Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

img_infografias$2017_04_07_08_43_22_1248112.jpg

 

O vídeo-árbitro vai ser utilizado pela primeira vez na história do futebol português, na final da Taça de Portugal.

 

Já tive ocasião de indicar em outros textos que não sou a favor da utilização do vídeo-árbitro no futebol. Não vou agora reiterar os factores em que fundamento a minha opinião, mas este vídeo apresenta um incidente na Liga holandesa, num jogo entre o Ajax e o Willem II, que ajuda a sustentar o meu parecer:

 

 

O lance em questão não passa despercebido ao árbitro da partida, que assinala falta e sanciona o jogador faltoso com o cartão amarelo. Um pouco depois, é contactado pelo operador técnico que aparenta recomendar que a falta é merecedora de cartão vermelho. O juiz nem pausa para reflectir, limita-se a aceitar a recomendação do assistente e prontamente expulsa o jogador.

 

Na minha opinião, um processo cem por cento incorrecto. Não está em discussão se o lance é merecedor ou não de cartão vermelho, até porque é uma decisão muito subjectiva. É evidente que o árbitro viu a falta e sendo a autoridade máxima no jogo, entendeu que o cartão amarelo era a sanção adequada. Não devia alterar a sua decisão, só porque o operador tem uma opinião diferente, e sublinho... OPINIÃO.

 

Estou mesmo a ver a polémica que um incidente desta natureza vai provocar, quando tiver lugar em Portugal...

 

publicado às 05:32

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


15 comentários

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 08.04.2017 às 09:02

Este é um caso de exceção e não a regra do que tem sido o video-árbitro.
E é óbvio que o árbitro terá que tomar a sua própria decisão, mas não estas situações acontecem também sem tecnologia, quando um auxiliar diz ao árbitro "Olha que não viste bem, o gajo fez falta para expulsão direta". Já há vários casos destes em que o árbitro altera a sua decisão por indicação do auxiliar. Isto não tem nada a ver com a tecnologia.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.04.2017 às 09:43

Claro que tem a ver com a tecnologia. O árbitro alterou a sua decisão baseado na recomendação do assistente que viu o lance num monitor.

Admito que possa ter acontecido, mas não tenho memória de um árbitro mudar de cartão amarelo para vermelho pela sugestão de um auxiliar. Aqui, foi uma decisão que surgiu um pouco mais tarde e não em simultâneo, ou seja, o árbitro não recebeu a recomendação antes de exibir o primeiro cartão por um dos auxiliares, que é o que normalmente acontece.

Sem imagem de perfil

De JDC a 08.04.2017 às 09:39

O Mike têm toda a razão: não só este caso não se enquadra nas recomendações da Fifa para o uso do vídeo árbitro, como não é necessário o vídeo árbitro para que o árbitro principal seja influenciado pelos seus colegas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.04.2017 às 09:43

A resposta que dei ao Mike é também aplicável a si.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 08.04.2017 às 13:28

A utilização do vídeo-árbitro irá causar polémica. Mesmo os meios tecnológicos não são cem por cento rigorosos. Na minha opinião, deve ser usado como um apoio complementar, em casos duvidosos. Faltas na área, foras de jogo...A decisão final, e ponderada, deve pertencer sempre ao árbitro.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.04.2017 às 13:42

Poderá começar como um apoio complementar, mas com o passar do tempo será utilizado cada vez mais.

O futebol sofre bem com o erro humano, já a incompetência, imparcialidade e corrupção são outras questões que nenhum vídeo-árbitro corrigirá.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 08.04.2017 às 16:37

Tudo bem Rui. Há que distinguir corrupção de erro. Na minha apreciação a imparcialidade pode ser atenuada ou até restringida com a utilização de meios tecnológicos. Vejo o árbitro corrupto a pensar duas vezes antes de cometer o delito.
Sem imagem de perfil

De Nelson a 08.04.2017 às 15:42

O sistema pode não ser perfeito, mas vai diminuir o número de erros e por isso é bem vindo. Quanto à polémica, não será superior àquela que já hoje existe sem video árbitro. Será benéfico para todos aqueles clubes que não vivem à custa de cólinho.
Sem imagem de perfil

De Sangueverde a 08.04.2017 às 20:33

Já o disse várias vezes, inclusive aqui no Camarote que sou o mais possível a favor do vídeo-arbitro e que se deve ir o mais longe que se possa avançar no aspeto de retirar poder de decisão aos árbitros. E acho que todos concordaremos que como está hoje não está bem, por isso que se tente melhorar, se no futuro se verificar que ainda fica pior ( eu muito sinceramente duvido), pois que se recue e se volte ao sr. arbitro a marcar as faltas consoante a cor das camisolas.....
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.04.2017 às 21:29

Os árbitros que entram em campo com agendas "especiais" raramente se evidenciam nos lances capitais, mas sim na fluidez do jogo a meio-campo. O vídeo-árbitro não vai corrigir isso.

Imagem de perfil

De PSousa a 08.04.2017 às 23:18

Já aqui o referi que sou a favor da tecnologia no futebol mas também disse que não era para este tipo de lance e decisões.
Deve ser por exemplo para o lance de hoje em Alvalade onde árbitro e auxiliar andaram a ver se marcavam falta dentro ou fora da área, decidiram dentro... ainda não vi o lance e não sei se foi ou não correcta a decisão, mas é para estes lances que defendo a tecnologia. Para estes e para os golos fora de jogo ou para os invalidados sem estarem.
Sem imagem de perfil

De Carlsberg a 08.04.2017 às 23:39

Boa noite,

Primeiro acho que estamos a colocar mal as questões!!

O lance em si, é merecedor de um cartão vermelho??? Na minha opinião sim!!
O árbitro não mostrou o vermelho, e mostrou amarelo. O video árbitro, depois de verificar a repetição, corrigiu um erro do árbitro.

Esta é a minha opinião!!

No que diz respeito á decisão ser muito subjectiva, eu não concordo. O jogador entra de pitons ao pé do jogador adversário, por muito que não tenha intenção de magoar o adversário, este é um dos lances em que o International Board, indica que deve ser punido com cartão vermelho. Por isso acho que o lance não é nada subjectivo, apenas o árbitro percebeu que foi falta, mas não entendeu correctamente como esta foi feita, e com a ajuda do video árbitro a mesma foi corrigida!
(aqui há uma coisa que gostaria de ver esclarecida: o video árbitro diz só "Olha é vermelho" e o árbiro acata, ou explica " olha o que aconteceu foi uma entrada de pitons ao pé do adversário e isso deveria ser vermelho")

Outra coisa é a polémica, claro que irá haver polémica, de certeza que os franceses, não ficaram nada contentes, mesmo num amigável, de terem perdido para a Espanha 0-2 e, sua casa, quando se fosse pelo árbitro da partida, o jogo provavelmente acabaria com o 1-0 para a sua equipa, mas toda a gente percebeu o que houve verdade desportiva, e contentaram-se com isso!!

Retira a emoção ao futebol?? É capaz de ser verdade, pode retirar, mas no fim de contas queremos emoção ou verdade desportiva (saber que o campeão é um justo vencedor, e não á conta dos árbitros como nas ultimas 4 décadas tem sido) salvo raras excepções??? E até mesmo nos mundiais e acesso aos mundiais?? (Coreia do Sul/Japão e o apuramento da França contra a Irlanda)

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.04.2017 às 01:25

Mas essa é a sua interpretação do lance. Quantas outras interpretações haverão ?

Mesmo admitindo que o árbitro errou, há muitos factores que pesam num jogo que vão além do preto e branco. Pensar que depois de mais de um século vamos ter futebol com perfeição de decisões é uma ilusão.

O futebol pode bem com o erro humano de árbitros. Os jogadores cometem erros, os treinadores cometem erros, os dirigentes cometem erros. Há erros de outra natureza que afectam o jogo pela negativa e nenhum vídeo-árbitro vai corrigir esses.
Sem imagem de perfil

De Carlsberg a 09.04.2017 às 01:40

Boa noite,

Não pode haver interpretações diferentes, claro mais uma vez na minha opinião, ou é ou não é!!
O que há é perspectivas diferentes!! Na perspectiva do árbitro principal com o jogo corrido, aquele lance seria apenas para amarelo. O video árbitro viu uma perspectiva diferente, e verificou que seria para vermelho!!

Olhe agora de repente recordei-me de um lance, no Dragão, não sei quando, num FCP vs Maritimo, em que o jogador do Maritimo com a sua baliza aberta, defendeu com a cabeça, e o árbitro marcou penalti e expulsou o jogador do Maritimo, e depois voltou a com a decisão atrás, não sei se auxiliado pelo assistente, se pelo 4º árbitro.
Mais uma vez, perspectivas diferentes!!

Claro que não vamos ter um jogo com perfeição, até porque em caso de duvida é muito explicito que a decisão do árbitro do jogo é a que vale.

Vamos ter é menor desconfiança, hoje entramos com a ideia que a arbitragem nos que lixar!! E vendo algumas arbitragens assim parece verdadeiramente.

Imagine, que caso houvesse video arbitro, o 3º golo do Guimarães contra o SCP, não seria validado, o golo do Alan Ruiz (marcaram fora de jogo) contra o Maritimo, seria validado. Só aqui estariam 4 pontos, que nos colocariam numa outra posição para discutir o titulo.
Isto claro já para não falar no jogo da Luz!! A casa podia vir abaixo, mas seria lindo o árbitro apitar, no momento em que Rafa se prepara para centrar, e marcar penalti a favor do SCP!!

Mais uma vez eu digo, não vai resolver todos os problemas, não vai haver jogos perfeitos, mas conseguiu transformar uma injustíssima vitória da França sobre a Espanha por 1-0, numa justíssima vitória da Espanha por 0-2!!

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.04.2017 às 01:53

Se vamos rever casos há muito para rever e não são num só sentido.

Com o passar do tempo e de jogos, uma vez implementado, verificaremos alguns benefícios, mas também problemas, e o futebol nunca mais será o mesmo.

Esta é a minha opinião e duvido muito que a vá alterar. Se resultar, talvez daqui a alguns anos. Veremos...

P.S. Essas contas que fez é tudo cenários hipotéticos e até ilusórios, porque se um cenário é alterado nunca saberemos o que viria a seguir depois da alteração.

Em contexto, não vou argumentar a suposta diferença entre a interpretação de um lance por um árbitro e a chamada perspectiva.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo