Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Estoril_José-Couceiro.jpg

 

José Couceiro, treinador do Vitória de Setúbal, voltou a ser instado a comentar as saídas precoces de Ryan Gauld e André Geraldes do Bonfim e a postura do Sporting neste episódio:

 

«Houve uma falta de bom senso do Sporting. Estava preparado para que não jogassem. Na manhã antes do jogo, no nosso treino, perguntei aos dois se alguém tinha falado com eles ou se se sentiam em condições para jogar. Eles sabiam que até tinha preparado dois 'onze' diferentes. Só depois é que tive conhecimento do telefonema que tinha sido feito para não jogarem. Porque não me ligaram a mim? Nestes casos entendo que as relações e o bom senso devem prevalecer. Até porque é uma estupidez existir uma regra na Liga e outra na Federação diferente. Os grandes prejudicados foram os jogadores.

 

O Vitória e o Sporting sempre se deram bem. Pena que alguns não conheçam a história e tenham atitudes que não deviam tomar. O presidente do Vitória actuou no seu sentimento de razão. Mas é um conflito que não faz sentido algum na minha opinião. E lamento que a questão se agudize sem conhecerem a história entre os clubes».

 

José Couceiro tem cem por cento razão. Tudo isto foi completamente desnecessário, os grandes prejudicados foram os jogadores e, por inerência, o Sporting. Claro, para Bruno de Carvalho, o responsável pela decisão unilateral neste caso, estimular o seu já enorme ego sobrepõe-se aos superiores interesses do Sporting.

 

publicado às 04:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 18.02.2017 às 08:46

Claro que tem cem por cento de razão. Qualquer pessoa sensata vê isso. Mais 4 anos a aturar o Sr Carvalho vai ser dose de leão...
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 18.02.2017 às 10:46

Concordo a 100%. Agora estão remetidos apenas a ajudar a equipa B a não descer.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 18.02.2017 às 14:26

Claro que quem perde nesta história toda são os jogadores....

Se história nos diz que o Vitória e Sporting são clubes amigos.... também verificamos que esta direcção do Vitória é muito amiga do clube rival do Sporting.... como tem sido demonstrado em outras situações!

O Sporting tem de aprender algumas coisas com este caso.... por exemplo, os contratos de empréstimo têm de ter clausulas automáticas de retorno.

Cá estaremos para ver é o que o Vitória de Setúbal ganhou ao enfrentar o Sporting... para já teve dois jogadores do benfica.... teremos no futuro que escolher sabiamente que clubes deveremos emprestar os nossos jogadores.

Eu concordo com a táctica de emprestar a determinados clubes do Norte, zona onde somos pouco influentes....
Sem imagem de perfil

De Angelo Pereira a 18.02.2017 às 15:07

Caro Schmeichel, não acredito em Pedro Rodrigues por tudo o que escreveu neste blog, minando a Direção do Sporting até ao tutano, dizendo mal de Miguel Albuquerque só porque num jogo tomou uma atitude incorrecta pedindo a sua demissão, ele que é só o melhor dirigente do clube dos últimos 10 anos não tem bases para ser um futuro presidente do SCP, agora meu amigo também não acredito num presidente que toma medidas por impulso como se usam na juventude quando se tem 17 ou 18 anos que se zanga com presidentes de clubes pequenos, quando é aí que se conseguem as alianças para ter algum poder na estrutura do futebol que despede treinadores como se muda de camisa, ziguesiando sem rumo. Deus queira que me engane e que nos próximos 4 anos BC tenha muito sucesso e nos ponha na orientação certa e com vitórias pois um clube como o nosso não pode viver sem Glória, mas dando a minha opinião de hoje dia 18/2/2017 caro Schmeichel o Sporting é um clube que sempre se deu bem com a formação estando BC com um treinador que não é um treinador nato do desenvolvimento com jovens e tendo os dois uma comunicação péssima isto tem tudo para dar mal e se calhar daqui a 4 anos ou antes são agora os maiores apoiantes de BC os que estarão mais desiludidos e todos nós sabemos o que a desilusão carrega na paixão.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo