Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

20199859_bZzDY.jpg

À falta de melhor imagem e com um pedido de perdão para os leitores mais sensíveis, Bruno de Carvalho é mais ou menos como uma micose no pé: pensamos que nos livrámos dela com a pomada que usámos no Verão, mas depois chega o Inverno e voltamos a sentir aquela coceira incómoda que nos recorda que não foi a lado nenhum. E, como acontece com qualquer micose, coçar só agrava o problema, mas ignorá-lo também não o resolve. É preciso atacá-lo de forma eficaz para eliminá-lo definitivamente.

 

Nesse sentido, talvez a contestação de que Frederico Varandas foi alvo na Assembleia Geral de sexta-feira por parte de um grupo de apoiantes de Bruno de Carvalho possa ter um efeito profilático, pelo menos se for encarada como um sintoma de um problema que, definitivamente, não está resolvido.

 

No próximo dia 15 há outra Assembleia Geral. Essa, para analisar e votar os recursos aos processos instaurados a Bruno de Carvalho e seus pares, e os sportinguistas, a maioria dos sportinguistas, aqueles que não se revêem na forma populista, trauliteira e irresponsável como o antigo presidente levou o clube ao estado calamitoso em que ainda se encontra, têm uma oportunidade única para deixar claro que não deixam os destinos do Sporting ser determinados por uma minúscula, ainda que populista, trauliteira e irresponsável, minoria que se habituou a desrespeitar os valores da democracia.

 

Ignorar o problema, imaginar que se resolve sozinho, é deixar aquela coceira incómoda crescer até fazer ferida. E mais uma ferida é tudo o que o Sporting não precisa.

 

Jorge Maia, jornal O Jogo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


9 comentários

Imagem de perfil

De Greenlight a 04.12.2018 às 10:53

Esta imagem da micose é excelente! Lá estarei na AG de dia 15 com o Canesten.
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 04.12.2018 às 12:26

👍Eu também. Todos à AG.
Sem imagem de perfil

De Ghost a 04.12.2018 às 12:26

Não gosto deste tipo de "jornalismo". Para mal ou para bem estão a falar mal de pessoas que são sportinguistas, como todos nós.
Também não concordo com a definição de UMA minoria. Está errado. Na realidade existem DUAS minorias que são, os pró-BdC e os anti-BdC, e tanto uns como os outros fazem mal ao Clube, destilam ódio/apoio sem se importar com o mal que fazem à imagem do SCP. E depois existem os restantes, esses sim, a esmagadora maioria dos sócios/adeptos que apenas querem ver esta história resolvida rápidamente (com as devidas punições/absolvições a quem de direito) sem prejuizo para o Clube.

Idealmente, a solução passaria por ter ambas as facções extremistas a fazer as pazes e unirem-se aos "centristas" pelo apoio ao clube e esquecer BdC de uma vez por todas. Não sendo possível então considero tão acertado expulsar do Clube a facção pró-BdC como a facção anti-BdC deixando apenas aqueles que realmente estão interessados e concentrados no SCP.
É preciso esquecer este assunto e andar para a frente. Deixar os tribunais tratar dos processos e não dar mais carvão à fornalha da CS que só quer mediatizar e espremer este problema até ao tutano em prol das audiências.

Em relação à matéria em votação na AG, por um lado acho que os Antis votarão pela suspensão com alcochete em mente e um ódio irracional à personagem, por outro os Pros votarão contra a suspensão com o homem/lider/salvador em mente. E não pelo verdadeiro motivo, que foi a quebra de estatutos pelo CD na altura.
E vão ser estas DUAS facções extremistas os causadores de disturbios na AG, com culpas divididas igualmente pelas duas, vai ser inevitável o confronto, e não os poderemos barrar à porta.

Que cada um vote livremente e em consciência, mas tentem meter o futuro do SCP em primeiro lugar. Que decorra ordeiramente e sem confrontos, é o meu maior desejo.

SL
Sem imagem de perfil

De De Vigia a 04.12.2018 às 13:29

Muito bem!!
Imagem de perfil

De Greenlight a 04.12.2018 às 16:02

"...um ódio irracional à personagem...e esquecer BdC de uma vez por todas..." O ódio é quase sempre irracional e estou de acordo que exista uma minoria que nutra esse sentimento pelo destituído. Acredito que a maioria queira esquecer BdC mas essa personagem, a sua família e os arruaceiros que (ainda) o seguem vão fazer o possível para que isso não aconteça. Essa gente vai às AGs para gritar, insultar e intimidar todos aqueles que não concordam com eles (veja-se o que se passou na AG do Altice Arena). Essa gente, ou melhor essa gentalha e nomeadamente BdC não fazem falta nenhuma ao Sporting. O Sporting é que faz muita falta ao personagem por motivos exclusivamente financeiros. A maioria tem que erradicar de vez BdC e Cia não por um ódio irracional mas por, racionalmente, ser a única maneira de esquecer de uma vez por todas, essa desgraçada personagem.
Sem imagem de perfil

De Ghost a 04.12.2018 às 16:58

Não é assim que se resolve o problema. Assim só so atiça a chama do ódio e da discórdia. Para se erradicar um lado tem de se erradicar o outro, se tiver de ser, sob pena de nunca voltar a paz ao Clube.

BdC já foi destituido e mesmo que volte a concorrer não voltará a ser presidente do clube portanto é mesmo esquecer e seguir em frente. Águas passadas...

Aqui não há santos nem demónios, todos têm a sua dose de culpa e a verdade encontra-se lá pelo meio. Vou reservar qualquer tipo de julgamento de carácter até a verdade vir ao de cima e que TODOS sofram as consequências dos seus actos.

Até lá não pego em tochas e forquilhas nem meto as mãos no fogo, por ninguém!
Sem imagem de perfil

De Ghost a 04.12.2018 às 17:18

Já agora, como ilustração do sentido do meu comentário principal, podemos reflectir um pouco sobre este parágrafo (vamos esquecer facções por um instante - nem eu estou a to mar partido de nenhum lado, como disse sou "neutro"):

"No próximo dia 15 há outra Assembleia Geral. Essa, para analisar e votar os recursos aos processos instaurados a Bruno de Carvalho e seus pares, e os sportinguistas, a maioria dos sportinguistas, aqueles que não se revêem na forma populista, trauliteira e irresponsável como o antigo presidente levou o clube ao estado calamitoso em que ainda se encontra, têm uma oportunidade única para deixar claro que não deixam os destinos do Sporting ser determinados por uma minúscula, ainda que populista, trauliteira e irresponsável, minoria que se habituou a desrespeitar os valores da democracia."

O autor esquece por completo as acusações que pendem sobre o CD destituido (violação de estatutos) e foca-se na "forma populista, trauliteira e irresponsável como o antigo presidente levou o clube ao estado calamitoso em que ainda se encontra".
Aqui concentra-se apenas em BdC e esquece-se que há mais pessoas sujeitas a votação.
A vontade de mandar abaixo BdC é tanta que não se coibe de afirmar que o clube ainda se encontra em estado calamitoso, quando quem anda de olhos bem abertos vê bem que não é verdade e que a actual direcção tem estado a fazer um excelente trabalho para não deixar o Clube ser arrastado pela lama.

Este tipo de artigos só perpetuam o ódio pelo BdC e a divisão entre adeptos e, tal como referi no primeiro post, não mostram qualquer pudor em mandar o SPC abaixo só para tentarem sustentar a sua irracionalidade.

Como Sportinguista, não gosto de ler estas tretas e custa-me ver isto a ser publicado num Jornal. Para mim é apenas e somente propaganda extremista ao mesmo nível que os posts e protestos dos apoiantes de BdC. Haja bom senso!

SL
Sem imagem de perfil

De Pepeu a 04.12.2018 às 17:49

Vamos ver...
Quanto eu sei, esta Assembleia Geral foi convocada por haver um conjunto numeroso de interessados em levar este assunto a discussão na reunião magna afim de se votar e decidir se tais processos em curso devem ou não devem prosseguir.
Cabe por isso aos sócios reunidos em assembleia decidir o que fazer.
Não se vai votar nem expulsões, nem sequer suspensões, tanto porque essas já estão em vigor.
Caso se decida prosseguir, caberá ao CFD manter o processo afim de se concluir o que se fazer com eles.
Agitação, por isso, estará sempre presente.
Se os sócios, em consciência e individualmente entenderem que se justifica prosseguir com os processos, então compareçam e votem naquilo que entenderem.
Toda a publicidade causada pelo tumulto ocorrido na anterior assembleia apenas projedicou os ou o visado em questão. Nada mais.
Isto porque teve o condão de alertar as consciências para o problema latente e permanente.
Mas mais uma vez refiro: não é a direcção do clube ou sequer a mesa da Asembleia que detém o poder e a obrigação de agir quanto a este assunto.
É nisso estiveram sempre bem na sua atitude.
São os sócios os únicos a terem que tomar uma atitude e uma decisão.
Aguardemos pela assembleia e pelo resultado dela.
Porque o que sair daí será acatado por todos os responsáveis sem excepção.
Sem imagem de perfil

De Sr. Comentador a 04.12.2018 às 18:38

Bom artigo.
Todos à AG!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo