Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O poço e o pêndulo

Naçao Valente, em 29.09.19

51KptIcrJJL._SX314_BO1,204,203,200_.jpg

"O poço e o pêndulo" é o titulo de um conto de Edgar Allan Poe, que deu origem a um filme de terror, passado no contexto da Inquisição, e que foi  interpretado por Vicente Price, um mestre nesta área da interpretação. O filme em questão, um clássico dos tempos em que o género terror tinha uma matriz muito marcada na cinematografia, conta a história de um louco, filho de um torcionário da Inquisição. No climax final, este coloca a sua vítima preso numa mesa colocada num fosso, fazendo descer lentamente um pêndulo com uma lâmina (ou serra) que a mataria.

Lembrei-me do título e do filme a propósito da situação que se vive no Sporting. Já não estamos no tempo institucional do Tribunal da Inquisição, mas não deixamos de viver tempos inquisitoriais. Usando o filme enquanto simbologia, o Sporting e a sua Direcção eleita há um ano, sempre teve sobre a cabeça, um cutelo bem afiado e que vai descendo a cada desaire da equipa de futebol, que é a face mais visível e mais apropriada para se fazer contestação. 

O Sporting e a sua Direcção eleita há um ano, está dentro de um fosso que não contruiu e no qual entrou para tirar de lá o Clube. E com muito esforço tem escalado o fosso, mas quando olha para cima não vê apoio, mas o pêndulo afiado a descer, movido por "loucos" assombrados por fantasmas.

Os que contestam a Direcção eleita, praticamente desde o dia da sua eleição, são na sua maioria despeitados pela demissão de uma pessoa, que continuam a adorar como um salvador (e de quem gostam mais do que do Sporting) , mesmo perante as evidência das suas malfeitorias. Os que no estádio, grupos organizados, vulgo claques, que insultam o presidente eleito do Clube, apenas são movidos pelos seus interesses, as mordomias que perderam. 

Podemos e devemos acompanhar a acção da Direcção no seu exercício. É lícito usar o direito de crítica com intuitos construtivos. Do que observo concluo, que o Presidente cometeu alguns erros, sobretudo na área do futebol profissional, onde me parece existir uma estrutura frágil e pouco experiente. A falta de uma comunicação clara, objectiva e frontal sobre a vida do Clube, não tem contribuido para um conhecimento da realidade presente e futura.

Esta situação criticável, nada tem a ver com a campanha organizada de oposição de terra queimada, por um grupo que mais do que o Sporting, lhe interessa que o caos se instale para disso tirar dividendos, e numa situção limite, ressuscitar um passado que destruiu a identidade secular do Clube. Mesmo considerando que a época foi mal preparada, e que é preciso fazer mudanças, o Sporting precisa de tranquilidade e de estabilidade.

Uma coisa é certa. Enquanto o Sporting não sair do fosso e não deixar de ter o pêndulo sobre si, não vai ganhar nenhum campeonato, nem agora nem daqui a mais dezassete anos. E os que pensam que estamos em situação de andar a brincar aos presidentes, estão totalmente errados. Esta contestação concertada e revanchista e vou dizê-lo com todas as letras, não passa de uma criancisse de gente sem dois dedos de testa.

Espero que haja adeptos (e tudo me leva a crer que há) com tutano e bom senso, que percebam e contrariem esta campanha orquestrada para fazer regressar o passado que foi largamente rejeitado, para bem do Sporting. Espero que como na história de "O poço e o pêndulo", as pessoas sérias, honestas e lúcidas, parem o pêndulo e acabem com a loucura que pretende destruir o Sporting.

PS: Depois de escrever este texto tenho assistido a cenas lamentáveis no estádio e fora dele, que não podem fazer parte da matriz do Clube. Eventuais erros de má preparação da época, não podem servir de arma de aremesso. O que se tem visto no estádio com grupos de arruaceiros organizados, não para ver futebol, mas para insultar órgão sociais e atletas não se pode admitir. Quem exerce de direito o poder tem que agir. A nossa equipa precisa, mais do que nunca, de apoio para levantar o seu ânimo.

publicado às 03:05

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


70 comentários

Imagem de perfil

De Greenlight a 29.09.2019 às 10:22

Uma das coisas que distinguiu Varandas dos outros candidatos, há um ano, foi apresentar-se como grande conhecedor do futebol, nomeadamente do futebol do Sporting, no seio do qual tinha trabalhado vários anos. Segundo ele, só ele e mais nenhum dos candidatos tinha conhecimento e capacidade para desenvolver o futebol, força motriz de um clube como o Sporting. Varandas secundarizou a questão financeira, "não lhe tirava o sono" e insistiu que ia potenciar a força do futebol do Sporting, fartou-se de falar no acesso à Liga dos Campeões, pavimentaria a recuperação financeira do clube. O que vimos desde então? Acesso à Liga dos Campeões? Nem de perto, o Sporting ficou em terceiro, bem longe do segundo. O Sporting venceu a Taça da Liga e a Taça de Portugal, com muita felicidade e com um GR cuja especialidade (talvez a única) é defender penalties. Mas esses títulos foram conquistados o que faz com que Varandas afirme que a época passada foi muito boa (???). Por isso não substitituiu Keizer, embora ele já tivesse percebido que o holandês não era o treinador que o Sporting precisava. Mesmo assim e depois da goleada sofrida, na Supertaça, Varandas não ficou preocupado. Quando os resultados negativos se sucederam despediu Keizer e demorou 4 semanas para contratar outro treinador. Para quem já tinha percebido que Keizer não era otreinador certo é muito tempo. Ou Varandas talvez acreditasse que Leonel Pontes pudesse fazer no Sporting aquilo que não fez em lado nenhum. Agora contratou Silas depois de ter tentado Mourinho.
Isto não é navegar com rumo (que Varandas diz ter), isto é navegação à vista. Agora, contrariamente aquilo que disse, há um ano, na campanha eleitoral, a questão central é a situação financeira, não contratou um ponta de lança para investir na Academia. Então e o acesso à Liga dos Campeões, fica para as calendas gregas?
É muito difícil continuar a acreditar em Varandas cujo (fraco) discurso está cheio de contradições.
Varandas diz que não governa para as bancadas. Mais uma frase idiota. Varandas não pode, nem deve tentar agradar aos acéfalos, ainda apoiantes do Destituído pois para esses só o Lunático importa. Mas Varandas tem que respeitar e tentar responder aos anseios da maioria dos sócios do Sporting noemeadamente no que respeita ao futebol. Nesse departamento, o que tem feito,não corresponde ao que disse que ia fazer, há um ano atrás. E isso as bancadas não lhe perdoam.
Dito tudo isto , desejo que Silas tenha muita sorte nas Aves e que depois possa implementar o seu sistema de jogo durante o interregno de 4 semanas. O Sporting, os seus sócios e adeptos merecem alguma paz, não obstante as trapalhadas de Varandas e das tropelias dos apoiantes do Destituído.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 29.09.2019 às 12:56

Greenlight

Compreendo o seu discurso que resume a posição do adepto em geral. Apenas lhe interessa o resultado. Mas o resultado, para o comparar com um edifício, para ser sólido tem de se construir desde os alicerces. Há muito tempo que Direcção atrás de Direcção se constroem castelos no ar. Por isso é que estamos há tanto tempo sem ganhar um campeonato, e por este caminho mais tempo teremos sem os ganhar.

O que Varandas prometeu em campanha é o que todos prometem para ganhar votos. É um clássico, e não digo que está correcto. Uma dos erros desta gestão, para além da má comunicação, é não ser clara com os adeptos, e continuar a construir castelos no ar.

Não há condições para prometer campeonatos nas actuais circunstâncias, mas há condições para criar alicerces fortes. O problema é que é preciso tempo, e ninguém o tem.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo