Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




img_1280x720$2020_09_17_08_39_06_1755365.jpg

Este é o "retrato" do plantel leonino neste momento, situação que pode muito bem mudar, para pior, infelizmente, face à imprevisibilidade da crise que atravessamos.

A equipa treina completamente isolada em Lagos, preparando-se para um próximo jogo que não tem a certeza absoluta quando se realizará.

Para já, o desafio da 1.ª jornada da Liga NOS frente ao Gil Vicente foi adiado por decisão das autoridades de Saúde. Segue-se o embate da 3.ª pré-eliminatória da Liga Europa, com o Aberdeen, da Escócia, como adversário, agendado para o próximo dia 24, em Alvalade.

As grandes dúvidas neste momento: a) se vão surgir mais casos de jogadores infectados, e b) como a UEFA vai lidar com esta situação.

Exclusivamente no plantel principal, há dezanove jogadores disponíveis e com qualidade suficiente para ir a jogo no dia 24 e até vencer. Veremos se vai ter a oportunidade.

NOTA

Antecipando a possibilidade de mais futebolistas do plantel principal testarem positivo ao novo coronavírus, mas não só, na eventualidade de ter de utilizar jogadores da equipa B e dos sub-23, a SAD procedeu ontem, junto dos serviços da Liga, à inscrição de mais 11 elementos, que poderão ser chamados por Rúben Amorim, caso o técnico assim o entenda.

Além dos guarda-redes Hugo Cunha e Anthony Walker, da B chegam também o central João Silva e os avançados Diogo Brás, Geny Catamo e Joelson Fernandes. Ao conjunto de sub-23 foram recrutados o defesa Chico Lamba, os médios Tomás Silva e Bernardo Sousa e os avançados Bruno Tavares e Nuno Moreira.

ADENDA

O Sporting está instalado em Lagos na mesma unidade hoteleira em que realizou o estágio de pré-temporada, entre 22 e 30 de Agosto. Uma ala completa e os dois campos relvados do Cascade Wellness and Spa foram reservados até dia 23, quarta-feira, véspera da 3ª pré-eliminatória da Liga Europa. Os resultado dos testes conhecidos esta sexta-feira acabaram por revelar que Palhinha também está infectado, assim como mais um elemento do staff.

publicado às 03:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


28 comentários

Sem imagem de perfil

De LG a 18.09.2020 às 08:47

O próximo jogo a realizar-se será obrigatoriamente com o Aberdeen, que a UEFA já decretou este ano faltas de comparência por causa do COVID.

Mas há uma questão importante para a UEFA descalçar: atualmente os escoceses que vierem a Portugal têm de passar, no regresso, por uma quarentena de 14 dias.
O giverno escocês previu algumas medidas sectoriais de exceção, em que está incluído o desporto de alta competição.
Como é que vai ser? Jogo em Portugal? Ou em campo neutro noutro país, como admitiu a UEFA há um mês?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.09.2020 às 08:56

A sua questão não faz sentido.

Se o governo escocês tem prevista essa excepção, porquê a necessidade do jogo ser realizado em campo neutro? E como é que esse outro campo anula a possibilidade de quarentena, caso seja aplicável?
Sem imagem de perfil

De LG a 18.09.2020 às 09:09

Muito simples, nem todos os países estão sujeitos à quarentena. O jogo poderia ser, por exempo, na Dinamarca ou na Alemanha (até a Itália!).
E por coincidência, os jogos fora de equipas escocesas até agora foram em países sem restrições

Quanto às exceções para o desporto, o documento inicial do Governo Escocês tem 10 páginas, não sei se dá para cumprir todas as regras
https://sportscotland.org.uk/media/5908/phase-3-resumption-of-performance-sport-step-4-final-draft-with-annex-a.pdf

Imagem de perfil

De Greenlight a 18.09.2020 às 10:39

Há muitos críticos da gestão de Varandas. Eu também critico algumas das decisões de Varandas, nomeadamente no concerne à gestão do futebol na última época. Mas aquilo aquilo que se assiste, semana após semana, é um esquizofrenia crítica. Agora até os casos de Covid19 servem para criticar o Sporting. Ontem, um dos expertos das transferências da TVi, por certo ainda com azia da tragédia grega, criticava, a propósito do adiamento do Sporting-Gil Vicente, a realização do estágio do Sporting em Lagos. Ou seja, quem ouvisse, desprevenido, aquele chorrilho de asneiras concluiria que o dito adiamento se devia ao Sporting. Ora já se sabia que tinha sido a DGS do Norte a despoletar o cancelamento por causa da situação no Gil Vicente.
Tudo o que se relaciona com a pandemia é complexo e não precisamos de uns parlapatões, com agenda lampiónica ou brunista, para complicar ainda mais.
Sem imagem de perfil

De Zen a 18.09.2020 às 14:18

Sem dúvida, não se entende a lampionagem e os brunistas!

Criticam tudo, mesmo quando o Sporting tem tantos resultados positivos nesta pré-época.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.09.2020 às 16:01

Como sempre, a sua contribuição vale zero. Daí que a maioria das suas bocas avulsas são apagadas.
Sem imagem de perfil

De José Silva a 18.09.2020 às 10:57

Segundo este "quadro" de jogadores disponíveis, acho que é mais do que suficiente para termos um bom resultado contra o Aberdeen, já que o jogo contra o Gil, e pelos vistos, vai ficar adiado. Concordo com o comentásrio do Greenlight até porque, qualquer comentário vindo da tvi, não passa de lixo.!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.09.2020 às 16:02

Não é "pelos vistos", já foi oficialmente adiado!
Sem imagem de perfil

De LG a 18.09.2020 às 12:07

Outro comentário, em relação à nota: a Liga deveria criar norma específica para que os clubes pudessem inscrever os jogadores que quisessem até 24 horas do jogo, em caso de "baixas" por casos positivos de COVID ou necessidade de quarentena
Sem imagem de perfil

De Paulo SCP a 18.09.2020 às 12:12

Para evitar dúvidas e confusões, não se deveriam fazer adiamento de jogos. As equipas da I Liga têm penso que sem exceção planteis vastos o suficiente (50+ jogadores, contado com B e Sub23) para conseguir apresentar pelo menos 15 jogadores não positivos Covid19 a qq compromisso. No limite, bastariam 11 jogadores de campo.

Pela positiva, prosseguia o campeonato com alguma normalidade e davam-se hipótese a novos jovens talentos de surgir em campo.
Pela negativa, poderia haver perda de competitividade em alguns jogos.

Em casos limites, a falta de comparência de uma equipa daria derrota.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 18.09.2020 às 12:23

Toda a gente percebe que os casos COVID vão disparar…. resta agora saber se podemos parar o Pais mais uma vez e deixamos os portugueses a morrer à fome sem trabalho ou se de uma vez por todas encaramos o COVID como uma doença que vai viver entre nós para sempre, onde muitos vão morrer todos os anos, como morrem mais de 3mil pessoas todos os anos por culpa da Gripe.

Como é obvio os jogadores infetados não podem jogar, mas o campeonato tem de seguir custe o que custar….. joga-se com equipa B ou Juniores, cabe a cada equipa definir sua estratégia de contenção ao Virus….. Não podemos é andar sempre a duvidar ser vai haver jogos, tem de haver continuidade e cada equipa terá de se adaptar ao que vai acontecendo diariamente, por exemplo que culpa tem o Sporting que o GilVicente tenha 15 infectados? A DGS ainda acha que vamos conter alguma coisa….. isso é um mito, pois mesmo com a vacina esta doença nunca será 100% controlável, logo a vida tem de continuar.
Sem imagem de perfil

De Barbeirinho a 18.09.2020 às 13:01

Entretanto morreram mais 6 mil pessoas do que é habitual nestes 6 meses, excluindo COVID.

O seu discurso é o que se ouve nos Trumpes e Bolsonaros.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 18.09.2020 às 13:23

Portanto morreu mais gente por culpa do confinamento do que por culpa do Covid..... e a culpa é do discurso a favor da Economia e por conseguinte da vida? Como estaremos daqui a 2 anos? Como pagaremos um bom SNS sem dinheiro?
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 18.09.2020 às 15:51

Esses 6.000 morreram devido ao virus e não ao confinamento, ou achas que sem confinamento a vida correria normalmente, com consultas, internamentos e operações como antes ?
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 18.09.2020 às 16:03

Não morreram não.... em Portugal morreram 1800 e tal pessoas, e dessas algumas morreram com outras doenças associadas. Esses 6 mil mortos a mais resultam essencialmente duma quebra do SNS onde dirigiu todos os esforços para Covid, já o resto das doenças foram ignoradas, é só ver as consultas e operações adiadas.
Por exemplo a Suécia nunca parou o pais e as pessoas usam pouco a mascara.... têm mais óbitos que nós mas demonstrou que mais importante que confinar é aplicar distanciamento. Em Portugal impediu-se pessoas de sairem à rua, de irem a funerais... mas por outro lado os turistas entram sem controlo e vemos os transportes publicos cheios. Em Portugal festejamos o confinamento como uma grande vitória, pois eu vejo o confinamento como o destruir do trabalho e por conseguinte da qualidade de vida futura. Os verdadeiros efeitos destas decisões só serao constatados daqui a uns anos quando as benesses da UE acabarem.
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 18.09.2020 às 17:27

Vamos lá a ver uma coisa: primeiro não se sabe do que morreram esses 4,000 ( de diferença) mas assumindo que a maioria morreu por falta de cuidados médicos isso é também devido ao vírus porque os recursos do SNS não são ilimitados.

E é impossível saber, mas eu faço uma ideia do caos que seria se tudo continuasse igual e a Covid fosse tratada apenas como mais uma doença - aí sim deixava de haver recursos e morriam muitos mais, quer com Covid, quer com outras doenças
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.09.2020 às 23:30

Está visto que o Schmeichel é anti tudo e mais alguma coisa!
Sem imagem de perfil

De Cenas Talvez a 18.09.2020 às 12:59

Palhinha infetado ... estava juntamente com a equipa no Algarve .... "!##$"#$&#&$&

Lá se vai a UEFA!
Sem imagem de perfil

De Cenas Talvez a 18.09.2020 às 13:06

Já saiu comunicado no Voleibol, Gersinho positivo.

"O Sporting Clube de Portugal informa que optou por suspender a actividade da equipa sénior masculina de voleibol desde o dia 15 de Setembro, altura em que foi detectado o primeiro caso de infecção por COVID-19."
Sem imagem de perfil

De João Gil a 18.09.2020 às 15:02

Palhinha, que está no Algarve com os que testaram negativo, acaba de restar positivo. A ida para o Algarve valeu zero. Isto reforça o acerto da decisão de cancelamento do jogo da 1 jornada. Não é por terem testado negativo que a hipótese de infecção pode ser excluída.
O que provavelmente vai acontecer a todos os que foram para o Algarve é acabarem sujeitos pela autoridade de saúde à quarentena de 14 dias.
O contágio vai atingir todos os atletas.
A liga até pode desejar muito que o jogo Sporting vs Gil Vicente de sábado aconteça, mas é certo e sabido que não se disputará.
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.09.2020 às 15:59

O caro faz juízo muito facilmente e sem conhecimento de causa.

Que informação tem para afirmar que "a ida para o Algarve valeu zero" ?

Especialmente desconhecendo quando e como o Palhinha foi contagiado.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 18.09.2020 às 18:05

Caro,
Eu faço o juízo ditado pela lógica do raciocínio simples. Alem do Palhinha há um outro elemento do staff que foi com a equipa para o Algarve que também testou positivo. O isolamento no Algarve não isolou ninguém do contágio com o vírus. A equipa que foi para o Algarve arrisca a quarentena total. Aguarde, se não confia na lógica.
Eu não tenho dúvidas que isto desportivamente pode ser péssimo para o Sporting. Não é essa a questão, como calcula.
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.09.2020 às 18:28

Ninguém refuta que isto é péssimo para o Sporting. É por de mais evidente.

A minha referência foi à sua afirmação sem conhecimento de causa, assente unicamente na SUA lógica. Vale o que vale.

Se vamos recorrer a lógica, parece-me muito mais concludente que o Palhinha e o outro do staff não ficaram infectados nos dois dias que estão em Lagos.
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 18.09.2020 às 19:02

Será pessimo agora, mas daqui a bocado temos 50% do plantel imunizado
Sem imagem de perfil

De João Gil a 18.09.2020 às 19:49

Caro Rui Gomes, se me permite.
Se reler o que eu escrevi, concluirá que o que eu sugeri implicitamente foi que os jogadores que testaram positivo agora no Algarve já viriam infectados de Lisboa. Daí a inutilidade da fuga para o Algarve, já que a “bolha” criada pelo Sporting à volta da equipa não terá sido aparentemente eficaz. A lógica, que não é minha porque lógica é lógica, ditaria que há uma possibilidade real dos restantes elementos que viajaram estarem infectados, probabilidade essa que cresceu com o facto dos jogadores e staff que viajou para o Algarve continuarem expostos ao vírus, desta vez por contacto com elementos que partiram de Lisboa testados e negativos mas que agora se verifica estarem positivos. Foi por causa desta possibilidade que o jogo do Sporting foi adiado. O impacto pode, portanto, ser ainda maior. Até aqui, foi zero porque estamos no início da época desportiva.
Nesta altura a posição da liga, dos clubes e do mundo do futebol é:
Salvaguarda-se a competição (em detrimento da saúde pública).
Esta posição é obviamente contraditória com a lógica da ciência e das políticas adoptadas até aqui, em Portugal como noutros países, que foi de declarar a perigosidade enorme desta infecção e deste vírus e fechar tudo ao mais pequeno sinal de alarme.
Pois aí estão eles agora, os números em Portugal a começarem a ser antipáticos e em força.
Como não há risco zero, a decisão é de quem pode decidir...
Eu não sou contra que se dispute o jogo do Sporting. Pelo contrário. Mas pela lógica das autoridades, isso parece-me uma hipótese remota. Hoje ainda mais remota do que ontem, visto que a situação piorou em vez de melhorar. Ou as autoridades mudam a cartilha e os protocolos e o que era perigoso e mau para a saúde pública ontem, passa a ser tolerado e de risco mínimo e controlado hoje.
Se fosse o Dr Pimenta Machado a mandar, era de caras e havia jogo.
O impacto para a saúde de se jogar futebol é, nesta altura e enquanto não houver vacina, inversamente proporcional ao impacto para o futebol se prevalecer a proteção da saúde pública entendida como bem maior. Isto considerando que o melhor para a saúde pública é aquilo que acham as autoridades políticas e sanitárias portuguesas e não aquela que, em certa medida e a contrário, acharam os suecos quando implementaram a sua estratégia de combate a esta “pandemia”.
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.09.2020 às 23:32

Não tive oportunidade para lhe responder mais cedo, mas também não o vou fazer agora.

Isto é tudo muito subjectivo e as opiniões diferem, pelo menos sobre algumas questões. Os nossos argumentos não vão alterar seja o que for.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 19.09.2020 às 00:13

Com certeza. Estou de acordo consigo. É um tema que interessa e dado a muitas considerações.
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.09.2020 às 00:54

Tenha uma boa noite.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo