Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

38A9627F00000578-3801936-image-a-19_1474542952660.

 

Com as polémicas em torno do vídeo-árbitro no Mundial de Clubes em mente, Pierluigi Collina, o principal responsável pela Comissão Arbitral da UEFA, deu a sua versão dos factos relativamente à nova tecnologia, ainda em fase de teste. Para o antigo árbitro, a mesma será importante no desenvolvimento do futebol mas recordou que o desempemho humano continuará a ser fundamental, especialmente no que diz respeito à fluidez do jogo:

 

img_259x146$2016_12_27_12_59_29_1201112.jpg

«O futebol manter-se-á como um desporto onde a continuidade do jogo estará garantida. É um ponto-chave que o ritmo dos jogos possa fluir, embora a prioridade no que respeita ao vídeo-árbitro seja o acerto da sua decisão e não a rapidez - embora também a procuremos, está claro.

 

Muito embora o vídeo-árbitro possa vir a ser utilizado para validar ou não golos, para analisar lances de possível penálti, decidir vermelhos directos e ainda confirmar se as punições disciplinares foram aplicadas aos jogadores certos, não pode ser utilizado para julgar a intensidade de uma falta ou a intencionalidade de uma mão na bola, pois o movimento em 'slowmotion' acaba por desvirtuar a avaliação».

 

publicado às 19:15

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.12.2016 às 19:28


O Colina é careca mas, nao é cego. LOOOOOOOOOOOOOLL !!
Sem imagem de perfil

De jpinto a 29.12.2016 às 19:41

Com o video-arbitro não vão lá

A solução é o "Robocop Arbitro" - incorruptível, intransigente, implacável !!!
Imagem de perfil

De PSousa a 29.12.2016 às 20:12

A opinião de Colina é a minha, não é para "avaliar" se há ou não intensidade ou se foi mão ou não!
Será para analisar se a bola entrou ou não, para ver se um golo foi marcado em fora de jogo ou não ou se a falta é dentro ou fora da área!


Sem imagem de perfil

De Mike Portugal a 29.12.2016 às 20:39

O vídeo-árbitro deverá somente servir para analisar detalhes objetivos, como a bola ter passado a linha ou não, se a falta foi cometida dentro ou fora da área, se a bola bateu na mão do jogador ou no corpo, se o jogador agrediu ou não outro, etc...
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 29.12.2016 às 20:56

Será que fui o unico a subentender que ele não falou contra o video árbitro, mas sim do facto que a decisão tomada em campo prevalece sempre... a discussão irá sempre existir!
O video árbitro deverá ser usado como auxilio, não como a varinha mágica para tudo, o que vai mudar é os lances evidentes não continuam impunes já que vivemos em pleno século XXI... não podemos ter mais finais à Lucílio Baptista!
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.12.2016 às 22:11

""Será que fui o unico a subentender ....""
Sim, Schmeichel. LOOOOOOOOOOOLL !!

P.S. Nao leves a mal !!
Assim desanuviamos .... Ultimamente, anda por aqui muita gente crispada, por tudo e por nada.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 30.12.2016 às 09:45

Andamos todos muito stressados.... LOL!!!

Um abraço!
Sem imagem de perfil

De António Santos a 29.12.2016 às 21:02

100% de acordo, o video-árbitro deve servir para isso e só para isso, para impedir os "não viu" como a mão do Ronny em Alvalade ou as 2 mãos na luz à 15 dias e trazer mais ( muito mais diga-se ) verdade desportiva ao futebol.
No dia em que pretenderem fazer do futebol um jogo esmiuçado ao minuto tipo o Basket ou o Futebol Americano matam-no, acabam com ele.
O Rugby é um bom exemplo, talvez o melhor exemplo, introduziram-se as novas tecnologias e não se perdeu intensidade com isso, o grande problema é que no futebol o não ver a mão, ou o penalty, ou o golo fora de jogo, dá muito jeito e valem semanalmente milhares de milhões, vai ser uma batalha longa, mas acredito que vamos acabar por ganha-la.
E então nós, Sporting, o quanto precisamos dela...
Sem imagem de perfil

De Oceano Vermelho a 29.12.2016 às 21:19

António, leu atentamente todo o excerto transcrito? Se leu, certamente compreendeu que o Colina se referiu às bolas na mão - mão na bola como exemplo(s) de juízo arbitral e não apreciação baseada em qualquer tecnologia.

Quanto ao mais, nada a opor a que se experimente o uso de tecnologias para auxiliar a decisão do árbitro. No entanto, creio que todos estamos conscientes das limitações da panaceia. Dou dois exemplos.

1.º) Na NFL, há 'milhares' de câmaras a acompanhar cada jogo e não é pouco frequente manter-se uma determinada decisão arbitral por não haver provas concludentes de que foi bem / mal tomada. Mais: continua a haver 'n' lances, vistos e revistos, em que ninguém consegue perceber o desenlace da jogada (estou a falart de quartos 'downs', de TD, etc. Continuam a existir 'n' faltas que passam em claro, sem serem assinaladas.

2.º) Na NBA, por exemplo, os árbitros podem rever um lance em que a bola saiu do recinto de jogo, mas sem se saber qual das equipas foi a última a tocar-lhe. Ora, quando vão rever o lance, constatamos todos que, antes da bola sair, houve falta inequívoca de um jogador. Porém, perante a evidência, não podem voltar atrás e assinalar a tal falta que lhes faltou.

O mundo é um pouco mais complexo do que aquilo a que muitas vezes o queremos reduzir, na busca da absoluta objetividade e intolerância do erro.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo