Conselho Directivo anterior com MGRA, uma sociedade de advogados, onde à data trabalhava Alexandre Godinho, vogal da Direcção e que a partir de 2018 passou a contar, como associado, com o sogro de Bruno de Carvalho, por 1,7 milhões para tratar de "assuntos da presidência".

 

De acordo com os resultados apurados, o Sporting gastou mais 50% nesta conta, em três anos, do que em todas as outras em dezasseis. O departamento jurídico do Sporting não obteve evidência sobre o trabalho que foi facturado pela MGRA.

 

Falou de um empresa de nome Chow Lda (China), à qual o Sporting pagou 60 mil euros de brindes e ofertas promocionais e 20 mil euros por serviços de “Divulgação da marca Sporting na comunidade Chinesa”. O departamento de merchandising não conhece a empresa. A empresa fechou actividade após o pagamento.

 

E ainda do chamado Batuque Futebol Clube, de Cabo Verde, com o qual foi celebrado um contrato conferindo o direito de preferência do Sporting Clube de Potugal sobre sete jogadores pré-identificados. Não existe qualquer relatório, do Clube ou de terceiros, sobre jogadores daquele Clube; Em Janeiro de 2018 foi solicitado pela Administração da SAD ao departamento jurídico uma minuta de acordo de resolução daquele contrato. Não obstante esse pedido, o valor de 330 mil euros foi liquidado em Maio de 2018 e nunca foi restituído.

 

Sobre as claques, depois de referir os privilégios que possuíam, afirmou que não concorda com o seu comportamento desestabilizador e com atitudes que revelam mais interesse por negócios do que por amor ao Clube. Acentuou a sua firmeza em não se deixar ficar refém seja de quem for.

 

No diagnóstico do futebol profissional, fez o balanço conhecido dos últimos cinco anos, e dos acontecimentos que tiveram na situação actual do Sporting, que ficou com um plantel desequilibrado. E acentuou os esforços que estão a ser feitos para o reequilibrar.

 

Quanto ao futebol da formação considerou que houve desinvestimento na Academia quer em termos humanos, quer em termos materiais, com instalações degradadas, campos sem manutenção o que se reflectiu na formação de excelência conseguida. Reverter a situação é uma tarefa premente para o futuro do Sporting, dos seus adeptos, dos seus associados, que em número de pagantes sem as quotas em dia, são um assunto preocupante.

 

Em conclusão garantiu que o Sporting tem um rumo, estão a ser implementadas reformas em várias áreas, sem alarido, sem trombetas, com trabalho discrição e eficiência. Acentuou a importância da estabilidade para o sucesso, a necessidade de ter os pés na terra, não cair no deslumbramento fácil, e trabalhar para que as vitórias surjam de forma consistente.

 

Para além das leituras que se possa fazer destas declarações quero dar relevo negativo ao oportunismo do destituído, que marcou a apresentação do seu livro para a mesma hora, criando assim as condições para fazer, de imediato, o contraditório na mesma linha a que nos habituou, mentindo ou ignorando os aspectos fundamentais. Deixa-me perplexo como uma Editora prestigiada como a Bertrand se deixou enredar nesta repugnante campanha que o destituído mantém contra o Sporting.

 

Outro facto que não pode deixar de ser passível de reflexão, prende-se com a reacção dos 'brunistas', nomeadamente nas redes sociais. Caso de estudo é ver a página de Facebook do Sporting, inundada com comentários de seguidores do destituído, atacando a actual Direcção. Como o seu guru passaram ao lado das graves ou pelo menos intrigantes indícios que são apontados na Auditoria. E se não estamos perante uma acção concertada, parece.

 

Entendo o destituído porque não tem vida fora do Sporting. É como um fantasma que não quer admitir que morreu e continua a tentar assombrar, mesmo que isso implique o fim do Clube, que felizmente não é o caso.

 

Compreendo os fanáticos com palas nos olhos que não concebem o Sporting sem Bruno. O que me custa muito a compreender é a guerra que se vê entre adeptos, críticos até do não criticável, que consciente ou inconscientemente, exigem a esta Direcção, em seis meses, o que não exigiram à anterior em cinco anos, e que estava a destruir o Sporting.

 

Esta equipa precisa de tempo, de estabilidade e do apoio de todos os sportinguistas. Sem isso não há recuperação financeira e desportiva. Sem isso não se criam as condições reais para lançar o Clube no caminho do sucesso.

 

Nota: No site oficial do Sporting, está exposto em detalhe tudo aquilo que foi referido na conferência de imprensa, ponto por ponto:

 

- Sociedade advogados MGRA
- Chow Lda (China)
- Batuque Futebol Clube (Cabo Verde)
- Claques
- Sócios
- Compras de jogadores
- Diagnóstico e Estratégia Financeira
- Diagnóstico e Estratégia para Futebol Profissional
- Diagnóstico e Estratégia para Futebol de Formação
- Diagnóstico organizacional – o futuro do Sporting
- Infra-estrutura para além da Academia
- As pessoas
- A gestão
- Visão Marca Sporting

 

publicado às 13:15

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


94 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 23.02.2019 às 17:00

Giro, giro era saber como é que o Aldrabão Compulsivo pagou de repente 3 M€ ao Fisco!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.02.2019 às 17:56

Ganhou no Euromilhões?
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 23.02.2019 às 17:40

Parece que estamos em campanha eleitoral novamente.

Falou o presidente, replicou o ex
Hoje há novo post de BC direccionado a FV

Na terça fala o Riccciardi - pelo meio ha-de aparecer o espadinha etc..

Nesta lavagem de roupa suja - só há uma pessoa que pode perder - que é FV - e o Sporting claro
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.02.2019 às 17:54

Preso por ter e não ter cão. Se o Varandas não fala é porque não fala, se fala, fala mal. Mas o que é que isto interessa para o presente e para o futuro do Sporting.
Até agora, não tenho conhecimento de nenhum presidente que tenha saído do clube e tenha continuado em campanha. Parabéns José E. Bettencourt e Godinho Lopes, pelo silêncio. Podem ter sido maus dirigentes, mas mostraram ser bons sportinguistas.

Pobre Sporting que tais "filhos" tem.
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 23.02.2019 às 18:15

Eu não estou a criticar FV, estou a afirmar que se entrar num bate boca com ex presidente e ex candidatos é ele quem tem mais a perder.

E fazer isso numa altura em que BC tem os holofotes da CS em cima por causa do livro, tambem não me parece a melhor decisão.

Eu pessoalmente aprecio o low profile de Varandas - há um ou outro assunto que em que esperava que fosse mais activo (como por exemplo a questão do campeonato 15/16) mas de resto não tenho muito a criticar o silencio de FV. Pouco se ouve LFV ou PdC - porque devemos achar que o nosso presidente tem de estar sempre a falar.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.02.2019 às 19:29

Percebi, mas quis acentuar a campanha que está em curso, pela ala brunista, e que apenas quer desestabilizar, mas que estranhamente é seguida por outros sportinguistas.
Varandas quis fazer um balanço dos seus primeiros seis meses de presidência. O que acho normal. O que é curioso é que a discussão passou ao lado do essencial.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.02.2019 às 17:52

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.02.2019 às 19:54

Ó não sei quantos por cento, os letais já foram destituídos. Ainda não sabe? Chegou de Marte?
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.02.2019 às 19:52

Num rápido balanço da discussão que este texto proporcionou, tiro a seguinte conclusão. A maior parte da discussão andou à volta de questões , menores, como a de os jogadores serem criticados por não se aplicarem.
As questões fundamentais como o "desvio" de 1,7 milhões de euros do dinheiro do Sporting para um escritório de advogados, com ligações a um ex-Presidente, que pode indiciar actividade fraudulenta, e a existência de empresas "fantasma" que receberam dinheiro, passaram ao lado do debate. Assim como a desvalorização do plantel, e a perda de activos importantes.

E isto é que é grave na minha perspectiva e não o facto do Presidente não ser um "papagaio" ou de não se pronunciar sobre resultados, ou assuntos técnicos. Também foi marginal a discussão sobre a apresentação das medidas já implementadas para recuperar e colocar no seu verdadeiro caminho uma Academia que estava a degradar-se.
Discutir minudências é desviar o foco do essencial.
Sem imagem de perfil

De Pelisca a 23.02.2019 às 21:11

Boa noite , a comunicação será sempre importante seja FV ou outro qualquer.
Sabe porque não se falou tanto nos 1.7M e no xau e nas condições da academia??Comunicação por isso BDC teve tanta aceitação má mas teve.
O sr do norte sempre foi um mestre da comunicação .... olhe os resultados...

SL
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.02.2019 às 22:42

Sabe também como eu que o sr. do Norte agiu mais pela acção. E durante muito tempo por acção fora da lei. Ninguém ganha jogos com discursos.
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 23.02.2019 às 22:47

Exactamente. É curioso que os detractores e críticos acérrimos de FV, que aqui comentam, não tenham comentado os temas : Sociedade advogados MGRA, Chow Lda (China) e Batuque Futebol Clube (Cabo Verde). Questões pouco importantes !
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.02.2019 às 22:49

Ou questões de que não interessa falar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.02.2019 às 23:10

Não é nada curioso, é expectável!!!
Sem imagem de perfil

De Zappa a 24.02.2019 às 02:51

Que CI mais deprimente...
O homem pode ter a maior razão do mundo (e tem) mas nunca tinha visto uma coisa destas, por favor, nem falar sabem.
Que amadorismo, face à dimensão do clube, vergonha alheia como diz o outro.
Perfil Facebook

De Victor Peres a 24.02.2019 às 11:52

Já agora, duas notas: nunca fui apoiantes deste presidente, mas muito menos do destituído.
Apesar disso, evito sempre que possível (com BdeC foi impossível manter o silêncio, tão prejudicial ele foi para o clube), criticar quem está à frente do clube, pois que estará sempre em melhores condições para fazer avaliações sobre o que se passa que eu.
Porém, acho que esta conferência de imprensa foi feita a destempo. Balanço de 6 meses? Outros fazem dos primeiros 100 dias, ou ao fim do 1° ano. Quanto a mim, seria preferível fazê-la após ter em sua posse todas as convlusões da auditoria.
E digo isto porque, sabendo-se que o alienado ex-presidente anda em campanha de promoção à sua obra literária, promovido novamente pela CS, sempre ávida de mostrar os freaks da moda, que lhe dão as suas primeiras páginas e lhe dão tempo de antena a horas nobres, era de imaginar que a figura iria reagir e querer reaver alguma da relevância que perdeu. E é isso a que assistimos, à tentativa do reerguer da cabeça da hidra.
Sem imagem de perfil

De J. Oliveira a 24.02.2019 às 17:54

Gostei da CI. Foi curta e apenas para dizer, de forma breve, como encontraram o clube, aquilo que já foi feito e aquilo que pretendem fazer. O resto vamos esperar pelo fim da Auditoria Forense. (Não) É estranho que os poucos apoiantes de BdC (se vir-mos nos blogues, são 4/5 pessoas que comentam 10 vezes cada e assim parecem muitos, se fosse agora a eleições nem 5% dos votos teria) falam de Nani e outra minudências, mas "esquecem-se" de falar: nos 1,7 milhões, no Xau, no Batuqute, na Academia, porque será? Podemos não gostar dos presidentes (eu não gostei da maioria dos que conheci), mas isso não é motivo para não apoiar o Sporting. O mais importante para um sportinguista, deve de ser sempre o Sporting Clube de Portugal, se alguém acha que o importante é o presidente, o jogador A, ou o treinador, então tem se ter a coragem e a hombridade (até para ele próprio) de dizer a verdade: não é sportinguista. Dizer-se que se é sportinguista, não é nada, se não se apoiar com acções (pagamento de quotas, ida ao Estádio, apoiar as modalidades no Pavilhão João Rocha, etc). Se assim não for é tudo treta!
SL

Comentar post


Pág. 2/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo