Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O lado negro do futebol

Rui Gomes, em 12.06.16

 

2U2OZP8M.jpg

Cenas vergonhosas provocadas por arruaceiros idiotas

que se passam por adeptos de futebol

 

 

Em comunicado, o Comité Executivo da UEFA garante já ter avisado as federações de futebol dos dois países que, independentemente das conclusões dos inquéritos abertos aos incidentes, não hesitará em tomar medidas adicionais.

 

"Não hesitaremos em impor sanções adicionais à Federação Inglesa de Futebol (FA) e à União Russa de Futebol (RFU), incluindo a possível desqualificação das duas selecções do Euro2016, caso se verifiquem novos caso de violência", refere o comunicado.

 

O Comité Executivo agradece às forças de segurança francesas "todos os esforços que têm desenvolvido para garantir a segurança no torneio, algumas vezes em circunstâncias difíceis".

 

Depois de três dias de violência na zona do porto velho de Marselha, os incidentes alastraram-se no sábado, às imediações e ao interior do estádio Velodrome, palco do jogo entre ingleses e russos (1-1), da ronda inaugural do Grupo B, que já levou a UEFA a abrir um procedimento disciplinar contra a Federação Russa de Futebol.

 

Os adeptos russos vão ser investigados por "provocação de distúrbios, comportamento racista e uso de material pirotécnico" pelo Comité de Ética e Disciplina do organismo regulador do futebol europeu, que decidirá eventuais sanções durante uma reunião marcada para terça-feira.

 

A UEFA já tinha condenado veementemente os episódios de violência e esclarecido que só poderia actuar no perímetro dos recintos do Euro2016.

 

Durante a tarde de sábado, os tumultos na zona do porto velho provocaram 19 feridos, entre os quais um inglês em estado grave, enquanto já perto do estádio a polícia recorreu a gás lacrimogéneo e a um canhão de água para dispersar os adeptos.

 

publicado às 16:02

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


9 comentários

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 12.06.2016 às 16:30

O futebol actual enfrenta grandes desafios e a violência entre adeptos é um dos mais complexos. É uma violência teorizada, organizada e planeada que não decorre da paixão e da emoção do jogo, mas da incorporação de valores de identidade exacerbados e estereotipados que predispõem para o confronto violento.
Sem imagem de perfil

De m1950 a 12.06.2016 às 16:47

Não é o lado negro do futebol pois isto não é futebol sequer.

São indivíduos que nem sequer estão lá para ver os jogos mas sim para provocar distúrbios e andar à batatada. Provavelmente a luta foi inclusivamente combinada pelos ultras das 2 facções, sendo que os franceses metidos ao barulho não são propriamente santinhos.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 12.06.2016 às 17:34

De acordo, m1950. O problema é de carácter social e cultural, o futebol aparece nesta equação essencialmente pela sua dimensão mediática.
Sem imagem de perfil

De J.Pinto a 12.06.2016 às 17:39

Terroristas radicais ocidentais ?
Sem imagem de perfil

De auim a 12.06.2016 às 18:24

segundo a entrevista do lfv ao record o nosso treinador gabava-se em jantares que o benfica iria ficar a mais de 20 pontos e que o perigo estava no fcp.

nunca mais ganhamos tento na língua e depois a motivação deles sobe e os resultados foram os que se sabem
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.06.2016 às 18:41

O que é que este seu comentário tem a ver com post ?... Evite estas palermices para não ser apagado.
Sem imagem de perfil

De Mike Portugal a 12.06.2016 às 19:08

Eu que não sou nada de extremismos mas neste assunto especifico sou a favor.
Por mim era ir para o sítio onde a pancadaria se está a realizar e passar 2 ou 3 metralhadoras por eles. Sem piedade !!!
Sem imagem de perfil

De Ricardo Rodrigues a 13.06.2016 às 11:12

Boas,

para "nós", simples mortais e adeptos pacatos é difícil perceber este tipo de comportamentos, no entanto à uns anos atrás vi uma reportagem acerca do Hooliganismo Inglês, em que referiam a psicologia por trás desse comportamento e o que estava a ser feito em termos sociais para o eliminar. As medidas tiveram sucesso tendo em conta que na Premiere League os episódios de violência são agora pontuais e de muito reduzida dimensão o que contrasta com as batalhas campais que se viam à uns anos atrás.

Naquela altura o que mais despertava os "estudiosos da coisa" é que o fenómeno, no seu núcleo duro, era composto por pessoas insuspeitas, nomeadamente, banqueiros, trabalhadores da finança, empresários, etc... com elevado estatuto social e económico. Algo que acontecia com frequência era também ver que os "núcleos" dos vários grupos, no dia a dia, se davam extremamente bem, confratenizando entre eles em bares, jantares e alguns até partilhavam escritórios, sendo apenas "inimigos" nas ruas e em dias de jogo.
Alguns casos mais raros, mas que estavam em crescimento, mostravam que havia alguns "hooligans" que participavam em mais de um grupo, o que evidenciou que havia algo mais do que a "defesa" das cores clubísticas.

Quando os “hooligans” foram identificados após um intenso trabalho policial, a primeira medida foi impedi-los de ir assistir aos jogos, mas cedo se percebeu que essa medida não era suficiente pois os problemas continuaram... em suma, os jogos eram apenas "a desculpa" para um fenómeno maior que era urgente identificar.

Após vários estudos psicológicos feitos aos “hooligans”, notou-se que era essencialmente uma necessidade “animal” que motivava os actos. Ou seja, o homem é um “animal” competitivo que precisa evidenciar o seu “machismo” e isso faz-se em confronto com indivíduos da sua espécie. No dia-a-dia essas necessidades são suprimidas por códigos de comportamento que entretanto foram estabelecidos, no entanto o consumo de álcool e algumas drogas recreativas faz “desaparecer” os inibidores sociais e os comportamentos “animais” vêm ao de cima.

Profissões sedentárias, sem envolvência de esforço físico, altamente stressantes e muito pouco competitivas a juntar a uma integração familiar estável, por muito que possa parecer socialmente “perfeito”, esta era a raiz do hooliganismo em Inglaterra.
O que foi feito? Com muito esforço das autoridades foi feito um combate em várias frentes: 1) afastamento de álcool e drogas do locais próximos dos recintos desportivos; 2) penalizações sociais, ou seja, foram divulgados na imprensa nomes, fotos, entidades empregadoras e outros dados dos participantes, o que fez com que com os inibidores sociais se evidenciassem pois havia o receio dos participantes pela perca de emprego, perca de clientes, vergonha familiar, etc…, 3) num trabalho social, foram sendo implementados na sociedade hábitos de “distresse” e alternativas para o esgotamento físico nomeadamente com a disseminação de ginásios; 4) a forma de trabalho foi sendo alterada, existindo agora em quase todos os sectores uma forte competitividade o que é também bom para as empresas.

Agora se formos a ver os elementos que compuseram os problemas em França vemos dois traços essenciais:
1) Os Ingleses são essencialmente “hooligans” de 40/50 anos que vêm dos tempos do “hooliganismo Inglês”. Ao serem afastados dos seus ambientes familiares “perdem” a tal inibição social pois estão num pais diferente onde ninguém os conhece. Com o acesso facilitado a álcool em grandes quantidades o “velho” instinto animal vem ao de cima.
2) Russos e outros da ex-URSS. Trabalho com muitos elementos das várias comunidades da ex-URSS e sei que têm uma “mentalidade” muito diferente e na maioria dos aspectos costumo dizer que eles são como nós (ocidentais) eramos à 30/40 anos atrás. Ora, se formos a ver desta forma, então não nos surpreende que o “hooliganismo” organizado esteja agora a evidenciar-se nos países da ex-URSS, algo que ainda não se tinha feito notar em grande escala.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Rodrigues a 13.06.2016 às 11:25

Ontem a “France Press” divulgou um artigo que foi difundido pela restante CS internacional em que mostravam “surpresa” por verem que o típico “Hooligan Russo” era alguém socialmente estável e até davam o exemplo: Vladimir é natural de Moscovo, tem 30 anos, esposa e duas filhas. Na sua cidade-natal, este cidadão é responsável pelo departamento de relações públicas de uma empresa, mas, em Marselha, transfigurou-se.”Os ingleses sempre disseram que são os únicos hooligans. Nós viemos para demonstrar que os ingleses são umas meninas”, começou por dizer, passando para o relato da sua participação nos conflitos.
“Vi as principais lutas e, em certo ponto, participei nelas. Lutei contra homens tatuados de 40 a 50 anos. Viemos para isso. No dia do jogo, todos os russos apanharam o avião, chegaram cerca de 150 homens”, revela.
Vladimir conta, ainda, como os hooligans russos lutam “com honra”: “Nunca usamos armas improvisadas, apenas os punhos”, diz, enquanto que “os ingleses usam cadeiras e garrafas”.
“Fazemos isso pelo desporto, perder contra eles é perder a nossa honra”, remata.


Para mim esta “conclusão” não é surpresa dado o que já evidenciei anteriormente e honestamente as ameaças da UEFA irão certamente cair em saco roto. Infelizmente antevejo que os distúrbios irão continuar, sendo de menor escala à 2ª jornada e “o fim do mundo” à 3º em especial se a Rússia não tiver hipóteses de passagem.

Fortes Rugidos
RR

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo