Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Screenshot (1346).png

"Não levem a mal a minha resposta, mas essa dinâmica de vitórias [do Sporting] é que tem sido aproveitada pela Federação, não pelos clubes". Nuno Dias respondeu a uma pergunta no sábado, na antevisão ao dérbi da Supertaça, negando que fossem os leões a aproveitar o trabalho do seleccionador Jorge Braz, isto após a conquista da Finalíssima, na Argentina.

Este domingo, após a conquista da Supertaça 2022, Miguel Afonso, vogal da Direcção do Sporting com o pelouro das modalidades saiu em defesa do treinador do Clube:

"Estamos muito orgulhosos pelo trabalho da Selecção Portuguesa mas há que dizer que ontem houve o descaramento de alguém perguntar se o Sporting iria aproveitar o que está a ser feito na Selecção. Não brinquem connosco! Este homem [Nuno Dias] tem uma história incrível tanto em termos de Sporting como de Selecção. Estamos a falar de uma modalidade que, ao contrário de outras, sabemos que o único critério de escolha da selecção de jogadores é a qualidade. Não mais do que isso, ao contrário de outras.

Hoje tivemos aqui uma equipa brilhante que acusou muito o esforço por tudo aquilo que vários jogadores despenderam na Argentina durante dias. Nós temos o enorme orgulho de na Selecção Nacional termos uma grande base de jogadores portugueses. Tiveram de ir buscar hoje um extra para ganhar pelo esforço que fizeram pelo país. Mas hoje tinha de dobrar estes parabéns ao Nuno Dias por que ele bem merece tudo isto. Tanto se falou da Selecção Nacional durante toda a semana e não nos vamos esquecer como é que as coisas acontecem. Obrigado, Nuno".

NOTA: Jogadores do Sporting na Selecção Nacional que disputou, e venceu, a Finalíssima na Argentina. Esta é a prova que opõe o campeão europeu ao campeão sul-americano, num formato alargado a quatro selecções:

João Matos, Tomás Paçó, Erick Mendonça, Pany Varela, Zicky Té e Hugo Neves.

publicado às 03:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


16 comentários

Sem imagem de perfil

De LG a 26.09.2022 às 08:47

Miguel Afonso tem razão em tudo o que diz, pena é as declarações terem sido à SPortingTV, porque vai diminuir o alcance: o ideal era ter sido no 11, podia ser que o jornlista tivesse curiosidade em saber quais são as modalidades em que que o critério de escolha da selecção de jogadores não é só a qualidade

Mas tem de ter noção que ninguém faz milagres, e se Nuno Dias é se calhar o melhor treinador da história das modalidades de pavilhão, também é verdade que precisa de ovos. É que a galinha da vizinha está farta de comprar ovos cada vez mais duros de derrotar
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.09.2022 às 12:14

P.S.: Todos os jornais publicaram as declarações de Miguel Afonso.
Sem imagem de perfil

De Elitista a 26.09.2022 às 09:05

Temos assistido, recentemente, a perguntas escandalosamente provocatórias por parte de alguns jornalistas a elementos de certos clubes. No sentido inverso, é a bajulação descarada aos do costume.
Após décadas a observar estes "fenómenos", poucos acreditam que isto não é uma estratégia bem delineada, mas já estamos a entrar no campo da sem-vergonhice...
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 26.09.2022 às 15:55

Subscrevo integralmente.
A pretexto da Liberdade de expressão, com a qual todos certamente estamos de acordo, recordo que existem princípios e regras, que deveriam estar sempre presentes de forma exemplar e com lastro na equidade, tais como:
- o código ético de um jornalismo, livre, sério e honesto, obriga à imparcialidade e independência;
- um jornalismo isento e responsável, deve procurar a verdade e a colocação de questões com base no contraditório, mas jamais, com cariz provocatório ou insinuante;
- o direito de resposta e defesa, deve estar sempre salvaguardado;
- quando erram na notícia / informação, impõe-se um desmentido da mesma e um pedido público de desculpas ao leitor / ouvinte / destinatário;
- nos casos de litígio e conflitualidade, dar tempo de antena, audição e voz, às partes envolvidas e em quota igual.
Mas lamentável e infelizmente, temos há muitos anos assistido uma usurpação e a uma ditadura de manipulação (salvo a coragem de algumas honrosas e dignas excepções), com a violação sistemática de elementares direitos, deveres, princípios e regras deontológicas de um jornalismo isento, credível e independente, ou seja, da utilização instrumental (política, social, económica, financeira e desportiva), como um 5.º Poder - ao sabor de alguns interesses e conveniências.
Os últimos dias / meses / anos, têm sido férteis em alguns exemplos de péssimo jornalismo e comunicação, perfeitamente à margem do mínimo admissível e em óbvia e clara manipulação, em favor de uns e, em detrimento de outros, "fenómenos" esses que nada têm de inocência, mas que obedecem a estratégias, ditames seguidistas e linhas editoriais.
A Liberdade de expressão, invocada muitas vezes em sua própria defesa, tem servido em muitos casos, apenas e tão só, como um subterfúgio para justificar um péssimo serviço jornalístico, inclinado e subserviente.
No caso particular de âmbito desportivo e, no que diz respeito ao Sporting CP, então tem sido por demais evidente, o destrato, a injúria, a desigualdade e a injustiça, quando se tratam de assuntos do seu superior interesse, comparativamente a outros clubes competidores.
O escândalo assumiu tais proporções e "impunidade", que até políticos em pleno exercício de funções e investidos em altos cargos públicos na Nação, têm o despudor, ausência de recomendável recato / respaldo e, mesmo num epíteto que na gíria popular se designa por sem-vergonha, de proferirem declarações públicas abusivas, tanto quanto à influência das mesmas, como quanto ao registo de impropriedade no que se refere ao dever de imparcialidade e isenção (no campo desportivo), pois, aparentemente, têm por intuito direcionado, a singular elevação e protecionismo seletivo de entidade(s) / pessoa(s) coletiva(s) de direito privado (clubes desportivos).
Mais gravoso ainda, quando essa(s) essa(s) instituição(ões) desportiva(s), é(são) alvo de processos judiciais que decorrem nas instâncias jurisdicionais, por fortes e gravíssimos indícios de corrupção(ativa/passiva) , tráfico de influências, branqueamento de capitais, abuso de confiança, fuga ao fisco, acesso indevido e violação a processos jurídicos, sacos azuis, etc..
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.09.2022 às 16:57

Bom comentário, mas como quase sempre, de resposta impossível.
Sem imagem de perfil

De ARSN a 26.09.2022 às 10:33

Que desrespeito pelo GRANDE SPORTING CLUBE DE PORTUGAL. Então o SCP é que aproveita o trabalho da Seleção! O SCP que formou grande parte dos jogadores que são a base da seleção, que ao serviço do GRANDE SCP já venceram a Champions do Futsal, que em Portugal têm ganho tudo o que é competição e o GRANDE SCP é que aproveita o que é feito na seleção!?
Que ridículo, vergonhoso e maldoso. Até mesmo no Futebol (que maldade e desrespeito não convocarem jogadores do GRANDE SCP), vejam quantos foram formados no GRANDE SCP que estiveram na conquista do Europeu e da Taça das Nações, vejam quantos estão na Seleção que foram formados no GRANDE SCP, mesmo na última convocatória!
Falta de vergonha na cara!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.09.2022 às 17:00

P.S.: É tanta a falta de vergonha, que se torna em pura estupidez maldosa.
Sem imagem de perfil

De ARSN a 26.09.2022 às 10:41

Tanto que o SCP já deu às seleções nacionais, tantos atletas formados no SCP que contribuíram para grandes conquistas nacionais, em tantas modalidades, tanto já demos ao desporto nacional e mundial e por fim o SCP é que aproveita o que de bom se faz na seleção e não o contrário!?
É precisamente por estas e por outras que o SCP nem sempre tem o sucesso que merece.
Uma federação que não respeita os clubes, os quais são a base de todo o trabalho de formação e base de recrutamento para a seleção, é o quê?
Sem imagem de perfil

De RCL a 26.09.2022 às 12:42

Isso não terá sido dito depois do almoço?
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.09.2022 às 12:52

Antes ou depois, foi estupidez!
Sem imagem de perfil

De Luis Carvalho a 26.09.2022 às 16:43

Não vou sequer levar a sério a pergunta do jornalista, será que conhece a história do futsal em Portugal? Em Portugal se o futsal tem o desempenho que tem, a nível de clubes e seleção, tal deve-se em primeiro lugar aos muitos clubes de bairro, muitos deles, uma grande maioria, que desde muito cedo “ agarram” nos miúdos e os levam a jogar nos ringues ao ar livre, nos pavilhões municipais, tirando-os da rua, da marginalidade, da droga. Depois e conheci isso muito de perto, vêm os clubes maiores, que aproveitam os Campeonatos Distritais dos Benjamins, Infantis, Iniciados para recrutar. E aí começa outra fase ,transformar miúdos muito habilidosos, com as chamadas “ natural skills” , em jogadores de futsal, é o trabalho dos clubes com maior dimensão, mas onde o Sporting tem na sua história um CV incomparável e notável. Posso até tentar ser simpático com o jornalista, não sei quem é, não vi ser feita a pergunta, e pensar que os jogadores do Sporting tirariam partido do seu bom momento emocional, mas seria certamente ingenuidade minha, já não tenho idade para isso. A intervenção do Miguel Afonso foi um tiro certeiro. Sobre o jogo, não o pude ver, só hoje vi o resumo, mas do que vi, foi um muito bom jogo e claro o Sporting ganhou! 🦁
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.09.2022 às 16:56

Foi um bom jogo das duas equipas. Sem desvolarizar o Benfica, creio que salvo o factor cansaço, o Sporting não teria desperdiçado a vantagem de dois golos nos últimos minutos do tempo regulamentar.

Mas foi um grande espectáculo, melhor para nós, claro, pela vitória.

A pergunta do jornalista é pura estupidez!!!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo