Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os planteis mais caros do planeta

Rui Gomes, em 28.03.14
 

 

O Observatório do Futebol (CIES) revelou a lista dos 10 planteis mais caros do planeta. Não posso dizer que fui surpreendido por algum nome, nem a minha expectativa incluía qualquer emblema luso, como é perfeitamente lógico e natural, face às condições de Portugal e do futebol português. Quando muito, a ordem dos clubes não era a que eu esperava:

 

1.º Real Madrid - 642 milhões de euros

 

2.º Manchester City - 521 milhões de euros

 

3.º Manchester United - 473 milhões de euros

 

4.º Paris Saint-Germain - 465 milhões de euros

 

5.º Chelsea - 450 milhões de euros

 

6.º Tottenham - 299 milhões de euros

 

7.º Barcelona - 284 milhões de euros

 

8.º Bayern Munique - 278 milhões de euros

 

9.º Arsenal - 258 milhões de euros

 

10.º Juventus - 256 milhões de euros

 

Esperava ver o Barcelona e o Bayern Munique mais próximos do topo e o Tottenham muito mais baixo. Não possuo dados para refutar os resultados do estudo, mas sinto imensa dificuldade em acreditar que o plantel do Barcelona valha menos de metade do que o do Real Madrid, e significativamente menos dos 3.º, 4.º e 5.º classificados, até do Tottenham.

 

publicado às 22:15

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De L a 31.03.2014 às 21:53


Boa noite caro Rui Gomes,

Ainda em relação a um post anterior, infelizmente a blogosfera leonina sempre serviu para tudo menos para reflectir e no que quer que seja. E digo sempre porque presumo que não mudou nada e eu nesta altura também só posso mesmo presumir.

E aqui concordo, só referi a próxima época hipoteticamente para melhor entender esta, onde como alguém também já disse, com o fundamental serenar da guerra civil no clube, devemos o ter feito a nossa parte desta vez, o 3º lugar, em exclusivo ao excelente trabalho do Jardim, independentemente do folclore todo que só serve para excitar mais meia-dúzia de bastas de cada vez. Já o 2º lugar prende-se muito mais e inevitavelmente com um fracasso sem precedentes, pelo menos num passado recente, do FCP. E nesta matéria a melhor notícia é que a guerra da sucessão ainda só agora é que começou, a par claro com um peso cada vez maior do Benfica na arbitragem mas esta última parte já estou convencido que também escapa a muitos sportinguistas.

À medida que baixamos o orçamento aumenta também a dependência de variáveis que não conseguimos controlar de todo, devido sobretudo ao menor número de soluções e que podem hipotecar ou mudar tudo como da noite para o dia e pior, de um dia para o outro. E falei das lesões mas podia falar de muito mais. Aliás, como o próprio Rui está farto de dizer, não conhece nenhum projecto porque o único projecto actual do futebol do Sporting é mesmo o Excel – que tanto irrita o Bruno - passado pela banca. Até porque julgo que também ainda não houve tempo para todos esquecerem a pompa com que Van Basten ainda chegou a ser apresentado. Assim como nenhuma aposta na formação começa por destruir a excelente estrutura de acompanhamento da equipa B.

Ninguém se interroga de que é que serve o apuramento directo para a Champions se não para reflectir já no próximo orçamento? Até porque volta a estar muito dinheiro em jogo e a cada jogo. E o mesmo, de pelo menos parte das receitas extraordinárias provenientes das vendas, de outra forma como compensar as saídas sempre? Com mais anos zero?

Voltando a um tema caro, a par com os resultados desportivos o campeonato do Sporting também tem que ser sempre o campeonato das receitas operacionais, que é o que nos dá sempre o nosso patamar de competitividade e como o país está é preciso muito mais mundo, para além de Alvalade ou Alcochete. Este é que é o grande desafio para o Sporting se aproximar muito mais dos nossos grandes adversários e só então voltaremos a ter condições para voltar a disputar títulos. Nem nenhum clube vive muito tempo de receitas extraordinárias, é tão tanga como andar a dizer que estamos à espera que os outros também baixem os orçamentos e aí já vamos estar mais preparados.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo