Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

20815688_2CmV0.jpg

 

Bruno de Carvalho considera-se proponente de uma visão grandiosa para o Sporting na Europa, e até no Mundo. Para isso, com o patrocínio de estrategas de marketing e do Gabinete de Comunicação do Clube, reformulou e redefiniu os ângulos de abordagem da realidade sportinguista e do futebol, em geral. O resultado foi o entusiasmo ou a apreensão entre os adeptos leoninos, e a perplexidade nos principais competidores.

 

Na sua última Comunicação aos sportinguistas, Bruno de Carvalho deu mais um passo. Escreveu a seguinte prosa:

 

“Queremos consolidar o estatuto de Maior Potência Desportiva Mundial, ultrapassada que está a visão do nosso fundador.”

 

Trata-se de uma revelação subliminar. Imagina-se, ele próprio, o “Visconde de Alvalade da Era Moderna”. Mas, a realidade das coisas da vida não se compadece com determinados delírios. Como diria o inesquecível Neném Prancha, “uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa”.

 

publicado às 11:16

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


17 comentários

Sem imagem de perfil

De João miguel a 02.01.2018 às 11:48

Escreve que BdC gera entusiasmo em alguns e apreensão noutros, talvez seja bom referir a proporção, 90 para 10! Com todos os seus defeitos, a verdade é que reergueo o clube, construiu o pavilhão, recuperou modalidades históricas no Sporting (apenas falta 1), os resultados começam a aparecer e podíamos continuar a lista....pelo meio ofendeu umas quantas pessoas, utilizou linguagem menos própria e fez figura de parvo algumas vezes....como diz o outro “isso são peaners”, ele foi eleito e pago para gerir o Sporting e melhorar os seus resultados (desportivos e financeiros), o resto são danos colaterais!
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 02.01.2018 às 11:57

O João Miguel faz as contas que entende. O post trata apenas do último comunicado do presidente. Tem razão, "o resto são danos colaterais"!
Sem imagem de perfil

De Manuel Pinto a 02.01.2018 às 18:45

O Pavilhão foi idealizado em 2009... BdC chegou ao SCP em Março de 2013.

E essa de 90 para 10 é uma grande mentira.Pois se fosse uma eleição a sério, cada pessoa, ser humano, cidadão, associado só tinha direito a 1 voto. Se fosse 1 sócio 1 voto, a proporção já não seria 90 para 10... e se todos os associados do SCP do Minho ao Algarve pudessem votar, a proporção não seria 90 para 10.

E então aquela teimosia,aquela treta de querer juntar 4 Títulos de uma prova, uma competição, um certame, um torneio disputado por eliminatórias, com clubes da 2ª divisão... a outra prova, competição diferente disputada por jornadas, a 2 voltas, a somar pontos... só mesmo de quem julga que somos todos carneiros.
Sem imagem de perfil

De jose a 02.01.2018 às 19:06

Meu caro se fosse um ser humano = 1 voto, o BdC teria mais votos, teria ganho em 2011 ja que foi o candidato com mais votantes.

Quanto aos titulos independemente de achar o campeonato da época competitivo ou não é o que existia e era de única prova com cobertura nacional. Os modelos organizacionais vão se mofificando ao longo da história, as vezes para melhor, outras para pior. Não se pode é reescrever a historia e 80 anos depois anular os festejos do campeao da altura e substituir por uma taça experimental que entrava apenas 4 associações, totalizando 8 clubes. Pesquise e veja que na altura não ha festejos pelo facto do benfica ganhar essas provas experimentais e mais uma vez, repito a FPF sem mais, oferece esses titulos sem qualquer estudo e de forma leviana ao benfica. Leia a historia do Benfica e veja se na altura ficaram mais satisfeitos por terem ganho a liga experimental.

Mas como o benfica é que manda nisto tudo, manda reescrever a historia e toda a gente tem que aceitar.

Sem imagem de perfil

De Manuel Pinto a 02.01.2018 às 19:44

Essa de vencer em 2011, tem muito que se lhe diga, pois aquilo foi uma salsada, uma contagem à moda de cada um. Apenas me referi à questão de não ser 90 para 10. Numa votação normal BdC venceria por 65% dos votantes.

Em 1921 a FPF organizou uma competição, uma prova, um torneio, um certame
ao qual chamou 'Campeonato de Portugal' como poderia ter chamado 'Maratona de Portugal' ou Caneco de Portugal.... é tudo uma questão de nome. Era uma prova, competição por eliminatórias e incluía clubes da 2ª divisão. ESSA prova, competição começou em 1921/22 e acabou em 1938 e o SCP venceu, ganhou, foi campeão, titular, detentor do Troféu 4 vezes.


Em 1934 a FPF organizou outra prova, competição que era disputada por jornadas, todos contra todos, a 2 voltas e a somar pontos. Desde 1934/35 a 2017 essa prova já teve 83 vencedores, ganhadores, e já teve vários nomes: Liga NOS, Liga Millennium... Liga GALP, Liga Portugal, Campeonato nacional da I divisão, Liga Experimental.... prova essa que o SCP venceu por 18 vezes.

Não há que enganar. E nessa prova, competição por jornadas, todos contra todos, a 2 voltas e a somar pontos, o Peyroteo até é o seu maior marcador.

ISTO são factos.

Não se pode querer misturar alhos com bugalhos, nêsperas com magnórios.

E o FCP no seu palmarés faz bem a diferença.

http://www.fcporto.pt/pt/clube/palmares/Pages/palmares.aspx



Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.01.2018 às 23:21

Já está no vosso sangue re-escrever a historia,
Um campeonato até podia ter apenas duas associações e ser considerado nível nacional se realmente nessa época existisse apenas duas associações, não consegue ver a diferença? Não se pode é fazer comparações do presente para o passado porque a história não se escreve do presente para o passado.
se quiser ser honesto, veja quantas associações existiam no inicio da liga experimental e quantas foram seleccionadas pk era isso mesmo, uma liga experimental, se resultasse avançariam.
Sabe pk é que a taça latina nunca foi considerado taça europeia? Deve saber....
Uma coisa concordo consigo é no nome que se dá, é irrelevante, assim como o modelo é irrelevante, o que conta é importância que uma determinada taça tem num determinado contexto temporal.
E neste contexto o campeonato de Portugal era o título máximo nessa época, por isso designavam campeões de Portugal.
Ah era por eliminatórias... na altura era isso que existia, era o modelo que existia e era o melhor na altura... e era por essa prova que todos lutavam...
Ah, nessa altura havia poucos jogos, é óbvio, queria mesmo que houvesse 34 jogos com os transportes e estradas da época?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 02.01.2018 às 23:33

Se não se identificar, o seu comentário será eliminado.
Sem imagem de perfil

De Tecaneles a 02.01.2018 às 20:57

Uma taça experimental em que entravam só 4 associações hehe

Tens a noção que o Campeonato de Portugal de 1922 só teve 2 equipas não tens??
Sporting e Porto.

Tens a noção que existiram Campeonatos de Portugal com 6 e 8 equipas não tens???

Tens a noção que em todos os campeonatos de Portugal nenhuma equipa fez mais de 5 jogos para o ganhar não tens???

Qual é a moral para falarem em 4 associações em que o campeão teria de disputar 14 jogos.

E caso não saibas o campeonato experimental durou 4 anos mas o numero de equipas manteve-se até a época de 1943/44.
O Sporting foi campeão em 1941, com as mesmas 8 equipas como em 1935.
Sera que também querem retirar esse campeonato ganho? Não me parece, nunca ouvi ninguém a falar disso!!!

O Sporting pouco quer saber desta treta, querem é confusão. se o Benfica tivesse ganho 5 Campeonatos de Portugal e o Sporting 4 ninguém sequer falaria no assunto. Para a diferença aumentar?
Sem imagem de perfil

De Manuel Pinto a 02.01.2018 às 21:32

Sim... 4 Associações, 8 clubes, 2 voltas, 14 Jornadas... e no final, 1 campeão.

Sem dúvida. Em Maio de 1935 o FCP foi o 1º vencedor, ganhador do Campeonato Nacional da I Divisão de Portugal, uma prova disputada por jornadas.

Tal como em 1922 o FCP foi o 1º vencedor, ganhador do Campeonato de Portugal, uma prova disputada por eliminatórias e em que só participaram 2 Associações !!!!!

:-)


Sem imagem de perfil

De Tecaneles a 02.01.2018 às 12:51

Isso não foi entrevista nenhuma, foi ele a falar o que queria.

Dou como exemplo esta parte do discurso:

""O engraçado é que se dê tanta relevância a um assunto quando nós tínhamos aqui famílias completas de pessoas que foram dirigentes do Sporting. Mas completas. Às seis pessoas, sete pessoas. Nunca ninguém ligou nenhuma, nunca houve jornal nenhum a ligar. Pelo menos, a minha mulher já cá trabalhava. E tem o mérito de já cá trabalhar há 10 anos.""

Mas não existe um jornalista que lhe pergunte dez que famílias ele esta a falar? Ou chega dizer o que se quer sem se saber se corresponde a realidade ou não.

Assim de memoria não me recordo da esposa do: Godinho, Bettencourt, Roquette, Dias da Cunha, Soares Franco, Santana Lopes, Sousa Sintra, etc...
Nem tão pouco de filhos promovidos a diretores.
Para 6 ou 7 da mesma família ainda faltam muitos.

E a sua esposa trabalha efetivamente no Sporting depois de 2011 e não 2007. Antes fazia trabalhos esporádico no Sporting e com certeza que tem lá gente que esta no Sporting diariamente desde antes de 2011.
Tirando que só descobriu isso 2 meses depois de casado.....
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 02.01.2018 às 22:05

Tecaneles,

na verdade, Bruno de Carvalho convenceu-se de que não tem de dar explicações aos adeptos sportinguistas. Ele imagina-se acima de quaisquer pessoas ou circunstâncias.
Por outro lado, ele apenas concede entrevistas a jornalistas que não o procuram entalar ou que são incómodos. Por essa razão nunca haverá perguntas como as que refere. É pena!
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 02.01.2018 às 15:15

Eu sou de outro clube mas desculpem a entrevista doazevedo de carvalho foi vergonhosa,tem a dívida aos impostos mas o Vieira deve mais,por isso eu posso dever,promovi a minha mulher,pois havia lá famílias de sete quando chegou ao poder,não ganhei nada por culpa do Benfica.Eu tenho uma pergunta aos sportinguistas,não a faço aos sportingados nem aos sportiguense,pois esses já se aperceberam,de que é que o vosso presidente tem responsabilidade pois é tudo dos outros.
Ps- só um aparte o último presidente de um clube que vi a ver um jogo com os adeptos nas bancadas foi o Vale e Azevedo,estará ele a tentar imitar?
Cumprimentos a todos e bom 2018
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 02.01.2018 às 16:46

Hugo Gomes, é curiosa essa associação constante de Vale e Azevedo a Bruno de Carvalho que alguns insistem em fazer. Até ver há uma grande diferença entre eles em aspectos que são fundamentais e que decorrem da honra e da honestidade. Restam algumas situações caricatas e que são comuns a ambos.

Um bom ano de 2018!
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 02.01.2018 às 17:57

Espero que tenha razão,pois não lhe desejo ter um presidente como o Vale e Azevedo,mas permita me descordar em relação a honra e honestidade pois o seu presidente mente muito e não tem honra como se pode ver na data de contratos que ele não cumpriu e teve de pagar em tribunal.
Cumprimentos a todos
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 02.01.2018 às 22:06

Hugo Gomes,
isso daria origem a uma longa conversa...
Sem imagem de perfil

De Nando a 02.01.2018 às 15:55

Um clube é uma instituição representada pelo seu presidente.
Na visão (enorme) do presidente, ele esta no caminho certo.
Na visão de muita gente, ele esta no caminho certo.
Sendo assim, o clube (por ele representado) esta no caminho certo.
Transmitir sonhos de grandeza faz o povo feliz e se o povo esta feliz o clube também.
O presidente mostra uma espécie de anarquismo onde só interessa o bem comum do clube, no entanto, internamente será mais um patriarcado.
O clube só é feliz se ele se sentir feliz, mas para se sentir feliz tem que haver regalias, mordomias e salário que o clube agradecidamente tem que dar como vassalagem para o seu próprio bem-estar.
Tratasse de um simbiose onde um alimenta com o corpo e o outro com a alma, sendo que o corpo é o clube e a alma o presidente eleito democraticamente pelos ideais em que o povo se revê.
Questionar o bem-estar (regalias, mordomias e salário) do presidente é de gente pequena que se contenta com a casa unitária.
Um clube não vive de casas unitárias e por conseguinte o seu presidente também não.

Um sonho dura enquanto estamos a dormir. Ao acordar o sonho fará parte do passado e a realidade da vida terá que continuar.
O presidente sonha, o clube sonha, o povo sonha, mas um dia todos terão que acordar.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 02.01.2018 às 16:49

Nando,
há uma leitura da presidência de Bruno de Carvalho que implica tudo o que escreve. Nem mais! Mas, na verdade, tudo é efémero, um dia o sonho acaba e a realidade da vida vai impor-se em toda a sua plenitude.
Tem razão!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo