Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 


Se há mérito no argumento que mais vale jogar mal e ganhar do que jogar bem e perder, esse mérito, hoje, em Vila do Conde, é todo do Sporting. Não obstante a vitória, esta equipa leonina está-se a tornar cada vez mais irreconhecível com o passar de cada jogo, e algumas opções de Leonardo Jardim igualmente mais discutíveis. Apesar de se reconhecer que as condições do relvado não eram ideais para criativos, a recusa do treinador em dar mais tempo de jogo a Carrillo - entrou aos 79' - é absolutamente incompreensível, já para não mencionar o "esquecido" Diego Capel.

Os primeiros 45 minutos do jogo por parte do Sporting, para ser simpático, são para esquecer. Simplesmente não executou seja o que for, não exerceu qualquer pressão no adversário, não houve intensidade nem dinâmica alguma, e só não foi para os balneários a perder, graças à feliz dupla intervenção de Maurício e Rui Patrício a evitar o golo do Rio Ave aos 30 minutos.

Leonardo Jardim surpreendeu para começar a segunda parte pela entrada de Carlos Mané para o lugar de André Martins. Aqui, mérito para o treinador, porque se há explicação para esta vitória do Sporting, esta terá forçosamente de começar por este jovem, que veio dar mais alguma profundidade e criatividade ao meio campo leonino, além do belo golo que marcou. A segunda parte da explicação centra-se em Islam Silmani, que entrou aos 55' minutos, pela saída de Wilson Eduardo. O avançado argelino surgiu a exercer maior pressão na frente do ataque e nos centrais do Rio Ave e acabou por inaugurar o marcador para o Sporting com um bom golo de cabeça, a centro de Jefferson.

As explicações serão muitas e variadas, mas esta equipa do Sporting não está bem e verificam-se diversos jogadores com um rendimento muito baixo. Salvo os dois já mencionados, poucos dos outros estiveram bem, alguns mesmo mal e, no caso de Adrien Silva, simplesmente horrível. 

E, entre tudo isto, a "saga" dos amarelos continua: Fredy Montero e Adrien Silva viram o quinto amarelo da época e vão falhar a recepção ao SC Braga. Não vale a pena voltar a falar na gestão de amarelos, porque, pelos vistos, o Sporting não se dá a essa "traição" à verdade desportiva. Não pretendo evocar o árbitro neste muito pobre jogo de futebol, mas mostrou-se muito receptivo a "amarelar" jogadores do Sporting ao mais pequeno pretexto, como era de esperar aliás. O cartão mostrado a Carlos Mané, apenas por ter começado a tirar a camisola, é injustificável.

Gostaria de dizer "tudo bem que acaba bem", mas temo ainda por pior nos próximos jogos, a jogar desta maneira.

 

publicado às 22:07

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


51 comentários

Sem imagem de perfil

De L a 22.02.2014 às 23:17


Viva Rui,

Excelente análise! Para além do treinador foi mesmo o puto que mexeu, acordou, fez acreditar e empurrou todos para a frente com duas arrancadas. Para a nossa arma secreta mortífera marcar primeiro a bola tem que chegar lá. E é assim que faz sentido lançar o puto.

Com poucas opções a gestão dos cartões também é mais complicada. Não chega a haver 2 Adrien. De qualquer forma até o Rio Ave foi hoje a jogo sem 2 titulares fundamentais na estrutura, inclusive a falta de Ukra ainda fez deslocar o Pedro Santos. O Rio Ave habitualmente faz tanta ou mais circulação de bola que o Sporting, a falar do terreno tem que se falar para os dois lados.

Acabou por haver nitidamente um treinador vencedor e um treinador derrotado, o Nuno Espirito Santo foi muito anjinho, a ver as coisas acontecerem e nada. Ou não chegou a ver o Mané, foi para a conferência dizer que o Montero é que desceu para o lugar do André? Os treinadores para admitirem que não fizeram nada ou podiam ter feito muito mais são todos iguais.

O Mauricio afinal foi ao Porto ver o terreno para fazer auto golo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 22.02.2014 às 23:31

Caro L, obrigado pelo elogio.

Antes de mais, devo sublinhar, como não pode deixar de ser, a influência de um criativo, neste caso Carlos Mané, a jogar no miolo. Viu-logo outra dinâmica no jogo do Sporting e só não foi ainda melhor, pelo pobre acompanhamento de alguns jogadores.

Não havia necessidade de Montero entrar neste ciclo com o peso dos cartões, e até podia ter sido pior. Tal como o William, devia/podia ter limpo o registo contra a Académica. O caso de Adrien é um pouco mais complicado, mas até acabou por ser um mal menor, dado que depois vamos a Setúbal e recebemos o FC Porto.

Pela entrada e subsequente profundidade de jogo do Mané, o Montero começou a ter mais algum espaço, mas a verdade é que os nossos pontas-de-lança não são servidos com a mínima regularidade. Houve uma jogada que tanto Montero como Slimani tiveram que ir à ala buscar a bola. Quem estava no miolo ?

Não sei se este jogo servirá de indicação, mas é fácil de verificar as vezes que eu referi aqui no blogue que Carlos Mané não é extremo. Não será um "10" mas creio que, no mínimo, é um interior criativo, com força e corrida e capacidade de remate. E é precisamente isto, naquela zona do terreno, que tem faltado ao Sporting.

O Maurício parecia nervoso hoje e acabou por ser infeliz no autogolo.

Sem imagem de perfil

De Jorge a 23.02.2014 às 00:10

Ambos os amarelos são, na minha opinião, muito forçados. Uma dessas ausências não seria muito grave. As duas é mais preocupante. Se Adrien ficasse de fora, podia jogar André Martins na sua posição e Montero descer para 10. Se fosse Montero a ficar de fora, Slimani entraria no seu lugar. Assim, vamos ver como vai LJ resolver a situação. Com Rinaudo no plantel, subiria William a 8. Mas assim, provavelmente LJ terá de chamar Vítor. Ou colocar Mané a 10. Muito mais complicado, portanto.

Maurício, para mim, esteve mais uma vez muito bem. Evitou o golo na primeira parte, foi apenas muito infeliz no golo sofrido mas sem ter culpa alguma (até evitou que a bola fosse ter ao Hassan). E de resto, formou uma dupla muito competente com Dier (excelente jogo).
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.02.2014 às 00:32

Por razões várias, não devemos ficar surpreendidos com o critério rigoroso que é aplicado ao Sporting quanto a cartões.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 23.02.2014 às 04:12

Só com muita má fé ou apenas por cretinice é que se pode apontar o dedo a Maurício pela infelicidade que teve neste jogo, mas lá está, mesmo no Sporting, parece que alguns adeptos gostam muito de fazer tal triste papel...
Sem imagem de perfil

De L a 24.02.2014 às 12:52


Por acaso a brincadeira com o Mauricio nem dizia respeito ao que acabou por acontecer no jogo mas na semana que antecedeu e que ainda pôs o treinador a fazer aquele figurão, onde só faltou dizer que já estavam os dois de pijama. De resto claro que o Mauricio é um central fantástico, muito esforçado e também não tem culpa nenhuma, nunca devia era ter vindo, ele e dois companheiros da série B brasileira, onde aliás já tinham caído porque para além de jogarem à bola, o único hábito que se lhes conhecia era cantarem no coro da IURD lá do sítio. Mas infelizmente vieram e sabemos bem porquê, para além do despacho de um dos centrais mais promissores que já formamos porque parece que faltavam alguns milhões ainda conseguimos cortar as pernas ao Dier. Um ato de gestão desportiva do melhor.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 25.02.2014 às 16:24

Com o Godinho Lopes é que estávamos bem. Muito melhor estaríamos com José Couceiro agora, não haja dúvidas, tendo ele também registado prejuízos avultados a nível de transferências na sua primeira passagem como director desportivo, sem falar nos negócios de fundo que fez com os fundos à custa do Sporting:

http://www.youtube.com/watch?v=sG7l6usYjCQ

http://www.youtube.com/watch?v=OvLYlrjUhY4

O Maurício nunca devia ter vindo, mas ele veio porque quis mesmo vir jogar para o Sporting, o mesmo não se pode dizer do Tiago Ilori, que ficou todo contente por ir ganhar uma batelada de dinheiro em Liverpool, estando agora emprestado ao Granada, porque pelos Reds, nunca chegou a calçar... Mas o Tiago Ilori não mostrou vontade nenhuma em ficar no Sporting, tal como o Bruma...
Sem imagem de perfil

De Margil a 25.02.2014 às 14:48

Concordo a 100%. Temos muitos treinadores de bancada que só sabem dizer mal de tudo. Se não fossem Maurício e Rui Patrício o Sporting saía para o intervalo a perder por 1-0. No golo do Rio Ave a culpa maior é do Jefferson , que se redimiu com o cruzamento para o golo da igualdade.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.02.2014 às 17:31

Embora a conversa não seja comigo, permita-me dizer que "treinadores de bancada" somos todos nós e nem todos nós adiantamos uma qualquer crítica só porque sim. O bom adepto sabe reconhecer as virtudes e os defeitos da sua equipa.

No lance em questão com Maurício e Rui Patrício, como aliás sublinhamos no post, é verdade que foram os dois que evitaram o golo mas é igualmente verdade que foi a defesa que permitiu que a bola chegasse aos pés não de um mas de dois jogadores do Rio Ave que fizeram os dois remates no lance.

Numa primeira parte paupérrima e num jogo mau, salvo os notáveis 20/25 minutos da segunda quando os golos foram marcados, ainda foi a defesa que esteve melhor, especialmente Eric Dier.

Maurício é um jogador com muito pouco talento natural que se tem evidenciado meritoriamente através da sua garra e da sua entrega ao jogo. Isso deve ser reconhecido. Acabou por ser uma surpresa agradável. Penso eu que muitos sportinguistas não apreciaram muito a sua vinda para o Sporting porque tapou o lugar ao Eric Dier, num ano que muitos consideravam ser o da sua afirmação total na equipa principal.
Sem imagem de perfil

De L a 25.02.2014 às 21:52


Eles não conseguem falar do Bruno sem falar do Godinho, julgam que somos todos avençados em vez de sócios do Sporting. Até eu acredito que 2 ou 3 épocas no Sporting e até o Maurício aprendia a jogar à bola. Já metade da capacidade de recuperação do Ilori ou metade da categoria de um central como o Dier a sair com bola só quando for grande.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 22.02.2014 às 23:32

É verdade que a primeira parte foi muito fraca. Aqui, plenamente de acordo que Jardim esteve mal ao colocar Wilson Eduardo de início (está em péssima forma), e sofremos muito com a noite desinspirada de André Martins. Felizmente LJ começou a corrigir os erros logo ao intervalo e fomos a tempo de embalar para uma exibição muito mais agradável na 2a parte. Muito mérito para Mané, Slimani e mesmo Carrillo. Subiu muito de produção William Carvalho, e Montero apareceu mais no jogo.

Apesar de o jogo não ter sido perfeito, não concordo de todo que a equipa do Sporting está em plena queda. É impossível não haver altos e baixos ao longo de uma época. E o Sporting não tem um plantel muito vasto, cheio de opções. Basta alguns jogadores baixarem um pouco os níveis de confiança para a equipa se ressentir. Considero mesmo assim, que globalmente fizemos um jogo bastante melhor que, por exemplo, o que fizemos em Guimarães. Ou mesmo com o Rio Ave em Alvalade na primeira volta.

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 22.02.2014 às 23:44

Uma análise muito simpática, caro Jorge. Ninguém gosta de criticar a sua equipa - eu não gosto - mas devemos ser honestos e realistas.

Eu não usei o termo "está em plena queda", mas penso que é indiscutível que temos vindo a jogar mal já há alguns jogos.

As soluções no banco são poucas, e as que há Leonardo Jardim mostra muito relutância a chamar. O pobre Vítor deve estar a pensar o que é que veio fazer para o Sporting, pois já mostrou que não é assim tão mau jogador.

O Leonardo Jardim mexeu ao intervalo com o Mané e devia ter feito o mesmo com o Wilson Eduardo. Optou por "queimar" mais 10 minutos, para fazer entrar Slimani.

Não sei se a comparação entre jogos menos conseguidos, justifica alguma coisa. Hoje jogámos mal, ponto final. Feliz pela vitória e pela maneira como foi.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 22.02.2014 às 23:39

Os primeiros 45 min foram muito maus, principalmente pela baixa forma de Adrien e Andre Martins e pela (na minha opinião) má escolha de extremos.

Na segunda parte tivemos muito bem e mesmo quando o rio Ave marcou, já estávamos por cima do jogo

Não sei porquê, mas estive sempre confiante na vitória e acho que acabou por ser merecida

No entanto há jogadores que merecem jogar mais tempo - Carrillo, Slimani, já para não falar de Capel

No proximo jogo não haverá essa questão, mas parece-me que Slimani faz melhor o papel de Montero e Montero o de Andre Martins e gostaria que o Sporting jogasse assim

Acho que não se pode pôr a questão do plantel curto - tinhamos fora do 11 - Mané, Slimani. Vitor. Capel, Carrillo. Rojo, Piris, sem falar do reforço Chikabala

PS: Mauricio foi ao porto para safar 2 bolas em cima da linha
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.02.2014 às 00:04

Na segunda parte estivemos melhor cerca de 20/25 minutos, não diria "muito bem".

O Montero não dá para jogar no lugar de André Martins, mas sim na zona intermediária entre os médios e o ponta-de-lança mais avançado.

O problema principal com o plantel curto é que não acertámos com as alternativas para o meio campo. Saiu Rinaudo, não há para o lugar de William. Verdadeiramente, não temos alternativa para Adrien, a jogar a "8" e, claro, o tal criativo "10" que tanto menciono. Magrão e Vítor não têm a confiança do treinador, emprestámos Zezinho logo no início da época e, entretanto, João Mário.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 23.02.2014 às 00:50

Magrão, Vitor, Zezinho e João Mario não são nem nunca serão o tal 10 criativo

Mas concordo consigo que Mané, apesar de não o ser, pode causar os desequilíbrios necessarios.

O verdadeiro problema na minha opinião é que tanto Adrien, como Vitor, André martins, Magrão e até João Mario, têm todos perfil para jogarem mais na posição "8"

Quanto à alternativas a William - espero que não seja preciso até final da epoca, mas com tantos "8", podiamos descer Adrien ou mesmo Vitor - principalmente se tiver a barba por fazer :) para fazer a posição "6"


Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.02.2014 às 00:54

Nunca disse que eram, muito embora Vítor, a fazer o que fazia antes de chegar ao Sporting, poderia contribuir ofensivamente.

O meu ponto é que temos alternativas viáveis na defesa e na linha avançada mas não no meio campo, por posição.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 23.02.2014 às 00:14

Com o onze habitual o Sporting fez "cócegas". Depois das substituições, começou o jogo. O Adrien está esgotado, daí a sua má exibição. E depois a gestão dos amarelos não é fácil da maneira como os árbitros vão logo ao bolso. Os amarelos exibidos ao Adrien, Montero e ao Mané foram uma vergonha. Mesmo o que foi mostrado ao William foi forçado. Vêem-se faltas muito piores que não têm qualquer sanção disciplinar. Aqui nota-se como a corja está a querer desgastar disciplinarmente o Sporting, que tendo um plantel mais curto do que os rivais, é lógico que se ressente mais com qualquer ausência. Compare-se com o "critério" que aplicado à nossa concorrência...

Sobretudo gostei da atitude depois do autogolo do Maurício, embora a maior responsabilidade seja do Jefferson, que não se pode deixar "comer" daquela maneira. Não vale a pena estar a "bater" nos jogadores "mal amados" do momento. Provavelmente não jogam nas posições em que mais se adequam, embora também não saiba quais sejam. Acho que o problema nem será esse. De qualquer modo, o Sporting fez dois bons golos e mereceu a vitória. Aliás, a ganhar alguém só podia ser o Sporting. Mais uma vitória a Norte, contra um clube a quem já não ganhávamos na sua casa há três anos e que nos venceu em todos os jogos na época passada. Um Rio Ave que está muito incomodado por não saber quem será o seu adversário, imagine-se o topete. Mais gozo me dá que o "Leões" lá tenham ganho. ;)
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.02.2014 às 00:30

Apenas um reparo Lionheart, o Montero anda com os 4 amarelos desde o dia 11 de Janeiro.

Acabou bem, muito pelos "rapazes" que entraram na 2ª parte, mas aquela horrível primeira não se deve apagar da memória. Continuando com esta irregularidade de jogo entre as partes, mais cedo ou mais tarde pagaremos a factura.

Já há muito que se previa o desgaste de alguns jogadores, como é o caso de Adrien, pela posição em que joga. Quando fiz a pesquisa para o tempo de utilização dos extremos, também verifiquei que depois destes, o jogador mais vezes substituído é precisamente o Adrien.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 23.02.2014 às 00:43

Mas já pagámos a factura. Pagámo-la contra a Académica e contra o Nacional, por exemplo. Não creio que venha a ser possível mudar radicalmente isso esta época, quando muito poderá vir a ser atenuado, se alguns jogadores recuperarem a forma, ou surgirem outras soluções, como a do Mané recentemente. Umas vezes conseguimos dar a volta na segunda parte, outras não. Já contra o Olhanense, depois de uma boa primeira parte, na segunda houve menos intensidade. Em primeiro lugar porque não é possível jogar sempre ao mesmo ritmo durante 90, mas principalmente porque o Sporting depende do esforço de jogadores que estão ainda em fase de crescimento, ou que estão pela primeira vez a fazer uma época inteira como titulares num grande, onde o esforço que se lhes pede não tem nada a ver com o que faziam quando estavam emprestados. O Mané é um jogador em formação, mas mesmo o William e o Adrien é a sua primeira época como titulares no Sporting. Não é possível ao Sporting ter a consistência de jogo que tem o Benfica e mesmo este tem jogos em que não joga por aí além.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.02.2014 às 00:48

Não deixo de concordar Lionheart , mas insisto que dois ou três dos emprestados fariam muito jeito agora, em pleno campeonato de Inverno.
Sem imagem de perfil

De jose guinote a 23.02.2014 às 01:24

Concordo que foi um jogo pobre do Sporting sobretudo na primeira parte. Não me recordo de uma única oportunidade. Heldon e Wilson Eduardo nunca conseguiram dar sequência aos lances e criar condições para solicitarem Montero ou quem aparecesse a concluir. O Sporting foi mau de mais e não foi a perder para o intervalo porque a defesa esteve bem, sobretudo os centrais. Saliento um jogo imperial de Drier , talvez o melhor jogador em campo. Na segunda parte as coisas melhoraram com a necessidade de reagir ao golo fortuito do Rio Ave e a entrada de Slimani . Vamos lá ver: na primeira vez que foi solicitado das alas - por Jefferson - Slimani marcou um excelente golo. Da segunda vez que foi solicitado - da direita, julgo que por Carrillo - proporcionou uma defesa muito dificil ao guarda-redes do Rio Ave. Jardim mexe tarde e toma decisões incompreensíveis. Não percebo as opções para as alas. Não percebo porque razão Cappel desapareceu? Heldon é um reforço mas isso não justifica que em dias em que o seu rendimento é paupérrimo não seja substituído, quando existem (!!!) tantas alternativas. Adrien arrastou-se, fazendo asneiras atrás de asneiras. Está cansado. Talvez a paragem lhe faça bem. André Martins esforça-se mas as coisas não lhe estão a sair bem. Existem alternativas, insisto. Vítor, Cappel , Carrilo, Piris, Slimani , Drier , Mané, falo destes porque são aqueles que podem disputar um lugar no onze titular, prefazem um lote de 18 jogadores de nível muito semelhante. Ganhámos, foi bom. Mas Jardim tem que mudar alguma coisa e ser mais criativo e actuante.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.02.2014 às 02:28

Como já aqui escrevi, LJ já recorreu a 14 ou 15 combinações diferentes com os extremos e, para mim, ele tem os seus preferidos "no matter what" e os outros a quem recorre muito irregularmente.

O Adrien esteve muito mal hoje e será de facto o cansaço. Pensei que ele iria chamar alguém para o aliviar, mas é óbvio que não sente confiança em mais ninguém.

LJ está a ser muito previsível, até na irregularidade de utilização dos extremos. Com equipas boas defensivamente, vamos ter sempre problemas.
Sem imagem de perfil

De MaxMartins a 23.02.2014 às 01:35

Não há equipa nenhuma que jogue sempre no seu melhor...
Por isso fiquei muito satisfeito com a prestação do Sporting, no computo dos 94 minutos de jogo...
Estou perfeitamente de acordo com a gestão que o treinador faz dos amarelos, até porque já todos sabemos muito bem, que expulsar um jogador do Sporting é das coisas mais faceis...basta isso passar pela cabeça do árbitro...
O árbitro "portou-se muito bem"...podia "sem grande esforço" ter anulado o golo do Slimani..."por empurrão" ao defesa, ou o do Mané por "estar fora de jogo"...temos por isso "de estar muito gratos " ao homem do apito, mesmo descontando os amarelos ridiculos ao Montero e ao Mané...

O Sporing ganhou mas não se sabe bem como...?
Muito fácil...o Sporting marcou 2 (que o árbitro não se lembrou de anular) e o Rio Ave apenas 1, por isso ganhámos 2 a 1...!!

É verdade que fizemos uma 1ª parte bastante limitada...mas na 2ª parte, pareceu-me que fomos nitidamente superiores ao Rio Ave, por isso a vitória acentou-nos muito bem...

Sporting Sempre...!!

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.02.2014 às 02:20

Com todo o respeito caro Max, acho que olha para o jogo com uma visão muitoi romântica.

1. "Não há equipa nenhuma que jogue no seu melhor". Nós já andamos a jogar muito menos do que o "melhor" há vários jogos, ou será que esquecemos com tanta facilidade.

2. Claro que está de acordo com a gestão dos amarelos. Qual gestão ? Ele não está a fazer gestão alguma, salvo esperar que os jogadores sejam amarelados e castigados.

3. Temos de deixar de recorrer ao árbitro ao mais pequeno ensejo. Eles não vão mudar tão cedo, portanto temos que recorrer às nossas "armas" para garantir o melhor resultado possível.

4. Lamento que não tenha compreendido que o título do post é somente uma exspressão a não ser interpretada literalmente.

5. Uma primeira parte "limitada" ? Não foi limitada, foi paupérrima !!! Não fizemos um único remate, não criámos uma única oportunidade de golo, não organizámos uma única jogada ofensiva digna do nome, não tivemos intensidade de jogo e não exercemos pressão no adversário. Se isto é apenas "limitado", o que é mau ?

6. Com as mexidas na equipa na 2ª parte, começámos a exercer maior e melhor controlo e tivemos 20/25 minutos de qualidade razoável e daí surgiram os golos e mais uma ou outra jogada de perigo.

7. Apesar do autogolo e de um Jefferson muito abaixo do seu usual, a defesa foi a unidade que esteve melhor, com destaque para Dier e Cédric. Maurício esteve algo nervoso, porventura pelo incidente em que esteve envolvido.
Sem imagem de perfil

De Petinga a 23.02.2014 às 06:51

O mais preocupante é a inconstancia exibicional da equipa. No passado fim-de-semana podíamos ter goleado o Olhanense e ontem essencialmente marcámos 2 golos em 3 ocasioes e meia.
Outro factor em quebra é o facto de a equipa, como bloco, há muito ter deixado de exercer pressao sobre o detentor da bola e sobre o espaco. O Rio Ave, ontem, teve espaco para progredir a caminho da defesa leonina e valeu mesmo a excelente organizacao da defesa para evitar males maiores (Dier liderou de forma soberba e Maurício esteve muito bem; assacar-lhe culpas no autogolo quando é Jefferson quem deixa a equipa "descalca" com um erro de principiante, e depois de o próprio Maurício se colocar exemplarmente para poder cortar o cruzamento para Hassan, é desonesto).
O ónus está todo no meio-campo e ataque. Os extremos nao defendem nem pressionam o lateral de forma continuada; os médios perderam a capacidade de rotacao e pressing sobre o espaco. Veja-se a quantidade de passes de execucao simples falhados por Adrien ou André Martins; veja-se o tempo que demorou William a surgir ao "seu" nível (em 90 minutos ontem, terá feito 25 realmente bons, como toda a equipa de resto).

E depois o próprio plano de jogo que parece estar confuso na mente dos jogadores. O Sporting acomodou-se à ideia de "colocar a bola nas alas, centro para a área"; para além de ser facílimo de anular (basta povoar as alas e fazer marcacoes fortes sobre os extremos), só garante algum rendimento com Slimani em campo. O tipo de penetracao que Carlos Mané permitiu é o que o Sporting devia SEMPRE privilegiar como modelo de jogo ofensivo - rodar para as alas sim, mas apenas para encontrar espaco pelo meio.

Também me parece haver um grande pormenor que estamos a esquecer. Do plantel do Sporting, apenas Rui Patrício, William e Montero sao jogadores de top. Todos os demais estao em crescimento ou sao razoáveis/bons (dependendo do momento) e teem, portanto, oscilacoes de rendimento perfeitamente naturais. Sobretudo se sao expostos à titularidade de forma continuada pela primeira vez. "Cansaco" é um disparate no contexto de um profissional de futebol que só joga de semana a semana (!), mas concordo com "desgaste psicológico" de ter que assumir sempre o jogo de um candidato ao título. O problema de nao haver suplentes para o meio-campo é sobejamente conhecido.
Veremos como LJ vai descalcar a bota na semana que vem - ele que, assumidamente, tem feito milagres em termos de resultados e evolucao futebolística com o plantel que tem ao dispor. Noto particularmente a forma como o Sporting praticamente deixou de sofrer golos nas fases finais dos jogos (imagem de marca de 2012-13) e raramente deixa de vencer quando se apanha em vantagem num jogo.

Entre parentesis, a Jesualdo Ferreira correu-lhe mesmo mal a mudanca de clube...
Sem imagem de perfil

De Jorge a 23.02.2014 às 07:39

Muito boa análise, concordo com tudo a 100%.
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 23.02.2014 às 09:19

Boa análise. Sofri como o diabo. Se não fosse o pacemaker, tinha ido. Continuamos a jogar a passo. O treinador continua a ser teimoso, ao não pôr Slimani de início. E até diz que jogámos bem na 1ª parte, só que um pouco lento !!! Não há dúvida que a equipa está pior. Acabámos por ser felizes. Vamos ver o próximo jogo como sai, agora que ficámos desfalcados.
Sem imagem de perfil

De RML a 23.02.2014 às 12:50

Sinceramente não entendo onde querem chegar com a crítica constante ao Sporting actual, que pensando bem, não vive um ano zero, mas sim o -1, com a obrigação de baixar custos, de limpar podres de anos anteriores e garantir a sustentabilidade do clube para os anos vindoiros.
Isto ganhando um jogo num terreno bem difícil e continuando bem na luta pela champions.
(a luta do campeonato é bem mais difícil, já que o plantel não tem a qualidade e a quantidade dos nossos maiores opositores)

Ah, e entretanto ainda não terminamos Fevereiro e já temos mais pontos dos que foram obtidos em todo campeonato do ano anterior.

Se calhar fica a mesma ideia, é isso?
“O Sporting continua vivo mas não se sabe bem como... “
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.02.2014 às 13:16

Esta sua observação "crítica ao Sporting actual" peca por extremar pelo exagero, em contexto de uma análise a um jogo de futebol e à exibição da equipa. Recorrer ao já gasto argumento de comparação ao ano passado, só passa por inconsequente.

Penso que a maioria de sportinguistas sabe apreciar a época que a equipa está a fazer e as razões principais que sustentam o sucesso de registo até agora.

A sua última frase é mera demagogia.

Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 23.02.2014 às 15:09

Em geral concordo com as suas análises mas hoje acho-a um pouco pessimista.
Na 1ª parte toda a gente deve concordar.Foi má.

Já foi muito escalpelizado,mas Heldon continua em adaptação (na minha opinião ainda não justifica o estatuto de titular que está a ter), AM e WE estão a jogar pouco.Com este tridente em sub-rendimento,Montero é a vítima óbvia.

Defensivamente,não pressionámos como é habitual,deixando o adversário
chegar perto da nossa área,embora só tivessem criado perigo em remates (perigosos) de meia-distância.
A tal grande oportunidade que tiveram resultou de uma perda de bola infantil de Heldon,que apanhou a equipa em contrapé.

Os 30 min finais foram bons,sobretudo porque Mané deu uma dimensão ao jogo interior,que falta nesta equipa e Slimani uma presença na área que não tínhamos.
Grande golo de Mané .Uma execução técnica muito difícil,mas que pareceu fácil.Típico dos grandes jogadores.
Também WC foi imperial nesta fase.

Conclusão:45 min maus,15 assim-assim e 30 bons ,que noutros jogos podem não chegar.

Para o próximo jogo grande berbicacho:AM jogou muito mal,pelo que no próximo jogo talvez não entrasse de início.Dada a ausência de Adrien...veremos.
Entrará Mané a "10"?AM será "8"?
Ou haverá substituição direta por Vítor?

Pelo que vi nos B,parece-me que Magrão não deve ser hipótese-aliás ,devia ter saído nesta abertura de mercado.

Agora temos de ganhar ao Braga.
Deveremos ter uma boa casa para incentivar esta equipa que bem merece.
Sem imagem de perfil

De Petinga a 23.02.2014 às 16:28

Acho piada dizer-se que AM e WE estao a jogar pouco mas nem uma referencia a Adrien que fez um jogo paupérrimo...
No próximo jogo penso que AM ocupará a posicao 8 e talvez se recorra a Mané para a "10" como ocorreu em Vila do Conde.
Magrao é claramente uma opcao de recurso no plantel (para felicidade de Adrien e AM, cujas titularidades se vao mantendo sem grande concorrencia) mas tem apenas contrato de 1 ano, até final da temporada - faze-lo sair na pausa de Inverno faria pouco sentido. O que se podia era ter contratado outro médio; penso que nao o fizeram por falta de opcoes acessíveis no mercado (?) e que o plano inicial teria sido Joao Mário assumir gradualmente um lugar entre os 18 convocados da equipa A com o passar das semanas.
Aliás, no comeco da temporada quem nós (adeptos) tínhamos muita curiosidade de ver brilhar entre as jovens estrelas, retirando Ilori e Bruma que se auto-excluiram do processo (com óbvio prejuízo próprio mas dividendos razoáveis para o Sporting) eram Joao Mário e Esgaio. Contra todas as expectativas surgiram primeiro William Carvalho, depois Carlos Mané (sem contar com as interessantes indicacoes dadas na pré-temporada por Medeiros e Chaby). Mais uma prova de que esta coisa da evolucao dos jogadores jovens está longe, muito longe de ser linear.
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 23.02.2014 às 19:35

"Acho piada dizer-se que AM e WE estao a jogar pouco mas nem uma referencia a Adrien que fez um jogo paupérrimo..."

Se quisesse falar de todos os jogadores que estiveram mal e do que me pareceu que correu mal naquela 1ª parte,a caixa dos comentários não chegava e os adjetivos eram impublicáveis.
Na minha opinião,Adrien esforçou-se,correu,batalhou,mas as coisas nunca lhe saíram bem.WC também esteve mal,etc,etc.
O objetivo destes comentários não é fazer a crónica do jogo,penso eu...

"Magrao é claramente uma opcao de recurso no plantel (para felicidade de Adrien e AM, cujas titularidades se vao mantendo sem grande concorrencia) mas tem apenas contrato de 1 ano, até final da temporada - faze-lo sair na pausa de Inverno faria pouco sentido. O que se podia era ter contratado outro médio; penso que nao o fizeram por falta de opcoes acessíveis no mercado ..."

Contrataram o Shikabala.Parece que não se sente muito convencido.Ora aqui está um tema que me ocuparia longas páginas.É evidente que o objetivo foi preencher uma lacuna que identificaram no plantel:não temos verdadeiro MA.
Mas sejamos positivos e esperemos que o jogador se adapte e mostre algum do potencial que parece ter.
Também acho que Rinaudo não devia ter saído.Mas aqui todas as opiniões são válidas ou não estivéssemos a falar de futebol.

E quanto ao resto não discordo de si.O futebol é uma caixinha de surpresas.Quanto à equipa acho essa alternativa muito válida,como existem outras.No fim de semana veremos,mas o importante mesmo,é ganhar.
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 23.02.2014 às 19:42

não temos verdadeiro MA=>não temos um verdadeiro MA
Sem imagem de perfil

De Petinga a 24.02.2014 às 06:22

"Contrataram o Shikabala.Parece que não se sente muito convencido.Ora aqui está um tema que me ocuparia longas páginas.É evidente que o objetivo foi preencher uma lacuna que identificaram no plantel:não temos verdadeiro MA.
Mas sejamos positivos e esperemos que o jogador se adapte e mostre algum do potencial que parece ter.
Também acho que Rinaudo não devia ter saído.Mas aqui todas as opiniões são válidas ou não estivéssemos a falar de futebol."

Nao estou convencido porque (ao contrário de Heldon) esse foi um reforco que sempre me pareceu apontado a 2014-15 e nao ao restante desta temporada...
Tem razao em relacao ao Rinaudo. Mas, a bem das coisas, se tivesse ficado no plantel Rinaudo teria feito... um único jogo, na Luz. No fundo fez-se um "gamble" assumindo que William vai durar até final da temporada sem lesoes nem suspensoes de monta.
No resto estou de acordo consigo.

Saudacoes Leoninas

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo