Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O jogador é ele e suas circunstâncias

Leão do Norte, em 14.04.24

O filósofo José Ortega y Gasset disse "Eu sou eu e minha circunstância".

A realidade desportiva dos jogadores de futebol também está relacionada com o jogador em si e as circunstâncias que o rodeiam. Na actual equipa principal do Sporting CP os jogadores Francisco Trincão e Eduardo Quaresma personificam essa realidade.

Screenshot (1618).png

Francisco Trincão atravessou períodos bastante complicados no Sporting. Dotado de um talento deveras excepcional, não conseguiu que esses seus vincados dotes se traduzissem no desejável rendimento desportivo, originando impaciência e insatisfação na maioria dos adeptos, que acabaram por o centralizar como um "objecto" de crítica preferencial. Vítima de dilatados bloqueios, essencialmente de ordem emocional, Trincão foi-se "afundando" na produção desportiva.

Um conjunto de circunstâncias, como a grande crença do treinador, as lesões e desgaste de colegas de equipa, o próprio rendimento desportivo da equipa, reforçaram a confiança de Trincão em si mesmo, transformando-o no jogador que, actualmente, explana em campo toda a sua qualidade, é vincadamente determinante para a produção global da equipa e é um dos preferidos para os adeptos. Até o regresso à Selecção Nacional conseguiu.

Screenshot (1619).png

Eduardo Quaresma passou de uma grande esperança da formação a um jogador imaturo, instável e sem qualidade para poder integrar o plantel da principal equipa do Sporting CP. Os insucessos verificados nos sucessivos empréstimos vieram agravar essa realidade.

Perante a deprimente desilusão de afastamento em definitivo do Sporting CP, uma feliz circunstância, traduzida numa inesperada chamada à titularidade num jogo de exigência máxima, transformou toda a sua realidade. Uma excelente exibição devolveu a confiança ao Eduardo Quaresma e aos adeptos nas suas qualidades, sendo, actualmente, um jogador completamente integrado na rotação funcional da equipa, com prestações desportivas positivas e uma esperança para os adeptos. As suas circunstâncias mudaram, e mudaram-no, completamente.

Sem pretender generalizar, estes dois exemplos revelam como a realidade do futebol não se expressa a simples "preto" e "branco", nem numa estanque avaliação de bons e maus. A prestação dos jogadores é de tal forma influenciada pelas circunstâncias que os rodeiam que a avaliação deles efectuada nunca pode ser um resultado final.

Convém que os adeptos do Sporting atentem nesta realidade. Até porque eles influenciam muitas dessas circunstâncias.

publicado às 03:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


17 comentários

Sem imagem de perfil

De LeãoSempre a 14.04.2024 às 09:09

Que me perdoe o amigo mas essa frase que cita não é do Krishnamurti?
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.04.2024 às 11:43

Leão Sempre,
A frase que cito sempre foi atribuída a Ortega y Gasset.
Como pensador Ortega y Gasset proferiu inúmeras frases que objectivam pensamentos, mas esta é sem dúvida a que mais o identifica.
Krishnamurti, filósofo indiano e um pensador ligado aos temas da psicologia humana, proferiu frases nessa área, mas não esta.
Sem imagem de perfil

De De Perry a 14.04.2024 às 09:13

Caro Leão do Norte tudo entronca no treinador, no ele acreditar nos jogadores e lhes dar a confiança necessária os pondo a jogar não são os adeptos de bancada. No meu tempo tínhamos um grupo de amigos que discutimos o valor de Jordão e Manuel Fernandes, havia uns que não gostavam do capitão, no entanto isso não impediu nada de ele fazer uma grande carreira. O que o Leão do Norte deve estar preocupado é com a possibilidade de saída do treinador porque isso se acontecer vai mexer com o sistema de jogo e com a cabeça dos jogadores. Imaginemos que vem um JJ desta vida e o JJ é um grande treinador, jogador que jogue mal e não cumpra o guião, não calça mais que é o que aconteceu com o Palhinha que é o jogador que é ou com o Bernardo Silva enfim o treinador após Amorim tem que ser muito bem escolhido pela Direção, porque para continuarmos com esta estrutura competitiva de aposta em jovens jogadores e modelo de jogo, não podemos errar na escolha do treinador, com pena de as trevas voltarem durante mais umas dezenas de anos
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.04.2024 às 12:15

De Perry,
O treinador é uma das circunstâncias que o texto procura salientar. Mas não é a única, nem uniforme.
Se analisarmos a fundo os dois exemplos apresentados, verificamos que a "circunstância treinador" não teve o mesmo grau de importância para os dois jogadores.
Não adianta nada estar preocupado com a saída do treinador. O que tiver de acontecer acontecerá e tenho plena confiança que quem dirige o Sporting tomará as melhores decisões.
Sem imagem de perfil

De Manuel a 14.04.2024 às 10:41

Juntava uma coisa. Inteligência. Jogadores (pessoas) inteligentes conseguem ultrapassar mais facilmente as circunstâncias prejudiciais. E as vezes, verifica-se o acordar dessa inteligência. Finalmente percebeu, depois de bater com a cabeça várias vezes. Quaresma é um exemplo disso.
Saudações Leoninas
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.04.2024 às 12:20

Manuel,
Sem dúvida que a inteligência, em qualquer área, é uma "arma" essencial.
Incluída no "eu", permite modificar a realidade das circunstâncias.
Saudações Leoninas
Sem imagem de perfil

De RCL a 14.04.2024 às 12:47

O futebol é o momento, umas coisas que saem bem outras não. Ontem João Félix, vindo do Banco , deu a vitória ao Barcelona com um golo de bicicleta.
Martinez afinal tem razão: orapaz até faz golos de bicicleta
Aprende Pote [LOL
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.04.2024 às 15:05

RCL,
O momento são as circunstâncias e é importante que os adeptos tenham em mente essa realidade antes de sentenciarem os jogadores.
O Sporting já "desperdiçou" jogadores por essas avaliações precipitadas.
Sem imagem de perfil

De RCL a 14.04.2024 às 17:45

Infelizmente , e não foram poucos.
Se não fosse Amorim, Trincão e Bragança iam de vela e não falo de Esgaio e de Paulinho.
Trincão e Bragança em boa hora surgiram do nada e foram decisivos neste terço final do campeonato.

Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.04.2024 às 18:23

A insatisfação e precipitação dis adeptos é compreensível.
O problema foi, durante muitos anos, os dirigentes deixarem-se levar por esse comportamento dos adeptos.
Sem imagem de perfil

De AHR a 14.04.2024 às 15:15

Concordo que o Trincão apresenta melhorias que o aproximam do valor que a sua contratação prometia. No entanto, estas melhorias, por enquanto, apenas se têm revelado com equipas de menor nomeada. Relembro que tinha sido o melhor jogador em campo no jogo imediatamente anterior ao jogo da taça contra o Benfica. Nesse jogo já não tivemos o mesmo Trincão. Poderia ter sido um acaso, mas não. Teve mais uma oportunidade no segundo jogo contra o Benfica, e mais uma vez fez uma exibição apagada. Regressado aos jogos com equipas de segundo plano, voltou às grandes exibições.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.04.2024 às 16:26

AHR,
Não cheio que o Trincão seja jogador apenas para jogos com equipas de segundo plano. Temos de perceber que esses dois contra o Benfica tiveram características muito específicas. E mesmo assim não considero que o Trincão tenha estado mal.
Na época passada até se evidenciou num jogo contra o Benfica.
Mas o importante é entendermos a realidade dos jogadores e não os sentenciar prematuramente.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 14.04.2024 às 15:37

Amigo Leão do Norte

No âmbito do futebol, os factores de natureza técnica, física, táctica e psicológica contribuem para a expressão do comportamento desportivo dos jogadores. A realidade competitiva é complexa e Trincão e Quaresma, cada um à sua maneira, revelam isso mesmo. Felizmente, Rúben Amorim é um treinador conhecedor dessa complexidade e atento ao desempenho individual nos treinos. Por alguma razão, embora de maneira diferente, não desistiu destes dois jogadores que por essa razão acabaram por exprimir em campo as suas qualidades profissionais. Ambos são de grande utilidade e importância nesta fase crucial da época.

Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.04.2024 às 16:35

Amigo Leão Zargo,
Nunca será fácil ao adepto entender, e aceitar, as circunstâncias que rodeiam um jogador de futebol. Essa capacidade tem de ser pedida ao treinador.
Mas nem todos o conseguem e isso muito os diferencia. Felizmente temos um treinador com elevada capacidade para o fazer.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.04.2024 às 20:19

Amigo Leão do Norte

A questão que aborda é pertinente e deve levar-nos a reflectir. Fico perplexo quando vejo pessoas que como eu, no que diz respeito ao futebol, apenas veem a superfície, embora falem como conhecedores credenciados, nomeadamente na avaliação de jogadores.

Par além dos jogadores que refere, como exemplo, poderia acrescentar muitos outros que foram aqui desvalorizados e que hoje estão a mostrar o seu valor em função de determinadas circunstâncias.

Os opinadores que manifestam críticas sem conhecimento de causa e sem fundamento, vão continuar a fazê-lo. Faz parte da sua natureza. E por mais que a realidade os desminta, vão continuar no mesmo registo, o que me não me preocupa, porque essas vozes não chegam aos centros de decisão.

Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.04.2024 às 21:45

Amigo Nação Valente,

Felizmente que essas vozes não chegam aos centros de decisão. Mas tempos houve em que não foi assim.
Até nisto o Sporting está diferente. Para melhor.
Sem imagem de perfil

De Carlos Barros a 14.04.2024 às 22:58

Outra perspectiva sobre o Trincão:

Quantos jogadores tiveram "a grande crença do treinador" (leia-se paciência e tempo) para que os seus "vincados dotes se traduzissem no desejável rendimento desportivos"?

Por muito bem que esteja a jogar (não esqueçamos que nos jogos com o benfica esteve apagado) considero inaceitável que um jogador tenha tido tamanho privilégio.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo