Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Sporting joga amanhã…

Sporting - FC Porto, 17 de Outubro de 2020, às 20h30

Leão Zargo, em 16.10.20

SCP 2 FCP 2 Lumiar 12.5.35.jpg

Sporting e FC Porto defrontam-se amanhã em Alvalade para 4ª jornada da 1ª Liga. Para o campeonato na casa dos leões, desde a época de 1934-35 (Liga Experimental), os dois clubes defrontaram-se 85 vezes, com 45 vitórias leoninas, 21 vitórias dos portistas e 20 empates. No seu Estádio, nos últimos dez anos, o Sporting venceu 4 jogos, empatou 5 e perdeu 1. Actualmente na classificação da 1ª Liga, estão empatados com 6 pontos, mas a equipa leonina tem um jogo a menos.

Dados estatísticos possuem o valor que lhes quisermos dar, mas os dragões apresentam-se em Lisboa com algum favoritismo, tanto pelo seu estatuto de campeão nacional como pelo seu futebol muito físico e competitivo, sempre à espreita de alguma falha do adversário. Por ter uma equipa ainda em reconstrução, o Sporting apresenta-se como um “outsider” disposto, todavia, a mostrar no terreno do jogo a sua capacidade para surpreender os dois principais candidatos ao título. Para isso exige-se intensidade e movimentação definida, organização defensiva e ofensiva numa dinâmica viva, eficiente e com muita qualidade.

Com Neto, Coates e Feddal no 3 da defesa, Pedro Porro e Nuno Mendes nas alas, fica a curiosidade de saber como é Rúben Amorim vai conjugar João Mário e Pote, que sendo menos eficazes na recuperação, necessitam de Palhinha (?) para equilibrar defensivamente o meio campo. À frente, até pela impossibilidade de Sporar, vão jogar avançados móveis e relativamente abertos (Tomás, Vietto e Nuno Santos? Jovane para entrar durante o jogo? E Tabata?). Amorim continuará fiel ao seu 3x4x3, mas sem um avançado-centro puro, para criar surpresas no decorrer do jogo, haverá alguma alteração para o 3x5x2 com um jogador (Vietto? Pote?) a fazer de 10.

Apesar das saídas de Danilo, Alex Telles, Aboubakar, Soares e Zé Luís, a equipa portista vai apresentar-se muito forte no Estádio de Alvalade, eficaz na redução dos espaços, com marcações apertadas e grande pressão sobre o portador da bola. Como é habitual, o seu jogo será duro, viril, intenso e em profundidade.

Na fotografia, o guarda-redes sportinguista Artur Dyson segura a bola com a protecção de Jurado perante a ameaça do avançado portista António Santos. Trata-se do Sporting 2 - FC Porto 2 disputado no Estádio do Lumiar, em 12 de Maio de 1935.

publicado às 13:57

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 16.10.2020 às 15:05

Exige-se um Sporting batalhador no meio, rápido, acutilante e com poucos ou nenhuns erros defensivos...
Allez SPORTING!
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.10.2020 às 16:27

Jogado assim... ganhamos o clássico, Paulo!
Sem imagem de perfil

De Leão do Norte a 16.10.2020 às 15:18

Como foi bem descrito o Porto vai apresentar-se com o seu habitual jogo duro, viril, intenso e em profundidade, eficaz na redução dos espaços, com marcações apertadas e grande pressão sobre o portador da bola.
O sucesso do Sporting neste jogo vai passar por saber controlar a profundidade do jogo ofensivo do Porto (sendo Marega o expoente máximo) e libertar-se da pressão que eles vão montar logo na fase inicial de construção. Estes dois aspectos têm sido o calcanhar de Aquiles da equipa e que os nossos adversários têm procurado explorar, pelo que se exige cuidados redobrados, essencialmente na constituição do meio-campo. Um meio-campo muito macio e sem capacidade de condionar o meio-campo do Porto poderá ser uma "via aberta" para a nossa área.

E desta vez, por favor, parem-me o Marega!!!
Estou cansado dos jogos e golos que marca sempre contra nós, seja pelo Marítimo, Guimarães ou Porto.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.10.2020 às 16:32

Leão do Norte

De facto há um "filme" dos jogos com o Porto que me preocupa e que decorre desse futebol intenso e pressionante que os portistas fazem muito bem. Mas, nós também temos as nossas armas...

Uma coisa é certa, só com um meio campo batalhador e resiliente é que conseguimos ganhar este jogo.
Imagem de perfil

De Luis Moreira a 16.10.2020 às 16:17

Com um 1x 5x 3x 2 . Não acredito que o Sporting jogue, nesta fase, com 3 defesas mas também não poderá mudar muito. Os laterais menos subidos e um meio campo capaz de segurar a bola. Dois avançados rápidos.

Addan

Neto - Coats - Feddal
Porro - - Nuno Mendes

Palhinha - Pote



Joavane - João Mário - Nuno Santos

Promete...boa sorte.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.10.2020 às 16:39

Luís Moreira

A nossa equipa será essa, apenas com a dúvida se Jovane estará em condições para entrar logo de início. Talvez Tiago Tomás ou Vietto no lugar dele, quem sabe. Ou uma surpresa do género Tabata, mas neste caso estou a especular.

Creio que Pote jogará um pouco mais adiantado do que João Mário. Pote nas imediações da grande área, JMário na construção.
Sem imagem de perfil

De João F. a 16.10.2020 às 20:56

Não acredito muito que o João Mário jogue de inicio, por falta de condição física, mas posso estar enganado. Talvez nos últimos 20 ou 30 minutos do jogo.
Imagem de perfil

De Luis Moreira a 16.10.2020 às 16:22

Addan


Porro - Neto - Coats - Feddal - Nuno Mendes


Palhinha - Pote


Joavane - João Mário - Nuno Santos


PS ver se sai bem agora...
Sem imagem de perfil

De RCL a 16.10.2020 às 22:13

Amanhã não vou lá estar! MAS..

O primeiro jogo que vi em Alvalade foi o Sporting x Porto em Abril de 1966.
Sporting- 4 x Porto -0. Oliveira Duarte, Lourenço-2 e Figueiredo.
Entrei com o pé direito, o Sporting foi campeão nesse ano. Era o tempo do título de 4x4 anos.
Estádio completamete cheio (julgo que 70.000), um público entusiasta a apoiar do principio ao fim. Era o tempo de jogar à Sporting.
Parece que foi ontem.
SL
Sem imagem de perfil

De Leão do Norte a 16.10.2020 às 23:25

Eram tempos de boas memórias!
Como os tempos mudaram, infelizmente, de lá para cá.
A melhor memória que tenho dos jogos com o Porto em Alvalade é bem mais recente. Foi em 2000, ano em que vencemos por 2-0 (André Cruz e Acosta) e nos colocou na rota do titulo, para quebrar o jejum de 18 anos.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo