Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"O lugar dos amantes"(1)

Naçao Valente, em 14.12.20

1024.jpg

(1) Expressão do título, "roubada" ao Leão do Norte.

(...) Quando se apaixona um apaixonam-se (quase) todos”... escreveu o Leão do Norte, a propósito da relação dos adeptos com o treinador Rúben Amorim. Concordando com a sua análise, quero, um pouco por antítese, sublinhar o quase.

Mas antes de dar mais corpo a esse sublinhado, quero fazer um pouco de história, porque a memória é muito curta. Quando o presidente Varandas foi buscar Amorim, o Sporting estava a bater no fundo, no que diz respeito ao estado do futebol profissional, De treinador em treinador, de plantel em plantel, de contestação em contestação, e afins, não se via uma luzinha sequer, mesmo ténue, ao fundo do túnel. O espaço de manobra da Direcção estava a encurtar, mesmo entre os mais pacientes.

A contratação de Amorim teve de imediato a crítica acrítica dos contestatários habituais. Nada que não fosse esperado. Mas mesmo os mais moderados, criticavam o elevado preço pago para o trazer para o Sporting. E alegavam que era muito dinheiro por um técnico pouco experiente e sem as devidas qualificações. Tive oportunidade de escrever, na altura, que a contratação de Amorim era arriscada, mas de risco calculado. Tinha mostrado, no pouco tempo que treinou o Braga, que estava ali em potência um grande técnico. E ou se contratava pelo valor exigido ou se perdia, como aconteceu com outros.

Hoje, comprova-se, que depois de um leque de erros, Varandas estava certo. Amorim está a fazer uma revolução no Sporting, ousando promover jovens quase desconhecidos, e que já se valorizaram. Além disso, estou certo que teve “dedo” nas contratações cirúrgicas que reforçaram o actual plantel. Estou até convicto que aquando da sua contratação, Amorim aceitou-a, perante condições previamente acordadas. Por outro lado, aplicou a receita que sempre defendi como fundamental. E independentemente do resultado final, é uma aposta ganha, embora esteja um pouco preocupado com o excesso de euforia que por aí campeia. Temos de ter a consciência, que neste momento, somos a melhor equipa, mas não temos o melhor plantel.

Ainda bem que Amorim conseguiu dar início ao processo de unir a nação sportinguista com excepção dos tais “quase”. Os “quase”, para além das bases brunistas em negação para a eternidade, é composta por gentalha que tem abertas as portas da Comunicação Social. Aproveitando a base de cultores da personalidade, continuam com um objectivo: tomar conta do Sporting. Esses “quase” não apreciam Amorim. Está a estragar-lhes os planos.

Quero falar de um  “quase”  em particular, mas que simboliza todos os outros. Refiro-me ao treinador Augusto Inácio. Numa recém-entrevista, onde se assumiu como candidato à presidência do Sporting CP, aproveitou por criticar Varandas, a propósito deste ter dito, durante a campanha eleitoral, que revelaria informações sobre um jogo com o Benfica que contribuiu para a perda de campeonato. Esta crítica não é nova, é uma espécie de cartilha que circula por aí, à falta de outro argumento contestatário.

Ora a minha questão é: que poderia saber Frederico Varandas, um simples médico, que não soubessem membros da Direcção demitida, incluindo o próprio Augusto Inácio. E se assim era, porque nunca apresentaram a suposta “bomba” durante três anos? Porque vão repescar agora essa afirmação, que foi dita em contexto eleitoral, e que não me lembro de ser utilizada antes? A minha primeira conclusão é simples. Estão a sentir fugir-lhes o chão debaixo dos pés. A outra conclusão é que se estão lixando para o Sporting CP.

Termino com um muito simples conselho: se gostam do Sporting, deixem de ser “quase” apaixonados, e juntem-se de corpo e alma ao Clube, porque todos somos necessários. É esse o lugar dos amantes. Quando houver eleições apareçam com as suas propostas, e até com as habituais lavandarias de “roupa suja”. Faz parte. Mas até lá, não levem os adeptos a duvidar que sejam sportinguistas. É pouco inteligente.

publicado às 04:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


49 comentários

Sem imagem de perfil

De João Tavares a 14.12.2020 às 09:09

Esses "quase" são ruidosos mas têm cada vez menos expressão. Como diz e bdm, estão a sentir o chão fugir-lhes, portanto tentam desesperadamente descredibilizar tudo relacionado com o atual Sporting - então o alucinado tem andado num desvario absurdo de publicações insultuosas que só servem para alimentarem outros parcos alucinados.
Quanto ao inácio, esse só se preocupa com 1 só coisa, que é consigo mesmo, nada mais.
Como digo, são ruidosos, mas cada vez com menos expressão.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.12.2020 às 13:19

Obrigado pelo contributo. Também considero que são muito ruidosos, mas uma minoria. As circunstâncias também não os favorecem. Quanto a Inácio que não tem tido muito êxito na sua profissão, procura outra via, a do dirigismo.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 14.12.2020 às 09:18

As críticas na altura tinham toda a razão de ser e foram legítimas. Foi um preço muito elevado para alguém sem provas dadas. Isso não significa que ele não venha a mostrar que vale esse preço. Se no fim do campeonato terminarmos em 1º ou 2º, então ele está "pago", senão, terá que justificar o preço na época seguinte.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.12.2020 às 13:24

Mike,
Amorim já tinha mostrado no Braga, como Mourinho demonstrou no Leiria, que era acima da média. O que fez em pouco tempo, não foi mero acaso. E como escrevi não veio para o Sporting para ser mais um. A continuar no mesmo caminho, o Sporting não o segurará por muito tempo.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 14.12.2020 às 13:49

NV,

Atenção que o Mourinho fez uma época inteira no Leiria.
Amorim tinha 6 jogos pelo Braga. Bem diferente.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.12.2020 às 15:07

E antes de ir para o Leiria fez meia dúzia de jogos no Benfica. O processo será diferente, mas a qualidade já estava visível. Ou então sou eu que vejo o que outros não veem, modestamente sem qualquer sentido de superioridade.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 14.12.2020 às 15:17

NV,

Não é uma questão de ver qualidade ou deixar de ver. É só uma questão de consistência de resultados. Se alguém mostra consistência numa equipa então é mais provavel que mantenha essa consistência noutra equipa (no mundo do futebol isto nem sempre é verdade).

O que digo é que em 6 jogos não dá para retirar uma estatística de consistência porque é uma amostragem muito pequena.

Outra coisa, temos que perceber porque é que não se viu qualidade em Ruben Amorim antes dele ir para o Braga e como é que o Salvador conseguiu ver essa qualidade. Isto era muito importante perceber.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2020 às 16:32

Mike,

Em minha opinião a aposta em Rúben Amorim, apesar de encerrar algum risco, também apresentava alguma sustentação.
E não vou falar na percepção de sucesso que o estilo e forma de jogar das suas equipas e o seu discurso deixavam antever.

Falo de alguns dados que, apesar de não serem estaticamente significativos, já permitiam uma avaliação com o mínimo de consistência.
Ele orientou o Braga em 13 jogos , número que considero escasso, mas nesses 13 jogos venceu o Porto e o Benfica nos seus estádios, venceu duas vezes o Sporting em Braga e conquistou a taça da liga frente ao Porto. Convenhamos que são dados relevantes e há muitos treinadores que, em várias épocas, não se podem orgulhar de ter esse curruiculum, mesmo treinando o Braga.

Em relação ao facto de não se ter visto qualidade em Ruben Amorim antes dele ir para o Braga, não foi bem assim.
Ele estava, e ainda está, a iniciar a carreira quando foi para o Braga, mas nos "meandros" do futebol o Rúben Amorim era um nome que, mesmo ainda quando era jogador, já era comentado como tendo potencialidades e qualidades para vir a ser um treinador com sucesso, especialmente pela sua personalidade e qualidades de liderança. Claro que eram apenas sinais, mas o Salvador apostou nele, via equipa B, e pelo que foi divulgado na altura ficou tão agradado com a aposta que, na primeira oportunidade, promoveu-o à equipa principal.

Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.12.2020 às 16:33

Peço desculpa, mas um erro no Sapo não permitiu a minha identificação.

Leão do Norte
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2020 às 16:33

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 14.12.2020 às 16:41

Leão do Norte,

Fica a boa observação. Eu não sou conhecedor dos meandros do futebol.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.12.2020 às 22:32

Mike,

Não me considero, nem o quero ser, um grande conhecedor dos meandros do futebol, mas convém sempre saber algo, até para não ser apanhado pela surpresa que muitas situações motivam.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.12.2020 às 22:49

Sem dúvida!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.12.2020 às 15:34

Mike, ele, o Rúben Amorim, não tem que justificar preço algum. Apenas tem que ser um profissional digno, como esperamos que seja.
Há umas semanas, o João Gobern disse, em tom de afirmação, que o Rúben Amorim é o próximo treinador do nosso rival.
Varandas foi excelente em contratá-lo e não tinha outra hipótese que não fosse "bater" a cláusula de rescisão. Agora, só tem que estabelecer nova cláusula para a hipótese que, convenhamos, se reveste de lógica, de o rival o querer levar.
É que o JJ, que emburricou com aquele bambúrrio de sorte que foi a taça libertadores, já não vai a lado nenhum. Finou-se, caput, aninhou de vez.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.12.2020 às 16:02

Se insistir em não se identificar, não voltará a ser publicado.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 14.12.2020 às 09:40

Na verdade, caro Nação Valente, esses “quase” que refere andam por aí a pairar há espera que as coisas corram mal para a nossa equipa no terreno de jogo. Trata-se de um Grupo com bastantes associados, e o número é variável. É o “Grupo dos Adeptos do Salvador” (é o GAS), que por aí pairam à espera de uma palavra ou de um simples gesto do dito cujo, o Salvador.
Já foram “Vascos” no tempo em que o “Salvador” punha e dispunha, agora são os “Quase” até um dia destes em que se transformarão noutra coisa qualquer de acordo com as circunstâncias.

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.12.2020 às 13:30

Os tais GAS, como lhes chama, caro Leão Zargo, assentam a sua acção nas circunstâncias. Depois de um período inicial na expectativa ganharam confiança com a última má época. Agora estão num período de negação, à espera que surja outra oportunidade. Quer queiramos quer não, está dependente dos resultados desportivos.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 14.12.2020 às 11:28

Durante 5 anos foi possível ser-se sportinguista e ser-se contra o presidente..... passados dois anos essa situação já não é possível, e passados 2 anos os mesmos estatutos que permitiram a marcação de uma AG já não servem.... Agora a justa causa é definida pela PMAG e não pelos sócios tal como definido nos estatutos. No fundo hoje o Sporting tornou-se uma associação dos estatutos do Rogério Alves.
A realidade dos factos dizem-nos que o orçamento foi rejeitado pelos sócios do Sporting.....ouvimos alguma coisa da direcção sobre este assunto? ouvimos alguma preocupação da direcção sobre a opinião dos sócios e o que estes pretendem para o clube? Não..... o que ouvimos é que estes sócios não representam..... basicamente rasgam o direito estatutário de critica, e deturpam a realidade dos factos que nos diz que em nenhuma votação o Varandas representou a maioria dos sportinguistas, logo torna-se caricato ler que numa votação ao orçamento não estivessem representados a maioria dos sportinguistas, mas nas eleições gerais já não importa se o Varandas representa ou não a maioria.... é neste tipo de coisa que vemos a hipocrisia reinante.

Relativamente ao Ruben Amorim tem sido o grande obreiro desta época, mudou radicalmente a politica de contratações do clube, apostou na formação que o presidente desdenhou, e trouxe aos sportinguistas pelo menos gosto em ver um jogo do Sporting, coisa que já não sentia há pelo menos uns 4 anos.

Dito isto, já toda a gente percebeu que não vai haver eleições antecipadas.... mas alerto que existem muitos sportinguistas que sentem que a direcção os desconsiderou nos seus direitos, o que faz com que se sintam excluídos do Sporting, relembro que o Sporting é um clube com milhares de associados e nunca haverá unanimidade, mas existe uma coisa que nos une, que é o jogo jogado..... e como se viu no ultimo jogo com a manifestação das claques expulsas pelo Varandas, afinal mesmo sem subsídios as claques lá estiveram a apoiar, contrariando mais uma vez os mitos promovidos por uma direcção que não tem pejo em dividir para reinar.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.12.2020 às 13:33

Caro amigo , aparte de nao haver agora razao para se pensar em eleiçoes antecipadas e caso a equipa continue em alta e segure um dos lugares da champion e se nao aparecer uma candidatura que convença, o melhor é o Varandas continuar o seu trabalho com novo mandato.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 14.12.2020 às 14:46

Caro Julius,

Que eu saiba o que esteve em causa foi um pedido de AG.... se haveria ou não eleições era decidido pelos sócios em AG, tal e qual aconteceu com Godinnho e com o BdC..... estamos a falar de estatutos e não a opinião de cada um sobre se deveria ou não haver eleições. Se não forem os estatutos a determinarem, então o Sporting já não é dos sócios.

A minha opinião é que hoje existem poucas condições para haver eleições antecipadas porque já passámos mais de metade do mandato..... eu não defendo eleições porque perdemos um jogo ou ficámos em 4º lugar, eu aceito os maus resultados se houve uma politica que eu concorde por detrás.....
Agora o que eu não aceito é observar que a nossa direcção tem uma estratégia para calar sócios como eu, praticando purgas e divisionismo, não fui eu que me exclui do processo democrático, foi o Rogério Alves que impediu os sócios de democraticamente serem ouvidos.

Não houve uma única votação com maioria do Varandas..... estranho como não se tem discutido o facto de ainda não termos o orçamento aprovado..... o que vem demonstrar mais uma vez que não se consegue governar um clube sem respeitar a maioria dos associados.
Sem imagem de perfil

De João F. a 14.12.2020 às 15:37

Pois, organizarem-se 5 AGs no espaço de 22 dias e em plena pandemia era uma decisão muito inteligente!...
Se não estão contentes, porque é que não recorrem das decisões tomadas pela MAG, para os tribunais? Cheira-me, que não estão assim tão convictos das suas exigências...ou estarei enganado?

Haja paciência para continuar aturar a estupidez dos carneirotes.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 14.12.2020 às 15:54

Mas há duvidas que vai acabar em tribunal?
Sem imagem de perfil

De João F. a 14.12.2020 às 17:44

Ainda estou para ver. Outras AGs antes destas também foram negadas e não vi nenhum processo no tribunal. Pode ser que os carneirotes consigam ganhar um recurso, porque até aqui todas as decisões dos tribunais nunca lhes foram favoráveis.E foram cerca de 20...
Sem imagem de perfil

De RASR a 14.12.2020 às 17:33

Caro Schmeichel, como pode afirmar que quem tem de avaliar a justa causa para a legitimidade da realização da AG é o sócio??? Como é que faz isso??? Os sócios vão à AG votar que não havia justa causa para convocar a referida AG?!?!?!? Um tanto estranho...

Mas, ultrapassando isso, a justa causa deve ser observada, aferida, avaliada objectivamente. Não é o resultado de um estado de espírito ou de motivações singulares, pelo que devem ser aferidas por quem tenha competência para tal. E a competência é a jurídica, de órgão competente, não pelo "normal" sócio. A não ser que encontre nalgum lado que o PMAG extravasou as suas competências ao avaliar a justa causa apurada pelo requerimento de convocação de AG, é normal que avalie as mesmas, caso contrário, estaríamos em AG's 50% do tempo dos mandatos, e que defira ou indefira a convocação das mesmas. Podem não concordar com a decisão do PMAG e recorrerem da mesma nos tribunais. Não se admirem que seja reconhecida razão à MAG e que é tudo um conluio.

Terminando, é deveras curioso que "ninguém" (dos que reclamam da decisão de RA) tenha enaltecido isto. Dentro das suas competências, mesmo estando a ser acusado de tudo e algo mais, RA remeteu o processo para o órgão de fiscalização para ver se alguma das acusações são fundadas e para se abrir consequente procedimento disciplinar. Ou seja, contra ele mesmo, o conspirador remete o processo para (possivelmente) ser sancionado. Que mundo louco, este hein
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 14.12.2020 às 18:42

Caro RASR,

Vejo-o desconhecedor dos estatutos do nosso clube.... coloco abaixo o artigo referente à marcação de AG e convido-o a explicar-me aonde está escrito que é o PMAG a definir a justa causa da AG.

"Artigo 51°
(Assembleia Geral comum extraordinária)

1 – Extraordinariamente, a Assembleia Geral comum reúne-se em qualquer data:
a) por iniciativa do Presidente da Mesa da Assembleia Geral;
b) a pedido do Conselho Diretivo ou do Conselho Fiscal e Disciplinar;
c) a requerimento de sócios efetivos, no pleno gozo dos seus direitos, com o mínimo de mil votos, desde que depositem na tesouraria do Clube a importância necessária para cobrir os gastos inerentes.
d) votar a revogação com justa causa do mandato dos titulares dos órgãos sociais, nos termos dos presentes estatutos.

2 – No caso da alínea c), a Assembleia não pode reunir sem a presença de sócios requerentes que detenham, pelo menos, setecentos e cinquenta votos.

3 – A Assembleia Geral que for convocada para deliberar sobre matérias que requeiram maioria qualificada funcionará nos termos previstos nos números 2 a 4 do artigo 47º."
Sem imagem de perfil

De João F. a 14.12.2020 às 19:17

"c) a requerimento de sócios efetivos, no pleno gozo dos seus direitos, com o mínimo de mil votos, desde que depositem na tesouraria do Clube a importância necessária para cobrir os gastos inerentes."

Admitindo que as 5 AGs seriam convocadas no espaço de 22 dias e se cada uma custasse 60 mil euros (aluguer do pavilhão no parque das Nações, policia, etc.etc) quem é que avançava com os 300 mil euros necessários?

Talvez um Ricci ou outro do género...Quem sabe! Ao ver-se a insistência dessa tralha, fica-se com as suspeitas que essa cambada é telecomandada por alguém que se resguarda atrás da porta e que vê tudo pelo buraco da fechadura, para ver o que se passa.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.12.2020 às 13:37

Rúben Amorim foi uma contratação de Varandas, aconselhado ou não. A recuperação da formação foi uma prioridade de Varandas. Se outros treinadores não a souberam aproveitar não é culpa sua.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 14.12.2020 às 15:00

Eu acho que provavelmente foi o melhor acto de gestão do Varandas, a aposta no Amorim..... porque o Amorim alterou tudo o que estava a ser feito pelo Varandas até esse momento.
Rejeito que a aposta recente na formação provém da estratégia do Varandas, porque nas duas épocas antes do Amorim não houve aposta na formação, e acrescento que o que está acontecer agora com o Amorim é que jogam os melhor independente da idade, veja-se o caso do Max ultrapassado pelo Adán ou o Quaresma e Inácio ultrapassados por Neto e Feddal ou o Matheus Nunes ultrapassado pelo João Mário. A aposta no Tiago Tomás ou Nuno Mendes resultam de não haver melhores, e assim é que tem de ser, apostar em qualidade e não em idades.
Sem imagem de perfil

De J. a 14.12.2020 às 18:19

A sério que não podes dizer e continuar a comentar aqui como se nada fosse?
Da formação ia apostar em quem?
Lembro que em 2018 na altura tinhamos nos sub-21 Max, Thierry Correia, M.Luis e o R.Leão.Nos sub-20 tinhamos o Diogo Brás, o Bernardo Sousa e poucos mais.
A qualidade ou já tinha saido de Alvalade ou era escassa...

O Quaresma, N.Mendes, Joelson, Tiago Tomás foram logo promovidos aos sub-23 com pouco mais de 17 anos, trabalhados num escalão acima e no ano seguinte fazem e fizeram parte do plantel principal da equipa do Sporting.

Isto é de uma desonestidade intelectual atroz...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.12.2020 às 18:30

"Desonestidade intelectual" é o estado natural desse pseudo-sportinguista!!!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 14.12.2020 às 18:58

J,

O Varandas teve 6 treinadores.... podem fazer os contorcionismos todos mas foi o Ruben Amorim a mudar a estratégia de aposta na formação.... todos os jogadores referidos foram aposta em 19/20 logo os varios treinadores dessa época andaram a jogar com Ilori, Doumbia, entre outros.... tiveram a hipótese de os colocar a jogar, mas foi o Amorim a apostar convictamente nesses jogadores.

Dizer que se aposta na formação contratando Jesé, Bolasie, Adan, Ilori, Rosier ou Sporar não digo ser desonesto.... eu digo pouco factual.
Sem imagem de perfil

De João F. a 14.12.2020 às 19:05

E contratação pelo brunalgas de mais de 70 jogadores desde março de 2013 até dezembro de 2016 é o quê?
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 14.12.2020 às 19:12

Comentário muito revelador este do Joao F..... quando os argumentos não dão jeito fala-se do ex presidente..... porque não analisar a aposta na formação do João Rocha? Ou do Visconde de Alvalade?
Sem imagem de perfil

De João F. a 14.12.2020 às 19:34

Vocês os brunistas, falaram durante anos sobre as gestões do passado, chamando-lhes gatunos e outros nomes, porque é que não se pode chamar a atenção sobre a gestão do teu pastor, quando não te calas de fazer o mesmo sobre a da actual direcção? Quando alguém vem com um comentário a dizer bem dalgum acto da actual direcção, quem é que aparece para contradizer? És tu! Estás sempre a pôr defeitos, mas não gostas que te lembrem a gestão desastrosa do teu adorado chefe.




Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 14.12.2020 às 21:30

Podes falar da gestão do BdC quando isso tiver com a discussão em causa.... se a discussão é perceber se a aposta na formação resulta da estratégia do Varandas ou do cunho do Ruben Amorim, acho que o BdC não é para aqui chamado. Isso se o objectivo for atingir a verdade na discussão.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 14.12.2020 às 12:20

O Inácio é um tipo com quem não vale a pena perder tempo.

Desde ter ido para o Porto, ser um dos mais hostis qd jogava com o Sporting, até aos Gazelas, Dramés e Cisses , Inácio é um oportunista sobrevalorizado por um titulo que ganhou no Sporting e que, olhando para a sua carreira no global, se percebe agora que foi um acidente de percurso.

Posso criticar Varandas se achar que merece, mas o que Inácio diz não tem o minimo de relevância para mim.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.12.2020 às 13:35

Tem razão Inácio é um oportunista. Apenas o refiro como exemplo do que é, neste momento, a oposição ressabiada. Melhor seria dedicar-se á sua profissão. O facto é que nem aí tem tido muito êxito.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 14.12.2020 às 13:13

Como dito por mim e por muitos sportinguistas, contratar um treinador é sempre, seja em circunstância for, uma aposta de risco, mais ainda se tornará masi arriscada quando estávamos a falar de um treinador que custou o que custou e sem provas dadas, com meia dúzia de jogos na primeira liga e uma taça da liga, esquecendo muita gente que grande parte desse trabalho foi devido ao treinador anterior do Braga (Ricardo Sá Pinto), portanto num clube sem estabilidade, com o futebol profissional sem rei nem roque, com contratações e vendas a deixarem muito a desejar, resultados miseráveis, etc etc... a contratação de RA nestas circunstâncias obviamente que daria polémico e azo a mais e mais criticas. Cabia a RA e à direção trabalhar para mudar as coisas e se o fim da época passada foi um bocadinho complicado com a perda do 3º lugar quando tivemos tudo na mão para o conquistar, esta época não há sportinguista algum (daqueles que verdadeiramente amam o clube e não adeptos doentes de um fanático perigoso e lunático) que não esteja satisfeito com o desempenho da equipa, muito principalmente porque a equipa joga, tem garra, tem atitude, deixa a pele em campo, joga um futebol intenso e muito bem jogado.
E a "culpa" desta transformação é sem dúvida de RA, que tem vindo a demonstrar que se calhar 10 milhões de euros não é assim tanto quando está em causa uma transformação de 360 graus no futebol do Sporting.
O que esta época ainda nos reserva, não sei, e títulos infelizmente não dependem só do nosso esforço e mérito, há muitas forças obscuras no futebol nacional (como ficou bem demonstrado em Famalicão), mas que esta equipa a jogar assim nos enche de esperança e orgulho não tenho dúvida nenhuma e isso se deve em grande, grande parte a Ruben Amorim.
Allez Sporting!

PS. Independentemente das razões que possam existir de critica a esta direção, é lamentável que existam sportinguistas que ainda não perceberam que a hora é de união e de apoio, e não de guerras. E não falo apenas de adoradores do destituído...
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.12.2020 às 15:00

Paulo Salcedas,

No Sporting não existe apenas a facção brunista, a mais visível e a mais aguerrida. Existem outras facções com os olhos no poder. Existem também os que perderam regalias. Tudo isto forma um caldo que complica a unidade, mesmo quando a vertente desportiva está em alta.
Sem imagem de perfil

De A. Guerreiro a 16.12.2020 às 02:47


Deve querer dizer uma transformação de 180 graus (se fosse de 360 graus ia parar ao mesmo sítio).
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.12.2020 às 15:16

Caro Naçâo Valente , fui dos poucos aqui a defender a sua contrataçao e a desvalorizar o valor pago pela sua vinda , quando se tornou noticia oficial , vim imediatamente aqui dar-lhe as boas vindas .
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.12.2020 às 16:43

Caro Julius,

Todas ou quase todas as contratações, foram questionadas, como a de Pedro Gonçalves, considerada um compra muito cara. Pena é o Sporting não ter tido condições para comprar a totalidade do passe.
Sem imagem de perfil

De Marcos Cruz a 14.12.2020 às 16:15

São os mesmos que criticam a compra de metade do passe de Pedro Gonçalves por 6,5 milhões de euros, mas passam sobre o facto de o Nápoles ter vindo agora confessar que fez mal em não ter aceitado essa condição imposta pelo Famalicão. Eu cinjo-me ao que vejo: o Ruben Amorim e o Pedro Gonçalves já mais que justificaram as respectivas contratações. E o Sporting está finalmente em boas mãos.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.12.2020 às 23:21

Marcos Cruz,

Também seriam os mesmos que se o Rúben Amorim e o Pedro Gonçalves estivessem,nesta altura, a brilhar noutro clube qualquer, português ou estrangeiro, estariam a criticar fortemente a direcção por não ter tido a capacidade de os contratar e os ter perdido!
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.12.2020 às 23:13

Caro Nação Valente,

A expressão do título, por si usada e que me deixa lisonjeado, não me foi "roubada", mas sim partilhada.
Em relação ao seu elucidativo post, agradeço o excelente complemento que efectuou à minha reflexão, realçando que conseguiu, quase integralmente, traduzir a realidade que me levou a incluir esse advérbio na expressão utilizada para definir a relação dos adeptos com o treinador Rúben Amorim.
E para aqueles que eventualmente possam julgar o contrário, fica aqui registada a completa independência, de cada um, na elaboração dos "posts" e a ausência de qualquer articulação tendente a apresentarmos reflexões interligadas.

Em relação ao Rúben Amorim, já muito foi dito nos comentários anteriores. No entanto só realço, mais uma vez, o que digo desde o início.
Agradecer à direcção do Sporting a sua contratação e afirmar que ela, apesar de arriscada, tinha bem mais de calculada do que muita gente supõe. Não é por acaso que ela gerou tanta controvérsia, dentro e fora do Sporting, e continuará a gerar!
Talvez num futuro possamos voltar ao tema e então ser mais esclarecedores.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 14.12.2020 às 23:41

Caro Leão do Norte,

Não faz parte da minha maneira de ser usar expessões ou ideias que não me pertencem, sem referenciar a fonte. Seria desonestidade intelectual. Dai usar a expressão roubo entre aspas. Mas a palavra partilhar também é adequada.

De facto, entre este e o seu esclarecedor post não há nenhuma estratégia combinada. A não ser na inspiração que desencadeou para abordar um assunto, que tinha em mente. E a palavra "quase" foi essa fagulha. Apenas isso. E creio que a independência de publicação de temas. nem está em causa.

Sobre a contratação de Rúben Amorim, que deu azo a polémicas, quis salientar, com esse exemplo, a leviandade com que se abordam assuntos, com base apenas em especulações.

Procuro pautar-me pela moderação, e não entro em euforias, aliás próprias do mundo do futebol. Acredito que com esta equipa técnica estamos no bom caminho, mas nunca deito foguetes antes a festa.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 15.12.2020 às 00:09

Caro Nação Valente,

Nem por sombras a independência da publicação de temas está causa, nem tal situação me passou, em algum momento, pela ideia e penso que também não passará pela dos leitores.
Só referi esse aspecto como complemento ao meu raciocínio anterior, em que referia que "conseguiu, quase integralmente, traduzir a realidade que me levou a incluir esse advérbio na expressão utilizada..", não para justificar qualquer interpretação de falta de independência, mas antes para realçar como, na nossa total independência, conseguimos, pela inspiração individual, estabelecer pensamentos complementares.
Espero que tenha interpretado a minha referência nesse sentido.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 15.12.2020 às 13:29

Tal e qual. Pensamentos complementares por mera coincidência.

Abraço
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 15.12.2020 às 13:24

Comentário de nação Valente

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo