Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os planteis mais caros do planeta

Rui Gomes, em 28.03.14
 

 

O Observatório do Futebol (CIES) revelou a lista dos 10 planteis mais caros do planeta. Não posso dizer que fui surpreendido por algum nome, nem a minha expectativa incluía qualquer emblema luso, como é perfeitamente lógico e natural, face às condições de Portugal e do futebol português. Quando muito, a ordem dos clubes não era a que eu esperava:

 

1.º Real Madrid - 642 milhões de euros

 

2.º Manchester City - 521 milhões de euros

 

3.º Manchester United - 473 milhões de euros

 

4.º Paris Saint-Germain - 465 milhões de euros

 

5.º Chelsea - 450 milhões de euros

 

6.º Tottenham - 299 milhões de euros

 

7.º Barcelona - 284 milhões de euros

 

8.º Bayern Munique - 278 milhões de euros

 

9.º Arsenal - 258 milhões de euros

 

10.º Juventus - 256 milhões de euros

 

Esperava ver o Barcelona e o Bayern Munique mais próximos do topo e o Tottenham muito mais baixo. Não possuo dados para refutar os resultados do estudo, mas sinto imensa dificuldade em acreditar que o plantel do Barcelona valha menos de metade do que o do Real Madrid, e significativamente menos dos 3.º, 4.º e 5.º classificados, até do Tottenham.

 

publicado às 22:15

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.03.2014 às 03:54

Muito provavelmente isto refere-se aos salarios e assim percebe-se o ranking. Se fosse o valor de mercado dos ativos, so o Messi se aproximava do valor total do Barça.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.03.2014 às 07:40

Visitei o site do CIES novamente e a disposição é um pouco confusa. Eles recorrem aos valores factuais e não estimativas do mercado. A exemplo, relativamente aoi Neymar referem o valor "oficial" da transferência, ou seja 57 milhões. A questão com Messi é que não está e nunca esteve no mercado.

Agradecemos que recorra ao uso do seu nome ou um nick para evitar ser editado pelo moderador do blogue. Não foi desta vez porque não estava activado.
Sem imagem de perfil

De L a 30.03.2014 às 21:14


Não conheço o fundamento dos dados do estudo e por isso não vou comentar nada objectivamente mas percebo perfeitamente o Rui e podemos perfeitamente falar num orçamento da mesma ordem de grandeza, cerca de 500 Milhões, para os dois maiores clubes espanhóis. Sobre os novos que andam a desregular isto tudo torna-se mais complicado dizer aqui alguma coisa. Quase tanto como falar do Sporting Portugal Fund a quem não faz a mínima ideia do estado do clube e do país já em 2011 ou agora passadas 2 épocas. E também há o caso do Atlético em Espanha, esta época a discutir o título com um orçamento que é menos de ¼ de Real e Barça. Não sendo de todo em todo normal em lado nenhum eventualmente pode acontecer em qualquer lado, muito esporadicamente claro.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.03.2014 às 21:29

A ironia caro L, é que há mais clubes com super orçamentos que não conseguem ser campeões, pelo menos com regularidade, do que aqueles com orçamentos inferiores, a exemplo do Borussia Dortmund e porventura o Atlético de Madrid, que conseguem alguns títulos.

Dos primeiros, vem-me à ideia o Arsenal,o Liverpool e o Tottenham. Na Itália temos também alguns exemplos, prova que o dinheiro garante maior competitividade mas não necessariamente títulos.

Sem imagem de perfil

De L a 30.03.2014 às 21:59


Em termos orçamentais em Inglaterra estão todos muito longe de City, Chelsea e United. Os novos ricos que começam sempre com mais dinheiro que estrutura têm sempre mais dificuldades, levam sempre mais tempo. E depois também há épocas atípicas em qualquer lado, veja-se a distância actual de Dortmund para Munique, para além dos quilómetros claro.

Na próxima época mesmo com 20 Milhões voltamos a ter mais que o dobro do 4º orçamento, logo financeiramente só volta a haver justificação para perder para Porto e Benfica, o que faz com que estejamos sempre na luta pelo título até ao fim. A velha questão do Sporting e quando andávamos por volta dos 40 M, muito para sermos terceiros e pouco para sermos campeões. E bastam as lesões para alterar ainda sempre tudo para pior. Também aconteceu esta época por exemplo em Guimarães e em Braga, sempre muito fustigados.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.03.2014 às 23:37

Acho que é prematuro, neste momento, falar da próxima época, muito embora se admita que as Direcções mais competentes e organizadas já estarão a preparar determinadas disposições.

O plantel actual não é o suficiente, em número e qualidade, para assumir a competitividade que lhe vai ser exigida nas provas domésticas e na Champions. Desconhece-se que jogadores poderão sair no Verão, nem aqueles que da equipa B já estão em condições para dar o salto. Veremos, então, se o referido orçamento será adequado para as exigências.
Sem imagem de perfil

De L a 31.03.2014 às 21:53


Boa noite caro Rui Gomes,

Ainda em relação a um post anterior, infelizmente a blogosfera leonina sempre serviu para tudo menos para reflectir e no que quer que seja. E digo sempre porque presumo que não mudou nada e eu nesta altura também só posso mesmo presumir.

E aqui concordo, só referi a próxima época hipoteticamente para melhor entender esta, onde como alguém também já disse, com o fundamental serenar da guerra civil no clube, devemos o ter feito a nossa parte desta vez, o 3º lugar, em exclusivo ao excelente trabalho do Jardim, independentemente do folclore todo que só serve para excitar mais meia-dúzia de bastas de cada vez. Já o 2º lugar prende-se muito mais e inevitavelmente com um fracasso sem precedentes, pelo menos num passado recente, do FCP. E nesta matéria a melhor notícia é que a guerra da sucessão ainda só agora é que começou, a par claro com um peso cada vez maior do Benfica na arbitragem mas esta última parte já estou convencido que também escapa a muitos sportinguistas.

À medida que baixamos o orçamento aumenta também a dependência de variáveis que não conseguimos controlar de todo, devido sobretudo ao menor número de soluções e que podem hipotecar ou mudar tudo como da noite para o dia e pior, de um dia para o outro. E falei das lesões mas podia falar de muito mais. Aliás, como o próprio Rui está farto de dizer, não conhece nenhum projecto porque o único projecto actual do futebol do Sporting é mesmo o Excel – que tanto irrita o Bruno - passado pela banca. Até porque julgo que também ainda não houve tempo para todos esquecerem a pompa com que Van Basten ainda chegou a ser apresentado. Assim como nenhuma aposta na formação começa por destruir a excelente estrutura de acompanhamento da equipa B.

Ninguém se interroga de que é que serve o apuramento directo para a Champions se não para reflectir já no próximo orçamento? Até porque volta a estar muito dinheiro em jogo e a cada jogo. E o mesmo, de pelo menos parte das receitas extraordinárias provenientes das vendas, de outra forma como compensar as saídas sempre? Com mais anos zero?

Voltando a um tema caro, a par com os resultados desportivos o campeonato do Sporting também tem que ser sempre o campeonato das receitas operacionais, que é o que nos dá sempre o nosso patamar de competitividade e como o país está é preciso muito mais mundo, para além de Alvalade ou Alcochete. Este é que é o grande desafio para o Sporting se aproximar muito mais dos nossos grandes adversários e só então voltaremos a ter condições para voltar a disputar títulos. Nem nenhum clube vive muito tempo de receitas extraordinárias, é tão tanga como andar a dizer que estamos à espera que os outros também baixem os orçamentos e aí já vamos estar mais preparados.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo