Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os coletes esquecidos

Rui Gomes, em 18.03.22

Não sei quem lançou as tochas para dentro do relvado, no último Sporting-FC Porto, para a Taça, em Alvalade. Não sei se foram os suspeitos do costume ou se outros quiseram replicar a sua crónica estupidez.

21105016_F4Vcq.png

Sei apenas que eles fizeram um grande favor ao FC Porto, porque desviaram a atenção dos acontecimentos pós-jogo no Dragão. A questão do dia já não são as agressões, a intimidação e a violência organizada, mas o lançamento da pirotecnia, que adquiriu foros da grande nódoa do futebol. Como se isso não bastasse, a claque do Benfica resolveu armar-se em macaco de imitação e temos o FC Porto a esfregar as mãos de contente. Houve até um governante, com tutela sobre o Desporto, que entendeu oportuno pronunciar-se publicamente sobre o flagelo das tochas, mas – pasme-se – deixou-se ficar calado sobre os desacatos no Porto.

Continuo a achar que o que se passou à data no Dragão foi de superlativa gravidade. De igual forma, entendo que o recrutamento de agentes exteriores para exercícios de agressão e constrangimento é das mais deprimentes manifestações de falta de fair-play a que tenho assistido, nos muitos anos em que sigo o futebol.

image.jpg

Em qualquer outro foro jurisdicional, o Dragão tinha sido preventivamente interditado, os inquéritos disciplinares constituiriam carácter urgente e a generalidade das instituições desportivas e políticas, teriam feito indignado coro na condenação dos acontecimentos. Neste país de brandos costumes, parece que se instalou um pacto de silêncio, à espera do efeito branqueador do esquecimento.

Interrogo-me sobre as razões pelas quais tudo quanto tem a ver com o FC Porto é tão complicado. Porque é que não há ainda arguidos na ‘Operação Prolongamento’, porque é que os árbitros apitam tão mal no Dragão, porque é que há sistemática condescendência para os desmandos disciplinares, os cartões cirúrgicos e por aí fora.

Tenho na memória as peitadas de Jorge Costa a António Rola, a perseguição de Paulinho Santos a José Pratas, a escolta de Pinto da Costa na entrada do Tribunal de Gondomar para concluir que estamos perante uma questão antiga e cultural. Eu sei porque é que as coisas se passam assim. Meter medo ainda assusta muito boa gente.

Artigo da autoria de Carlos Barbosa da Cruz, em Record

publicado às 04:03

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


15 comentários

Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 17.03.2022 às 10:31

Texto de opinião lúcida, clarividente e indesmentível, que significa (mais) um grito de revolta, contra quase tudo o que de putrefação se passa à volta do fenómeno desportivo, nomeadamente do ludopédio deste País.
Cristalino, factual e inequívoco, quanto à Verdade.
Porém, escrever e falar publicamente, para denunciar a vergonha da recorrente existência destes autênticos "crimes" e atentados, contra a justiça desportiva e o dever da sua equidade, isenção e imparcialidade, de facto, não é para todos.
É necessária e louvável, a Coragem, e esta, não é alcançável para oportunistas e péssimos profissionais dos órgãos de informação - dita especializada, que se acolitam na esfera de poderes ocultos, espúrios e inconfessados.
Em bom português, submissos, acomodados e fieis intérpretes da sua insanável cobardia de carácter.
Na sabedoria popular, designam-se por "lambedores de botas" e vendidos.
No fundo, colaboracionistas de um "status quo" pensado, projetado, montado e levado à prática, para benefício e privilégio, de apenas alguns e em detrimento dos demais.
Também para estes, a sabedoria popular tem nome - são traidores, pois invertem e desrespeitam o código e causa deontológica que juraram e abraçaram profissionalmente.
Outros, mais cáusticos e impacientes, classificam-nos como "sabujos".
Mas a Coragem, circunstancial e objetiva, também se expande para responsabilizar e imputar as graves e lamentáveis ocorrências, e essas, cabem por inteiro aos órgãos e instituições que tutelam a atividade do ludopédio no País.
A sociedade e vivência desportiva, tem perigosamente perdido valores e referências.
Há que combater de forma tenaz, consequente e sem temor, a hipocrisia, o cinismo, a intolerância, a corrupção, o compadrio, o tráfico de influências, para desacelerar o caminho para um abismo.
Obrigado, caro Dr. Carlos B. da Cruz.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.03.2022 às 12:02

O Dr. Carlos Barbosa da Cruz limita-se a dizer a verdade. Confesso, no entanto, tendo em conta que estamos a falar de Portugal e do futebol português, que não sei qual é a solução.
Sem imagem de perfil

De Cacunha a 17.03.2022 às 11:48

Estando 100% de acordo com o Dr Carlos Barbosa da Cruz, de quem já escrevi a qui ser dos poucos comentadores desportivos destes programas que além de isento tem a virtude de ser sportinguista, quer com o anterior comentário do sr Rumo Certo - Ventos Favoraveis, quero acrescentar a pouca isenção desses programas que apresentam como representantes do Sporting os srs. Octávio Machado e Paulo Futre. Ora, esses senhores nunca dizem uma palavra em defesa do Sporting. Se se dissessem sem clube eu diria que eles são representantes um do benfica e porto e o outro do JJ e do benfica. Do Sporting nunca, só para tapar os olhos aos incautos.
Direi mais, lamento algumas manifestações da Direção do Sporting e seu Presidente, que apoio a 100% , com exceção das ditas manifestações quanto ao Paulo Futre.
SPORTING SEMPRE! "ONDE VAI UM VÃO TODOS"
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.03.2022 às 12:00

Recomenda-se que faça como eu faço: ignoro completamente esses programas. Considero-os uma fantochada carnavalesca e nada mais, especialmente os 'Futres' desta vida.
Sem imagem de perfil

De Cacunha a 17.03.2022 às 12:45

Estou de acordo Rui, de tal modo que via aquele programa diariamente, porém, cada vez que aquelas personagens participam é mais um dia de sono mais cedo para mim. Deixei de ver
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.03.2022 às 13:44

É o melhor que faz.
Sem imagem de perfil

De RCL a 17.03.2022 às 14:20

No canal 11 ,que até tem bons programas, andaram à batatada, na palhaçada do CMTV Futre teve de ser agarrado e saiu porta fora.
Esses programas desportivos, a maioria com inclinação,para os lampiões, estão ao mesmo nível das autoridades que "regem" o Desporto em Portugal.
Isto só lá cai com uma Troika
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.03.2022 às 16:22

O Futre ou o Maniche?
Sem imagem de perfil

De RCL a 17.03.2022 às 17:48

Futre na CMTV
Maniche no canla 11 com o jornalista coordenador
Jorge Costa foi o primeiro a dar um abraço a Maniche. Estamos conversados.

SL
Perfil Facebook

De Fúlvio Amaral a 18.03.2022 às 10:14

RCL um foi por causa do Benfica-Ajax o outro depois do Ajax-Benfica que coincidência não
Sem imagem de perfil

De RCL a 18.03.2022 às 18:30

Fúlvio Amaral
Eles estão desorientados, parecem baratas tontas, às tantas andam a exagerar na dose
SL
Sem imagem de perfil

De Paulo Fernandes a 17.03.2022 às 18:01

Como os meandros do futebol são ainda mais do que se pensa, vendo por essa perspectiva, será que não houve algum "incentivo" a que as tais tochas fossem lançadas? Se pensarmos bem, não foi uma situação um bocado sem lógica? Podiam ter atingido o Adam, e não o guarda redes do Porto...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.03.2022 às 20:27

Tem razão, um caso muito estranho e ainda por explicar.
Perfil Facebook

De José Mário Costa a 18.03.2022 às 09:24

E quem, no Sporting, deixa que estes delinquentes não só entrem no estádio como, aindam por cima, levem com eles toda a pirotécniacom que lançam para cima do próprio guarda-redes do clube?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.03.2022 às 11:42

Ninguém no Sporting "deixa" isso acontecer, é um problema de segurança. Além disso, também tem acontecido nos jogos fora, onde o Sporting não é responsável pelos ingressos.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo