Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

20765679_cst8z.jpg

 

“Os Homens não são maus por natureza;

atractivo interesse os falsifica,

A utilidade ao mal, e ao bem o instinto

Guia estes frágeis entes.” 

 

A vida ensina, mais cedo ou mais tarde, a mesma lição a todos nós: existe uma diferença entre as pessoas extraordinárias, e as pessoas que cometem o erro de se considerarem extraordinárias em tudo o que fazem. Quem revê a própria existência na exclusividade de um estatuto extraordinário, revela amiúde dificuldade em gerir, com despretensão, quase tudo o que se apresenta fora da zona de conforto desse próprio estatuto. Revela dificuldade em lidar com as coisas simples da vida, pela própria falta de preparação para as... coisas simples da vida. Depois vitimizam-se, adoptando o “Nós, contra o Mundo”, perante claras dificuldades em se relacionarem com o meio. Ou com intenção de esconder algo que não interessa mostrar. E esta conversa do “Nós contra o Mundo”, tal como o “Nós, contra os Nossos”, começa a tomar conta do nosso Sporting, aos poucos, através de pessoas que por alguma razão esotérica se consideram extraordinárias. Na minha opinião, pessoas extraordinariamente ingénuas, ou irresponsavelmente ignorantes.

 

É com os principais culpados que se criam alianças?

 

“Nós, contra o Mundo”, foi uma mensagem que serviu os interesses do Futebol Clube do Porto durante largos anos, assentando deliberadamente numa causa: levantar fumo longe de onde o fogo deflagrava, colocando longe dos olhares o verdadeiro domínio federativo da instituição nortenha sobre Futebol português. Em Lisboa, Sporting e Benfica lutavam entre si pelos despojos, demorando quase 40 anos a perceber que gastaram todos os meios técnicos, administrativos ou financeiros em função de muito pouco. Não há clube no mundo que resista a isto durante 40 anos. Como é óbvio, o principal prejudicado foi o Sporting. Este estado das coisas gerou uma espécie de metástase de desconfiança entre os nossos adeptos, virando-nos contra a nossa própria gente, e contra os nossos melhores. Até António Dias da Cunha, a primeira personalidade desportiva a expor esta verdade inconveniente que outros dissabores lhe trouxe, foi desconsiderado como foi pelos sportinguistas.

 

A culpa é do Camarote Leonino 

 

O Futebol português está como está, por uma razão muito simples – o “Nós, contra o Mundo” em versão azul-e-branca fez escola. Os dirigentes perceberam que através desta mensagem perpetuam a sua estadia no poder, absolvendo-se da justiça popular por palavras fáceis e ressonantes. Os adeptos transformam-se em milícias vigilantes, deixando de debater o Clube para acusar instituições de maior ou menor relevância, acreditando que só assim se ganha. No Sporting actual, os profissionais de pedradas no charco que por lá coabitam – Bruno de Carvalho e Nuno Saraiva – vivem disso mesmo. Na eminência da tentativa e erro em conquistar títulos para o Futebol, Bruno de Carvalho contratou um jornalista de agenda política para agitar as águas, confundir os adeptos, gerar milícias. Muito, para muito pouco. No fundo, um tarefeiro cuja utilidade se revela primordial para o tipo de presidência que se pretende. A fórmula é simples: o Clube é uma vítima, o Presidente é um mártir, a culpa é dos Croquetes. Dos Vouchers. Do Baldé. Da A’Bola. Da Liga. Da Federação. Do Cláudio Ramos. Da Maya. Ou do Camarote Leonino. Até Pinto da Costa, no meio da sua flatulência verbal, revelava maior elaboração: a culpa era sempre da centralização do poder do Império, em Lisboa.

 

Bruno de Carvalho e Nuno Saraiva transformam o trivial em tema, mas revelam dificuldade em trazer à discussão algo mais do que o óbvio. Colocam-se como advogados do Sporting para defender causas da Rua da Betesga. Conseguem transformar as suas tomadas de posição institucionais em algo verdadeiramente atípico ao cargo que ocupam, sem entenderem a ressonância perjurativa que isso invoca na marca Sporting. E precisam do Sporting, pasme-se, para terem um ordenado que justifique tudo isto que em boa verdade, me sabe a pouco. Quem sou eu? Simplesmente alguém que paga quotas para ser do Sporting, e não o inverso.

 

Ao Presidente.

 

Nunca pense em resumir o “Sporting A” a 20 anos antes da sua presidência, ou o “Sporting B” à sua presidência. O “Sporting A” não se resume a “Godinhos” nem o Sporting B se resume a si. O nosso Clube sobreviveu à prostituição federativa que existiu durante quase 40 anos, porque detinha a melhor Finança e a melhor intelectualidade da nossa praça. Tínhamos gente com categoria e capacidade, que soube proporcionar um rumo ao Clube sempre que as dificuldades surgiam. Sabe como Roquette pagou a penhora à instituição Segurança Social? Estes sabiam como sair sempre por cima, prestigiando o Clube. Como sabe, esta reestruturação financeira sem avalistas que temos, deve-se exclusivamente às relações comerciais, relações pessoais e suporte imobiliário desenvolvidas ao longo destas gerações presidenciais que você encontrou quando chegou a Alvalade, e não a qualquer rasgo de genialidade seu, ou a qualquer promessa fictícia de ordem financeira que nos tenha oferecido em plena campanha. Faça o seu trabalho, faça-o bem. É a única coisa que lhe pedimos em troca.

 

Ao Director de Comunicação

 

A 18 de Maio de 2016, no Diário de Notícias, você escreveu um artigo de opinião intitulado “Pessimismo”, de carácter óbvio, mas interessante. No qual foi dito por si, e passo a transcrever: “O mundo está perigoso. Por via democrática, isto é, através do voto popular, temos assistido nos últimos tempos à ascensão de personagens políticas de perfil tenebroso. Nas Filipinas, por exemplo, o novo presidente eleito é um populista de meter medo, como todos os populistas (…) Os povos europeus (…) sentem-se desiludidos e descrentes com o presente que o destino lhes reservou (…) e os políticos desbarataram todo o seu capital de credibilidade com promessas vãs de amanhãs que cantam e contradições absolutas entre aquilo que se diz e aquilo que se faz. Este caldo é terreno fértil para os demagogos e os inimigos da liberdade e da civilização. (…) Não tenhamos ilusões, o sucessivo défice de participação eleitoral é sintoma de um país entorpecido e alheado à espera de um qualquer D. Sebastião vindo da bruma. Sabemos, pelas lições da história, que não há nada pior para as democracias do que o sebastianismo messiânico. E de duas, uma: ou acordamos todos ou, um dia destes, entramos num pesadelo sem saída. Não é pessimismo, é realismo.” 

 

Como sabemos que sabe escrever, aguardamos que saiba ler. O Camarote Leonino é pelo Sporting. A menos que se considere um qualquer Rodrigo Duterte ou Jean-Jacques Rousseau, dispensamos a sua comoção para com esta nossa lealdade ao Clube. Aqui, no Camarote Leonino, o que nos move é uma opinião pelo ponto de vista de adepto, não um decreto jornalístico. Eu particularmente, defendo a irradiação de toda e qualquer actividade proporcionada por Directores de Comunicação dentro dos clubes. Porque até hoje, não trouxeram nada de útil. Mas esta é a minha opinião.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:33

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


22 comentários

Sem imagem de perfil

De Bento Jesus Carvalho a 30.11.2017 às 10:34

Parabéns, Excelente Post
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 30.11.2017 às 11:00

Um dos melhores e mais inteligentes textos que li.muito bom
Saudações a todos
Sem imagem de perfil

De João a 30.11.2017 às 11:29

Fantástico artigo caro Drake Wilson. Espero que tanto o presidente como o tal director de comunicação o leiam com muita atenção e especialmente que compreendam a mensagem. Não é pedir muito!

SL
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 30.11.2017 às 11:29

Artigo muito bem escrito, aliás, como é hábito.
Sem imagem de perfil

De José Martins a 30.11.2017 às 11:35

Caro Drake Wilson,

É com muito prazer que o vejo de volta no Camarote. Prezo os seus escritos e creio que é um sentimento partilhado por todos os sportinguistas.

Excelente texto. Temo, contudo, que seja "areia" a mais para a camioneta intelectual dos dois personagens que são as figuras mais mediáticas do SCP.

Esperamos que a mensagem atinja pelo menos parte do alvo.

Saudações Leoninas e continuação do bom trabalho.
Sem imagem de perfil

De Nando a 30.11.2017 às 14:51

Desculpem-me mas tenho que dizer que já basta de bater no ceguinho (ou nos surdos neste caso).
Digo isto, porque estão a dar tempo de antena a quem não merece.
Quanto mais os criticam, mas eles se sentem importantes. Sabem que chamam a atenção e isso mostra que este blog afinal se interessa por eles.
Comentar só quando eles falam e depois é esquecer. É fundamental para que eles se apercebam que afinal só existem quando se manifestam.
Se estiverem sempre a bater na mesma tecla, este blog passa por ser repetitivo.
Sei que a liberdade de expressão foi algo garantido desde o 25 de Abril e respeito isso, sei que neste Camarote podem todos falar do que entenderem ser útil, no entanto, o SCP tem coisas melhores para conversar do que falarem deles.
Sem imagem de perfil

De João Gonçalves a 30.11.2017 às 15:05

Brilhante.
Poucos adeptos de um clube conseguem ter o discernimento suficiente para analisarem o seu clube de coração.
O texto aplica-se ao actual Sporting Clube de Portugal como se aplica, em tempos diferentes, ao Benfica e ao FC Porto. E pode até ser aplicado noutros contextos sem ser o contexto desportivo.

Sem imagem de perfil

De Lion73 a 30.11.2017 às 16:09

Um exemplo de como um texto ( bem ) contruido e com ( bom ) vocabulário pode ser só e apenas isso e com pouca ou nenhuma aderência factual.

Entre ontem, hoje e amanhã, jogos no santuário das modalidades ( até há poucos anos, uma miragem ) da equipa de Andebol ( primeiro lugar e campeão) e futsal ( primeiro lugar e campeã e vice campeã europeia ), sendo que pelo meio o Hóquei ( modalidade oficial no último mandato ) venceu ( 1 das 4 equipas invictas ) e joga a equipa de futebol profissional que até pode passar para a liderança.

Não esquecer também a inauguração da nova Loja Verde.

É por isto, autor do texto inicial, que os "militantes", vulgo adeptos do Sporting, não aceitam revanchismos e agendas pessoais quando reconhecem méritos ao trabalho que está ser feito. Obra. Gostando-se ou não da postura comunicacional ( e eu, em muitas matérias, detesto ) dos responsáveis. Continuem nesse engodo e presumir razões fantasiosas para o apoio que ( ainda ) existe que só na vossa cabeça têm lógica e continuarão a ser surpreendidos.

PS

Há uns dias atrás, um encartilhado vermelho levantou a hipótese que certo video foi manipulado numa página afecta ao Sporting. Não precisei de pesquisar para saber que tal era uma mentira. Porque? Porque tudo o que sai dessa página são ataques a Bruno de Carvalho. Tudo. Não é a única.
Sem imagem de perfil

De Mario Silva a 30.11.2017 às 16:11

Excelente sr. Drake Wilson. Gosto muito de ler os seus posts e especialmente como este onde aponta determinadas verdades.

É inegável que a função destes directores de comunicação é completamente inútil, mas havendo presidentes como BdC que adoram andar constantemente a lavar roupa suja em público, terão um valor especial.

Sem imagem de perfil

De José Mario a 30.11.2017 às 16:23

Os devotos com a cartilha em mão tardam a aparecer. Deve haver alguma dificuldade em inventar argumentos para contrariar as afirmações do Drake Wilson.

O Saraiva sabe ler e até consegue compreender, quase tudo, já admitir que está em erro será melhor esperar sentado.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo